1. Spirit Fanfics >
  2. WONDERLAND - Interativa >
  3. Rex tremendae majestatis

História WONDERLAND - Interativa - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Recomendo que ouçam a Música " City Of The Dead" da Eurielli. Ouçam ela enquanto lêem a parte da coroação, para poderem sentir todo o drama kk.

Boa leitura amores.

Capítulo 2 - Rex tremendae majestatis


Fanfic / Fanfiction WONDERLAND - Interativa - Capítulo 2 - Rex tremendae majestatis

Estou com medo do que tem dentro da minha cabeça

O que há dentro da minha alma


O Palácio de Marmoreal acordará mais agitado que nos outros dias, tudo isso por conta da coroação real, onde o primogênito Blanco D'marmoreal irá se sentar ao trono e assim assumir o lugar de sua mãe ao trono.

Novamente existem dois irmãos e uma só coroa, mas desta vez as coisas prometiam seguir um rumo diferente.


|Fallon POV's|


Os primeiros raios de sol atravessaram pelo tecido perolado da cortina, indo de encontro com o delicado rosto de Fallon, o segundo filho da rainha Mirana.

O jovial lentamente abriu seus olhos por conta da perturbação em seu rosto, foi então que se dera conta da figura que o observava dormindo em seu quarto; se não fosse pelos cabelos platinados e o olhos negros como a noite, o menor teria gritado ajuda aos guardas. Porém se tratava de seu irmão, o futuro rei de Wonderland. 


- O que faz tão cedo aqui? Está ansioso para o seu grande dia?. Perguntou ao rapaz parado em sua frente, enquanto se ajeitava sentando com as costas apoiadas na cabeceira da cama. Fallon ainda se encontrava meio sonolento, fator que ajudou a não perceber o sorriso malicioso nos lábios do maior.


- Apenas apreciando sua beleza matinal, saiba que sua pele fica encantadora quando os raios de sol a atinge pela primeira vez. Deslizou sua destra pela bochecha do irmão e a desceu até o pescoço deste, o alisando com certa delicadeza no ato. - Estive pensando, quando me tornar rei ninguém poderá me dizer o que fazer e não fazer. Estaria acima de qualquer regra. Seus dedos agora  passeavam por dentro da blusa do menor e tocando em áreas sensíveis de Fallon, o fazendo arfar em protesto.

- Não precisaremos mais fazer nada escondidos, quero que seja a minha rainha. Sorriu mais uma vez e então se afastou do jovial na cama. - Eu sei que somos dois príncipes e que estamos acostumados com jóias e coisas brilhantes, mas por enquanto só tenho isso a te oferecer. Levou sua mão esquerda até o bolso de sua calça social e de lá tirou duas fitas brancas. - Fallon D'marmoreal, você aceita se casar comigo?


O garoto sobre  a cama se assustou ao ouvir o pedido do mais velho, já estavam mantendo esta relação escondida a mais de messes e mesmo assim não acreditava que seu irmão realmente iria levar aquilo à diante. Se jogou contra o corpo do outro, sem ao menos dar tempo para o maior se preparar para o agarrar; o que resultou na queda de ambos ao chão.


- Mais é claro que eu aceito, me casaria com você até com anéis de papel. Terminou a frase distribuindo vários beijinhos pelo rosto do mais velho, cujo segurou em queixo e selou ambos os lábios em um beijo.

Quando finalmente se separaram pela falta de ar que já se fez presente, o futuro rei segurou na mão direita de seu amado e então amarrou a fitinha em seu dedo, fazendo o mesmo com sigo mesmo. 







A luz branca se desvanece para vermelho

Quando entro na cidade dos mortos



|Autor POV's|




Já estava tudo pronto para a grande celebração, todos os cidadãos de Wonderland estava presentes no palácio, até mesmo os moradores do reino de Salazen Grum. O salão de festas estava todo decorado em cores claras e rosas brancas, no palco estava o trono da rainha Mirana, do príncipe Fallon e o do futuro rei Blanco.

Os assentos dos súditos estavam todos organizados em sentido circular, de modo que deixasse o espaço onde a dança do futuro rei iria acontecer.


Blanco estava se arrumando junto de seu irmão, ambos estavam nervosos com aquela coração que viria acontecer; seria ali que iriam finalmente revelar o romance entre os dois. Ambos sentiam como se seus corações fossem pular para fora de seus peitos a qualquer momento.

Foram tirados de seus pensamentos pela voz de Mirana, que soou bem mais agitada que de costume; estava bastante explícito em sua afeição que a mais velha estava nervosa também. Não era todo dia que alguém era coroado e da última vez acabou em desastre para toda Wonderland.


- Se apressem os dois, não quero fazer os súditos esperarem mais. Suspirou se aproximando de seu primogênito e o ajudando com a gravata, logo olhou para seu caçula e sorriu para o mesmo enquanto saia do quarto. - Andem logo.

Ambos os irmãos se entreolharam e riram com o que acabará de acontecer. Blanco por sua vez se aproximou do menor, entrelaçando seus braços envolta de sua cintura e o puxando para colar ambos os corpos.

- Eu adoro te ver de vestido, isso me excita. Disse e começou a trilhar um caminho de beijos pelo ouvido do platinado menor e descendo até a curvatura de seu pescoço, parando o no pomo de adão. - Acho melhor irmos logo, antes que eu não consiga me controlar em te ver assim. 


Nós éramos os reis e rainhas

E eles leram os nossos nomes

Na noite em que você dançou como se soubesse que nossas vidas

Nunca mais seriam as mesmas



Todos já estavam em seus lugares, cada convidado sentado e esperando pela chegada da família real. As portas se abriram e as trombetas tocaram, anunciando a chegada da família Hearts, a Rainha Iracebeth e o Príncipe Chase.

Emoções a mil e finalmente foi anunciado a chegada da Rainha Mirana, cuja entrou graciosamente acompanhada de várias borboletas que voavam ao redor de seu cabelo e vestido. Logo após veio o anúncio do Príncipe Fallon, que arrancava olhares de todos presentes no salão, principalmente o de um certo ruivo que estava sentado próximo ao altar. 

Foi quando todos se calaram e observaram a estrada do Príncipe Blanco, que caminhava atento aos seus próprios pés; sem sinal de desistência ou medo. Apenas nervosismo, afinal, iria declarar seu romance com o próprio irmão e na frente de toda Wonderland. 

Fallon sorriu ao ver o irmão se sentar ao seu lado no trono, já podia imaginar como seriam os anos prósperos do reino de ambos. Foi quando sua fantasia fora cortada novamente por sua mãe.


- Cidadãos do mundo subterrâneo, é muito gratificante ver que todos estão presentes para a grande celebração de coroação. A tempos atrás foi neste mesmo lugar que as coisas deram erradas para o nosso povo, tendo sangue inocente derramado por todo o nosso encantado país, mas foi graças a Alice que hoje podemos celebrar novamente e sem medo de sermos mortos. Sorriu tentando conter as lágrimas, seu olhar vergonhoso foi direcionado a sua irmã, que a olhava sorrindo e a apoiando em seu discurso. - Hoje eu tenho o prazer de passar a coroa e o título de governante de Wonderland para o meu primogênito, Blanco D'marmoreal.

E então toda a multidão bateu palmas para a sua rainha, que se sentou e deu lugar ao príncipe que iria receber sua coroa.


- Eu cresci sabendo que mais cedo ou mais tarde teria que aceitar este destino que me foi dado, então o abracei com todas as minhas forças e fiz uma promessa a mim mesmo. Que iria dar o meu melhor a toda Wonderland, nem que isso custasse o meu sangue e então  eu os digo, hoje é o fim de uma década e o início de uma nova era!.


E toda multidão foi à loucura, aplaudindo e gritando "Vida longa ao rei" e foi quando a coroa de sua mãe foi posta sobre sua cabeça, se transformando em uma coroa masculina.

Todos estavam urrando aos quatro ventos, em comemoração ao novo rei e seu novo reinado de luz e paz.  Não dera tempo de Blanco poder finalmente se abrir com todos alí, apenas foi ouvido o som de um gemido de dor e então se corpo caindo lentamente aos degraus do palco. 

Foi tudo tão rápido que ninguém conseguia entender o que havia acabado de acontecer e nem como havia acontecido àquilo. Fallon se levantou tão apressado de onde estava que seus saltos se prenderam a barra do vestido e o rasgou, o príncipe se jogou desesperado em cima do corpo de seu irmão e amante.


-  Blanco! Fale comigo Blanco! Eu preciso de você, não me deixe assim… Nada fora respondido pelo novo rei, ele apenas sorriu com a visão de seu pequeno e o entregou o anel que estava em seu dedo, foi quando Fallon percebeu a poça de sangue que se formava envolta dos dois. Fallon sentiu sua visão ficar turva e então  veio o apagão.



Quão terrível é o futuro

Quando o juiz há de vir

Quão terrível é o futuro

Quando o juiz há de vir


O corpo de Fallon foi jogado ao chão, como se algo o tivesse sugado a vida, foi quando sua mãe tentou se levantar do trono e uma força maior a fez voltar ao seu assento. 

As portas do palácio de abriram bruscamente e o ar envolta de todos se fez mais pesado e frio, foi quando o corpo de Fallon começou a flutuar sobre todos alí presentes, sua pele agora parecia cada vez mais pálida e sem vida. Um som estridente começou a ecoar por todo o grande salão, como vozes fortes que cantavam e lamentavam. 


"Rei, tremenda majestade

Que salva à vontade

Salva-me, fonte de piedade

Salva-me, fonte de piedade"


Então os olhos de Fallon se abriram e estavam iluminados por uma luz branca, este olhava para todos os presentes na sala e então desviou sua atenção para o príncipe morto ao chão.


- Sangue fora desarmando sobre os chãos sagrados de Marmoreal, jogando fora uma das leis mais antigas dos antigos reis. A maldição dos primeiros reis fora jogada contra todos vocês, agora o pecado anda sob a  mesma terra que todos vocês, ninguém esta mais a salvo da tempestade que se aproxima, condenados a viverem andando sobre o fogo cruzado de seus próprios destinos incertos.


Então o corpo de Blanco se elevou junto ao do irmão e uma luz negra começou a circular ambos os corpos, quando finalmente adentrou ao ventre do príncipe mais novo. Fazendo com que este caia desacordado ao chão. Agora seus cabelos estavam tão negros quanto a noite sem estrelas.

Os cidadãos estavam todos em pânico, sem saber o que viria a seguir e nem o que deveriam fazer. Foi quando um estrondo fez com que todo o País das Maravilhas tremesse fortemente, sons de trovões já podiam  ser ouvidos.  A rainha finalmente consegui sair de seu assento e correu junto de seus súditos até o lado de fora. 

Onde viram uma escuridão tomando conta do céu iluminado pelo dia e as cores distópicas de Wonderland se tornarem sem vida. 



Condenados, odiados em todos os lugares

Afinal, até o infinito








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...