História World Magic - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 1
Palavras 2.954
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais um capitulo pra voces
Espero que gostem
Boa leitura

Capítulo 7 - Um novo lar Parte 1


World Magic – 7º Capitulo: Um novo lar Parte 1
                             
          Arik POV’S ON

O que foi isso? Como alguém como eu fui derrotado por um ser tão inferior a mim? Por que eu não pude fazer nada, eu devia ter feito algo contra aquele Maxciriano, mas nem mesmo um ser mágico do meu clã pode voltar ou alterar o passado, apenas dois clãs podem fazer tais atos que alteram as leis do universo

Jandai- Você não vai comer sua comida?- Meu pai perguntou com um olhar sereno

Erfa- É meu filho, eu preparei com muito amor- Minha mãe tentou me alegra

Jandai- Coma logo a comida vai ficar fria, e você sabe que nem toda comida e bom fria então coma logo

Arik- Eu só estou sem animo pra isso- Eu respondi com a voz baixa

Jandai- Você sabe que o almoço é uma refeição importante do seu dia, ainda mais nessa idade- Logo ele tentou me convencer a come

Arik- Por que nós precisamos comer?- Eu indaguei os dois

Jandai- Como?! Pode repetir a pergunta- Ele ficou confuso

Arik- Por que nós seres mágicos estamos comendo, como somos seres mágicos nós não precisamos comer ou dormi, então por que estamos comendo?- Eu logo tratei de repetir a pergunta só que dessa vez explicando um pouco mais

Arik- Pois mesmo que nós seres mágicos não precisamos comer ou dormi, nós fazemos isso como um modo de recuperar energia mais rápido- Ele explicou tudo enquanto comia sem manter muito o contato visual comigo

Arik- Entendo... Mas eu agora tenho que comer?- Lhes fiz outra pergunta

Erfa- Se você quiser ter aonde dormir ou passar a noite, vai ter sim- Minha mãe rapidamente respondeu minha pergunta olhando diretamente para mim- Eu não fiz essa comida para nós três para apenas seu pai e eu comemos, você esta incluso nesses três- Ela me olhou com compreensão enquanto dizia isso

Arik- Tudo bem, se é assim então não tenho outra opção- Dei um sorriso ameno- Depois de terminar posso ir da uma volta pela cidade?- Perguntei sorrindo um pouco mais

Erfa- falando em sai, como foi se passeio hoje de manha, quando você chegou parecia bastante perplexo psicologicamente, o que lhe deixou assim? Se é que posso saber- Ela perguntou um pouco mais séria

Arik- Não foi nada de mais, tirando o fato daquele infeliz ter abandonado nossa luta- Eu respondi baixando o tom de voz

Erfa- Disse alguma coisa?- Ela perguntou sorrindo novamente

Arik- Eu só disse que não aconteceu nada mesmo- Disse um pouco nervos tentando disfarçar

Erfa- Não importa então, mas respondendo sua pergunta, você pode ir sim da uma volta na cidade, contudo e claro se seu pai concordar e você voltar ate as 18:00 horas entendeu?- Ela me respondeu sendo um pouco rígida em seu tom de fala

Arik- Então pai posso ir?- Eu logo com uma enorme alegria perguntei a ele

Jandai- Sim, mas cumpra os pedidos de sua mãe e coma toda sua comida, já que você quer da uma volta deve está bem alimentado, pois já dizia meus antepassados “saco vazio não anda em pé”, então coma!- Ele me respondeu usando uma frase que ele costuma usar muito

Arik- Obrigado!!-eu rapidamente agradeci

~
~
~

Eu terminei de comer, lavei meu prato descansei um pouco pensando em coisas aleatórias da vida e então depois de tudo isso eu finalmente sai

Enquanto eu passava pela rua notei em uma praça onde tinha vários jovem, quase da mesma idade que a minha reunidos, então como curioso eu cheguei mais perto e pude ver o que eles estavam fazendo, eles tinham seus nomes escritos em suas blusas então ficou fácil saber o nome de cada um, é claro só não saberia que fosse um sego, mas como não é o meu caso então

Eu cheguei perto o suficiente para conseguir ouvi-los, eles estavam formando uma roda e no meio dela estavam duas pessoas, por eu estar tão perto pude ouvir a conversa dos dois

Pedro- Eu aposto que você não consegue me vencer!!- Ele disse com uma expressão em sua cara confiante de sua vitoria

Gondus- Acha mesmo que eu não conseguiria vencer alguém como você? Que patético, porém já que você insiste, eu vou aceitar apenas para tirar esse sorriso de sua cara- O outro que estava junto no meio da roda disse com confiança, porém sem subestimar seu oponente

Ofélia- Já que vocês querem tanto assim ver que é o melhor, então vamos fazer uma partida- Ela passou a sorrio de um jeito estranho- Vocês lembram as regras, não é?

- Sim!!!- Os dois disseram empolgados

Ofélia- Então vamos lá- Ela levantou o braço esquerdo para cima- Roshiucoso!!!!- Ela abaixou o braço rapidamente

Então nesse momento os dois começaram a lutar primeiro Pedro deu um soco de esquerda que Gondus impediu com seu braço esquerdo, logo por usa vez Gondus deu um soco de direita na barriga de Pedro fazendo ele se desconcentrar, nessa abertura Gondus chegou perto de Pedro agarrou seu ombro com sua mão esquerda por traz e segurou pela frente com a direita, já com tudo apoiado Gondus deu uma rasteira em Pedro, porém com o apoio dos seus dois braços Gondus tirou seu braço direito de baixo de Pedro e com seu esquerdo o empurrou com força para baixo contra o chão fazendo assim um enorme impacto

Contudo Pedro ficou no chão tempo suficiente para que fosse declarado nocaute, tempo esse que é de 1 minuto, mais que suficiente par alguém levantar, isso é claro se a pessoa for nocauteada

Ofélia- Nocaute!!! O vencedor e Gondus!!!- Ela apontara para Gondus- Então como premio o que você quer Gondus?- Ela perguntara para o mesmo

Gondus- Bem...- Ele olhou para a multidão- Eu quero que algum de vocês venha lutar comigo, qualquer um!- Ele disse isso olhando para mim- Então quem se oferece?!- Ele novamente olhou para mim

Arik- Eu! Eu me disponho a lutar com você- Eu disse surgindo no meio da multidão

Todos da roda olharam para mim surpresos, pois como alguém se oferece a lutar contra que essa pessoa acabou de ver seu adversário ganhado uma luta de lavada

Gondus- Ótimo! Achei que ia ter de escolher meu adversário, isso se ninguém se oferecesse- Ele deu um sorriso diferente

Ofélia- Você e novo aqui então vou explicar as regras, primeiro: Não é permitido acerta seu adversário no Scoulter, segundo: Não é permitido usar magias que não sejam conhecidas e não estejam no Book of Magic, terceiro: Não é permitido o uso de arma sem o consentimento dos dois participantes, isso é os dois tem que chegar a um acordo, em outras palavras os dois tem que querer usar armas, quarto: Aquele que estiver fora do circulo/limite definido está automaticamente fora da partida, isso é se o jogador estiver fora do limite pelo tempo de 1 minuto, quinto: A luta prossegue até ter um ganhador ou os jogadores chegarem a um acordo permitindo o empate e sexto porém não menos importante sendo essa a regra mais importante é: Está estritamente proibido matar seu adversário seja de qualquer forma, isso se for comprovado que o outro jogador matou seu adversário, caso não seja provado isso, a luta prossegue ate o tempo limite que o jogador pode ficar fora do limite indicado- Ela terminara de explicar- Você entendeu?- Ela pergunta apenas para confirma

Arik- Sim! Eu entendi tudo!- E respondera com animo

Ofélia- Ótimo! Agora podemos começar nossa luta, preparados?- Ela faz a ultima pergunta

- Sim!!!- Ambos respondemos

Ofélia- Então!- Ela levantara sua mão- Roshiucoso!!!!!!- Ela abaixara a mão enquanto gritava
                                   
            HENRIQUE POV'S ON 

A luta finalmente começara, antes de qualquer coisa acontecer, Gondus  diz a o seu adversário

Gondus- Como é sua primeira vez lutando, não sei como, mas tudo bem, eu vou de a vantagem de começar e me atacar primeiro, que tal, não é uma ótima oferta?- Ele disse a Arik com tom de convencido como se a luta já estivesse ganha pata ele

Arik- Que tal se eu trocar o primeiro ataque que é meu por usamos uma arma que eu escolha, e ai você da o primeiro ataque, não é uma proposta melhor que anterior?- Arik tentava ganhar vantagem com uma arma de sua escolha

Gondus- Você quer mesmo isso? Trocar o primeiro ataque por uma escolha?- Gondus falou com intenção de fazer seu adversário reconsidera

Arik- Absoluta!! Prefiro essa proposta!- Ele deu um sorriso

Gondus- Se é assim em tão bem, pode escolher sua arma- Vez um gesto apontando para as armas que eles podiam usar um luta como aquela

Ofélia- Então agora os lutadores aderiram o uso de armas em seu combate- Ela fez um gesto para que trouxessem- Tragam as armas que estão autorizadas para um combate como esse- Ela acenou para colocassem as armas na frente dos lutadores

Após isso eles botam as armas na frente de Arik, já que ele quem vai escolhe qual a arma ou as armas que eles vão usar sem combate. Ele olha todas as armas em sua frente por um breve segundo, até ele vê uma arma que ele está familiarizado

Arik- Eu vou querer essa aqui!- Ele aponta para a arma que ele quer usar

Gondus- tem certeza meu colega? Essa não é uma arma muito boa, é claro que eu falo em questão de durabilidade, pois como sabe armas desse tipo quebras com facilidade, a não ser é claro que esteja com algo em mente que funcione apenas em armas desse tipo- Ele olhou para a rama com apreensão- Bom por outro lado você que escolhe a arma então eu não posso falar nada- balançou seus ombros

Arik- Ótimo! Agora podemos começar nossa luta- Ele se prepara e se posiciona com a arma escolhida

Gondus- Bom como você escolheu a arma eu por tanto tenho o primeiro golpe- Se posicionou também- Veja bem, eu julguei você mal- Deu uma olhada na postura de seu adversário analisando também como ele segura seu arma, é claro a posição da arma e postura muda de acordo com a arma escolhida varia de arma para arma- Com essa postura você demonstra que já lutou com essa arma e sabe alguns truques com ela, agora eu entendo o porquê de você te escolhido essa arma- Ele disse comum sorriso em seu rosto

Ofélia- Armas escolhidas! Vamos prosseguir com a luta- ela faz um gesto que faz com que a luta continue

Então milésimos após de Ofélia ter dado a ordem para prosseguir Arik logo sentiu uma enorme velocidade vindo até ele, quando ele tentou se virar logo teve que se abaixar, jogando sua coluna toda para trás, porém ainda de pé [n/o: sim isso foi uma **** referencia a Matrix e a cena das balas],quando ele conseguiu vê por conta da coisa que está parada, ele viu que era Gondus com a arma bem m cima dele, pois se ele não tivesse jogado sua coluna, o golpe com a arma teria pegado em cheio fazendo um furo de tamanho médio no corpo de Arik. Logo Gondus se afastou de Arik retomando sua postura

Gondus- Você conseguiu desviar do meu ataque!- Disse com surpreso- Bom não terá tamanha sorte da próxima vez- Disse abrindo um estranho sorriso em seu rosto

Logo Arik percebeu que estava vindo em sua direção mais um ataque de Gondus, então para evitar o ataque ele logo decidiu jogar um ataque contra Gondus. Ele correu com uma velocidade tão extrema que a luz não conseguia bater em seu corpo e refletir para mostrar onde ele estava, ou seja, ele está praticamente invisível, mas logo parou de correr deixando seu corpo refletir a luz, só que ele estava bem atrás de Gondus. Gondus quando percebe que não foi capas de ver os movimentos de seu adversário entra em desespero, porém apenas internamente, não demonstrando fisicamente seu desespero. Quando Gondus tenta se distanciar, porém Arik da uma rasteira em Gondus o fazendo cair, então foi quando Arik tentou dar sua primeira finalização, ele pegou sua arma e tentou perfura Gondus, o mesmo rapidamente desenhou um símbolo mágico na perna de Arik, o fazendo explodir, é claro que isso afetou Gondus, só que ele já estava preparado para isso, o que ele fez foi aperta seu Scoulter para ativar seu capacete, assim então completando sua armadura, consequentemente o protegendo da explosão

Quando Arik cai no chão novamente ele vê Gondus indo em sua direção prono para ataca, logo ele se levanta e pensa

“Só um feitiço mágico me tiraria dessa enrascada sem nenhum problema, mas isso não é permitido, o que eu posso fazer?”

Ele se perguntou, então logo ele se lembrou de alguns símbolos que ele havia estudado e praticado que eram usados no reino Maxciriano, então rapidamente o ele usa  sua velocidade para conseguir corta uma parte de sua roupa, sua manga, já que o ele estava de maga comprida decidiu usá-la, após ele ter feito o símbolo, ele lembrou como se ativa a maioria dos símbolos Maxcirianos, tem que bater as duas mãos como se estivesse rezando [n/o: isso também foi uma **** referencia a outra coisa, ou melhor, pra facilitar a um anime]

Arik- Então é melhor você está preparado!!!- Ele realizara a condição pedida para ativar do feitiço- Agora você não-

Logo o ataque alcança o escudo criado por Arik, que com a força do empaquito quebrara o escudo, porém o símbolo continuara intacto, pois apenas sua projeção fora destruída [n/o: O escudo pode ser quebrado varias e varias vezes, contanto que o símbolo que deu origem a projeção esteja intocado, nem um arranhão ou um corte a mais ou errado se quer] Por sua vez Arik criou novamente seu escudo, que mesmo assim fora quebrado, repetidas e repetidas vezes, por que agora os ataques de Gondus eram de estilo corporal, agora ele atacava com socos, chutes, cotovelados entre outros, que todos foram impedidos pelos escudos que Arik criara

Gondus- Vai ficar só nesse truque? Não tem nada novo que possa usar?- Ele disse com tom de sarcasmo, e desferindo diversos socos

Arik- Eu até tenho, só que as regras me impedem de usá-los, ou seja, elas meio protegem você- Arik disse confiante- Mas eu acho que já chega de aquecemos- Ele esticara o braço fazendo seu escudo quebrar com o impacto e jogando para um pouco longe dele- Vamos começa essa luta de verdade, E já que você começou com o primeiro golpe no aquecimento eu vou começar com o primeiro golpe da  luta de verdade- Ele se preparou pegando sua arma novamente- Iniciando a luta em, 3, 2, e 1!!!!

Arik Partiu para cima de Gondus, logo acertando em sua cabeça com a arma, por sua vez Gondus fora atingido pelo golpe de Arik e teve seu pescoço quebrado no mesmo instante

Arik- Hora!- Disse sarcasticamente- Pensei ter ouvido você falar que a arma que eu escolhi não era resistente- Abril um sorriso de psicopata- Parece que o que não era resistente era na verdade seu próprio corpo- Cobriu sua boca e fez um olhar inocente- Mas não vamos falar sobre isso- Preparou-se novamente para atacar

Gondus- Isso foi apenas um golpe de sorte- Ele se levantou realocando sua cabeça no lugar certo sem a ajuda de suas mãos- Isso não vai acontecer de novo- Sua cabeça estava totalmente normal de novo como se nunca tivesse quebrado seu pescoço, e com isso apareceu um sorriso de confiança

Em uma questão milésimos ele desaparecera, porém Arik não estava nem um pouco preocupado com o sumiço repentino de Gondus, ele estava até quem bem calmo

Arik- Isso é tudo que você consegue fazer?- Ele disse como se estivesse totalmente desinteressado- mas que patético- ele disse revirando seus olhos para seu lado esquerdo

Então Arik estendeu seu braço esquerdo um pouco para trás de seu corpo, e fechou um pouco as pontas de seus dedos como se agarrasse alguma coisa. Então, Gondus surgiu bem no lagar onde estava à mão de Arik, e seu rosto se encaixou perfeitamente dentro da mão de Arik, que o mesmo o explodiu Gondus e o jogou para longe
Quando todos em volta viram tal cena, não conseguia entender como Arik causou essa explosão sem um símbolo, então até mesmo Gondus se questionou em voz alta

Gondus- Como você fez isso??!!!- Sue expressão... ele não tinha uma expressão em seu rosto , ele não tinha um rosto, sua face estava totalmente queimada por conta da explosão [n/o: as cordas vocais de Gondus, sua garganta, língua, boca e dentes  já haviam se regenerado por esse motivo ele podia falar]- Isso está fora das regras- Tentou fazer Arik ser desclassificado por quebrar uma das regras

Ofélia- A luta está em parada até o fim da inspeção!- Ofélia que estava no papel de juiz logo interferiu- Ajudantes vão-
Ofélia fora interrompida por Arik

Arik- Não vamos para a luta coisa nenhuma! Olhe isso- Ele mostrara a palma de sua mão esquerda para
Ofélia- Eu fiz o mesmo símbolo que ele usou para se defender de minha primeira tentativa de finalização, eu fiz isso quando juntei minhas mãos- Ele explicou      

???- Isso é verdade!!- Alguém no meio da roda fala

Quando eles olham vêem que é Kacio, um membro da equipe que é bastante importante e respeitado

Kacio- Eu vi ele fazendo o símbolo!- Ele afirmara- Então, se você desclassificar ele por fazer esse símbolo deve desclassificar o Gondus e tornas o outro vencedor pois Gondus usou esse símbolo primeiro – Ele disse fechando seu olhos

Ofélia- T-tudo bem- Ele não questionaria a palavra de Kacio, nem mesmo iria contra- Continuem com a luta- Disse ela fazendo sinal par que a luta continuasse
                                                                                                                           Continua...
World Magic – 8º Capitulo: Um novo lar Parte 2 


Notas Finais


Entao esse foi o capitulo
Até uma próxima
Chau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...