1. Spirit Fanfics >
  2. World Zombie >
  3. "Descobrindo" a América

História World Zombie - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Demorou mas chegou, um novo cap. O nosso novo cenário é o Brasil, que não foi afetado pelo vírus zumbi... Ainda. As coisas podem ficar calmas durante um tempo, mas não por muito tempo.

Capítulo 7 - "Descobrindo" a América


P.O.V Greg George

Ainda estávamos no avião, sobrevoando algum lugar, eu nem sabia se estávamos mais na Inglaterra, a cada hora que se passava eu estava mais longe de casa e isso me deixava um pouco triste, mas ao mesmo tempo é bom conhecer novos lugares não é mesmo? Até que essa viagem não é tão ruim no fim das contas. Olhei para o lado, aonde Lucy estava sentada, percebi que ela dormia, então vasculhei a minha mochila e tirei um gibi e comecei a ler.

P.O.V Kitty Jasper

Não tinha muita coisa parece fazer naquele avião já que não podia usar equipamentos eletrônicos, por razões de segurança, então resolvi dar uma espiada na primeira classe, porque eu tinha curiosidade e por que eu estava viajando na classe econômica, levantei da poltrona com cuidado para não acordar o homem que estava ao meu lado e fui até a entrada da primeira classe. Chegando lá, não tinha nenhuma pessoa famosa que eu tinha imaginado, então decidi voltar antes que alguma aeromoça me veja.

Sentei novamente no meu lugar e comecei a olhar pela janela, me despedindo da minha casa e de tudo que eu estava deixando para trás (Autor: nesse momento começa a tocar como trilha sonora "Hey Jude", dos Beatles).

P.O.V ???

Cheguei a uma sala, uma sala grande com uma mesa cumprida e estavam vários militares de alta patente sentados ao redor da mesa. Havia um lugar vazio e eu me sentei nele, assim que sentei um outro militar, que era um Búfalo marrom, veio e ficou de frente para o resto, atrás dele tinha um telão que mostrava o mapa-mundi com umas manchas vermelhas cobrindo certos países; o militar começou a falar.

Frederick: Olá a todos, meu nome é Frederick, almirante Frederick Enola. Devem estar se perguntando "qual o objetivo dessa reunião?", o objetivo é discutir sobre a situação atual do Reino Unido e do resto da Europa. Como vocês sabem, está vendo uma epidemia desconhecida que se originou em algum lugar da Europa, O nosso principal objetivo aqui é tentar conter a epidemia... A Umbrella Corporation diz que está analisando amostras do vírus e tentando obter respostas, nós também estamos nessa investigação. Enquanto as respostas não aparecem, esse surto está ficando cada vez pior e estão obrigando as nossas forças armadas a usar violência fatal contra os infectados, que demonstram um comportamento canibalesco. Estamos aqui em nome do alto governo inglês para discutir o que há de fazer nesse momento.

Todos acenam com a cabeça positivamente, eu faço o mesmo.

Frederick: Eu chamo aqui na frente o chefe responsável pela pesquisa da Umbrella e da H.I.V.E, doutor Bruce Thompson.

Todos batem palmas enquanto me levanto e vou até aonde o almirante Frederick estava.

Bruce: Certo... Humm... Até agora, a Umbrella tem trabalhado para estudar esse novo vírus, descobrimos que esse vírus possui propriedades químicas capaz de alterar o sistema neurológico do infectado, fazendo esse indivíduo ter um comportamento compulsivo inteiro a vontade de ser dentro de comer carne de seres vivos. Até agora não sabemos como combater esse agente viral, mas estamos fazendo o possível, obrigado.

Volto rapidamente para o meu lugar enquanto os outros furrys batem palmas.

Continuo ouvindo o almirante falar até o meu telefone começar a vibrar, dou uma espiada rápida e vejo que é uma ligação; saio da sala e fico encostado na fresta da porta.

Telefone ON

Bruce: Alô? Quem fala?

???: Bruce! Venha para cá, depressa!

Bruce: Como assim!? O que está acontecendo!?

???: É uma emergência! A base... É horrível...

Bruce: Fale devagar, o que está havendo?

???: O projeto The Giant está fora de controle! QUARENTENA MÁXIMA! QUAREN... AAAAHHHHH!!!

Bruce: Alô!? ALÔ!?

*Perda de conexão*

Eu ligo novamente.

Telefonista: O número discado foi desligado.

Telefone OFF

Depois dessa ligação, fiquei em desespero e sai correndo em direção ao laboratório para saber o que houve.

P.O.V Yasmin George

Eu comia uma barra de chocolate quando o piloto anunciou que já chegamos ao Brasil, mais especificamente em um lugar chamado aeroporto de Guarulhos. Acordei Bryan, que estava dormindo na poltrona ao lado, e avisei que já chegamos ao nosso destino.

Yasmin: Amor, já chegamos.

Bryan: Já? Bom... Vamos pegar as malas.

Acordamos nossos filhos, e a Kitty também, e saímos do avião e fomos ao bagageiro pegar as malas. No momento em que entramos na área de desembarque, vi um monte de soldados vestindo roupas de proteção e fazendo exames nos passageiros e, é claro, passamos por todos aqueles exames; nos dirigimos até a área dos táxis e, no caminho, vi um monte de lonas e "barracas" da OMS e do ministério da saúde brasileiro.

Entramos no táxi, tivemos que pegar dois porque um tinha apenas cinco lugares para sete furrys, contando com Kitty e um senhor que aceitou dividir a corrida.

Taxista: Pra onde consagrado?

Bryan: Para Mo-mogi... Ãnh... Para Mogi das Cruzes.

Taxista: Tá certo.

O taxista ligou o taxímetro e dirigiu para lá, depois que aquele senhor desceu em Ferraz, e eu ficava apenas apreciando aquela cidade, o tempo era meio nublado, o que me lembrou do clima lá de Manchester, até que eu estava feliz: irei reencontrar minha irmã que não vejo a uns 6 anos, além de eu e minha família estarmos a salvo daquele caos na Europa.

Mais tarde...

Chegamos em Mogi, uma cidade meio atrativa, e o taxista parou bem em frente da casa da minha irmã, que estava nos esperando.

Sai do carro e logo corri para dar um abraço nela.

Yasmin: Ah minha irmã, que saudades! Quanto tempo que eu não te vejo!

Ashley: Ahh! Que alegria!

Ashley é a minha irmã gêmea 36 segundos mais nova, a única diferença entre nós é que ela tem os olhos vermelhos e eu tenho olhos verdes, e ela é casada com um gato preto chamado Bruno e tem dois filhos: Amanda e Leonard, que são duas raposas pretas com algumas partes brancas. Apresentei a família toda, claro que eles já se conheciam mas fiz isso só pra garantir que não se esqueçam.

Bruno: Vamos, podem entrar. Eu ajudo com as malas.

Ashley: E qual é seu nome gracinha?

Kitty: É Kitty Jasper, muito prazer.

Ashley: O prazer é todo meu.

Todos nós entramos e ficamos conversando um pouco, não sei se é impressão minha mas passar um tempo aqui vai ser muito bom, depois de tudo que houve...


Notas Finais


Esse foi o cap de hoje, até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...