1. Spirit Fanfics >
  2. WR (República Weasley) >
  3. A Formatura

História WR (República Weasley) - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


Acabooou!!! Eu estou muito emocionada por acabar essa fanfic, ela foi curtinha porque eu to com muitos projetos em andamento então tive que dar uma encurtada, mas quem sabe no futuro eu não faça outra fanfic com a temática de universidade<3

Capítulo 15 - A Formatura


4 anos depois…


 

Faltavam poucas semanas para a formatura, como de costume em quase todos os cursos, muitos alunos tinham desistido, alguns que escolheram cursos com o menor tempo já haviam terminado como Marlene, Dorcas, Lily e James que também haviam se casado no ano passado. Fleur já tinha se formado no doutorado e estava trabalhando em Chicago, ela já estava casada com Gui que apenas esperava a cerimônia de formatura para sair da residência e ir morar com a esposa. Charlie tinha decidido que não iria seguir tanto a vida acadêmica com o irmão, estava terminando seu P.H.D em tecnologia e já estava com um emprego garantido, Régulo assim como Remus havia resolvido fazer mais de um curso durante os últimos anos e já estava se formando nas três áreas de engenharia, civil, mecânica e tecnológica… Sírius tinha terminado sua graduação em Marketing, mas não tinha o interesse em continuar em seguindo em demais graduações, e Remus, já estava formado em literatura, História da arte e literatura clássica, mas ainda tinha o interesse em continuar com a vida acadêmica dentro da faculdade.

A tarde estava ensolarada e os integrantes da WR se arrumavam para a formatura na sala vestindo suas becas.

–Agora que Gui e Charlie vão sair não vai ser nenhum Weasley puro sangue comandando a casa? – Perguntou Alice.

–Os nossos irmãos gêmeos decidiram que vão fazer faculdade, eles passaram em Harvard então vão comandar a Residência, e provavelmente não vão seguir as regras da casa e vão destruir toda a reputação que eu levei mais de 15 anos para construir. – Comentou Gui rindo com os outros.

–Alguém vai ficar? – Perguntou Régulo.

–E-Eu não sei… Quer dizer eu quero meu Pós Doc, meu Mestrado e meu doutorado… mas – Disse Remus um pouco sem jeito olhando Sírius.

–Ah querido, não se prenda por minha causa, eu vou estar em um apartamento em Boston a gente namora a distancia. – Disse Sírius dando um beijo suave na bochecha de Remus.

–Eu ainda estou pensando. – Respondeu Remus olhando os amigos.

–Eu to caindo o fora. – Concluiu Charlie e todos riram. – Não aguento mais, parece que eu nunca vou virar um adulto.

–Bora gente, faltam 5 minutos. – Disse Tonks animada.

Todos eles terminaram de se arrumar e foram até um grande salão de palestra onde começaram os discursos e a entrega dos diplomas, a reitor de admissões fez um discursos modesto mas bastante emocionante, um por um os nomes dos alunos por cursos e graduações foram chamados ao palco para pegar o diploma.

–Régulo Arturo Black. 

Régulo se levantou e subiu no palco pegando seus dois diplomas e indo até Charlie que o esperava no pé da escada. 

–Duas graduações de uma vez não é pra poucos. –Disse Charlie abraçando o namorado o beijando.

–Eu nem acredito que é real, tô formado nas três áreas da engenharia, eu sou louco? – Perguntou Régulo segurando a risada nos braços do namorado.

–Completamente, está pirado, mas deixa eu te contar um segredo... – Charlie fez uma pausa soltando o moreno retirando de dentro da beca uma caixinha de veludo vermelha. – As melhores pessoas são assim… – Completou Régulo abrindo a caixinha mostrando duas alianças. – Eu não quero esperar dois anos de um relacionamento com você pra fazer esse pedido… Régulo Arturo Black… Quer casar comigo?

Régulo estava em choque, levou uma das mãos tremendo até a caixinha passando seus dedos pelo metal gélido das alianças douradas, ele observou por dentro dos anéis e conseguiu ler as inscrições das alianças como "Player 1" e "Player 2" fazendo o moreno sorrir.

–Até o game over então. – Respondeu Régulo beijando Charlie com carinho derramando algumas lágrimas, mesmo entre o beijo eles conseguiam ouvir algumas pessoas gritando pelo pedido.

Depois que todos pegaram seus diplomas, um orador de uma das turmas deveria fazer um discurso, então Remus subiu ao palco deixando seus diplomas com Sírius.

–Bom, o orador de turmas que foi escolhido faltou e me colocando no lugar porque algum desmiolado disse pra um professor que eu era bom com palavras só porque eu conheço muitas palavras desconhecidas, como estapafúrdio. – Disse Remus fazendo a plateia rir. – A maioria de vocês que está aqui ta na primeira graduação, alguns estão na pós ou no pós Doc, e tem o pessoal mais cansado que não tá ligando pra nada porque já tá no mestrado e a essa altura tá se perguntando o que ainda ta fazendo aqui, mas eu acho que esse momento é único independente de quantas vezes a gente passe por ele, afinal nó fomos aqueles que não trancaram no primeiro semestre ou só desapareceram. – Completou Remus dando risada. – Todo curso tem a sua dificuldade e cada um que tá aqui sabe pelo que passou, pelo que teve que abrir mão, e o que vai fazer agora… todo mundo não, sempre tem um perdido, eu sou um deles esse ano, não faço ideia do que vou fazer… Eu só acho que todos devem considerar o dia de hoje uma vitória, independente de quantas DP’s você pegou, quantas vezes você já começou e terminou esse curso… mano você conseguiu o diploma é seu, vai lá agora esfregar na cara daquela tia que ficava falando que você era um bosta, e não é qualquer diploma, é Harvard, a gente conseguiu! Seja mais uma vez ou pela primeira vez, a gente conseguiu, ninguém pode tirar de você essa sensação de vitória… e eu acho que quero encerrar usando uma frase de um livro que eu gosto muito chamado extraordinário… “ Todo mundo merece ser aplaudido de pé uma vez na vida pelo simples fato de existir”.

Remus se curvou formalmente e desceu do palco ouvindo a chuva de aplausos indo até Sírius segurando o cano com seu diploma.

Todos começaram a conversar já do lado de fora do campus, se abraçando, tirando fotos, alguns ainda choravam, Remus foi até Sirius e abraçou o rapaz com carinho beijando o mesmo.

–Vai ficar chateado se… eu disser que quero ficar pra terminar minhas graduações? –Perguntou Remus segurando nas duas mãos de Sirius.

–Claro que não, Aluado, vamos namorar à distância como eu disse. – Respondeu Sírius sorrindo.

–Mas… vai me esperar? –Perguntou Remus um pouco inseguro.

–Por toda a eternidade… e em todas as minhas vidas… –Respondeu Sírius dando um selinho na testa de Remus.



 

6 anos depois…


 

Remus estava sentado na mesa em frente ao seu notebook até que Régulo atendeu a chamada de vídeo.

–Olha só, tá jogando seu cabelo pra trás. – Disse Remus animado ao ver a mudança no visual do amigo fazendo Régulo rir um pouco tímido.

–E você tá deixando o seu crescer, ficou legal. – Disse Régulo sorrindo.

–Sírius disse que eu devia arriscar. – Comentou Remus. – E como ta o Charlie?

–Ah ele ta bem, mas falou que ta com saudade de um lugar que consiga chegar aos 20°C. – Disse Régulo fazendo Remus rir.

–É tão frio ai na Romênia? – Perguntou Remus.

–O verão aqui é de 15°C, mas pelo menos nossa viagem pro México já ta marcada. – Diz Régulo.

–E você parece 0 animado. – Disse Remus apoiando o rosto na palma da mão.

–Eu sei lá, é um lugar que a gente nem fala a língua, nesse sentido ele é bem mais aventureiro que eu. – Respondeu Régulo. – Mas eu estou animado sim, vai que eu encontro algo legal pra fazer. 

–Eu tenho certeza de que vai ser incrível. – Comentou Remus sorrindo sentindo seu nariz arder. – Tô com saudades…

–Não chora, se você chorar eu choro também Pedacinho de Chocolate. – Respondeu Régulo se segurando para não chorar. – Desculpa ter ido pra tão longe.

–Nós crescemos Régulo, viramos adultos, querendo ou não… olha pra gente, você tá casado e eu tô noivo, você já tá pensando em adotar, eu vou me mudar com o Sírius… mas faz tanta falta não voltar caminhando com você da escola pra casa. – Comentou Remus limpando suas lágrimas.

–Fugir dos meus pais no final de semana pra ficar na praça. – Completou Régulo fazendo Remus rir.

–É estranho a gente sentir falta da pior fase da nossa vida? – Perguntou Remus.

–Eu acho que não, mesmo que fosse ruim a gente transformou em algo bom… – Disse Régulo sorrindo. – Quando será que a gente vai conseguir se ver.

–O doutorado está em pausa por enquanto pelas férias, e eu to de home office, mas não é como se eu conseguisse pegar um avião pra Romênia amanhã. – Respondeu Remus pensativo.

–Talvez eu consiga ir até ai, no mês que vem ainda vão estar na Califórnia ou já vão ter se mudado pra New York? – Perguntou Régulo.

–Ainda vamos estar aqui, o Sirius só começa no Wall Street depois do inverno. – Explicou Remus.

–Então vou falar com o Charlie, a gente encurta nosso tempo no México e antes de voltar pra Romênia faz um desvio pra California. – sugeriu Régulo.

–Porra, desvio do caralho hein. – Brincou Remus fazendo Régulo rir.

–Geografia nunca foi meu forte, mas eu quero te ver, eu não te vejo pessoalmente e 2 anos Remus. – Respondeu Régulo.

–É quando fizemos o reencontro da WR. – Disse Remus animado.

Régulo sorriu, ele e Remus continuaram dividindo suas experiências durante horas naquela ligação mesmo com o fuso horário bagunçado.

–Eu preciso desligar, mas te ligo amanhã de novo se estiver livre. – Respondeu Remus derramando suas lágrimas.

–Ai que saco Pèdacinho de Chocolate, para de chorar. – Pediu Régulo limpando suas lágrimas.

–Promete que vem me ver por favor. – Pediu Remus sorrindo.

–Eu nunca vou te abandonar, não importa a distância. –Respondeu Régulo sorrindo.

 

When the sun shines, we'll shine together

 

Told you I'll be here forever

 

Said I'll always be your friend

 

Took an oath, I'ma stick it out 'til the end

 

Now that it's raining more than ever

 

Know that we'll still have each other

 

You can stand under my umbrella

 

You can stand under my umbrella

 

(Quando o sol brilhar, vamos brilhar juntos

 

Disse que estarei aqui para sempre

 

Disse que sempre serei seu amigo

 

Fiz um juramento, vou aguentar até o fim

 

Agora que está chovendo mais do que nunca

 

Saiba que ainda teremos um ao outro

Você pode ficar debaixo do meu guarda chuva

 

Você pode ficar debaixo do meu guarda chuva)



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

**FIM**


Notas Finais


Muito obrigada a todos que Leram até aqui, amo muito todos vocês


Obs: Pra quem não entendeu o porque tava escrito Player 1 e 2 nas alianças do Charlie e do Régulo é que o romance deles começou jogando FIFA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...