1. Spirit Fanfics >
  2. Wrong cat >
  3. Capítulo 02

História Wrong cat - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oi tudo bem?
Mais um capítulo ❤️ essa capa linda, eu ganhei da @NilmaUchiha e eu estou me sentindo mimada, fiquei toda boiolinha. Sério ela é um anjo obrigada eu amei😍

Boa leitura ❤️

Capítulo 2 - Capítulo 02


Após o incidente com o Uchiha xingando meu gatinho tudo o que eu menos queria era olhar para a cara daquele ser arrogante, Mas querer não é poder. Como Amaterasu estava acostumada a vir todos os dias em casa, ela continuou vindo e eu não tinha coragem de me negar a abrir a porta para ela.


Então tinha que encarar o moreno de olhos escuros como a noite todos os dias, ele sempre me olhava com o rosto demonstrando indiferença, é isso mesmo, não ganhei nem um pedido de desculpa daquele ser. 


O clima tenso entre nós só aumentava, o que era ruim para minha convivência com ele mas era muito bom para a minha criatividade, sim fiz um romance baseado no clima de tensão entre eu e meu vizinho, céus isso soa tão clichê.


Estava perdida em pensamentos quando ouço alguns barulhos na janela, vou olhar e vejo a Amaterasu pedindo para entrar e Byakugan já estava miando desesperadamente para brincar com sua "amiga", abro para ela.


-Bem que você podia facilitar as coisas e vir uma vez por semana né? Não, tem que vir todos os dias para que eu possa ver a linda cara de nada do seu dono.


Contínuo o meu monólogo com os gatos como se eles entendessem e fossem responder, vejo Byakugan tentar brincar com a gata mas ela estava estranhamente calma. Contínuo observando quando de repente ela começa a miar sem para estranho isso, Amaterasu começa a andar pela casa como se procurasse alguma coisa. Vejo quando ela chega no quarto e antes de querer subir na minha cama um líquido sai, aí minha ficha caiu. Ela iria ter os filhotes! E queria parir na minha cama! Peguei ela com cuidado por achar que estava com dor, fui correndo em direção a lavanderia e peguei uma bacia grande que eu tinha, entrei correndo que nem uma maluca no quarto e peguei um cobertor limpinho. Coloquei Amaterasu na bacia já arrumada e ela procurou uma posição confortável, ela dava miados que demonstravam seu desconforto, Byakugan acompanhava tudo e de vez em quando dava umas lambidas carinhosas na cabeça da gata.


Algumas horas depois, Amaterasu deu luz a cinco gatinhos, quatro eram amarelos alaranjados somente um puxou o tom preto da gata.


Escuto a campainha tocar e vou atender às pressas, abro a porta e dou de cara com um Sasuke mau humorado, cara parece que as coisas não melhoram.


-Oi, vim buscar minha gata.- Ele fala ainda sério.


-Oi, tudo bem com você? Entre e fique a vontade! - Tento ser um pouco simpática com ele, acho que quando ele souber que a sua gata quis ter os filhotes aqui vai ter um treco.


Ele claramente estranha minha simpatia, mas mesmo receoso entra em casa, lhe ofereço um copo de água e ele aceita, espero ele terminar de beber para iniciar uma conversa.


-É então… Acho que ela vai ter que ficar em casa alguns dias. - Falo com um pouco de medo da sua reação.


-O quê? Porque? 


Não lhe respondo com palavras, apenas faço um gesto para que ele me siga e assim ele faz. 

Chegamos no quarto e o moreno paralisa na porta, a sua felina estava na bacia com os filhotes mamando e Byakugan estava na mesma bacia deitado atrás dela dormindo calmamente, ela lambia de vez em quando um ou outro filhotinho. Era uma cena fofinha e foi a primeira vez que vi um brilho emocional nos olhos do Sasuke.


Ele se aproximou da bacia que estava do lado da minha cama e se agachou, começou a fazer um carinho nos pelos de sua gata.


-Ei menina, você virou mamãe agora. - Falou com um carinho que fiquei derretida ao ver. 


Ele olhou os filhotes e fez um carinho em todos, até em Byakugan que nem sequer abriu os olhos, preguiçoso!


O moreno chegou perto de mim coçando os cabelos da nuca, parecia um pouco sem graça.


-Parece que os filhotes não são mesmo do seu gato. -Arqueei minha sobrancelha, ele ainda duvidava?


Ele soltou um riso constrangido e eu formei um bico de descontentamento.


-Olha, eu duvidei porque eu achava que o seu gato era o único que ela tinha contato, sei que errei e peço que me perdoe. -Ele parecia arrependido. 


-Tudo bem… -Falo um pouco sem graça.


O clima ficou um pouco estranho.


-Como pedido de desculpa, eu convido você para jantar em casa. Faço questão de cozinhar para você! O que acha?


Faço uma cara de dúvida, jantar? Penso direito e acho que não custa dar uma chance ao moreno, podemos ser bons amigos ou quem sabe… Hinata, não pense besteira.


-Tá bom eu aceito.


Ele me dá um sorriso de canto e de repente me sinto tímida, ele me encara por uns segundo e solta um suspiro ficando sério novamente.


-Fico feliz por aceitar meu convite, mas agora tenho que resolver um probleminha envolvendo um dobe e seu gato sem amor a vida.


Ele me deu um beijo na bochecha e saiu apressado, fiquei encarando a porta com a mão no lado em que ele beijou.


Quem é Dobe?




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...