História Wrong Number - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias I.O.I, TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jeon So-mi, Jihyo, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Tzuyu
Tags Desapaixone, Michaeng, Sohyo, Twice
Visualizações 81
Palavras 550
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


sem enrolações, estou sem um pouco de criatividade então só resolvi postar
Tradução do título: está frio aqui.

Capítulo 4 - Chapter Three: It's cold here.


you: eu fiz o que você falou

primeiramente, bom dia hehe

acho que dormi demais

então, eu fiz uma sopa e dei remédios a ela

acho que ela está melhor.

Dá para você me responder?

BabyGirl: nossa, que grossa

mas que bom que ajudou ela 

fico feliz ^^

bom dia

you: era só isso mesmo que eu queria falar :)

tá tudo bem?

BabyGirl: tá sim, e contigo?

you: tô meio ruim, acordei com as costas e o corpo doendo

bem que podia vir me dar uma massagem ein?

BabyGirl: haha, não

primeiro que nem sei seu nome, imagine onde você mora

you: se soubesse iria vir me fazer massagem? Olha que interessante

BabyGirl: haha

nem sonhando que iria

mas, só sente dor no corpo?

you: por impressionante que seja, sim.

acho que deve ser cansaço ou algo assim, não sei

BabyGirl: Desconfio também.

Melhor ficar deitada mais um pouco, se não melhorar, chama sua amiga pra fazer massagem KKKKKKJJ


Mina até que riu, mas sentiu seu corpo ficar ainda mais dolorido então apenas continuou deitada conversando com a garota.


Chaeyoung


Eu acordei melhor, não espirrava mais e me sentia melhor, graças a Mina que cuidou de mim, bem, ainda tô estranhando essa reação dela mas, que bom que ela me ajudou.

Me levanto da cama, faço minhas higienes e vou até a cozinha, arrisco um café da manhã e levo até seu quarto, precisava agradecer de alguma forma. Dou algumas batidas e entro no cômodo.

— Imaginei que você não tenha tomado café então tentei fazer um e, não tem veneno, eu provei um pouco e parece estar delicioso.

— Obrigada Chaeyoung, eu acordei meio dolorida mas vai passar depois, acabei por não ir tomar café.

— Ah, não me chama de Chaeyoung, pode me chamar de Chae ou algum outro apelido, não quero que ficamos assim, com ódio uma da outra.

Eu ri e ela também riu, me senti bem por estar assim, conversando e não brigando.

— Tudo bem, posso te chamar de Chaeng então? É um ótimo apelido.

— C-claro, gostei de Chaeng.

Ela sorriu e eu retribui, ela tinha um sorriso gengival muito lindo, eu poderia ficar o dia inteiro vendo ele de tão maravilhoso que é.

— Então, está bom?

A maior dá uma mordida em sua torrada e fecha os olhos, imagino que está saboreando ou tentando esquecer o gosto horrível, não sei.

— Chaeng... Isso tá incrível! O melhor café da manhã que eu já tive, eu não sabia que você cozinhava.

— Eu arrisquei hoje, nunca fiz nada igual.

— Tá incrível, mesmo.

Fiquei feliz por não ter queimado nada ou ter tocado fogo na cozinha, e principalmente por ela ter gostado do café.

— Mina?

— Hm?

— Você disse que tava com o corpo dolorido, não é?

— Sim mas e— a interrompo e fico de joelhos na cama, atrás da mesma e começo a massagear seus ombros, escutando um suspiro de alívio e me sento, colocando minhas pernas ao seu redor.

Mina já estava melhor, ficamos conversando depois da massagem que fiz nela e logo resolvi ir para o meu quarto, quando sou impedida pela mesma que puxa meu corpo, me fazendo cair por cima do seu. Ficamos com os rostos extremamente próximos e eu olhei seu rosto inteiro, olhei sua pintinha no nariz e uma perto de sua boca, fitei a mesma e não me aproximei, esperei Mina tomar alguma atitude e nada aconteceu, ficamos apenas fitando nossos rostos com cuidado, até que Mina corta o silêncio.

— Está um pouco frio aqui.







Notas Finais


🤷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...