História WWE Miraculous Chespirito - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Chapolin Colorado, Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug), Ronda Rousey, WWE
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, André Bourgeois, Big Show, Bray Wyatt, Brock Lesnar, Chloé Bourgeois, Fergal Devitt "Finn Bálor", Gabriel Agreste, Hawk Moth, John Cena, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mercedes Kaestner-Varnado "Sasha Banks", Mestre Fu, Nathalie Sancoeur, Nino, Nooroo, Pamela "Bayley" Martinez, Personagens Originais, Plagg, Roman Reigns, Ronda Rousey, Sabine Cheng, Seth Rollins, Stephanie McMahon, The Undertaker, Tikki, Tom Dupain, Triple H (Hunter Hearst Helmsley), Vince McMahon, Wayzz
Visualizações 34
Palavras 866
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 29 - O herói da América Latina


Fanfic / Fanfiction WWE Miraculous Chespirito - Capítulo 29 - O herói da América Latina

Nesse momento, mais um ataque criminoso acontece em Paris, com a gangue dos caras-pintadas agindo em diversos pontos da cidade.  O pânico era total!

 

NADJA:  Aqui é Nadja Chamack, da TVi ao vivo.  Uma gangue criminosa está espalhando o terror por vários pontos de Paris.  A quem estiver em lugar seguro, recomendamos permanecer onde está, e não sair na rua por nada, nem que seja vida ou morte.  Em qualquer lugar, tem um desses terroristas à espreita.  E agora, quem poderá nos salvar?

???:  EU!!!! – diz um estranho de roupa vermelha e antenas.

 

Mas esse não é o Chapolin Colorado, o herói da América Latina?

 

NADJA:  Não acredito...  é o Polegar Vermelho!

CHAPOLIN:  Não contavam com a minha astúcia!  Sigam-me os bons!

 

Eis que o herói, atrapalhado, tropeça nuns cabos, vindo a cair, e ainda desliga as câmeras, com isso.

 

NADJA:  Nossa, Chapolin, se machucou?

CHAPOLIN:  Não!  Fiz isso intencionalmente, todos os meus movimentos são friamente calculados.  Afinal, o que se passa por aqui?

NADJA:  Ah, sim, Chapolin...  estamos sofrendo uma série de ataques criminosos em Paris, organizado por bandidos com as caras pintadas.  Roubam, torturam, estupram e matam sem piedade.

CHAPOLIN:  NOSSA!!!!  Isso sim, é uma calamidade.  Mas não se preocupe, o Chapolin Colorado irá defendê-los de qualquer criminoso, em qualquer circunstância. 

 

Será que o nobre – e atrapalhado – herói mexicano irá mesmo proteger os parisienses, agora que não há mais Miraculous, graças ao tirano Hawk Moth?

 

Naquele momento, outro ataque criminoso acontecia, dessa vez, numa região mais periférica da Cidade-Luz.  Os tais caras-pintadas continuavam a sair roubando todo mundo da região.  A situação parecia fora de controle.

 

BANDIDO 1:  HAHAHAHAHA  Isso aqui está um paraíso, sem polícia, sem nenhuma força especial...

BANDIDO 2:  Isso aí!  E ai de quem em nosso caminho ficar...

 

Hawk Moth, em seu esconderijo, observava tudo.

 

HAWK:  HAHAHAHAHAHAHAHA  Tudo está indo do jeito que eu gosto; o mais puro CAOS! 

 

Ria o quanto pode, vilão, pois quem ri por último, ri melhor.  E em breve, você pagará por todos os seus crimes...  na PRISÃO!

 

O pânico era total.  Todos estavam com medo de sair nas ruas, os bandidos eram em maior número.

 

MOÇA:  Oh, e agora, quem poderá nos defender?

 

Eis que o herói da América Latina atende seu chamado, do alto de uma janela.

 

CHAPOLIN:  EU!!!!

MOÇA:  Chapolin Colorado! – sorria.

CHAPOLIN:  Não contavam com a minha astúcia!  Sigam-me os bons!

                                                                                                                               

O Polegar salta da janela, indo cair nuns caixotes abaixo, era o lixo dos moradores do prédio.

 

MOÇA:  Nossa...  não se machucou?

CHAPOLIN:  Fiz isso intencionalmente, todos os meus movimentos são friamente calculados.

MOÇA:  Ai, que  bom....  porque todos aqui estão com medo desses vagabundos que estão a nos roubar e aterrorizar.

CHAPOLIN:  Já sei da situação, já fui informado que há uma onda de ataques criminosos em Paris.  Mas precisarei traçar um plano especial para pegar esses caras, tudo tem que ser feito de forma cuidadosa.

BANDIDO 1:  Ora, ora, quem está aqui... – diz, sacando um punhal.

BANDIDO 2:  É aquele herói idiota do terceiro mundo...  parece que veio aumentar a nossa pilha de cadáveres.

CHAPOLIN:  Não cantem vitória antes do tempo, malfeitores.  A inteligência vence a força bruta sempre.

BANDIDO 1:  Veremos se isso é verdade.

 

Chapolin luta para resistir  aos bandidos, mas acaba dominado por eles.

 

BANDIDO 2:  HAHAHAHAHAHAHA  parece que agora não vem ninguém ao seu socorro, não é, Polegar Vermelho?

???:  Ele não está sozinho!

 

Ao virar para trás, se deparam com o misterioso Homem da Capa Preta.

 

BANDIDO 1:  Quem é você, estranho?  Como ousa nos atrapalhar?

CAPA PRETA:  Sou seu pior pesadelo; o Homem da Capa Preta.  Fim da linha para vocês, desordeiros!

BANDIDO 1:  Isso é o que nós vamos ver!

 

Os bandidos o atacam com seus punhais e canivetes, mas o Homem da Capa Preta, que é expert em artes marciais, consegue enfrentar os criminosos.

 

BANDIDO 2:  Ele não é um oponente comum, parece praticante de artes marciais.

CAPA PRETA:  Sou muito mais que isso, bandidos. 

 

Num ataque seguinte, armando-se com umas facas escondidas debaixo de sua capa, o guerreiro mascarado os ataca, arremessando-as contra os bandidos.  As facas os atingem em cheio no peito, levando-os à morte.

 

CHAPOLIN:  Nossa...  ele os matou! – diz, espantado.

CAPA PRETA:  Esses já eram, ainda faltam mais para limpar esta cidade.

CHAPOLIN:  Calma aí, homem, precisamos combatê-los, sim, mas não matá-los.  Devemos levá-los à justiça.

CAPA PRETA:  E de que isso adianta, meu caro Polegar Vermelho?  A polícia prende, mas os juízes os soltam.  Eles devem ser, sim, combatidos sem piedade.  Não tenho pena destes merdas.  Quantos pais de família eles mataram, e ainda continuam matando, por pura maldade?

 

Palavras muito profundas aquelas, mas bem sensatas.

 

CHAPOLIN:  Bem...  mas eu não posso matar ninguém, minha dignidade não me permite.

CAPA PRETA:  Como queira, Chapolin.  Mas precisamos continuar a enfrentá-los, e impedir que continuem espalhando caos por toda Paris.  Vamos nessa?

 

Em seu esconderijo, Hawk Moth assistia a tudo, completamente revoltado.

 

HAWK:  Maldição!  Não esperava que esse maldito Polegar Vermelho fosse vir me atrapalhar...  e esse tal de Homem da Capa Preta é outro que não perde por esperar.  A menos que...

 

Qual será o próximo ardil do vilão?  Que plano maquiavélico ele tem em mente?

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...