História WWE Miraculous Chespirito - Capítulo 35


Escrita por:

Postado
Categorias Chapolin Colorado, Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug), Ronda Rousey, WWE
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, André Bourgeois, Big Show, Bray Wyatt, Brock Lesnar, Chloé Bourgeois, Fergal Devitt "Finn Bálor", Gabriel Agreste, Hawk Moth, John Cena, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mercedes Kaestner-Varnado "Sasha Banks", Mestre Fu, Nathalie Sancoeur, Nino, Nooroo, Pamela "Bayley" Martinez, Personagens Originais, Plagg, Roman Reigns, Ronda Rousey, Sabine Cheng, Seth Rollins, Stephanie McMahon, The Undertaker, Tikki, Tom Dupain, Triple H (Hunter Hearst Helmsley), Vince McMahon, Wayzz
Visualizações 34
Palavras 1.122
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 35 - A prisão do herói


Fanfic / Fanfiction WWE Miraculous Chespirito - Capítulo 35 - A prisão do herói

Enquanto isso, Marco se dirige ao Ginásio René Rousseau, que já se encontrava interditado pela polícia, para encontrar a bomba e desarmá-la. 

 

MARCO:  Preciso impedir que isso aconteça, ou Hawk Moth finalmente conseguirá vencer.

 

Naquele momento, os políticos franceses estavam em reunião, tentando encontrar uma forma de solucionar aquele pandemônio em Paris.  André Bourgeios, agora senador e presidente do Senado francês, tentava pressionar o presidente do país, Emmanuel Macron, a colaborar e dar o que os bandidos querem, em troca de que não matem os reféns.  Será que o presidente da França submeter-se-á à tamanha chantagem?  

 

Nos arredores do ginásio, Marco tentava achar um meio de entrar lá sem ser notado. 

 

MARCO (pensando):  Preciso achar um meio de entrar sem que me notem...  sim!  Vou pelo esgoto de eletricidade.

 

Decidido a entrar lá, vai por via subterrânea, através do esgoto de eletricidade.  Será que ele conseguirá impedir que a bomba exploda?  

 

Instantes depois, eis que Marco chega ao interior do ginásio, e rapidamente sai à procura da tal bomba. 

 

MARCO:  Onde será que ela está? – indaga.

 

Procura por vários cantos, até que ouve um barulho vindo à direita, de dentro de um baú, que parecia ser o mecanismo de um relógio em funcionamento.

 

MARCO:  Ruído de relógio...  será que é uma bomba-relógio?

 

Eis que começa a vasculhar, sem se dar conta que vinha alguém. 

 

MARCO:  Onde está essa maldita...  ACHEI!!!

 

Finalmente a bomba foi encontrada. 

 

MARCO:  Muito bem, preciso mexer com cuidado, usando o que aprendi na Força Aérea Brasileira – e puxa um fio vermelho – Viva!  O timer parou!

???:   O que você está fazendo? – pergunta uma voz feminina.

 

Quando ele olha para trás...

 

MARCO:  O que...  BETH?!  Não é possível...  há  quanto tempo... – sorri.

 

Mas quando ela o olha...

 

BETH:  Você...  não pode ser!  Você foi o responsável pela vergonha que eu passei...  e agora quer explodir tudo?  CRIMINOSO!!!!

MARCO:  Eu não sou criminoso!  Isso é obra do Tripa Seca, eu encontrei a bomba, e acabei de desativá-la.  Precisamos entregá-la ao esquadrão antibomba, que está na porta.

BETH:  Mentira!  Você veio aqui como terrorista, não me engana!

 

A loira continuava irredutível.  Beth Phoenix sempre foi conhecida por ser impulsiva, temperamental e irracional, age antes de pensar, o que foi, até hoje, a principal causa de suas derrotas, tanto para mulheres quanto para homens.  Uma lutadora que ainda insiste em continuar lutando, mesmo tendo o equivalente a cinqüenta derrotas para cada vitória.

 

MARCO:  Beth...  você não quer mesmo ouvir a razão.  Não queria lutar contra você, mas, pelo visto, terei que lutar.

BETH:  Se quiser continuar vivo, só lutando e me vencendo.  Vamos, lute!

 

Beth Phoenix atacava Marco Benito, que procurava defender-se, já que havia coisa mais séria a cuidar; uma bomba que poderia custar muitíssimas vidas, mesmo estando desativada.  Nesse momento, outros participantes da WWE vinham andando e ouvem o barulho da briga.

 

SETH:  Isso é briga...  algo está errado!

BROCK:  Vamos ver agora mesmo!

 

Seth Rollins e Brock Lesnar correm até o local do barulho, e lá chegando, vêem Beth Phoenix a atacar Marco Benito, que estava de posse da bomba.

 

BETH:  Vamos, solte isso, ou pretende explodir todos nós, terrorista?

MARCO:  Eu não sou terrorista, Beth, pare com essa fixação!  Quando irá se libertar de todo esse ódio que nutre por mim?

SETH:  Beth...  o que está acontecendo, afinal?

MARCO:  Seth...  Brock...  vocês aqui?

BETH:  Detenham-no, é um terrorista, ele tem uma bomba!

MARCO:  Não é verdade, ela se equivocou, estou tentando desarmar a bomba.

SETH:  Bomba?  Então você trabalha para aqueles bandidos que apareceram na TV, ameaçando matar três jovens reféns...  ora, seu...

 

E ataca o ex-colega.

 

MARCO:  Seth...  pare com isso!  Eu sou um de vocês...  melhor dizendo, já fui, um dia.  Não se lembra de nada?

SETH:  Você...  um de nós?  Esquece, por mais que hajam rivalidades na WWE, jamais admitiríamos a presença de terroristas em nosso elenco.

BROCK:  Isso aí, pra cima dele!

 

Agora tinha o mundo inteiro contra ele.  Que triste sina!

 

Em seu esconderijo, Hawk Moth observava a tudo, regozijando-se da desgraça alheia em meio às gargalhadas.

 

HAWK:  HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA  Muito bem, meus caros, acabem logo com ele!

 

Vilão maldito!  Você ainda terá o que é seu.

 

Naquele momento, a polícia consegue entrar no ginásio, ao ouvir o barulho da confusão, e vê Marco com a bomba nas mãos, acuado por Beth, Seth e Brock.  O Tenente Roger saca sua arma e a aponta para Marco.

 

ROGER:  Você aí, ponha a bomba no chão e deite-se com as mãos na cabeça, não me obrigue a atirar!

MARCO:  Policial Roger...  eu não sou bandido!  Achei esta bomba e tentei desarmá-la, mas...

ROGER:  SILÊNCIO!!!!  Cale essa boca ou tudo que disser será usado contra você no tribunal, terrorista!

MARCO:  Caralho, por que essas coisas só acontecem comigo, afinal de contas?

BROCK:  WAAAAAAAAAAAA

 

Brock, com a ajuda de Seth, consegue imobilizá-lo.

 

MARCO:  Não...  me soltem...

ROGER:  É agora...

 

Com uma teaser – cassetete eletrificado – dá uma descarga nele, fazendo-o desmaiar. 

 

ROGER:  Muito bem, algemas nele.  Levem esse terrorista para a prisão, e olho vivo nele, ouviram?

 

Mais um herói retirado de circulação!  O mal, finalmente, está triunfando.  E agora, será que o mal finalmente vencerá completamente?  E agora, quem poderá nos defender?

 

Ao chegar até o ginásio, Hulk Hogan vê os carros da polícia a sair dali, levando Marco preso. 

 

HULK:  O que está acontecendo, afinal de contas? – indaga.

VICKIE:  Nossa, por onde você andou, homem de Deus?  Estava preocupada.

HULK:  Desculpe ter saído assim, Vickie, tive que ver um amigo que não estava muito bem – inventa uma desculpa pra despistar – mas afinal, o que houve?

VICKIE:  Prenderam um suposto terrorista, ele foi capturado por Seth, Brock e Beth, e ao que parece, foi identificado como Marco Benito.

HULK:  O QUÊ?!

 

Aquilo foi um choque para ele.  Lutou o tempo todo para fazer voltar a memória daquele que sempre foi seu fã incondicional na luta livre, por quem muita amizade pegou, a quem ele treinou como wrestler, além de ajudar no combate ao crime, e agora o vê ser preso como se terrorista fosse.  E boa parte disso não só é culpa de Hawk Moth, como também da própria mulher a quem Marco tanto diz amar, mas por ele nutre um ódio visceral, mesmo sem nenhuma razão. 

 

HULK (pensando):  Sim...  eu sei quem tem culpa nisso tudo...  e não é só o Hawk Moth!  Essa pessoa...  juro que ela vai pagar, e com juros e correção!  E já sei o que fazer.  Muito  bem...

 

O que será que ele vai fazer, afinal de contas?  E as sortes de Marinette, Adrien e Alya, como ficarão?  Será que o Chapolin Colorado e a polícia descobrirão o local onde eles estão cativos?  E a sorte de Marco, o que lhe acontecerá?  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...