1. Spirit Fanfics >
  2. X-Force Sex and Violence II >
  3. Profundezas

História X-Force Sex and Violence II - Capítulo 9


Escrita por: Guiedc

Capítulo 9 - Profundezas


 – Essa é a sala onde ela deveria estar se estivesse aqui. – disse a voz de Milo que saia do notebook. 

– Talvez as minhas informações estivessem erradas, talvez ela esteja longe daqui. – disse Dominó sentando-se no chão gelado. 

– Talvez eles já tenham tirado ela daqui, fazem vinte minutos, uma cápsula de transporte foi ejetada pra essas coordenadas, – disse ele mostrando os números na tela – elas indicam algum lugar no deserto australiano. Em alguns segundos eu vou ser capaz de acessar a câmera que está dentro da cápsula. 

Dominó se levantou. Se a criança estivesse dentro daquela coisa, Australia seria a próxima parada dela. A tela que mostrava as coordenadas deu lugar a imagem de uma garotinha assustada. Os cabelos cacheados que ela possuía na foto que estava no bolso de Dominó, haviam sido raspados e em sua pequena cabeça agora estavam as marcas de esparadrapos onde algum fio foi grudado enquanto a garota sofria nas mãos de quem fosse. Os lábios e a pele negra pálida onde as lágrimas haviam secados deixavam claro que a menina não tinha sido alimentada direito. 

– É a Amanda, é a sua sobrinha! – disse ela mesmo sabendo que a percepção de Milo já tinha notado. 

– Nós não temos como alcançar ela. Mas eu consigo mudar as coordenadas pra onde ela tá indo. 

– Leva ela pra mãe. Sua irmã tá num lugar seguro. Você tem como saber se eles têm alguma coisa pra rastrear a cápsula? 

– Tinham. – respondeu ele. – Já cuidei disso. 

Um barulho na porta atrás deles alertou Dominó. O som de alguém batendo contra a entrada logo foi seguido de um outro amontoado de sons. Ela sabia o que isso significava. Enquanto ela digitava as novas coordenadas, Wolverine do outro lado tinha perdido toda a pele do braço esquerdo e de uma parte do tronco.  A carne exposta, cortada e apertada, já não sangrava mais. Do outro lado nas costas o pulmão exposto aumentava e diminuía a cada respiração. No momento que Dominó abriu a porta, um gancho mecânico encravou as garras na perna de Wolverine lhe puxando para longe. 

– Rápido, a gente tem menos de uma hora. – gritou Logan revidando seu agressor. 

– Já está feito Beatrice, você pode ir conferir se ela chegou em segurança. Mas tenho certeza que agora ela está bem. Só falta você atender meu pedido. – disse a voz de Milo atrás dela. – Você sabe o que fazer. 

Dominó já tinha vivido esse momento. E apesar de dessa vez não ter o corpo do homem que ela amava na sua frente, reviver a mesma situação só machucava uma ferida que ainda estava aberta. 

– Que bom que você cumpriu sua promessa de não me esquecer. – disse ele enquanto Dominó acessava o sistema para a exclusão de todos os arquivos. 

– Você sabe que nem se eu quisesse eu poderia. – respondeu ela sem nem se esforçar pra conter as lágrimas. 

– Eu te amo Dominó. 

Ela apertou a tecla final. Não havia respondido a declaração da primeira vez como gostaria, e quando teve a sorte de poder tentar de novo não respondeu nada. 

Wolverine já tinha se livrado da maior parte dos inimigos por ali. Com a ajuda de Dominó eles logo eliminaram qualquer pessoa que tivesse por ali. 

– Que história é essa de menos de uma hora? – perguntou ela. 

– Cortesia da Víper. – respondeu Logan. – Cadê a menina? 

– A caminho de um lugar seguro. Ela vai se tá com a mãe daqui a pouco. E eu vou até lá pra ter certeza que tá tudo bem, mas antes a gente tem que dar o fora daqui. 

– Esse lugar é um labirinto. 

– Bem, é só escolher um caminho e esperar que a sorte faça o resto. Assim como a vida. 

O caminho que percorreram emergia debaixo de uma ponte, o rio Itajaí em frente e na direita por entre as árvores, mal podiam ver uma grande casa em formato germânico onde ficava a prefeitura da cidade. Ali na terra firme entre a vegetação um grupo de grandes roedores olhavam atentos as duas figuras que surgiam ali. Da distância que estavam o grupo de capivaras logo perdeu o interesse. O fator de cura de Wolverine já tinha providenciado a nova pele do braço e pulmão já estava protegido dentro do tronco já refeito. Ambos olhavam cansados o rio barrento e caudaloso a sua frente. Depois de poucos minutos o barulho abafado dos túneis implodindo puderam ser ouvidos por todo o centro barulhento da cidade, sem que ninguém prestasse muita atenção. Não demorou para que ali mesmo Dominó se sentasse sobre as pernas de Logan o apertando contra um beijo violento. A dor que Wolverine sentia pelas feridas ainda não cicatrizadas ele guardou pra ele. Já nua Dominó parou por um instante e olhou nos olhos de Logan. 

– Cê tá fazendo isso só pra afogar pra a dor de um amor que perdeu. – afirmou ele enquanto ela lia seu rosto. 

– Não estamos todos nós Logan? – perguntou ela tirando dele a última peça de roupa. 


Notas Finais


Os personagens Wolverine, Dominó, Víper, Milo, Fantomex, Kurt, Donald Pierce, Dr. Mendel Stromm, Monica Rapaccini, Magneto, Razorfist, pertencem a Marvel, todos os outros são minhas criações.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...