História Xmen : Descendentes - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias X-Men
Personagens Anna Marie (Vampira), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Jean Grey (Garota Marvel / Fênix), Katherine "Kitty" Pride (Lince Negra), Ororo Monroe (Tempestade), Professor Charles Xavier, Raven Darkhölme (Mística), Rémy LeBeau (Gambit), Robert "Bobby" Drake (Homem de Gelo), Scott Summers (Ciclope)
Tags Aventura, Xmen
Visualizações 11
Palavras 1.451
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 25 - Capitulo 23 : Lembrança


Fanfic / Fanfiction Xmen : Descendentes - Capítulo 25 - Capitulo 23 : Lembrança

John : -      Já estávamos cansados de ficar trancados naquele quarto e o pior é que não havia uma maneira de escapar

               Enquanto isso Max decidiu dar algumas noticias aos humanos que estavam apreensivos

Max : - Meus amigos - disse se aproximando da sacada da mansão - Eu sei que vocês querem voltar pra suas casas,mas ainda não podemos,ainda existem mutantes perigosos por ai que querem o nosso mal ,mas daqui alguns dias todos vão estar mortos e enfim vamos poder dizer que os mutantes foram extintos

                Enquanto isso Bruna acabou tirando um soneca no laboratório e se lembrou do momento em que conheceu Layla no outro mundo alternativo

Bruna : - Essa é a primeira consulta da paciente Layla - disse gravando na gravadora - Então Layla me fale o que esta acontecendo ?

Layla : - Doutora,eu sei que a senhora vai achar loucura o que eu vou dizer,mas eu ouço vozes

Bruna : - Bom,isso pode ser coisa da sua cabeça,talvez foi a maneira que você encontrou para superar uma perda

Layla : - Meus pais morreram e ainda sofro muito por isso

Bruna : - Então esse o motivo.

Layla : - Eu sinto que não é só isso,acho  que ha algo de ruim dentro de mim,que quer despertar e tomar o controle

Bruna : - Você não pode continuar com isso ou vai ser muio mais difícil superar a morte de seus pais

Layla : - Será que da pra você prestar atenção no que estou dizendo - disse auterando a voz

- Nesse momento  eu estou ouvindo o que você está pensando

Bruna : - Não,não está é apenas sua imaginação

Layla : - Então porque estou aqui?

Bruna : - Porque você me procurou ,porque sabe que tudo isso e mentira

Layla : - Ah é mesmo,então não faz sentido eu continuar vindo aqui - se levantou

Bruna : - Espera,so prometa que vira nas outras sessões ainda temos muito pra conversar

Layla : - Eu não prometo nada ,quer saber já estou cansada - ela levitou a Bruna e a jogou pela janela

                   Bruna acordou assustada,mas lembrando de quem ela era no outro mundo alternativo

Bruna : - Layla! - sussurrou

              Enquanto Bruna tinha acabado de se lembrar ,nos estávamos tentando arrumar uma maneira de escapar daquele maldito quarto

Jonh : - Aqui está - mostrei um pedaço de arame - Consegui pegar na última que me levaram

Luke : - Porque você não disse nada antes ?

John : - Porque eu queria ter certeza que isso ia dar certo

Jimmy : - Não,é melhor não arriscar ,eles podem acabar nos pegando e nos matando de vez

Lea : - Isso não vai acontecer,me de aqui - disse pegando o arame da minha mao e indo ate a porta

Luke : - Anda logo ,antes que os guardas resolvam aparecer

               A porta de repente se abriu e Max entrou

Max : - Me de isso ! - pegou o arame da mao de lea - Você realmente achou que iria conseguir abrir a porta com isso?

Lea : - Eu tentei.

Luke : - Pai,você precisa nos soltar ou matar a gente de uma vez

Max : - Eu ainda amo vocês,e não teria coragem de fazer isso com meus filhos,mesmo vocês estando contra mim ,mas eu tenho planos e não vou voltar atrás

Jimmy : - O que você veio fazer aqui embaixo? - perguntou se aproximando - Não cansa de dizer essas coisas?

Max : - Nunca mais fale assim - lhe deu um soco no estômago

Jimmy : - Ai! - gemeu

Max : - Eu vim dizer algo ao John

John : -  Pra mim ?

Max : - Finalmente conseguimos localizar seus amigos,estavam na escola ,eu devia ter me lembrado disso ,mas agora não importa porque mandei um míssil e todos morreram

John : - Não,não estão - uma lagrima desceu dos meus olhos

Max : - Veja por si mesmo

               Ele se aproximou  e me mostrou um video do míssil caindo na mansão

John : - Não,não pode ser - me ajoelhei e Lea veio me abraçar

Lea : - Você é mesmo um monstro,eu estava errada em pensar que você tinha salvação

Max : - Não me importo mais com o que você e o seu irmão pensam de mim

Luke : - E agora o que pretende fazer ?

Max : - Quero destruir todos os mutantes ,infelismente ainda existem alguns por ai,e depois que tiverem todos mortos inclusive vocês dois - apontou o dedo pra mim e pro Jimmy - Irei finalmente ter descanso e os humanos vão poder voltar pras suas casas em segurança

Luke : - Segurança? Isso já não existe mais,não enquanto você continuar vivo

Max : - Você quer ver seu próprio pai morto ?

Luke : - Meu pai ,o pai adorável e bondoso que eu tinha morreu a muito tempo

Max : - Não me importa - saiu e trancou a porta - Aproveitem bem ,enquanto não chega a vez de vocês - saiu

Luke : - John você tinha razão,temos que mata-lo se quisermos acabar com isso tudo

Lea : - John ,ele é o nosso pai

Luke : - Como eu disse nosso pai morreu a muito tempo, eu sei que e doloroso pensar nisso,mas é a única maneira

John : - Eu não acredito que meus pais estejam mortos,eu sei que eles arranjaram uma maneira de escapar ,mais me sinto culpado por ter entregado eles

Lea : - Não foi culpa sua,você não podia ter feito nada

Jimmy : - A Lea tem razão, não se Culpe por isso ,se você realmente acredita que eles estão vivos deve se agarrar a isso

Lea : - Vem cá! - ela me abraçou e chorei em seu ombro

                    Enquanto isso Bruna havia tomado uma decisão e estava na sala do Max tentando achar a chave para nos soltar.

Bruna : - Droga! Ela estava aqui eu mesma vi

Max : - Esta procurando alguma coisa Bruna? - perguntou entrando na sala

Bruna : - Não senhor eu vim colocar alguns papeis na sua mesa

Max : - ah,então se retire

Bruna : - Sim senhor!,com licença

            Ela passou perto dele e ele agarrou o seu braço

Max : - Você acha que sou algum idiota,eu sei que estava procurando a chave para solta-los

Bruna : - Não senhor eu apenas estava....

Max : - Ainda vai insistir nisso - a interrompeu - Eu acho que você não serve pra ser minha assistente

Bruna : - O que você vai fazer comigo ? - perguntou chorando - Por favor não me mate

Max : - Não irei te matar,pelo menos não agora ,guardas ? - gritou - Le vem ná tranque ela com eles.

Bruna : - Não ! Me soltem

Max : - Eu não posso confiar em ninguém,apenas no senhor - disse sussurrando e uma voz l respondeu - Sou grato senhor!

                  Lá embaixo no quarto....

Bruna : Me soltem?- a jogaram no chão

Lea : - Você está bem? - perguntou a ajudando a levantar

Bruna : - Agora eu estou

Luke : - O que houve? Porque ele está te prendendo aqui ?

Bruna : - Eu me lembrei de quem eu era no outro mundo alternativo,me lembrei da Layla

John : - Da layla? Então você a conhece ?

Bruna : - Eu era como uma irmã mas velha pra ela,espero que ela esteja bem

John : - Da última que a vi,ela tinha sido levada,mas tenho certeza que ela deve estar bem

Bruna : - Tem algo que preciso contar a vocês .

Luke : - Então nos conte

Bruna : - Eu descobrir que o seu pai não é o cabeça por traz de tudo isso,ele criou as sentinelas mas porque estava recebendo ordens

John : - E quem está dando essas ordens a ele ?

Bruna : - Eu nunca o vi,mas sei que ele é um mutante

Jimmy : - Um mutante?

Luke : - Mas o meu pai odeia mutantes

Bruna : - Pelo jeito esse ele não odeia

John : - Agora mais do que nunca temos que sair daqui,não sabemos os planos desse mutante 

Lea : - Bruna,você sabe alguma maneira de abrir essa porta?

Bruna : - Ela so abre com a chave,e infelizmente essa chave so fica com o Max

Jimmy : - Acho que Temos que nos conformar que não ha uma maneira de sair daqui

John : - Não Jimmy,desistir não é uma opção ,enquanto eu estiver vivo vou lutar pra arranjar uma maneira de escapar

Lea : - Você esta certo John,nos iremos lutar até o fim.

Luke : - E se esse fim estiver mas perto do que pensamos.

John : - Não importa,vamos até o fim mesmo que isso resulte em nossa morte,porque e melhor morrer tentando,do que ficar aqui esperando por ela........



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...