1. Spirit Fanfics >
  2. Xu Minghao, 22, escritor

História Xu Minghao, 22, escritor


Escrita por: anti-romantic

Fanfic / Fanfiction Xu Minghao, 22, escritor
Sinopse:
Minghao leva uma vida dura e terrível, desde sempre usando como refúgio as suas palavras pomposas que remetem um paraíso tranquilo e colorido — “Crio mundos utópicos para fugir da mesmice mordaz diária“, é o que se lê na sua bio de um site de histórias amador. A vida de escritor nunca foi fácil e é tão inexplorada como um vasto oceano ou o próprio universo, e neste rolê galáctico, Xu Minghao é uma espécie de Spike Spiegel enquanto Wen Junhui é o seu Jet Black. Juntos, os dois bons amigos teciam novos mundos para que fossem sugados para fora de suas respectivas realidades, assim aprendendo a viver um dia de cada vez com um pouco mais de harmonia.
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 145
Favoritos 61
Comentários 5
Listas de leitura 27
Palavras 1.375
Concluído Sim
Categorias Seventeen
Personagens Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8"
Tags Minghao!centric

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama / Tragédia, Lírica / Poesia, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de difamar ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1
Wen Junhui, 23, seu cúmplice
5
145
1.375

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por whalien-52
Capítulo 1 - Wen Junhui, 23, seu cúmplice
Usuário: whalien-52
Usuário
QUE VONTADE DE DEIXAR UM COMENTÁRIO TODO EM CAPS SABE PORQUE NOSSAAAAAAAAAAAAAAAAAA A A A A RIE COMO VOCÊ FAZ ISSO TODA BEZ EU ME PERGUNTO ENQUANTO NEM CONSIGO FECHAR A BOCA

QUALQUER DIA DESSES MEU MAXILAR VAI SAIR VOANDO DO TANTO QUE ELE FICA PENDURADO QUANDO LEIO SUAS HISTÓRIAS

VOCÊ É INCRÍVEL EU NEM SEI MAIS SINCERAMENTE ACHO QUE A ESSE PONTO "RIE" DEVIA SER SINÔNIMO DESSE ADJETIVO
Postado por verdigris
Capítulo 1 - Wen Junhui, 23, seu cúmplice
Usuário: verdigris
Usuário
Peculiar é a palavra perfeita pra descrever esse personagem, a ambientação e tudo mais... encantador e estranho, como duendes açucarados.

Minghao só me faz lembrar do Mingau, o gatinho da Magali. Xuxu Mingau.

Sou viúva da parte dois de Telephone.

Também gosto de ostentar o que não tenho. Talvez isso vá pra bio de algum perfil sortido.
Postado por celsoportiolli
Capítulo 1 - Wen Junhui, 23, seu cúmplice
Usuário: celsoportiolli
Usuário
linda amizade 👏👏
Postado por doctorhye
Capítulo 1 - Wen Junhui, 23, seu cúmplice
Usuário: doctorhye
Usuário
Eu sempre me sirvo de uma grande garrafa de iogurte de morango quando quero comentar em algo seu. A garrafa que eu uso é de metal e tem um emoji de gatinho no meio dela, com um "MIAU" bem grande embaixo, e toda vez que eu vou preparar minhas doses de iogurte de morango, eu ouço...

TCHEC TCHEC TCHEC TCHACO

Porque eu gosto de balançar bem antes de tomar, realmente. Eu sempre achei esse som engraçado, e eu o ouço várias vezes por dia, e tem umas vezes, enquanto eu encho minha garrafa com iogurte, que eu digo TCHEC TCHEC TCHEC TCHACO em voz alta, porque acho mais engraçado ainda. Onomatopeias são muito charmosas, e o jeito que você as usa sempre me deixa contente, porque é muito legal as imaginar ecoando na cabeça do personagem.

É o primeiro NAORIE!DAY do ano, e eu estou muito feliz. Sabe, quando havíamos começado a nos falar, eu tinha medo de ir dormir e, quando eu acordasse, não te encontrar e descobrir que foi tudo um sonho. E quando eu fui percebendo que não era um sonho, eu comecei a ficar com medo que parássemos de nos falar. Eu não sou gente boa e não tenho um papo muito legal, e eu pensava que chegaria o dia que você se encheria de mim e, sabe como é, agiria como se eu fosse só uma qualquer. Quando te conheci, eu andava de ônibus todos os dias, para ir e voltar da escola, e toda vez que eu pegava um ônibus, eu botava minha cabeça na janela e me perguntava se eu poderia falar contigo quando chegasse em casa. Eu muitas vezes não sabia como agir ou o que dizer, mas eu me sentia segura o bastante para ser eu mesma, desde que você estivesse por perto! Eu já sentia que eu tinha uma irmã mais velha, lá no início, e quando penso nisso, eu tenho muita vontade de chorar, porque eu te amo muito, muito mesmo.

Me sentia muito insegura em relação a tudo, antes de te conhecer. Eu tinha vergonha do que eu fazia, do que eu gostava, do que eu falava e até mesmo de quem eu era, mas depois que comecei a falar contigo, eu comecei a me sentir muito mais segura. Acho que depois de descobrir que você vive no mesmo mundo que eu, existir por estas bandas não é ruim. Vai ser bom demais continuar vivendo sabendo que você está aqui, pertinho de mim, mesmo que tão longe.

Conversar com você se tornou rotina. Escrever com você se tornou rotina. Escrever para você se tornou rotina. Surtar com você se tornou rotina. Eu amo como grande parte da minha rotina tem você no meio. Não sei o que eu fiz para merecer você como melhor amiga, mas não vou reclamar e sim aproveitar essa benção que as estrelas me proporcionaram.

Uma da manhã e minha garrafa de iogurte já está pela metade.

TCHEC TCHEC TCHEC TCHACO

Gostaria de saber dizer o quanto eu te amo, te admiro e, reforçando, te amo. Você é a minha maior inspiração, e eu quero ser forte como você quando eu crescer! Às vezes eu me sinto meio perdida, e não sei muito bem o que eu faço e o que vou fazer, mas minhas preocupações sempre vão embora quando bato papo com você. Nossa amizade virtual me leva para além da França e Bagdá. Eu me sinto entre as estrelas quando falo com você, e ah, eu me sinto TÃO feliz quando conversamos, porque você é uma irmã mais velha ótima e muito gentil, e me passa muita segurança, como se dissesse que vai ficar tudo bem. Falar com você é como receber um abraço coletivo de vinte minutos das estrelas.

Eu tô muito emocionada, e não devo estar falando coisa com coisa, mas o que importa é que eu te amo MUITO.

Também amo tudo o que você escreve e cria. O jeito que você molda os personagens é atrativo demais, e eu me sinto muito apegada a eles, com muita vontade de ser amiga deles. As suas ambientações são surrealmente perfeitas, e eu me sinto lá, sendo testemunha dos lugares e dos acontecimentos. Eu consigo ouvir a geladeira do Minghao, as baratinhas, o bebedouro... Aliás, "bebedouro" é uma palavra muito legal. Oh! Eu estou ouvindo as baratinhas sendo esmagadas :(

O seu Minghao e o seu Junhui me emocionam demais, porque só de pensar nas peripécias que eles devem viver enquanto escrevem juntos, eu começo a chorar. Fugir da realidade é bom, e eu acho que os Junhao fogem toda as vezes que estão juntos, falando pelo telefone de linha macarrão. Eu posso dizer o quão irado é fugir da realidade que nos cerca, porque eu fujo dela todos os dias, com você, quando escrevemos juntas. As Naorie têm o seu próprio mundinho, que por sinal é gigantesco, porque nele precisam caber todos os universos fantásticos, cidades iradas, ruas peculiares, fatores questionavelmente perfeitos e personagens extraordinários. Mas às vezes a gente encara a realidade, e ela não é mole, porque não há céus multicoloridos, características cintilantes, nem as maluquices que escrevemos, mas mesmo que não seja mole, dá pra encarar, dá pra viver, dá pra continuar. Um dia de cada vez, certo?

Não tenho ideia de como está ficando o comentário, mas eu estou tentando colocar tudo o que eu sinto nele. Ah, são uma e vinte e seis e meu iogurte acabou :( Eu até iria buscar mais - iogurte de morango me ajuda a segurar as lágrimas, sabe -, mas tem um burrão no corredor e eu não quero encrenca.

Essa história ganhou um espaço muito importante no meu coração, e eu vou pensar nela todos os dias, com muito carinho.

Gosto muito da minha vida. Ela não é um mar-céu de estrelas, e acho que está longe de se tornar um, mas você faz parte da minha vida, então está tudo bem, tudo muito bem. Confesso que eu não tinha muita vontade de viver, antes de te conhecer, e eu era bem emo, tipo o Sungyoon mas mais >:[, mas agora eu me sinto toda uwu porque eu tenho você como melhor amiga.

Obrigada por sempre estar aqui, sendo a pessoa incrível que você é. Eu te amo muito, e mesmo que eu não seja muito forte, vou dar tudo de mim para te proteger de todo o mal que há nesse mundo.

Vamos pegar nossas varinhas mágicas e ser garotas mágicas juntas!!
Postado por monstardax
Capítulo 1 - Wen Junhui, 23, seu cúmplice
Usuário: monstardax
Usuário
Olá, bom dia, boa tarde e boa noite!

Eu tive o imenso prazer de ler uma parte dessa história incrível e é mais prazeroso ainda poder vê-la por completo, sério.

A sua descrição dos cenários é algo realmente incrível e muito interessante, lembro que senti como se eu fosse o próprio minghao em meio ao caos, o seu poder de imersão é muito forte e eu sou muito grata por isso!
O jeitinho que os personagens são construídos e a amizade deles é uma coisa muito quentinha e acolhedora pro meu coração e não foram poucas as vezes que acabei esboçando um sorrisinho com as onomatopeias! É incrível que dá pra ver a personalidade de vocês em cada parte e em cada parágrafo, principalmente na parte sobre escrever mundos coloridos (o teorema que o diga).

Você, Maria, é uma pessoa muito talentosa e nunca duvide disso! Eu vejo muito potencial em você e nas coisinhas que suas mãos tecem todos os dias, jamais me cansarei de lhe dizer que tudo que você toca vira ouro. Os seus universos são um material muito precioso e não é preciso ser um gênio pra saber o quanto você e a Xaiene se dedicam para deixá-los cada vez mais interessantes! Eu te amo muito e acredito no seu talento, no seu conhecimento (muito vasto, por sinal) e na sua amizade. love u. always.