História XXXCrush (Jikook) - Capítulo 37


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Jikook, Jimin!bottom, Jungkook!top, Kookmin, Namjin, Taeyoonseok
Visualizações 67
Palavras 2.102
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi bebês, vocês estão bem? ai eu to me sentindo péssima, mas esse cap dos jikook nenês me deixou bobinha, espero que vocês gostem e não queiram me matar :(( vai ficar tudo bem
a e pra quem vai fazer enem amanhã, boa prova! vocês vão se sair bem.

boa leitura!

Capítulo 37 - Entre o seu sonho e a distância entre nós -


Fanfic / Fanfiction XXXCrush (Jikook) - Capítulo 37 - Entre o seu sonho e a distância entre nós -

Quando ele me toma em seus braços
Ele me fala baixinho
Vejo a vida em cor-de-rosa
Ele me diz palavras de amor
Palavras de todos os dias
e isso me toca
Ele entrou no meu coração
Um pouco de felicidade,
da qual eu conheço a causa
É ele para mim, eu para ele na vida,
Ele me disse, jurou pela vida
E assim que eu o vejo
Então sinto em mim
Meu coração que bate
la vie en rose - edith piaf (cover)


Três semanas depois

Deixar o tempo fluir até dar a Jimin e Jungkook a certeza de que iriam se adaptar a vida à dois no apartamento, foi a melhor decisão que haviam tomado em suas vidas. Os dias se passavam um após o outro e a convivência de ambos no mesmo apê estava ótima. Sendo assim, não havia mal algum em adotar o cãozinho que o Park tanto desejara.

Três semanas se passaram desde a noite ardente que viveram no motel não muito longe de onde moram e quem sofre agora é Jeon Jungkook por não ser capaz de dizer um único "não" a qualquer "a" vindo do Jimin. E, ultimamente, isso está mais relacionado ao cãozinho cor-de-mel que o Park trata como o bebê que ele é.

Cansado de ficar em casa ouvindo o namorado acertar datas de viagens com o produtor musical, Jimin sai todas as tardes para entregar seu currículo a qualquer estabelecimento que precise de funcionário, chegando em casa tarde da noite. Quando o Jeon não está presente, o mais baixo brinca com o Chimmy e deixa a comida do cãozinho no devido lugar, logo seguindo para o quarto de casal e se entregando ao sono na cama enorme que havia ali.

E esta é mais uma das noites as quais isso acontece. Porém, como foi dito, quem sofre é o Jungkook e esse sofrimento está claramente estampado no rosto do moreno que segura o cãozinho com cuidado enquanto limpa o chão da sala, anteriormente sujo pelo vomito do cachorro.

- Chimmy-ah! Você esteve comendo direitinho, por que continua vomitando, uh? - questiona entre suspiros. O Jeon sempre fazia seus hyungs rirem quando começava a comparar o animalzinho a um recém-nascido. -

Um bico se fez presente em seus lábios quando o choro baixo do Chimmy alcançou seus ouvidos. Ele só queria ver o cãozinho saudável, correndo pelo apartamento e latindo, mas os acontecimentos contrários já eram de se esperar já que não houve falta de avisos. O veterinário que aplicara as injeções no cachorro deixou bem claro que os efeitos colaterais se tornariam presentes e permaneceriam assim por no mínimo três semanas, senão mais, já que Chimmy não tem mais que um mês de vida.

- O Jiminie está dormindo, se você continuar assim ele vai acordar durante a madrugada outra vez, e ele precisa descansar. - deixando o pano úmido na área de serviço próxima à cozinha, Jungkook pôs o recipiente com água no chão, próximo ao sofá, e pegou um cobertor para acolher o cachorro, na tentativa de afastar o frio de si e fazê-lo dormir. -

Suspirou apoiando a cabeça no sofá, ao ouvir um ronronar vindo do animal de estimação. E seus hyungs ainda dizem que Chimmy não é um bebê. A pequena bolinha de pelos come, dorme, vomita, chora e acorda os donos justo quando acreditam estar num momento tranquilo para dormir em paz.
Jungkook criou uma nota mental para lembrar-se de incluir sossego e saúde ao Chimmy em suas rezas.

- Ele vomitou de novo? - as sobrancelhas do mais alto ergueram-se ao ouvir a voz rouca do mais velho. E ao virar levemente a cabeça, pôde ver um Jimin sonolento adentrar a sala com suas roupas emaranhadas. -

- Sim. Já limpei e só estou esperando ele dormir de novo. Por que levantou? - questionou baixinho quando o Park sentou no espaço vazio do sofá ao seu lado. -

- Senti sua falta na cama. - Jimin falou num tom de voz baixo, apoiando a cabeça no ombro alheio. -

- Você veio é ver se eu estava dando conta da bagunça, Park Jimin. - riram. - Será que ainda vai demorar muito pra ele melhorar? - questionou, acariciando a pelagem do Golden Retriever que sonegava em seus braços. -

- Não, Goo! Ele já se acostumou com nós dois e está se alimentando direitinho, creio que esteja assim apenas pelas vacinas que tomou. - intercalando o olhar entre o namorado e o cãozinho, Jimin riu. -

- O que? - Jungkook perguntou confuso. -

Jimin negou com a cabeça e ambos levantaram para deixar o animalzinho descansar em seu lugar no cantinho da sala. O Jeon resmungou sentindo sua coluna estalar quando abaixou-se para cobrir o cachorro. Ao levantar teve sua cintura rodeada pelos braços do namorado e sentiu o corpo relaxar ao ter o calor alheio contra si.
Caminharam daquela forma até a cozinha e o mais velho continuou rindo perdido em pensamentos ao passo que Jungkook enchia um copo com água para logo tomá-la.

- O que é tão engraçado?

- Você já sofre assim com um cachorrinho, imagina quando for um filho. - Jimin só notou o que disse quando a reação do mais alto lhe assustou. -
Jungkook tossia com os olhos levemente arregalados, encarando Jimin surpreso e em choque.

- Q-quer dizer... você pensa em ter filhos, não é?! Digo... não agora... ou comigo. Digo... ai, não digo nada. - o Park dizia rápido com as bochechas avermelhadas enquanto passava as mãos pelas costas alheias para aliviar a crise de tosse do garoto. -

- Jimin!

- Ai, Deus.
Jungkook tentou prender a risada, mas em instantes já ria baixinho para não acordar Chimmy.

- Amor, você quer ter um filho?! - perguntou achando fofa a reação envergonhada do mais velho. -

- Você quer?

- Assim... nunca foi um sonho que eu realmente levei a sério, mas num futuro, quem sabe, né? - falou descontraído, deixando a água de lado. -

- Como assim "nunca levou a sério", Jungkook? - Jimin cruzou os braços, um pouco bravo fazendo o namorado rir. -

- Eu só nunca tive alguém na minha vida que me fizesse pensar a respeito, meu amor.

- Nunca?!

- Agora eu tenho. E, parando pra pensar direitinho, seria incrível formar uma família com essa pessoa. - se deixou levar pelo sorriso lindo que abriu no rosto levemente avermelhado, e sorriu também. -

- Você quer ter um bebê comigo, Goo? - passando os braços pela cintura desenhada do mais alto, Jimin passou a distribuir selares em sua bochecha. -

- Quero qualquer coisa que envolva você, bebê. - Jungkook passou a ter em mente que o assunto não iria encerrar ali e teria que levar a sério já que o menor insistiria até conseguir de fato ter um bebê com seu namorado. -

- 'Tá bem, depois a gente conversa sobre isso. Vem dormir. - falou de maneira arrastada, puxando o Jeon pelas mãos até o quarto de ambos. -
Em meio a beijos, carinhos, abraços e conversas sobre o futuro, Jimin e Jungkook finalmente puderam dormir tranquilos, tais como o cãozinho que ronronava de forma tranquila e sonolenta na sala.

xxx

Duas semanas depois

E como se fosse óbvia a certeza de todas as coisas que o Jimin diria e faria, Jungkook passara as duas últimas semanas ouvindo o baixinho falar sobre planos e ideais para o futuro dos dois juntos. Ele estava tão feliz e aliviado por ter o Jimin em sua vida que nada chegava aos seus ouvidos como algo impossível de acontecer. Inclusive os comentários, que ele interpreta como indiretas, sobre ter um bebê.

Jungkook podia ver o brilho nos olhinhos de seu namorado todas as vezes que sentavam para conversar sobre o quão lindo seria formar uma família, ou quando deitavam e começavam a imaginar um mundo sem problema algum, onde o casal vivia feliz com um garotinho ou garotinha. Sonhavam acordados e o Jimin não fazia ideia de que o mais novo se esforçaria para tornar tais sonhos em realidade.

O cãozinho que tanto atrapalhou as noites de sono do Jungkook, finalmente havia melhorado e agora corria pelo apartamento inteiro, latindo e deixando a senhora que vive no apê vizinho, irritada. Taehyung chegava a amar o Chimmy tanto quanto o próprio Jimin que vivia com o cachorrinho pra cima e pra baixo. Jungkook costumava dizer que ele estava treinando pra quando fosse pai, e acabava por levar uns tapas já que, de acordo com o Park, eles já eram pais do Chimmy.

Voltando a focar no amor do Taehyung, bom, é tanto amor e carinho pela bolinha de pelos que ele insiste em ir ao apartamento deles todos os dias, arrastando consigo um Hoseok cansado e um Yoongi ainda mais exausto. Isso causa uma enorme bagunça no apartamento de Jin e Namjoon que se responsabilizam pela janta no final do dia.

E essa rotina segue até hoje. Porém, o Jimin tinha algo importante para dizer, assim como o Jeon que continuava sorrindo aos quatro ventos, melhorando o humor de qualquer um que esbarrasse consigo. O fato curioso era que todos pareciam saber o que o Park e o Jeon tinham a dizer. Então, é como se todos soubessem o que irá acontecer, menos eles.

Após o jantar na casa de seus hyungs, esperaram todos irem embora e voltaram ao apartamento. Tomaram banho, brincaram com o cãozinho que não parava quieto e, só então, sentaram para conversar, ou melhor, tentavam manter uma conversa já que Jungkook não passava mais que instantes longe dos lábios do Jimin.

- Ggukie... Goo! - o dono dos fios castanhos claros dizia entre um selar e outro. -

- Hm, fala.

- Você disse que precisava me contar algo. - comentou afastando os fios escuros que cobriam a testa alheia. -

- Oh, verdade! Você também tem algo a me contar. - finalmente se afastou para ouvir o mais velho. - O que aconteceu, Jimin-ssi? - questionou, o sorriso crescendo nos lábios do Park. -

- Eu consegui um emprego! E nem é algo ruim, Ggukie. É uma cafeteria pertinho da empresa onde os hyungs trabalham e é um lugar bem calminho. - o Jeon ouvia o mais baixo falar todo animado. Sentia o coração apertar pelo o que diria depois. -

- Isso é ótimo, Jiminie. Tenho certeza que você irá se adaptar rapidamente e terá sempre o cargo de funcionário do mês. - os dois riram. -

- Bobo.

- É verdade! Não tenho dúvidas de que dará certo. Quando você se esforça por algo, no final sempre vale a pena. - o moreno fala acariciando a lateral do rosto que tanto ama. -

- Obrigado, nenê! Me sinto bem mais aliviado por saber que você pensa assim. - deixou um selar nos lábios avermelhados do namorado. - Agora é a sua vez! O que te deixou tão animado, anjo? - questionou. -

- O sunbae, finalmente, conseguiu encaixar uma data certa para a nossa viagem e eu estou indo para Los Angeles, Jimin-ssi!

O sorriso que antes brilhava no rosto delicado de Jimin deu lugar a uma expressão vazia. Ele sabia que uma hora iria receber tal notícia, mas não esperava que fosse logo agora. É o sonho do Jungkook e ele não pode negar que se sente bem por saber que está se tornando real, mas por outro lado, se sente péssimo por ter em mente que ficará longe da sua companhia diária, a única pessoa capaz de acalmar seus pensamentos agitados e as batidas de seu coração.

- Oh! - tentou sorrir. - Eu... eu estou tão feliz por você, Jungkook. - piscou algumas vezes, sentindo os olhos marejarem. - Isso é incrível! - passou os braços pelos ombros do garoto e o abraçou, tentando fixar o olhar perdido em algum ponto da parede. -

- Não é...?! - Jungkook também tem total noção da parte negativa disso tudo. -

- Quando você vai? - Jimin pergunta, se afastando para fitar o rosto alheio. -

- Na sexta. Consegui um voo direto, mas é durante a madrugada.

- E... quando volta?

- Em dois meses. - a respiração irregular e os olhinhos arregalados do mais baixo fizeram o Jeon se sentir mal. Então não tardou em trazer o corpo alheio para si e o abraçou. - 'Tá tudo bem, hm?

- Sim...

- Mesmo?

- Não, mas vai ficar. - riram sem graça e Jimin se encolheu ainda mais no abraço quente do Jungkook. Ele não sabia se ficaria bem. -


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...