História Yamakeru: Uma História de Amor - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Digimon
Personagens Takeru "T.K." Takaishi, Yamato "Matt" Ishida
Tags Jadethirlwall, Matt, Yamakeru
Visualizações 38
Palavras 2.502
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Observações:
- Eu encontrei a imagem no Google.
- Os personagens da capa do capítulo são o Matt é o TK.
Voltei!!

Capítulo 9 - Plano e Declaração


Fanfic / Fanfiction Yamakeru: Uma História de Amor - Capítulo 9 - Plano e Declaração

Eu não posso confiar nos outros digiescolhidos. O Joe ainda está tentando me levar para a cama. A Kari sempre que pode tenta dar em cima do meu irmão. Eu detesto quando ela faz isso. Ela parece que ainda não percebeu ou ela ignora que o meu irmão não está interessado nela. Eles parecem que estão mais preocupados com suas questões pessoais do que salvar os dois mundos. Não agimos mais como uma equipe. Isso pode nós causarmos o sucesso dessa missão.

Se não fosse pela determinação dos nossos digimons eu duvido que nós poderíamos ter vencido o Megadramon. Eu fiquei com tanto medo de perder a minha amiga. Ela me protegeu com o seu corpo. Naquele momento eu fiquei morrendo de medo de perde-la. Ela é a minha melhor amiga. A Aurora e a única pessoa que sabe do meu amor pelo TK.

Falando no meu irmão eu ainda não tive coragem de me declarar para ele. O motivo deu ainda não ter contato e, porque eu tenho medo de ser rejeitado e dele se afastar de mim por causa dos meus sentimentos. Quando as pessoas souberam sobre os meus sentimentos em relação a ele, elas só focarem na questão que somos dois irmãos ou como eles chamam de incesto. O TK não pode sofrer por minha causa. Eu não quero que os meus sentimentos românticos me afastem do meu irmão.

A separação dos meus pais quase me separou do TK. O Mundo Digimon ajudou na nossa reaproximação. Foi naquele lugar que percebi que o meu irmão não precisasse tanto assim de mim e que, no fundo que eu precisasse dele fosse eu. Nós sempre fomos unidos. Quando ele tinha pesadelo ele iria direto para o meu quarto. Eu me lembro que um dia antes dos nossos países se separarem ele teve um pesadelo.

                    Flashback On:

Eu acordo com alguém em cima de mim e chorando. Quando eu abro os meus olhos eu encontro o meu irmão e percebo que ele era a pessoa em cima de mim. Eu como a tenta acalma-lo. Eu detesto ver o meu irmão chorando. Depois de um tempo ela acaba se acalmando. Eu pego um copo de água e entrego para o meu irmão. Eu sempre deixo uma jarra de água no meu quarto com um copo. Ele me entregou o copo depois que ele acabou de beber.

Matt: TK, o que aconteceu?

TK: Eu tive um pesadelo.

Matt: Do que o seu pesadelo se tratava?

TK: Que um monstro apareceu em casa e estava de machucando. Os nossos pais estavam ali parados e não estavam fazendo nada e estavam me impedindo de ir até você. Só quando o monstro desapareceu que eles me permitiram se aproximar de você e quando eu cheguei perto de você eu vejo um tanto de sangue e eu estava gritando o seu nome e você não estava respondendo. Eu vejo correndo para o seu quarto eu precisava saber se você estava bem.

Matt: TK, eu estou bem. Nada de ruim aconteceu comigo.

TK: Quando eu acordei e eu não te encontrei eu pensei que o pesadelo era real. Foi quando eu me lembrei que nós não dividimos o mesmo quarto. Por isso, eu vim correndo para cá. Eu precisava ver se você estava bem. Eu estou tão feliz que você esteja bem. Eu não posso te perder. Eu te amo.

Matt: Eu estou bem. TK, eu te amo.

TK: Matt, você acha que os nossos pais vão se separar?

Matt: Sim. Eles andam brigando muito. E parece que a mamãe não confia mais no papai.

TK: Se eles se divorciaram as coisas vão mudar entre nós?

Matt: TK, mesmo longe eu sempre estarei aqui para você. Você é o meu irmão. Eu te amo. Nada e nem ninguém vai conseguir me afastar de você.

TK: Você tem razão. Eu te amo e sempre estarei do seu lado. Você é a minha pessoa favorita em todo o mundo.

                                     Flashback Off.

Eu fiquei tão feliz quando o meu irmão me disse isso. O meu irmão e a minha pessoa favorita em todo o mundo. Eu sou capaz de tudo para proteger o meu irmão. Quando os nossos pais se separaram eu fiquei muito puto. Eles estavam tentando me separar do TK. A minha mãe nunca gostou de mim. Ela sempre deixou isso claro. Depois do divórcio o meu pai se focou mais ainda no trabalho e acabou se esquecendo de mim. Eu deixei de ser criança e acabei me tornando um adulto.

Ele não se importava comigo. Eu até hoje não perdoei os meus pais. Quando eles se divorciaram eles nunca levaram os nossos sentimentos em relação. Eles só pensavam neles. Quando eles resolveram dar uma chance para o antigo relacionamento deles eles mais uma vez não levaram os nossos sentimentos em relação. Confesso que fiquei feliz quando eles me expulsaram de casa. No começo eu estava puto com eles mais depois eu percebi que seria melhor assim.

Eles nunca me amaram mesmo. Eles só pensam neles. Eu sei que o filho favorito deles e o TK. Com a Aurora eu encontrei uma família. Ela me ajudou no momento que eu mais precisava. Ela ficou do meu lado quando o Joe tentou me estuprar. A Aurora em nenhum momento duvidou de mim. Na verdade, só ela e o TK ficaram do meu lado. Os meus pais tentaram jogar o meu irmão contra mim mais o tiro acabou saindo pela culatra.

Pelo canto do olho eu noto que as pessoas estão se reunindo perto da fogueira. Eu sinto que isso vai dar merda. Quando o Tai olha daquele jeito você pode ter certeza que ai vem merda. Aquele olhar também quer dizer que ele pensa que sempre tem os melhores planos. Eu sento ao lado do meu irmão e do meu outro lado está a mim amiga.

Tai: Eu acredito que nós deveríamos nos separar.

Aurora: Como assim?

Tai: Se nós continuarmos juntos vai ser mais fácil para eles nós encontrarmos. Agora se separarmos vamos estar dificultando o trabalho deles.

Aurora: Essa foi uma das ideias mais estúpidas que eu já ouvi. Você só pode estar brincando comigo. Esse e um plano horrível.

Sora: Eu não acredito. O plano dele tem um pouco de lógica.

TK: Vocês são idiotas. Eles provavelmente têm olhos e ouvidos por todo o lugar vocês acham mesmo que se a gente se separar vai estar dificultando o trabalho deles. Na verdade, seria o contrário. Nós estaríamos facilitando o trabalho deles. Eu sou totalmente contra esse plano.

Kari: TK, eu concordo com o meu irmão. Esse plano e genial.

Tai: Vamos nós separarmos em dois grupos. O primeiro grupo será composto por pessoas que querem se separar sobre a minha liderança. O segundo grupo será composto por pessoas que querem se separar sobre a liderança do Matt. Mimi, qual grupo você vai querer fazer parte.

Mimi: O primeiro grupo.

Tai: Kari, qual grupo você escolhe?

Kari sorrindo: O grupo um. Eu jamais escolheria o grupo do Matt.

Tai: Todo mundo sabe que eu sou melhor líder do que ele. Foi sobre a minha liderança que saímos vivos daqui. Izzy, qual grupo você vai querer fazer parte?

Izzy: Grupo um.

Tai: Aurora, qual grupo você escolhe?

Aurora: Eu ainda sou contra esse plano e acredito que vocês vão se arrepender de ter topado esse plano. Eu vou ficar no grupo 2. Eu jamais iria ficar num grupo que estar sobre a sua liderança. O Matt é o meu melhor amigo. Eu acredito que ele seja melhor líder do que você.

Tai: Eu tenho três pessoas do meu lado o Matt só tem você. Joe, qual grupo você escolhe fazer parte?

Joe: Grupo um. Eu nem preciso pensar. O Matt pode tentar me agarrar se estivermos sozinhos. Eu não confio na Aurora para me proteger.

TK: Joe, para de mentir. Você que tentou estuprar o meu irmão e não o contrário. Eu não confio em você. O meu irmão jamais iria querer se envolver com alguém que nem você. Você não conhece mesmo o meu irmão.

Tai: Sora, qual grupo você escolhe fazer parte?

Sora: Eu escolho o grupo um. Eu não confio na Aurora para me proteger e eu não confio nela. Por isso, eu jamais ficaria num grupo onde ela esteja.

Tai: Agora só falta uma pessoa a decidir qual grupo ela quer fazer parte. Até agora o grupo um e composto por cinco pessoas e o grupo dois e composto por duas pessoas. TK, qual grupo você escolhe?

Kari: TK, escolha sabiamente.

TK: Eu escolho o grupo dois. Vocês pensaram mesmo que eu iria escolher um grupo onde o meu irmão não faz parte. Se vocês ainda não entenderam eu sempre vou escolher o meu irmão no lugar de vocês.

Tai: Então os grupos estão formados. O grupo 1 ficou composto por mim; pela Kari; pela Sora; pela Mimi; pelo Izzy e pelo Joe. O grupo 2 ficou composto pelo Matt; pela Aurora e pelo TK.

Eles pegaram suas coisas e depois seguiram por um caminho diferente do nosso. Antes da Kari ir embora ela tentou roubar um beijo do meu irmão, ele acabou virando a cara e ela acabou beijando a sua bochecha. Eu fiquei tão feliz. A Kari ficou muito puta quando o TK virou a cara. Ela e muito sonsa se ainda não percebeu que o meu irmão não a ama. Ele não sente nada por ela. Antes ele considerava ela como uma amiga mais depois das coisas horríveis que ela disse sobre mim nem isso mais o meu irmão a considera.

O Joe antes de ir embora ele tentou me beijar mais a Aurora acabou afastando ele e ainda deu um soco na cara dele. Ele me mandou um beijo antes de desaparecer. Confesso que fiquei feliz quando eles foram embora. Nós não estávamos mesmo agindo como uma equipe.

Aurora: Eles vão se arrepender amargamente desse plano. Esse plano não tem a mínima chance de dar certo.

Matt: Concordo. Mas eu acho que foi melhor assim. Nós não estávamos mesmo agindo como uma equipe. Eu não confio neles. As únicas pessoas que eu confio são vocês.

TK: Você tem razão.

A minha amiga disse que ela iria nadar um pouco. Antes de ir embora ela disse que os meus medos estavam me impedindo de ser feliz. Eu sei que ela tem razão. Mais como eu disse eu tenho medo de perde-lo. Eu não sei o que eu faria se o TK se afastasse de mim. Eu sinto que chegou o momento deu me declarar para o meu irmão. Não posso mais guardar esse sentimento.

Talvez o meu medo também se prove errado. Ele não se afastou de mim depois que “descobriu” sobre a minha orientação sexual. Provavelmente as coisas no começo vão ficar estranhas entre nós. Mas, eu sei que nós vamos conseguir vencer mais esse obstáculo. Eu respiro fundo. E agora ou nunca.

Matt: TK, eu preciso te falar uma coisa. Eu preciso que você me deixa falar tudo antes de você dizer alguma coisa.

TK: Ok.

Matt: O que eu estou prestes a te dizer pode mudar a nossa relação para sempre. Eu estou perdidamente apaixonado por uma pessoa. Essa pessoa e o meu porto seguro. Quando essa pessoa me abraça eu me sinto protegido. Eu sonho em ser acordo com os seus beijos. Eu sonho acordando ao seu lado. Uma das coisas que eu mais quero nesse mundo e que essa pessoa se torne o meu namorado. Eu não imagino minha vida sem ele. Eu tenho medo dessa pessoa se afastar de mim por causa dos meus sentimentos. Ele é o meu melhor amigo. Eu sou capaz de tudo para protege-lo. Algumas pessoas vão dizer que os meus sentimentos são errados e que eu não deveria senti-los. Eu não posso mais continuar escondendo esse sentimento. Ele sempre esteve do meu lado. Eu sei que eu sempre poderei contar com ele. Eu o amo.

TK: Matt, quem é essa pessoa?

Matt: E você.

Depois que eu disse isso eu virei o meu rosto para outra direção. Eu não gostaria de ver raiva ou rejeição através dos olhos do meu irmão. Confesso que estou me segurando para não chorar. Eu sinto alguém se aproximando, eu nem preciso olhar para saber quem é. Ele levanta o meu rosto e quando eu olho em seus olhos eu só vejo amor. Ele aproxima os nossos rostos e me beija. Eu não podia acreditar que o meu irmão estava me beijando. Quando ele pediu passagem com a língua eu cedi na hora. Ele começou a explorar a minha boca com a sua língua.

Eu estava sentindo um misto de emoções. Pode ser coisa da minha cabeça mais através desse beijo eu posso sentir o quanto ele me ama. Depois de um tempo acabamos nós separando por causa do ar.

Matt confuso: Por que você me beijou?

TK sorrindo: Eu pensei que esse beijo tinha deixado bem claro os meus verdadeiros sentimentos em relação a você. Matt, eu te amo e não é só como um irmão. Eu amo os seus raros sorrisos. Você sempre foi a minha pessoa favorita nesse mundo. Você é meu irmão. O meu melhor amigo. Eu sei que eu sempre poderei contar com você. Você é o meu porto seguro. Quando você me abraça eu me sinto protegido e amado. Eu amo os momentos que eu compartilhei ao seu lado. Eu odiei os nossos pais quando eles nós separaram. Eles nunca levaram os nossos sentimentos em consideração. Eu jamais me afastaria de você por causa dos seus sentimentos. Confesso que fiquei chocado quando eu soube que você “retornava” os meus sentimentos. Depois eu fiquei muito feliz com essa notícia. Agora eu não preciso mais esconder os meus sentimentos. Eu agora posso te beijar sem precisar ter medo de ser rejeitado. Matt, eu te amo.

Matt sorrindo: TK, eu te amo.

Eu o beijei. Não demorou muito para ele pedir passagem com a sua língua eu claro cedi na hora. E uma sensação indescritível ser beijado pelo TK. Eu não consigo descrever em palavras o que eu estou sentindo nesse momento. Ele começou a explorar a minha boca com a sua língua. Depois de um tempo acabamos nós separando por causa do ar.

Eu escuto alguém batendo palmas e quando eu olho em direção as palmas eu encontro a Aurora ali parada sorrindo. Foi quando eu percebi que ela sempre soube que os meus sentimentos eram correspondidos e por isso, que ela estava me incentivando tanto a me declarar para ele.

Aurora: Yamakeru finalmente se tornou real.

TK: O que significa Yamakeru?

Aurora sorrindo: E o nome de casal de vocês. Vocês finalmente venceram a barreira do medo.

Matt: Obrigado.

Aurora: Não precisa me agradecer. Vocês são tão lindos juntos.

 

Eu te quero. Quero seus medos, suas inseguranças, seus pontos fortes e suas fraquezas. Quero seu sorriso e suas lágrimas, sua risada e seus silêncios. Eu te amo, por completo e sem “mas”.


Notas Finais


Eu encontrei a frase do final do capítulo nesse site: https://www.belasfrasesdeamor.com.br/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...