História Yes... My Lady! - O Herdeiro✡ - Capítulo 69


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Personagens Agni (Arshad), Alan Humphries, Aleister Chamber (Visconde de Druitt), Alois Trancy, Bardroy "Bard", Beast, Charles Phipps, Claude Faustus, Condessa Rachel Durless-Phantomhive, Diedrich, Doll, Earl Charles Grey, Elizabeth Midford, Eric Slingby, Finnian "Finny", Grell Sutcliff, Hannah Annafellows, Joker, Lau, Madame Red (Angelina Dalles), Mey-Rin, Personagens Originais, Pluto, Príncipe Soma Asman Kadar, Ran-Mao, Ronald Knox, Sebastian Michaelis, Sieglinde Sullivan, Snake, Sr. Tanaka, Undertaker, Vincent Phantomhive, William T. Spears, Wolfram Gelzer
Tags Kuroshitsuji
Visualizações 64
Palavras 1.431
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 69 - Capítulo LXXIV


Beatrice corre pelo salão sua irmã mais velha vem logo atrás tentando impedir que ela conte para alguém sobre o ocorrido no jardim, não era só Vicente que não precisava ficar sabendo, Nathan também poderia ter sua imagem prejudicada, um encontro a sós no jardim entre dois jovens solteiros poderia ser mal interpretado, sem contar os boatos que surgiriam em relação aos dois. Boatos e Fofocas eram coisas que os Stuarts preferiam evitar, principalmente se o sobrenome deles estivesse no meio.

Vicente não parava um minuto se quer sempre andava de um lado pro outro com varias pessoas importantes que adoravam sua presença, mas ao ver sua filha no meio do salão parecendo desesperada ficou um pouco inquieto, ele já a conhecia muito bem para saber que era assim que ela reagia quando tinha feito algo errado, quando sua filha percebeu seu olhar imediatamente abaixou a cabeça e saiu do salão, Ele não ficou tranquilo e pediu licença aos outros convidados que estavam com ele, Saiu atrás dela, Beatrice parecia ter sumido, já fazia mais de quinze minutos e Emilly não a encontrava em lugar algum.

- Emilly! – Nathan apareceu

Ele se aproxima da jovem, Emilly entrou em desespero.

- Por quê você saiu correndo? – Perguntou Nathan

- E-eu... Não posso! - Emilly responde

Ele coloca a mão no rosto da Jovem.

- Você está pálida e gelada! O que aconteceu?- Nathan Perguntou

- Nathan! Não podemos...

A boca de Emilly seca ao se deparar com seu pai parado observando os dois, sua mão tremeu e ela começou a suar frio, Nathan imediatamente encara o pai de Emilly percebendo que ele não estava feliz ao vê-lo com sua filha, mesmo que ele não demonstrasse nenhuma expressão facial era nítido que ele não estava muito contente.

- Nathan vá embora... – Emilly Sussurrou

- Mas...

Emilly segura discretamente na mão do Loiro que pareceu surpreso ao sentir a mão da jovem.

- Por Favor... – Sussurrou Emilly

Ele sorri pra ela, seu sorriso é simplesmente encantador.

- Tudo bem... Te vejo em uma ocasião melhor que essa! – Disse Nathan

Ele sai andando, por alguns minutos tudo pareceu mágico e lindo, principalmente após Nathan sorrir daquele jeito, Mas acabou após Vicente pegar no braço da filha e apertar.

- Vamos pra casa... – Vicente Sussurrou demonstrando irritação

Ele puxa a filha pelo salão atrás de Valentina e Beatrice, Emilly tenta disfarçar ao máximo para que os convidados não notem que havia algo de errado, mas enquanto acelerava o passo com seu pai puxando seu braço, A lembrança do sorriso de Nathan ficava estampada em sua cabeça nenhum garoto sorriu assim pra ela, era diferente e ao mesmo tempo estranho.

- Vicente O que está acontecendo? É Falta de educação sair assim sem se despedir! – Disse Valentina

- Cala Boca Valentina! – Disse Vicente

Após encontrar sua esposa e sua outra filha os Stuarts andam até a Limousine, Todos entram no carro.

- Vicente vai me dizer o que está acontecendo?- Perguntou Valentina

- SUA FILHA ESTAVA NO JARDIM COM UM RAPAZ QUE EU MANDEI ELA SE AFASTAR! – Vicente gritou

Ele fazia isso quando guardava a irritação por muito tempo.

- Beatrice? – Perguntou Valentina

- Não a Emilly! – Disse Vicente

Valentina pareceu não dar muita importância ao saber que foi a mais velha.

- Foi com o Nathan? – Perguntou Valentina

- Pra que você quer saber? Não importa quem foi que tipo de educação é essa que você deu pra sua filha de ficar sozinha com um rapaz de uma família que eu particularmente detesto! – Disse Vicente

- Não me importo! Nathan é um bom rapaz... – Disse Valentina

- Como é? – Perguntou Vicente

- Vicente! Porquê não deixamos pra trás toda a mágoa e vamos começar a olhar pro que realmente importa... - Disse Valentina

- Você está louca? Emilly não pode andar com àquele garoto! Principalmente sabendo com quem a família dele faz acordos... - Disse Vicente

- Vicente! Será que você só enxerga dinheiro? Olha só a oportunidade que estamos tendo... - Disse Valentina

- Não se trata só de dinheiro! - Disse Vincente

- Então o que é? - Perguntou Valentina

- Sabe muito bem com quem a família daquele garoto faz acordos! - Disse Vincente

- Isso não é importante! - Disse Valentina

- É claro que é Valentina! Acorda! - Disse Vicente

Os dois começaram a discutir feio, novamente sem pensar nas duas filhas que viam tudo no banco de trás, Emilly se segurou para não chorar, mas seus lábios tremen e ela se segura ao máximo.

Seus pais estavam Brigando exatamente como quando ela era pequena, sem pensar em nada e nem em ninguém, apenas enxergando suas próprias causas, porém novamente Emilly se sente culpada.

- A culpa é sua! Se você não estivesse aqui nada disso teria acontecido! Você só sabe causar...- Disse Beatrice encarnando feio a irmã

Os dois continuaram brigando, Beatrice Vira o rosto para não ter que olhar na cara da irmã mais velha.

No Final Valentina disse que não iria voltar pra casa de limousine e que iria andando, Vicente não deu importância, voltou pra casa com às filhas.

A noite caiu e Valentina ainda não havia voltado.

- Se tiver acontecido alguma coisa com ela espero que Saiba que a culpa é Sua... - Disse Beatrice

Ela apenas parou na frente da porta do quarto de Emilly para dizer isso.

- Porquê você faz isso? - Perguntou Emilly com lágrimas nos olhos

- Fazer o quê? - Perguntou Beatrice

- Porquê você me odeia? - Perguntou Emilly com às lágrimas escorrendo

- Porque Sim! Não gosto de você! Eu seria uma irmã mais velha muito melhor que você! Mas não... Você como Sempre estragando minhas chances de ser alguém importante! Como sempre você só estraga tudo... - Disse Beatrice

Ela sai andando pelos corredores sem dizer nada, deixando a irmã mais velha sozinha.

Àquele dia não poderia ficar pior exceto se Valentina não voltasse pra casa, mas por sorte ela acabou voltando, Mesmo assim Emilly se sentiu muito culpada pelo o que aconteceu.

Sem ninguém pra ajudar...

----------- ----------- ------------


Dias Atuias....

O fogo da lareira estava quase apagando, eu passei um bom tempo lembrando de várias coisas.

Tudo aquilo me fez pensar p quanto minha vida por enquanto foi só feita de perdas, no dia que eu conheci Nathan eu não sabia que eu estava perdendo duas coisas, Um tempo precioso e uma chance de ser feliz.

Mas seu não sabia disso Naquela época eu só achei que Nathan podeira ser um rapaz legal, não pensava em me casar com ele, apenas queria um amigo que não fosse uma empregada doméstica da casa, alguém que me escutasse e realmente gostasse de mim.

E nos dias de Hoje eu perdi os meus pais, eles poderiam se desentender mas eu sabia que não era porquê se odiavam e sim porquê estavam preocupados Comigo, eles se importaram comigo até nos últimos dias, pensando se eu estava bem, mas eu os perdi, também... Eu Acabei me perdendo! Não me reconheço mais desde que acordei após Sebastian e eu fazermos o pacto.

Eu acabei Perdendo a mim mesma também, sou uma morta viva, quem me matar provavelmente vai se sentir como se tivesse matado alguém que já estava morto, Dentro de mim só existe um vazio, eu não tenho coração e nem consciência apenas possuo um corpo.

Joguei um jornal velho na lareira para que ela continuasse acessa, apesar de Tudo eu nunca derramei uma lágrima, desde que fiz o pacto não me sinto culpada de nada e muito menos sinto vontade de chorar por todo esse vazio, minha alma foi roubada de mim e várias outras coisas, uma delas foi a luz que morava dentro de mim, mas eu ainda sim não choro.

Meu pai me disse que quando um líder têm sua alma roubada é para que ele seja mais forte e não tenha medo de matar qualquer um que estiver em sua frente...

Talvez tudo isso seja uma reação..

Seres humanos normais têm suas almas e esperanças mortas  com um tempo mas pra mim foi de um dia pro outro... 

Infelizmente é Assim que vai funcionar é cuspir no chão e não e sobreviver...

Milhares de inimigos se levantarão contra você! De várias partes do mundo! Uns fracos e outros fortes! Todos eles desejando sua morte e desgraça mas você têm que sobreviver....

Acho que novamente compreendo porque meu pai queria tanto que eu fizesse o pacto... Ele sabia o quanto a antiga Emilly não suportaria... E quis que uma nova assumisse... Ele sempre soube.

O fogo apagou mas eu ainda sim fiquei de joelhos na frente da lareira, pensando seriamente no que eu ia fazer, muitas coisas mudaram e eu já consegui manter o controle de cada uma delas!

Mas me preocupa... Saber que às coisas podem mudar derre pente! Porém eu quero estar preparada para quando isso acontecer... Tem algo que eu quero fazer! E eu não vou deixar pra depois....





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...