História Yin Yang - a descendência de peixes - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Albafica de Peixes, Asmita de Virgem, Kardia de Escorpião, Manigold de Câncer, Minos de Grifon, Pandora, Personagens Originais
Tags Albafica De Peixes, Asmita De Virgem, Avatar, Aventura, Cavaleiros Do Zodíacos, Comedia, Manigoud De Câncer, Minos De Griffon, Naruto, Protagonismo Feminino, Romance, The Lost Canvas, Universo Alternativo, Violencia
Visualizações 5
Palavras 1.064
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - O reencontro


         Recapitulando 


Albafica: Hokage, Albafica de peixes se apresentando 


                   \\\


Ktsune . On.


Não posso acreditar Albafica, Albafica de peixes? Fique boquiaberta, sem palavras, congelada. Ele me olhou com seriedade (parecia ter ódio de mim) olhei em seu olhos azuis senti uma dor na alma, me segurei para não chorar foi como se ele tivesse visto o meu passado em segundos e me julgado mais rápido ainda, fechei os olhos e respirei muito fundo, me fiz de indiferente agindo como se não o conhecesse



Ktsune .  Off. 

Albafica. On.




Aquela garota de novo, por um momento ela me olhou triste mas logo ficou séria seu rosto é bem belo mas se não fesse pelos seios e o fato de já tê-la visto pensaria que meu mestre havia ressuscitado dos mortos




Sarutobi: entre, como já deve ter recebido de antemão do grande mestre esta mensageira está coma vida em risco...




Ktsune: co-como? Senhor o que está acontecendo?- sua expressão não mudou muito mesmo com tamanha notícia e sua voz é nada como pensei... Imaginei fina, delicada e patrícia como as demais, mas na verdade era grave, imponente e confiante sem algum indício de ser forçada






Sarutobi: senhorita Sakaná, Ares atacou Konoha com alguns monstros do tártaro na tarde anterior e uma autópsia informa que seu objetivo em específico era a senhorita, já que es uma mensageira  absurdamente importante e com  informações confidências. Albafica de peixes a levará para a capital com uma estratégia de combatê e a trará em segurança...






Ktsune: entendi... quando partiremos?





Sarutobi: o mais breve possível, terão de ir a pé, para manter a descrição...




Albafica/Ktsune: sim senhor...




Foi entregue a mim uma serta quantidade de dinheiro, saímos da sede e a acompanhei até a instalagem onde não demorou muito,  o começo da viagem foi em silêncio está por sua vez ficou de cabeça baixa a três ou mais metros atrás de mim. Pessoas com Manigoud e Shion instem em ficar muito próximo a mim, isso era um pouco irritante e por outro lado era reconfortante saber que posso confiar neles, ela mantinha uma distância segura acho que já foi avisada sobre meu sangue porém ficaria em sua companhia por uma semana e só queria ter um bom motivo para olhar nos olhos da sósia de meu mestre 




Albafica: eu ainda não sei o seu nome...- ela parou de andar e me olhou assustada, eu disse algo ruim? Ela virou para trás ainda vendo o santuário e o campo de rosas venenosas- senhorita?




Ktsune: é eu também não te reconheci, - tirou algo de seu bolso e levou a cabeça- mas do jeito que me olhou pensei que me odiava. Alba sou eu- virou para mim com uma presilha preta segurando sua franja para a esquerda: era a filha de meu mestre e "minha irmã", não acreditei, me sentir mal por isso mas apenas paralizei ela estava mais bela de quando saiu do santuário a 10 anos.




Albafica: Ktsune eu...- ela me abraçou muito forte e eu fiz o mesmo, tinha quase o meu tamanho vista de bem perto, uma chama se acendeu em meu peito, quase que chorei ela havia tirado minha angústia e aceio por contato físico porém esse momento logo se esvaiu. A realidade veio a tona quando me lembrei de meu sangue venenoso. Ela era filha de meu mestre e era imune ao veneno das rosas, mas meu mestre disse antes de morrer que eu havia intensificado o seu veneno não tinha outra escolha para mim a não ser me afastar - olha Ktsune... eu estou muito feliz que tenha voltado mas...




Ktsune: eu sei- ela sorriu docemente- eu conto no maminho- acenti com a cabeça e nos pusemos a andar- papai me mandou uma carta uns dias antes do elo carmesim... foi horrível as sensações que senti a cada palavra lida. Albafica eu senti tanta falta sua!



Albafica: por que não veio me visitar como dito?- um silêncio gritante se empôs e percebi que o assunto era bem incômodo para ela- Ktsune?




Ktsune: e-eu arr... muita coisa ruim aconteceu comigo Albafica- virou seu rosto para o lado oposto ao meu- olha eu não quero falar sobre isso, não agora. Desculpe- mesmo não podendo a toca fiz o possível para conforta-la




Albafica: ei não fica assim... tudo no seu tempo- olhei em suas esmeraldas brilhantes como se estivesse em um tipo de feitiço, fui retribuído com um sorriso enflamante, e aceleramos o passo - como está a sua vida agora? Digo você é uma mensageira muito importante, não é senhorita Ktsune Sakaná?





Ktsune: he acertou, sou uma dos 13 mensageiros reais, e sou a preferida do rei Heric, à capitã da guarda celestial. Mas e você? Senhor Albafica de peixes, como tem cido a sua vida nos últimos 10 anos?- colocou uma mão no queixo e a outra no queixo com um olhar enterrohador- hem?




Albafica: Foi bem difícil Ktsune, depois da morte do mestre Rugonis eu tive que me afastar de todos para garantir sua segurança a solidão faz parte de mim...- ela me olhava atentamente mas eu continuava sério fitando o horizonte- até você voltar- minhas bochechas doeram, por que alarguei um sorriso que acreditei não ter mas




Ktsune: não tem problema, eu te ajudarei nisso. Senhor Albafica de peixes, ouvi rumores sobre você... o mais belo e mais adorado em Rodoril- mais uma vez insinuam minha beleza, fechei um pouco minha cara para aquela questão, não gosto de ser glorificado



Albafica: Hanna está na cidade...



Ktsune: é quando ela saío? Como está o santuário? Onde o meu pai está enterrado? O que você faz na maior parte de seus dias?




( Me cinto na prova de seleção do fundamental, são perguntas atrás de perguntas, ela não era tão falante quando criança )






Albafica: calma, por Atena fala de vagar... Hanna saío faz dois anos e meio, ela foi para a Itália cursa um encino superior. O túmulo do mestre está no jardim envenenado....


Ktsune nem percebia o quanto deixava o irmão confuso, então só andou rindo baixinho


Albafica. Off.



==/==  Em uma floresta ao lado da estrada



Albafica juntou alguns galhos para fazer uma fogueira ao intardece. Ktsune foi para uma moita fazer suas necessidades, e então, um momento de reflexão 



"Se arrependimento matasse eu já estaria morta, mas não dá para voltar no tempo então devo viver de novo"



Albafica.... você ficou muito bonito com o passar do tempo. Eu... - risinho pretensioso 



      Continua...


Notas Finais


Mil perdões gente
Esttou ficando sem ideias

Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...