1. Spirit Fanfics >
  2. Yo, Eu sou o Ycro; -Sycaro >
  3. Único- A Live;

História Yo, Eu sou o Ycro; -Sycaro - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Único- A Live;


Yo, eu sou o Ycro, e tô prestes a me matar.

Sério, eu tentei, tentei ser forte, mas não dá, parece que a vida não colabora comigo...

O porquê? Bom... vamos explicar uma parte.

Eu, o Tawan, o MeiaUm, o Saiko e o Goularte, estamos morando junto, porém a casa só tem dois quartos, então ficou dividido assim, Saiko e Goularte em um quarto, MeiaUm e Tawan em outro, e... eu... eu dicidia, se ficava no porão ou no sótão, prefiri o sótão, o porão era todo sujo...

Depois de arrumar nossas coisas, ficamos conversando na sala, bom... não todos exatamente, eles estavam me excluindo, não liguei muito, afinal...

_Não deve ser de propósito..._

Eu era afim do Saiko, e os três sabiam disso, menos o próprio, eu estava arrumando coragem pra falar, não seria por agora, mas eu falaria...

.

.

Depois de dois meses morando junto, tava tudo uma merda, e hoje, eu daria um jeito nisso...

Peguei algumas giletes novas, e subi pro meu quarto, no caminho, encontro os quatro sem camisa no quarto do Saiko e do Goularte, eles estavam assistindo uma live aleatória na Twitch, não... ah, o MeiaUm tá fazendo Live!

Posso pela porta devagar, com a intenção de não ser notado.

Saiko- Ycaro!

Merda.

Ycaro- Hm?

Saiko- Ycaro, tá quase 40º lá fora, pior aqui dentro, então porquê tu tá de moletom!?

Tawan- Verdade, calça, moletom, meias, tu tá doente?

Me aproximo deles, para poderem me ouvir melhor.

Ycaro- Ué? Porquê do nada estão notando que eu existo?

MeiaUm- Ycaro, não é verdade, só estamos...

Goularte- Ocupados! E você tem que aprender que, não é o centro das atenções!

Ycaro- Certo, mas vocês querem tanto saber o porquê de eu andar assim? O Goularte sabe.

Tawan- Fala ae Gou.

Goularte- É drama, só pra chamar atenção!

Filho da puta, ele sabe que eu me corto, nunca falou nada, mas sabia.

Saiko- Tá, mas o que é?

Ycaro- Querem tanto saber?

MeiaUm- Se a gente tá perguntando, ô animal!

Ycaro- Tá, aqui está o porquê.

Coloco meus braços pra cima, permitindo minhas mangas descerem e mostrar meus braços cortados.

Os três, Tawo, Saiko e Meia, arregalam os olhos, Goularte não, só olha aquilo neutro.

Saiko tentou chegar perto de mim, mas apenas saio do quarto e vou pro meu, puxo a cordinha pra que a escada desça e depois sumo, puxando a escada de volta.

Vou até meu computador e abro uma live na Twitch, com o título, "Desculpa, mas esse é o fim"

Espero chegar mais de mil pessoas e então começo a falar.

Ycaro- Oi...

/-/

Os quatro estavam fingindo que nada tinha acontecido, por mais que isso rodasse na mente de todos ali.

MeiaUm- Opa, desmutei só agora gente, desculpa, mas beleza, o que a gente faz agora?

###Chat###

Kamy_Leh: O Ycro tá em live na Twitch, vê ela.

###-###

MeiaUm- O Ycaro? Beleza, vamo ver essa live do Ycaro.

MeiaUm vai no perfil do Ycaro e vê a live, aberta a pouco tempo.

Ycaro- Bom, como eu ia dizendo, esse é o fim, desculpa pra todos que gostavam do meu conteúdo, tanto aqui, como no YouTube, mas não dá...

Ele parece ler o chat, mas logo volta sua atenção para a câmera de novo.

Ycaro- Seu eu briguei com os meninos? Olha... tem um pouco haver com eles sim, querem ouvir a história?

MeiaUm decide mandar um "oi" no chat.

Ycaro- Que? O André tá no chat? Oh, oi André, os meninos tão ai também né? Bom, já que todos estão aqui, vou falar de uma vez.

/-/

Ycaro- Vamos voltar a dois meses, primeiro dia aqui.

Volto minha mente para aquele dia.

Ycaro- Vamo lá, não foi legal quando eu contei pro Goularte que eu era afim do Saiko, e ele disse "Sai dessa, ele não iria te querer nem que fosse gay", não foi engraçado, quando vocês passaram o dia me excluindo de tudo e me chamando de "Inútil, fracassado e putinha" de graça.

Lágrimas começavam a se formar no canto dos meus olhos.

Ycaro- Não foi legal, quando eu fui beber água de noite, e estavam os quatro no quatro do Saiko falando mal de mim. Não foi legal, quando vocês me trancaram no porão por uma semana, com duas garrafas d'água, só porquê eu quebrei a porra de um violão, né Tawan?

Tento enxugar minhas lágrimas, mas elas não acabavam.

Ycaro- Aquelas noites não foram divertidas como você disse, você jogou pedras me mim, Goularte, me machucou de todos os jeitos possíveis, e aquele dia que você me disse que estava ficando com o Saiko, foi o pior MeiaUm. Eu tinha te contado que gostava dele antes, e você fez questão de beijar ele na minha frente.

Ycaro- No dia da primeira vez de vocês, foi o meu primeiro corte, a cada gemido que eu escutava, era mais um corte, e mais uma lágrima...

Tiro o moletom, ficando apenas com minha calça, mostrando minha barriga cortada.

Ycaro- Vocês tranzaram bastante né... não foi divertido quando fomos assistir um filme de terror e vocês apagaram a luz da casa e me empurraram, na mesinha de vidro da sala.

Viro de costas, mostrando minhas costas machucadas, afinal... fazem só duas semanas.

Ycaro- E por fim, não foi legal quando você ficou me chamado de "Traste, Imundo, não serve pra nada, não faz nada direito" e depois me emourrou na escada Saiko, aquilo doeu... ainda doi...

Sento na cadeira de novo, pegando minhas lâminas.

Ycaro- E é por isso, que esse é o fim, não só do meu conteúdo, mas sim, da minha existência. Eu só queria fazer parar...

Começo a me multilar, cortando os pulsos de uma vez, vendo aquele líquido vermelho saindo aos montes.

Ycaro- Um de vocês quatro... pode limpar o meu quarto? Desculpa sujar.

Dou um sorriso doce e inocente, sentindo minha visão escurecer.

/-/

Os quatro estavam estáticos, uma pena que Ycaro não sabia a verdade...

Saiko foi o primero a se levantar e correr para onde estava Ycaro, tentando abrir a porta.

Quando consegue, vê sangue caido dali, sobe as escadas de uma forma rápida e logo vê o loiro ali, que olha pra ele assustado.

Saiko desliga a live apressadamente e pega Ycaro no colo, estilo noiva, nem se importando em se sujar de sangue, sai de casa correndo, indo para o hospital.

Ycaro- Me l.larga Saiko...

Saiko- Não Ycaro, eu não vou perder você por causa de um monstro como o Goularte, ele... ele ameaçou matar nossas famílias se não fizéssemos o que ele estava mandando, mas no final... ele matou-os de todo o jeito...

Ycaro- C.Como sabe?

Saiko- Ele disse, e não pusemos ele pra fora, porquê ele disse, "Não fassam nada, não se esqueçam que eu posso matar quam vocês mais amam do mesmo jeito que matei as suas famílias"

Ycaro- E... quem é a... a pessoa que...

Ycaro não termina a frase, desmaia no meio dela.

Saiko- Ycaro... YCARO!

Ele apressa os passos e logo chega no hospital. As médicas, ao verem o estado do garoto, levam-no para a sala de emergência, deixando Saiko sozinho na sala de espera.

[Noite]

Saiko estava com os outros três esperando, Goularte estava apenas vigiando, não permitiria que um deles contasse para Ycaro que foi ele a pessoa que fez ele sofrer... mau sabe ele...

Saiko, Tawan e MeiaUm estavam chorando, chorando muito, se culpando por deixar o pequeno naquela situação...

Logo, uma enfermeira se aproxima da sala de espera, com uma prancheta em mãos.

Enfermeira- Rodrigo Ximenes, André Felipe, Tawan Anci e Gabriel Goularte?

Saiko- Somos nós, o Ycaro está bem!?

Enfermeira- Sim, os dois estão bem sim.

Tawan- Dois?

Enfermeira- Sim, o Ycaro e o bebê.

Saiko- Bebê, o Ycaro está grávido!?

Enfermeira- Oh, não sabiam? Ele disse que o pai é um tal de... Rodrigo.

MeiaUm- Quê!?

Saiko- P.Podemos vê-lo?

Enfermeira- Sim, menos um tal de Goularte.

Então, os três acompanharam a médica e Goularte ficou na sala de espera.

Ao entrarem no quarto, viram Ycaro olhando a barriga, ele estava de pé, parecia ter se levantado agora.

Ycaro- Eu vou cuidar de você, desculpa por quase nos matar, é que papai tava sofrendo, mas agora eu vou ser forte tá? Forte por nós dois...

Ele falava, fazendo carinho na barriga.

Saiko- Ycaro...

Ele olha para os três ali e recua um passo.

Saiko- Calma... o Gou não está aqui...

Ele olha com um pouco de tristeza para Tawan e Andre, vai até Saiko e abraça ele.

Saiko- Já passou pequeno, já passou... agora você pode... pode me explicar como tem um filho meu, dentro da sua barriga?

Ycaro- Foi quando fez um mês que a gente estava morando junto, vocês beberam e... e aconteceu, mas no dia seguinte, pareceu que você não lembrava, e resolvi deixar quieto.

Saiko- Jura? Eu passei todo esse tempo achando que foi um sonho, quando eu acordei, você não tava do lado.

Ycaro- E... sobre o Gou... a gente tem que denunciar ele né?

Saiko- Sim, por tentativa de homicídio, tortura e assassinato.

Ycaro- Tá bom...

<10 anos depois>

Ycaro- Saiko! Leva o Loof pra passear, ele tá agoniado aqui!

Saiko- Abre a porta do quintal! Ele quer ir pro quintal!

Ycaro- Tá!

Ycaro vai abrir a porta do quintal e Loof sai correndo.

Ycaro- Saiko! O Davi tá com você!?

Saiko- Ele tá dormindo.

Ycaro- Tá certo!

Ycaro e Saiko, estão vivendo como uma família, junto com Davi Cauê, que é filho dos dois, Goularte permanece na cadeia, Tawan e MeiaUm casaram, adotaram um Gato e MeiaUm teve um filho, o nome dele é Henrique Eduardo, Ele tem 9 anos, viviam felizes e esqueceram o passado, focando só no presente e no futuro, mesmo que as vezes, uma pessoa ou outra lembre da live do quase suicídio do Ycaro... mas faziam de tudo para deixar passado, ignorando ou só dando uma desculpa esfarrapada.

Não importa o que os outros falem de você, mesmo que doa e você pense em desisti, procure um outro lado, viva a vida fora das regras. Você é fora do padrão? Foda-se, viva a vida intensamente.


Notas Finais


[Revisado só uma vez]

.,.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...