1. Spirit Fanfics >
  2. Yokai ayakashi >
  3. O que realmente quero

História Yokai ayakashi - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - O que realmente quero


Fanfic / Fanfiction Yokai ayakashi - Capítulo 14 - O que realmente quero

As ordens de Yoki foram atendidas, seus companheiros receberam seus devidos cuidados, mas Kazuaki recebeu apenas os primeiros cuidados, seus curativos deveriam ser trocados e ele deveria tomar remédio mas todos se negaram a ajuda-lo, então Yoki, Kitsune e Mily se comprometeram a cuidar de seu amigo. Os dias passaram as feridas de Kazuaki estavam se fechando, mas a febre não cedia, fazendo o rapaz ter vários pesadelos muitas vezes ele chamava por uma mulher ou chorava. Yoki não sabia o que fazer além de medica-lo e observar ele, fazendo o rapaz passar inúmeras noites acordado. Isso se prolongava o deixando mas preocupado e esquecendo de sair do quarto para se alimentar, mas naquele dia seria diferente, no lado de fora havia preparativos para um baquete, parecia ser uma festa para a consagração de um jovem donzela que passou a se comprometer a passar sua vida naquele templo, e foi exigido a participação de Yoki neste dia. 

Kitsune entrou no quarto para chamar Yoki todos estavam esperando por ele, Kitsune se ofereceu para cuidar de Kazuaki no lugar do garoto, ele precisava se divertir e comer, Yoki aceitou a sua ajuda e retirou-se do quarto o deixando com o monge. No salão, havia várias mesas com alimentos e bebidas, nas paredes havia tecidos finos e transparente, o chão brilhava com espelho tão banco como leite, todos estavam sentados em almofadas colorida o esperando a chegada de Yoki até Mily, o grande felino Lua e Tatsu foram chamados, era um momento de respeito onde poderia ser esquecidos as diferenças entre eles, logo a velha senhora pronuncio o nome da jovem e começou a purificação, seguida de benzer e fora oferecido a presentes, tudo que Yoki fez fora ajudar a senhora a purificar a garota e lhe dar sua bênção logo em seguida todos começaram a conversar enquanto se deliciavam com o banquete, Yoki passou dias sem comer e aquele banquete seria a oportunidade de encher seu estomago antes de voltar para o quarto. 

Mas um grupo de jovens meninas se sentaram próximo de Yoki lhe fazendo pergunta sobre a joia selada nele, Yoki respondeu suas perguntas com alegria, mas seu sorriso desapareceu quando ele olhou para a mesa de Tatsu, nela havia garotas próxima demais de seu corpo, por algum motivo aquilo não agradava Yoki. Ele sabia que inveja e ciúme eram coisas que Yoki deveria evitar de sentir, mas era um trabalho difícil, principalmente para ele que não sabia o que realmente estava sentindo ou o que ele esperava do yokai sua única conexão é o selo de amor, qual seria o motivo dele gostar Yoki. Yoki passou muito tempo calado com sua cabeça baixa que não percebeu que as garotas foram embora e outra pessoa subsistiu seu lugar. 

-Não está gostando da festa criança? - aquela voz sedutora fez o garoto acordar de seus pensamentos obscuros, Yoki levantou a cabeça com a esperança de ser quem ele desejava e seu pedido fora realizado, lá estava o Yokai que ocupava sua mente e coração. 

-Não, a festa está muito agradável! Eu apenas estava pensando sobre você – como ele gostaria de ser menos sincero, mas ele precisava falar aquilo para Tatsu – nestes dias quando eu sinto algo estranho quando vejo você. 

-Pequena criança, o que você sente deve ser admiração ou... - o Yokai se aproximou do ouvido de Yoki, a orelha do garoto ficou vermelha ao sentir o ar quente em encontro a ela – amor! 

-Talvez seja amor, mas... você sente o mesmo – disse o garoto completamente vermelho enquanto apertava suas mãos na roupa, amassado o tecido dourado, Tatsu ficou supresso com a coragem do garoto, mas apenas sorriu para o garoto. 

-Talvez se você me beijar eu consiga descobrir – Yoki não sabia se o Yokai estava brincando com ele ou apenas o provocando, mas o garoto queria fazer muito isso mesmo que todos da sala ficassem bravo com ele. 

Mas o barulho da parede cedendo fez com que todos olhasse para o meio do salão, algo havia sido arremessado havia pedaços de madeira pelo chão onde havia uma parede agora tinha um grande buraco nele se encontrava Kazuaki cambaleante suas mãos estava ocupada segurando um cajado em seu ombro direito havia uma criatura, seu corpo era rosa queimado sua pele escorria como gosma mais ao mesmo tempo parecia solida tudo que podia ser ver era sua boca com uma fileira de dentes, no chão em meio aos escombros Kitsune se levantou, todos estavam desarmado os únicos que poderia ajudar era os homens, porem eles são não poderia entrar sem as ordens da líder do clã, todos estavam confusos com tal situação. 

 

Continua. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...