1. Spirit Fanfics >
  2. Yoongi , o gatinho >
  3. Capítulo único : Yoongi , o gatinho

História Yoongi , o gatinho - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Parem ! Aviso desde de já que o conteúdo abaixo é o primeiro lemon da minha pessoa.
Sabe só sei que nada sei , Youngjae quero lute

Capítulo 1 - Capítulo único : Yoongi , o gatinho


Fanfic / Fanfiction Yoongi , o gatinho - Capítulo 1 - Capítulo único : Yoongi , o gatinho

Youngjae sinceramente não gastava seu tempo no twitter e se era dia de folga, desligava do mundo exterior aceitando apenas notícias do seu namorado e familiares.


Hoje não seria diferente, isso se não fosse um thread que lhe roubou a atenção e quando sua noção de realidade e tempo regressaram havia pesquisando e buscando assuntos semelhantes à publicação. Agora tinha uma curiosidade fixa em mente ocasionada por uma army, ou melhor, a diversas armys, por que nunca passou pela cabeça essa possibilidade são tão semelhantes? Lindos e tem imensa vontade de mimar, cuidar, proteger e zelar por bem-estar sem contar que ambos são adoráveis e às vezes ariscos.


Por que não reparou que seu namorado é um gatinho? 


Sorriu bobo contemplando Yoongi usando um arquinho com orelhas falsas felinas num fanservice, estonteante usando o enfeite. As fanarts arrancaram suspiros, é encantador como os fanartistas capam a beleza de Yoongi e transformar num ser ainda mais deslumbrante alcançando níveis superiores da perfeição e preferia ser sentir menos pervertido com os desenhos do Min como híbridos com uma temática mais madura.


Realmente tardaria em esquecer sobre essa história de Yoongi e gatos.










                                     (•••)





Localizar a chave extra não foi complicado, quantas vezes não visitou o apartamento já é hora de ao menos ganhar uma cópia, Yoongi tratou de arranjar uma maneira de visitar o namorado, chamadas de vídeos e mensagem não diminuía a saudade e nem matava sua carência. Vinha sofrendo a semanas tendo se contentar em colocar suas mãos a obra porque não é sortudo o suficiente para seu namorado trabalha consigo.


Invejava o restante do Bangtan? Lógico, pense bem, sempre podiam ter beijos, abraços e a melação que cada casal tem de sua maneira e principalmente não passavam necessidade no quesito sexo, praticante do sexting e camming, mas não há comparação o virtual com o real. Foi com essas segundas intenções que teve que converse o manager da saidinha rápida, horas de papo e sua parte do bolo preparado por Seokjin e o manager liberou feliz e satisfeito — um interesseiro nos pratos feitos por Jin —, e quando a situação pareceu melhorar, Seokjin notou a fuga do Min.


A abstinência o enlouquecia pouco a pouco, num ponto que ficou evidente aos colegas e Seokjin aproveitou debochando da transparência. Para sair do teve que escutar as piadinhas terríveis do tio Jin versão libidinosa quase voando no pescoço alheio se ouvisse mais um;


“ — Vai aonde? Não gosta de ficar com o pau na mão” ou “ — Compreendo porque não quis minha sobremesa maravilhosa, o Jae será o prato principal e a  sobremesa”. 


Talvez quando retornasse teria que encarar o Kim novamente afinal o mandou tomar no cu e saiu andando, porém, antes teve a cereja do bolo.

“ — Lembre-se que vamos viajar amanhã e não pega bem você aparecer mancando”


Seokjin é uma naja que se esconde aguardando pacientemente a hora pro bote perfeito ou é seu algoz o punindo pela diversas vezes que “questionou” a vida sexual dos amiguinhos é tão divertindo ver a coloração e modo acanhado quando pergunta das posições ou se quer uma almofada para aliviar ao sentar. Yoongi buscou indícios de Youngjae na cozinha e sala, andou para o único cômodo que ele poderia estar; o quarto, e seu palpite foi certeiro com a proximidade na porta escutou o barulho de secador vindo da suíte, entrou sem nenhuma cerimônia jogando a bolsa que carregava num canto aleatório, observando o quarto, a maioria dos objetos e a parede eram num tom bege o contracenava com a cama de casal no centro, coberta por lençóis de seda negro dando um destaque ao móvel.


Yoongi sentou-se relaxado enquanto retirava os sapatos, queria retirar o casaco grosso que trajava, entretanto, poderia estragar a surpresa, o barulho cessou e Youngjae distraído cruzou a batente da porta do banheiro ajeitando os fios escuros, soltou um grito fino em reparar na figura na cama. Demorou a entender que era Yoongi ali, não um estranho qualquer que arrombou seu apartamento e tinha em mente o matar, esquartejar e roubar os itens de valor…, ou melhor, um sequestrador querendo lucrar mantendo uma figura pública em cativeiro.


— Impressão minha ou alguém já esperava visita? — Yoongi admirava a figura dos pés a cabeça centrando no abdômen exposto, mordiscou o lábio inferior.


— Yoongi, o que faz aqui? Que saiba deveria estar se preparando para viajar? — Yoongi havia lhe dito que infelizmente não teria tempo para encontrar-lo por novamente ter que cumprir agenda, terminou de arrumar o cabelo tendo o olhar do Min fixo em cada movimento.


— Saudade… estou com saudade de você, por isso a visita — Confessou vendo vestir uma camiseta cobrindo a pele lisinha que por várias razões não podem marcar da maneira que deseja é um pecado não haver uma coloração roxa ou vermelha enfeitando a cintura, clavícula e pescoço. Se contenta com a poucas partes do corpo onde não ter problemas em depositar as marcas de desejo e amor.


— Saudade? Não é o que essa carinha aparenta — Questionou visualizando o sorriso sacana que Yoongi esboçava e nem disfarçava o próprio desejo focando em seu quadril — Seja sincero veio para transar? 


— Não fale desse jeito pareço um insensível que quer somente seu corpo — Reclamou e puxou o maior colando os corpos — No momento quero muito seu corpo nu nessa cama, não sabe o quão difícil e estar longe de você, as mensagens e conversas de vídeo não substitui sua presença, porém não vou negar que o tesão acumulado falou mais alto e tive que fugir até aqui.


Roçou os lábios, os pelos arrepiados de antecipação almejando quebrar a distância das bocas, Youngjae afagou as madeixas claras sentindo a maciez dos fios a mão desocupada tocou o lado esquerdo da face do Min, passou os dedos pelas bochechas fartas e moveu em direção aos lábios contornando e repetindo a ação.


— Tenho algo para você — Sussurrou se separando, Yoongi gemeu baixinho com o fim do contato.


— É só abaixar as calças e me dar — Brincou recebendo em troca um sinal de negação, parece que alguém hoje resolveu fazer cu doce. — Tome. — Entregou o embrulho, Yoongi avaliou e chacoalhou tentando escutar algo que denunciasse o objeto, retirou o papel presente — de estampas de gatinho —, dentro da embalagem de plástico continha um adereço peculiar; uma tiara com orelhas de gatos que é da mesma cor que atualmente seu cabelo está pintado.


— Que porra é essa, Jae? — Youngjae quieto pegou a embalagem e retirou o acessório ajeitando na cabeça do Min. Ele tentou parar as mãos atrevidas de posicionar a tiara.


No fim parece que armys são ótimas em comparação, Yoongi é de fato um gatinho principalmente emburrado e com bico enorme formado, Youngjae sorriu apertando as bochechas do namorado ou diria chamar de gatinho?


— Choi Youngjae, me explica a razão disso! — Alterou tirando as palmas da face.


— Você é um gatinho, já disse que isso? — Yoongi negou — Armys, culpe as armys por plantarem a ideia que meu namorado é um gatinho — Beijou a face confusa do Min.


— Armys? — Não poderia ser verdade que Youngjae passou horas vendo publicados da armys, não que ele ache ruim o amor que suas fãs tenham por si, só que infelizmente seu namorado pelo que parece é altamente influenciado, se uma publicação o comparando com um gato fez Youngjae comprar uma tiara, o que acontecia se visse uma tratando dele com uns fetiches das fãs? Porque ele já viu que suas fãs não são nenhum anjo e ele não gosta de imaginar usando meias 3/4 ou conjunto de lingerie, entretanto se for Youngjae usando esse é outro assunto.


— Sim, meu namorado é gato fofo — Deu vários beijinhos em todo rosto, Yoongi afastou ele de perto está perdendo seu objetivo principal afinal veio atrás de sexo não de ser paparicado e mimado.


Num movimento brusco empurrou o maior na cama que nem teve tempo de reagir, pois, Yoongi sentou no seu colo encaixando sobre o membro adormecido.


— Sou seu gato, agora me dar seu leite — Remexeu o quadril sentindo os efeitos da sua provocação, Youngjae segurou a cintura ajudando a acelerar os movimentos buscando mais contato.


— Yoon, isso significa que serei o ativo? — Gemeu baixinho com a fricção do membro coberto pelo moletom.


— Hoje é uma exceção por estar excitado demais para discutir posição com você.


Youngjae apertava a carne macia do abdômen, tomou os lábios iniciando um ósculo sedento, quente, as línguas se misturavam explorando o máximo da cavidade, separou quando o ar faltou e não tardou em mordiscar levemente a boca já ganhando a coloração avermelhada. Passou a ameaçar beijar o Min, entretanto mudou o rumo trilhando um caminho até o maxilar exposto, o mordicando e lambando arrancando arfares do acastanhado inquieto em seu colo.


— Dar para acelerar, prefiro pular as preliminares — Yoongi resmungou percebendo o afastamento do Choi de seu pescoço.


— Mas quero te chupar? — Seu baixo ventre fisgou e sua ereção estava mais dura — se isso for possível —, como negar algo tão delicioso principalmente depois da imagem de Youngjae lambendo os lábios parecendo estar prestes a provar de um prato apetitoso.


Nem houve necessidade de resposta, retirou-se do colo se acomodando nas almofadas perto da cabeceira, sentia-se quente e suando graças ao casaco e não vinha a hora de remover o pano incômodo. Se posicionou em cima do Min admirando o estado de excitação do namorado, os lábios entreabertos soltando arfares, a ereção bem marcada pela calça de couro, não queria contrapor contra a vontade de Yoongi em finalmente matar seu desejo, entretanto a vontade de provocar e leva-lo ao extremo parecia tentador demais, fazer-lo implorar por contanto e não pode ocultar o sorriso travesso.


Selou rapidamente os lábios seguindo para o zíper do casaco, Youngjae suspirou quando percebeu a surpresa guardada: uma blusa arrastão, pode visualizar perfeitamente os mamilos amaurosados enrijecidos e lambeu o esquerdo fitando provocativo o Min.


— Melhor parar com seus joguinhos ou vou foder com você — Advertiu com dificuldade afinal um gemido alto ecoou quando o Choi alternou entre chupada e lambidas no mamilo esquerdo 

enquanto acariciava o direito.


Emitiu um resmungo quando a boca se afastou, entretanto, agora sendo usava para trilhar a pele da barriga exposta demorando perto do botão da calça.


— Youngjae, por favor — Se rendeu, já doía a falta de alívio, sorriu satisfeito pela liberdade do seu membro nem reparando a ausência da calça e cueca.


Salivou vendo a cabeça rosada expelindo o pre gozo em abundância, soprou recebendo um tapa do Min. Como queria sentir o gosto e sensação das veias saltadas dentro da sua boca, porém enlouquecer Min Yoongi é o primeiro tópico da sua lista.


Lambeu a fenda vendo o arquear em busca de mais contato, segurou a base iniciando uma masturbação bastante lenta para Yoongi que já respirava com dificuldade soltando arfares e gemidos roucos. Cansado da sua própria brincadeira, Youngjae o enfiou completamente na boca e Yoongi quase urrou em pleno deleite, mesmo com a falta de ar passou alguns minutos parado, mas logo retirou e engoliu novamente repetindo a ação e o que não cabia na sua judiada cavidade masturbava.


Yoongi segurou pelos cabelos distando sua velocidade e não tardando a gozar. Ambos respiravam de forma desregular, Youngjae limpou o sêmen que sujou seu queixo e coloco na boca, Yoongi estava cansado, porém, a noite nem havia começado.


O moreno esticou-se para pegar o lubrificante na gaveta da cabeceira e voltou a sua posição anterior posicionando uma das pernas sobre seu ombro para melhor visão da entrada piscante, passou uma boa quantidade em três dedos, pincelou ameaçando penetrar com indicador.


— quer que troca comigo, Youngjae? — Tombou a cabeça para o lado, vendo a concentração do namorado — Vai logo, seu desgraçado e melhor fode. — Suplicou quase se levantando mais sendo empurrado de volta ao seu lugar.


— Calma, prometo que vou te fuder — Tranquilizou acariciando a face com a mão sem o lubrificante — Agora gatinho, lembre-se que tem que dançar e andar corretamente. — Terminou o discurso selando os lábios num beijo calmo e penetrou com o primeiro dedo com dificuldade — Tão apertado — Yoongi apenas gemeu em meio a dedo e mexeu o quadril querendo sentir mais — Te amo.


Adentrou com o segundo dedo estocando devagar apreciando os gemidos manhosos provindos do Min, teve certa relutância no último dedo, porém logo entravam e saiam com facilidade. Abandonou a entrada para que pudesse com algo melhor, afobado jogou a peças de roupa em qualquer lugar enquanto Yoongi ria da situação.


— Pronto? — Posicionou a cabeça pincelando aguardando a confirmação do Min.


— Vai logo — Repetiu, gemeram em conjunto quase apenas a cabeça adentrou, Yoongi era tão quente e paredes apertava de maneira deliciosa.


Ritmou estocadas lentas vendo entrar e escorregar para dentro novamente, gemendo baixinho.


— Me fode, caralho — Puxou as madeixas negras cansado de todo esse carinho, Youngjae prontamente atendeu o pedido acelerando a estocadas, Yoongi fechou os olhos em deleite enquanto tinha sua entrada sendo maltratada, ele gostava do rápido e bruto que se depois doesse ao sentar recordaria que a dor provinha de foda sensacional.


Admirou a combinação dos cabelos grudados na testa, a coloração rubra nas bochechas, lábios entreabertos escapando saliva e para completar a visão do paraíso, o adereço das orelhas que o faziam fofos ao mesmo tempo, fodidamente sexy. Yoongi gemeu arrastado quando seu ponto foi acertado, depois as estocadas se concentraram em acertar ali, pegou o membro negligenciado do castanho masturbando no mesmo ritmo. 


Arqueou a costas sentindo os espasmos por todo corpo quando se desfez sujando o próprio abdômen e o do Choi, investiu mais um pouco gozando no buraquinho apertado, respirando com dificuldade retirou da cavidade calorosa e que o abrigava tão bem.


Min bocejou, cansado e pela perda de energia com seu exercício. Youngjae perdeu-se novamente na feição sonolenta, risonho não evitou em fotografar Yoongi de olhos quase fechando e um biquinho adorável formado parecendo o gatinho que armys tanto divulgam.


— Vem, precisa de um banho agora, gatinho — Yoongi deu de língua com o possível apelido carinhoso que terá que aturar agora iria se banhar com prazer com o namorado em qualquer outra hora, porém queria apenas dormir e recuperar as forças porque afinal deve viajar amanhã cedo. — Preguiçoso.


Ergueu o corpo do acastanhado ajeitando em seu colo.


— Vai me dar banho humano tolo. — Youngjae riu parece que alguém entrou na brincadeira.


— Sim, gatinho manhoso e bastante preguiçoso — Yoongi fez careta principalmente quando entrou na água fria — estava despido e nem havia percebido.


— Manhoso é meu pau, que água gelada.


— Garantia para não haver segundo round hoje, você vai para cama e vou mimar você — Passou sabão pela pele leitosa.


— Pare com isso. — Inflou as bochechas enquanto era enrolado numa toalha.


— Parar? — Perguntou confuso por não ter feito absolutamente nada de errado.


— Sim, quero que pare de me fazer te amar com ainda mais intensidade.


Não evitou em sorrir o e beijou rapidamente procurando roupas para o amado.


— Também te amo, gato.



Youngjae sabia quando Yoongi é um gatinho, e mais do que nunca suas fãs não erraram na comparação, contudo tinha um detalhe que elas não sabiam:


Yoongi é um gatinho, o gatinho do Youngjae.




Notas Finais


O que acharam ? Realmente tô nervosa , não consigo dizer mais nada e aguardem o bônus fofo e divertido .
Tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...