História YoonKooK Amor Vampiro - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jungkook!top, Namjin, Vampiro, Yoongi!bottom, Yoonkook
Visualizações 48
Palavras 2.538
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, LGBT, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Slash, Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Teste


"A pessoa afetada,tem pequenos flashback's de seu passado, até mesmo antes de seu nascimento..."


Minha mente estava nublada.Poderia até dizer que não sentia nada,nem mesmo dor.E também, estava calmo, tão calmo,e não conseguia pensar em nada.Meus pensamentos eram voltados ao lugar onde eu estava.Era um jardim, muito bonito por sinal.Havia inúmeras variedades de flores,de várias cores.Eu estava maravilhado com aquele lugar,era lindo!mas, sentia que já estivesse ali.Não entendi o motivo de ter pensado isso,mas , não me importei muito no momento.Minha atenção estava voltada para cada flor daquele jardim.

Então, ouvi alguém dizer algo.Na verdade,ela estava contando.Me parecia uma voz feminina, muito bela devo admitir.Mas, não a via em lugar nenhum.Meus olhos passearam pelo jardim, procurando a dona da bela voz.Então a vi perto de um canteiro de rosas brancas,e parecia estar conversando com as mesmas,quer dizer, cantando pra elas.Eu queria me aproximar,mas era impossível!meus pés pareciam estar colados no chão,me impedindo de sair do lugar.A mulher continuou cantando,apesar dos meus protestos pedindo por sua ajuda.Ela não me ouvia,e nem parecia estar  me vendo também.Franzi as sobrancelhas,eu morri? ou isso era um sonho?

-Hey! você... você pode me ajudar!?-Exclamei.Mas, novamente,ela nem saiu do lugar.Bufei frustado, já estava me estressando.

Num Estação...

Ela disse.Fiquei alerta,e um pingo de esperança surgiu em mim.Talvez ela estivesse me ouvindo,eu acho, só preciso gritar mais alto.

-Hey! você, moça você pode me ajudar?!-Gritei de novo.Ele olhou na minha direção,como se pudesse me ver,mas se virou pra conversar com as flores novamente.

Sentimentos são,

Como uma canção...


-Você ao menos está me ouvindo?! moça!-

Para bela e fera...


[...]


Jungkook dirigia em alta velocidade.Estava na estrada que lavava para a floresta.Não sabia o porque,mas sentia que deveria ir pra lá,seus sentidos tinham certeza disso.Em sua cabeça,passavam-se vários senários de Yoongi,e eles não eram nada bons.Quando ainda estava na escola, conseguiu sentir o cheiro de Yoongi,mas também,o cheiro de Lee Hu.Saiu em disparada dali, ligando para que seu empregado trouxesse seu carro.Mas estava sem rumo,pra onde iria? mesmo que chegasse na floresta,por onde procuraria? não sabia exatamente onde Yoongi estava.

Pensa Jungkook,pra onde Lee Hu o levaria...pra onde...onde mais ele conhece? bom,o único lugar que Lee Hu conhece além da casa dele era... claro!

Acelerou.Sabia onde procurar agora,e tinha que ser rápido.



[...]


Minha visão estava embaçada.Tudo estava girando,um gemido de dor escapou da minha boca, quando senti uma forte pontada na cabeça.Aquilo não era mais o sonho.Ergui meu rosto para ver onde eu estava,e vi uma sala.Estava tudo vazio, só haviam duas janelas e uma porta é claro.Espera, uma porta? minha saída daquele lugar, tenho que-

Tentei me levantar mas eu estava amarrado.Tinham cordas prendendo meu tronco e meus braços, agora tinha percebido que estava sentando no chão.E tinha alguma coisa na minha boca,me impedindo de falar.

Foi quando, alguém entrou ali.Era Lee Hu.

Ele se aproximou lentamente de mim,me olhando nos olhos.Meu corpo ficava mais  tenso,cada vez que ele chegava mais perto.Então parou , cruzou os braços, ficando na minha frente.

Lh-Olha quem resolveu acordar...-Se abaixou,se aproximando do meu rosto,e eu tentei me afastar ao máximo.-Dormiu bem princesa?-Eu riu cinicamente.

Yg-Humm!vhoce e nhum idnota!seu hummm!-Minha boca estava fechada,e eu não conseguia falar direito.Lee Hu revirou os olhos, puxando a fita da minha boca com brutalidade.Quase gritei de dor,mas me seguirei.

Lh-Pronto, agora pode falar.-Me lançou um falso sorriso.

Yg-Você é um idiota!seu filho da p-Ele tapou minha boca com sua mão.

Lh-Opa,opa... não fale assim comigo Yoongi, estou avisando...-

Mordi sua mão.Ele gruniu,se afastando bruscamente de mim.Um pequeno sorriso surgiu em meus lábios ao ver sua cara de dor.

Yg-Eu falo como eu quiser!seu-Foi interrompido por um tapa desferido em meu rosto.Senti minha pele arder,e meus olhos se encheram de água.Olhei para Lee Hu,que tinha uma expressão irritada.

Lh-Nunca mais faça isso entendeu?!-Pegou meu braço com brutalidade.O olhei nos olhos, não baixando a guarda.

Yg-Vai se fuder!-Falei entre dentes.

Ele sorriu.

Lh-Sabe...por mais que eu não goste que falem comigo desse jeito...Ver você todo bravinho,me deixa excitado.-Passou a língua pelos lábios, molhando eles.Senti nojo daquilo, então desviei meu olhar pra outro lugar.

Lee Hu se aproximou mais do meus rosto.Conseguia sentir sua respiração na minha bochecha,a qual ele depositou um beijo.Fiz uma careta, não gostando nenhum pouco daquilo.Usei minhas pernas,que estavam livres,para chuta-lo .

Yg-Não encosta em mim!-Gritei.

Lee Hu levantou as mãos,se rendendo.Mas o sorriso cínico era visível em seu rosto.A raiva tomou conta do meu corpo.

Lh-Ok, como quiser docinho... tá chega,vamos logo!-Gesticulou com as mãos.Como se eu pudesse me levantar!

Yg-Pra onde? -Arquei minhas sobrancelhas.

Lh-Pra alguma lugar seguro,de preferência um lugar que o Jungkook não te ache...-

Não falei nada.Vi Lee Hu andar para algum atrás de mim,e logo as cordas foram soltas.Ele voltou, puxando minha mão para que eu ficasse se pé.Antes que eu pudesse dizer alguma coisa,Lee Hu tapou minha boca com a fita novamente.

Yg-Hummm!-

Lh-Shiii, vou cuidar de você...-

Ele me ergueu no ar, colocando-me em seus ombros.Me debati tentando me soltar mas Lee Hu era mais forte que eu, andando comigo facilmente para fora da casa onde estávamos.Finalmente consegui ver onde eu estava,era uma floresta!

Foi aí que o desespero tomou conta de mim completamente, voltei a me debater constantemente,mas Lee Hu ainda não me soltava.

Yg-Hummm!-

Lh-Você é insistente Yoongi, tenho que admitir...mas não se preocupa, está seguro comigo.-Ele deu tapinhas na minhas costas.



[...]


Jungkook estacionou seu carro em um posto abandonado.Pegou as chaves colocando nos bolso em seguida, apressando-se para entrar na floresta a procura de Yoongi.Correu em meio aquele mato, logo avistando uma casa ao longe.Acelerou o passo,sem nem tropeçar em nada .Abriu a porta daquele lugar com brutalidade, causando um grande estrondo.

Jk-Yoongi! Yoongi você está aqui?!Lee Hu aparece seu canalha!-Andou pelo único cômodo da casa (a sala)e procurou por qualquer sinal de Yoongi,mas ele não estava ali.

Jk-Ah quê droga!-

No momento de raiva, jungkook deu um soco na parede fazendo com que toda casa tremesse.Seus olhos caíram sobre o chão,tinham pegadas ali e a lama ainda estava fresca.Seus sentidos sentiram o cheiro de Yoongi e, também de Lee Hu.Eles tinham saíndo da casa, obviamente,e entrando na floresta, então foram para a ... é isso!


[...]


Os trinta minutos mais ou menos andando, Yoongi viu que estavam se aproximando de uma casa.Ela era grande,com muitas janelas e,olha!era preta,com teias de aranhas e morcegos, ótimo!uma perfeita casa assombrada.E cada passo de Lee Hu dava em direção a casa, Yoongi ficava mais nervoso de entrar nela.

A porta foi aberta e,assim eles entram.Yoongi percebeu que estava numa sala,ao lado tinham uma escada que lavava para o andar de cima,na frente uma enorme porta que dava acesso a sala de jantar.Lee Hu o desceu, segurando em seu braço com força para que não corresse risco dele fugir.O garoto observou o lugar discretamente, enquanto o vampiro ao seu lado tirava alguma coisa de seu bolso.Sua observação foi interrompida quando ele ouviu passos , pareciam ser de saltos então era uma mulher.Sua teoria foi confirmada ao ver uma mulher alta entrar na sala.Ela tinha uma pele muito branca,seus lábios eram finos e avermelhados,sua cabelo estava solto,ele era longo e preto que a deixava mais velha.A mulher usava uma vestido de manga longa,que o comprimento ia até seus pés,e ele era preto também,oh que ótimo! a esposa do conde drácula!

-Oh,ele Lee Hu?-Ela perguntou arqueando as sobrancelhas para o vampiro.O mesmo assentiu,e mulher lançou um sorriso genuíno.

-Olá, querido!qual seu nome?-Dessa vez ela perguntou para Yoongi.Ele hesitou um pouco em responder,mas Lee Hu apertou mais seu braço para que dissesse alguma coisa, então disse:

Yg-É-é Min Yoongi...-

-Min Yoongi, você sabe porquê está aqui?-Fechou as mãos na frente do corpo esperando uma resposta.

Yg-Humm... não verdade não.-Aquilo não deixava de ser verdade.

A mulher sorriu, parecia simpática, talvez, pudesse ajudar...

-Primeiro, deixe-me me apresentar...-Colocou a mão em seu peito.-Meu nome e Carmen Lie ,sou mãe do Lee Hu...-Apontou para o vampiro.

Yoongi ficou surpreso.Não disse nada, esperou que Carmen mais quisesse que ele dissesse,mas para seu alívio,ela continuou a falar:

Cm-Você está para fazer um teste,nada demais,nem vai doer...-

Yg-Porque? o que tenho a ver com isso?-

Cm-Por enquanto,nada.Mas se passar no teste, aí nós vamos ver...-Deu os ombros como se aquilo não fosse nada demais para ela.

Yg-Com assim "vamos ver"? o que vai fazer comigo?-Franziu as sobrancelhas ficando mais agitado.

Cm-Oh, Yoongi querido... não se preocupe,nada vai acontecer com você se colaborar conosco...-Aquilo foi mais como um aviso,que fez Yoongi estremecer no lugar.-Lee Hu,leve ele pro quarto de hóspedes,sim? amanhã veremos que vamos fazer. Estarei na cozinha.-Ela deu um último olhar para o filho, parecendo ter uma conversa com ele,e depois se retirou.

Lh-Vamos.-Falou seco.

Lee Hu puxou Yoongi com brutalidade para que ele subisse as escadas.O forçou a subir cada degrau,mesmo que com menor protestando sem parar.

Yg-Não espera!pra onde está me levando?o que vai fazer comigo?me solta!-

Quase arrastado, Yoongi passou por um corredor macabro,cheios de quadros e teias de aranhas e com as paredes desgastadas, daria pra filmar um filme de terror antigo ali.Mas não prestou muito atenção nos detalhes,pois afinal estava sendo puxado para o desconhecido,mas sim na porta que Lee Hu e o empurrou com brutalidade para dentro do cômodo.Com a força que foi jogado lá, acabou caindo de bunda no chão, machucado as palmas de suas mãos que bateram contra o piso duro daquele quarto.

Ergueu um olhar assustado para Lee Hu que estava na porta quase a fechando.Ele sorria de um jeito debochado, mostrando suas presas pontudas.

Lh-Tenha uma boa noite, Yoongi.-quase cuspiu as palavras.

Yoongi com dificuldade se levantou,indo para porta na tentativa que impedir Lee Hu de fechá-la,mas não foi rápido o suficiente pois a porta foi fechada num estrondo.Ouviu um click da fechadura,e logo após Lee Hu falar:

Lh-Espero que fiquei confortável aí!-Então ele riu,riu muito alto.

-Me tira daqui!Lee Hu! solta aqui seu!...seu...seu..-Yoongi bateu na porta mais depois que percebeu que ninguém viria,se cansou.Ele foi escorregando até seus joelhos tocarem o chão,apoiou a testa na madeira da porta, com as mãos ainda escorregando por ela.Seus olhos se encheram se água, então ele os fechou deixando as lágrimas caírem livremente sobre suas bochechas.

Yg-Eu só quero ir pra casa...-Falou num sussurro.


[...]

Jungkook passou a tarde toda procurando a casa de Lee Hu.Quando escureceu,ele pode ver luzes no meio da árvores,e deduziu que fosse o que estava procurando.Seguiu as luzes, desviando dos galhos e arbustos que vinham em sua frente, até que se deparou com aquele casarão assombrado.

Por um instante, pensou nos momentos bons que viveu naquela casa, passado que ele não gostava nem de lembrar.Balançou a cabeça afastando aqueles pensamentos,tinha que pensar do como salvaria Yoongi.


[...]

Depois de chorar sentado na frente daquela porta,a noite caiu e o ventou gélido soprou por uma janela daquele quarto, balançado as cortinas...espera? janela?

Sequei minhas lágrimas,e olhei para a janela aberta perto da cama.Seria minha chance de fugir.Me levantei quase tropeçando nos meus próprios pés, estava eufórico,louco pra sair dali.Fui até a beirada da janela,e vi a altura que eu estava,cheguei a recuar.

Yg-Wow, calma Yoongi, você conseguiu.-Respirei fundo voltando a apoiar minhas mãos no mármore da janela,elas chegaram a doer um pouco por causa do machucado,mais eu aguentei.

Coloquei um pé pra fora,a apoiando em alguma coisa sólida, quando percebi que era seguro pisar ali,desci o outro pé.Era uma daquelas grades onde colocaram flores,mais sem flor alguma... claro,essa é assombrada , flores não combinam com ela.Olhei pra baixo com receio,e vi que não estava tão assim.

Yg-Ok,hum... deixa eu-

Pisei em falso,me soltando do mármore da janela e caindo do encontro com o chão.Quando vi, estava sentando no chão com tudo doendo.Soltei um grito de dor quando mexi minha perna,ela estava quebrada,mordi meus lábios com força para não gritar mais alto e alguém ouvir,era só o que me faltava.

Cm-Lee Hu ouviu isso? é melhor você como está nosso hóspede.-

Ouvi Carmen dizer.Foi como um alerta,eu levantei num pulo dali, mesmo minha perna doendo muito,me forcei a andar para uma árvore mais próxima.Com muito sofrimento, consegui chegar até uma e logo escondi atrás dela.Escorreguei até estar sentado, apoiando minhas costas no tronco da árvore.

Minha respiração estava pesada,eu estava muito suado e sujo de terra também.Mas eu não tinha muita tempo, logo Lee Hu perceberia que eu não estava no quarto, tinha que sair dali.

Eu ia levantar,mais uma mão tampou minha boca e outra me prendeu no chão.Olhei para quem tinha feito aquilo,e ia gritar mas quando vi quem era , fiquei mais calmo.

Era Jungkook.

Jk-Shii não grita,ela podem nos ouvir...-Sua voz saiu num sussurro.

Eu assenti e ele, devagar tirou a mão da minha boca.Suspirei cansando, olhando bravo para Jungkook que, ainda observava a casa atento.Com raiva,dei um tapa em seu braço.

Jk-Ai! porquê você fez isso?-Acariciou o local que eu havia batido,com uma expressão de dor nos rosto.

Yg-Onde você estava?!porque demorou tanto?!tem ideia do que eu passei?!-Joguei toda a frustração que tinha nele.Jungkook ainda massageava seu braço, quando me respondeu:

Jk-Desculpa...foi difícil te achar,ok?por isso demorei.-Ele parecia ser sincero.Suspirei,eu ainda estava bravo,mas cansando e não era hora para brigar.

Yg-Tá tudo bem... só,me leva pra casa...-

Jk-Tá.-

Me apoiei na árvore para me levantar,mais minha perna falhou e,eu teria caindo se Jungkook não tivesse me segurado pela cintura, impedindo que eu caísse.

Jk-Cuidado...-Sua voz saiu preocupada,mas também doce.Por um momento, senti meu corpo arrepiar com a proximidade que ele estava de mim,por impulso teria me afastado,mas precisava dele para me apoiar.

Yg-Obrigado...-

O olhei no olhos diretamente.Jungkook me analisou de cima abaixo,e confesso que me senti um pouco envergonhado com o olhar dele sobre mim.Jungkook estalou a língua, passou as mãos pelas minhas costas.

Jk-Vem cá.-

Yg-O que?-

Antes que qualquer coisa, Jungkook me ergueu no ar , segurando atrás das minhas costas e dos meus joelhos, estilo noiva,sabe? senti minhas bochechas esquentarem e meu coração acelerar.Não tive tempo de dizer nada,pois ele passou a andar e eu ,com medo de cair segurei em sua camisa, escondendo meu rosto na curvatura do seu pescoço.Não sei se ouvir ele rir baixinho,mais acho que não.

-Feche os olhos.-Falou com um voz calma,mas estava me dando uma ordem.

-Por que ?-

-Só feche...-

Hesitei um pouco,mas fiz o que ele pediu.Trêa segundos depois,senti o ambiente ficar mais quente, já que estava muito frio na floresta.

-Pode abrir agora.-

Devagar,abri meus olhos e fiquei espantado com o que vi. Estávamos em um quarto.Sim um quarto, aparecemos magicamente ali do nada.Espera, Jungkook faz teleporte?ou o que?

-Onde estamos?-Perguntei à ele.

-Na minha casa...-










Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...