1. Spirit Fanfics >
  2. You >
  3. Um jantar agradável...

História You - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Eu espero que gostem :)

Capítulo 3 - Um jantar agradável...


Termino de colocar a última presilha em meus cabelos, me encaro no espelho. Coloquei uma maquiagem um pouco mais pesada do que de costume, tudo para aparentar um pouco mais de idade. Olho o relógio 19:43, Joe deve chegar logo. Coloco um pouco de gloss nos lábios, e ajeito os seios no vestido apertado para dar mais volume. Acho que estou pronta. Calço meus saltos, quase nunca usados, e pego minha carteira com o celular dentro. Meu celular vibra “estou aqui”, surge na notificação. Dei meu número para Joe antes de sair da livraria hoje a tarde. Saio pela porta depois deme despedir de Bocco, e ele esta de pé ao lado de um carro, preto. Ele ergue os olhos, e fica um instante me encarando até eu chegar perto.

-Pensei que tivesse uma moto. _digo sorrindo.

-Bom, seu cabelo não iria sobreviver ao capacete. _ele diz e abre a porta para mim, que entro em seguida.

Depois de contornar o carro, ele entra e fecha a própria porta. Me olha por um instante.

-Está nervosa? _ele indaga.

-Você que parece nervoso professor. _digo e ele ri.

-Estou, na verdade. _ele admite, com um leve sorriso.

-Obrigado por hoje, Lara Jean. _ele diz, e se aproxima demais do meu rosto, eu pasmo. Quando sua mão trás com ele o cinto, me prendendo no meu lugar.

-Agradeça ao meu imenso tédio nessa cidade pacata. _digo me recompondo e ajeitando uma mecha que me escapa atrás da orelha.

-Que bom que meus problemas pessoais irão entreter seu tempo preciosamente gasto com livros e músicas. _ele diz ligando o carro e sorrindo, irônico.

Suspiro e fito a rua, vejo um casal andando abraçados, e lembro-me de Max por um instante. Sinto falta dele, odeio admitir, mas sinto. Toco o pingente do meu colar, pensativa enquanto noto o carro se movendo lentamente deixando o casal para trás. “You belong to me” começa a soar baixinho no carro, e eu o fito com um sorriso divertido.

-Gosta dessas músicas antigas? _indago, curiosa.

-Eu simplesmente tenho uma alma idosa. _ele da de ombros, já com um ar mais tranquilo.

-Eu também gosto, de livros velhos, musicas velhas e até de pessoas velhas. _digo.

-Então tem alguma chance de você ter gostado de mim e por isso resolvido me ajudar? _ele me olha por um instante antes de voltar os olhos para a estrada.

Suspiro, e penso bem no que dizer.

-Eu apenas havia decidido levar o mês por trinta dias até o fim do ano, e deixar tudo passar como um pesadelo. Mas aqui estou, me passando pela namorada do meu professor, no mesmo dia em que eu o conheci.

-E porque estava tão negativa sobre este ano Lara Jean? _ele ergue uma sobrancelha.

-Bom... isso é história para outra ocasião. _digo.

-Ora vamos, você já sabe mais de mim do que eu sei sobre você. _ele negocia.

-Meu ex me traiu, e eu fui embora. Fim. _solto em um suspiro.

Ele processa o que eu disse enquanto presta atenção na estrada.

*POV JOE*

Dirijo o carro com atenção, mas sou pego de surpresa pela declaração de  Lara Jean sobre seu namorado. Merda, não tem nada que não seja minimamente patético pra eu dizer agora.

-Decidiu sair da cidade por causa da traição de um babaca? Você é... _ela me interrompe.

-Eu sei, cabeça quente, desesperada, surtada.

-...corajosa, Lara Jean, eu ia dizer corajosa. _eu acabo rindo.

-Por que usaria esse adjetivo? _ela diz, corada.

-Alguém da sua idade, sair da casa dos pais, e enfrentar um lugar totalmente novo pra poder recomeçar do zero, sem babacas ao redor. Pra mim isso demonstra coragem que a maioria não tem. _concluo.

Ela parece analisar a si mesma depois do que eu disse, ela deve ter um olhar negativo sobre si mesma. Talvez nem saiba o quão bonita e atraente ela mesma é. Eu poderia ajudar ela a entender isso de várias formas, enquanto ela andava entre as prateleiras da minha livraria, eu não consegue tirar os olhos dela. Okay Joe, pare, agora não é o momento. Ela é sua aluna, e é jovem demais. Foco.

-Acho que você me vê de uma forma positiva por que estou te ajudando... _ela diz.

-Mas eu já te via assim antes. Só tive certeza agora com o que você me disse. _digo, sinceramente.

Ela comprime um sorriso, apertando seus lábios rosados um contra o outro.

-O que eu disse quando te conheci hoje cedo é verdade, além de professor. Posso ser seu amigo. _continuo.

-Por que iria querer alguém mais jovem como amigo? Deve te entediar horrores._ ela revira os olhos.

-Na realidade em nenhum momento você me entedia. Te acho mais madura do que a maioria na nossa escola, na verdade. Acho que você também te uma alma de velho. _[CC1] digo e ela ri alto.

Estamos na esquina do restaurante caro que a Peach é dona, e estaciono. Passo as mãos nas minhas pernas em um gesto nervoso.

-Calma, a chance de dar certo é de 50%. _Lara Jean, diz.

Acabo rindo do jeito meigo que ela vê a situação. Pra ela é tudo novidade e brincadeira.

-É com os outros 50% que eu me preocupo. _digo.

Ela desce do carro e ajeita o vestido no corpo, ela está realmente bonita devo admitir. Passa um ar confiante. Saio logo em seguida, e vou para o lado dela estendendo o braço.

-Pronta?

-Pronta. _ela força um rebolado maduro enquanto anda naqueles saltos novos, provavelmente pouco usados dela. Ela está convincente, e eu mal consigo esconder meu sorriso.

Ao entrarmos no lugar, havia algumas pessoas, e logo os olhares dos senhores cheio de grana estavam voltados para Lara Jean. Jovem e atraente como todas as acompanhantes no local, porém ela se destacava. Procuro com os olhos e encontro Beck e Peach sentadas, aos beijos. Até que Peach nos vê e com um sorriso irônico acena, nos chamando. Me guio ate elas com Lara Jean presa em meu braço.

-Meninas, está é Lara Jean. _digo ao cumprimenta-las.

-Olá. _Ela diz tímida.

-Ora ora. _Peach levanta e a cumprimenta com dois beijinhos. Vejo de canto de olho Beck analisar Lara Jean de cima a baixo. A cumprimentando em seguida.

-Joel, que bom que veio. _Peach vira pra mim apertando minha mão, ela ainda me odeia, apesar de ter vencido.

-É Joe, Peaches. _digo, irônico.

-E sim, eu queria apresentar a cidade para Lara Jean, e essa foi uma ótima chance. _respondo, enquanto coloco minha mão na cintura de Lara, que parece suficientemente confortável com o toque.

-Ah, é nova aqui? _Beck a fita e sorri, sinto a falsidade em seu sorriso, eu já sei quando ela não gosta de alguém.

-Na verdade sim, estou morando aqui faz duas semanas.

-E por que se mudou pra cá? _Peach indagada, enquanto puxo a cadeira para lara Jean sentar.

Estão colocando ela e uma sinuca de bico, investigando a vida da menina.

-Trabalho. _ela diz, simplesmente. _a fito impressionado, ela está se saindo muito bem.

-E o que você faz para viver Lare?_ Peach diz, e coça o queixo como se a analisasse.

-Ta bom gente, isso é uma entrevista de emprego por acaso? _digo, e as encaro.

Beck se ajeita desconfortável na cadeira, e arruma os cabelos pensativa.

-Ora que isso Joseph, só estamos conhecendo seu novo ponto de ficção. _ela diz venenosa.

A fito odioso, e engulo seco. Aperto a mão ao redor do copo que poderia quebra-lo, ela não perde a oportunidade de me alfinetar. Vejo Lara Jean me fitar curiosa, porém, em um gesto inesperado, sua mão para em minha perna me causando um leve sobressalto, a tesão se esvai e a fito mais calmo. Ela aperta minha coxa com um pouco de força e me olha nos olhos, sinto um leve frio na barriga, e fico com o olhar preso no seu, ignorando completamente as outras presenças na mesa.

-Era só pra te lembrar, que sou alérgica a amendoim. _Lara Jean soa, carinhosamente e da um sorriso, fazendo surgir em seu rosto, uma covinha fofa em cada bochecha. Sua mão sai de minha perna e sinceramente me sinto um pouco desapontado, e ela se ajeita na cadeira, tomando um gole de champagne, já servido.

-Wow, a-acha uma boa ideia você beber? _Digo e a fito.

-Esse champagne vale mais que meu carro. _ela pisca, e saboreia o liquido transparente.

Merda... Não quero abusar demais da bondade de Lara ou de sua ingenuidade.

 


Notas Finais


ideias, opiniões e sugestões são bem vindas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...