História You Again - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bts, Casamento, Disband, Drama, Jimin, Menção Namjin, Menção Yoonseok, Taehyung, Vmin, Yaoi
Visualizações 31
Palavras 3.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii Gente!!!

Desculpa a demora tava sem internet, mas já tô de volta!

Boa Leitura!!!📖📖

Capítulo 5 - Capítulo 05


Fanfic / Fanfiction You Again - Capítulo 5 - Capítulo 05

Capítulo 05 - You Again 

Cinco Anos Atrás.

- Vamos, deixe-me jogar apenas uma vez.

- Hyung, eu estou tentando ganhar a partida. Por que você não toma mais café?

Jimin ouviu Hoseok reclamar enquanto se sentava na cadeira, assistindo Jimin terminar a fase Geometry Dash em seu celular. O celular de Hoseok havia acabado a bateria e ele estava entediado; o próximo vôo ainda iria demorar uma hora e ele já estava inquieto.

- Eu já tomei duas xícaras. - Explicou seu Hyung. - Por que você não toma uma enquanto eu jogo no seu celular?

- Não.

- Yah, Jiminie.

Ele ignorou seu Hyung e continuou jogando.

- Alguém viu o Taehyung-ah? - Perguntou Namjoon de repente. - Eu não quero perder aquele garoto no aeroporto.

- Ele provavelmente saiu. - Disse Yoongi bebendo mais gole de seu café. - Ele já deve estar voltando.

Cinco minutos se passaram e Jimin ainda estava absorto em celular - com Hoseok resmugando ao seu lado. Até que ele ouviu alguém chamar seu nome.

- Jimin-ah.

Ele tirou os olhos e percebeu seu amigo de grupo que estava segurando uma sacola preta. Taehyung se aproximou dele pegando algo dentro da sacola.

- Jimin-ah, é pra você.

Era um objeto misterioso embrulhado em um papel azulado. Quando Taehyung lhe entregou o presente, Jimin pôde ouvir os outros membros fazendo brincadeiras.

- E o meu? - Hoseok perguntou brincando.

Taehyung dá de ombros antes de se virar para o seu Hyung. - Seu, o quê?

Eles riram, mas Jimin não os acompanhou. Ele estava muito admirado com o presente de Taehyung.

- Abre logo, Jiminie! - Disse Hoseok.

Ele abriu a caixa e tirou um globo de neve. Era um dos milhares de globos de neve que eles haviam visto na loja de souvenirs do aeroporto. Taehyung havia achado um que era decorado com golfinhos no exterior e um casal abraçados na ilha no interior do globo.

Jimin ainda ouvia as brincadeiras de seus Hyungs, mas ele estava ocupado demais para ligar.

- É muito bonito. - Disse para Taehyung, que estava sentado ao lado de Namjoon. - Obrigado.

Jimin havia dado pausa no seu jogo, mas ele não conseguia mais se concentrar em nada, há não ser nas borboletas voando em seu estômago.

Mas eram sensações boas.

---------------------------------

- De todos os lugares que eu tinha que ir, eu tinha que acabar justamente em uma loja de souvenirs.

Jimin já havia questionado todas as suas decisões; aquela não seria diferente.

Ele estava na frente de uma prateleira com conchas decorativas e enfeites feitos de madeira. Seu dedo brincava com o bico de um papagaio empalhado enquanto seus olhos vagueavam pela loja.

Infelizmente, ele não estava ali para comprar algo, na verdade, ele estava ali para fugir de Taehyung.

Após ter recusado o pedido de amizade de seu ex-namorado, ele tinha plena consciência que deveria sair daquele lugar o mais rápido que pudesse. Ele guardou seu Notebook e suas partituras, e deixou o café sem esperar que Taehyung dissesse ou fizesse algo.

Ele não queria voltar para o seu quarto; estar sozinho significava um desencadeamento de pensamentos desagradáveis sobre a pequena conversa. Ele poderia ir para a praia mas o sol ainda estava bastante quente e ele não podia voltar para a cafeteria.

E foi dessa forma que ele acabou na loja de souvenirs.

Ele passava pelos corredores estreitos e analisava cada boneco de pano e quadro decorativo feitos com conchas. Não existia forma melhor de se distrair do que com navios de brinquedos e pegadores de sonhos?

- Eu queria falar com você porque... Eu senti sua falta...

- Besteira. - Ele resmungou enquanto mexia em um navio pirata de brinquedo. Taehyung havia lhe dito que não tinha ido apenas para o casamento, que ele queria vê-lo novamente. Sua palavras pareciam ser sinceras, mas Jimin não queria acreditar nelas.

Se ele sentia tanta falar como dizia, porque não o procurou naqueles últimos cinco anos?

Ele seguiu para a outra seção da loja coberta por bonés e brinquedos de pelúcias.

- Eu quero ser seu amigo novamente. Por favor?

Não fazia sentido para Jimin. Depois do término da sentença, houve um incômodo silêncio entre ambos. Eles haviam passado cinco anos fingindo que não se conheciam, porque ele queria se aproximar tão de repente?

Não existia possibilidades para que eles fossem amigos, e ele sabia disso. Mas ao mesmo tempo, não parecia certo com Taehyung... Ou com ele.

Como ser amigo de uma pessoa que quebrou seu coração?

Jimin estava prestes a pegar um dos bonés decorados quando um pequeno objeto chamou sua atenção. Sua mente havia travado naquele momento, mas parecia que seu corpo estivesse sendo puxado em direção daquele simples objeto. O pequeno globo de neve se encaixava perfeitamente em seus pequenos dedos.

- Quem vendo globos de neve em uma loja havaiana? - Ele se questionou ao balançar aquele objeto. - Nem neva por aqui.

Instantaneamente, uma lembrança lhe passa pela mente; uma lembrança que envolvia um globo de neve, um aeroporto e um garoto de cabelos castanhos.

Jimin tinha quase certeza que se ele fechasse os olhos, ele conseguia sentir as mesmas sensações que sentiu quando ele o entregou o globo de neve.

Ele tinha que ir embora dali... Mais uma vez.

Mas para onde ele iria?

Foi quando ele decidiu que iria afundar suas mágoas da forma mais conhecida possível; no álcool.

O bar daquele hotel era um lugar amplo e subjugando o horário, estava quase vazio. Aparentemente, Jimin não era o único que precisava de uma bebida às 16:00hrs da tarde. No primeiro momento, ele analisou todo o ambiente, suspirando aliviado quando não viu nem um pequeno sinal de seu ex-namorado.

Ele estava quase se aproximando do balcão quando percebeu uma imagem conhecida para si debruçada no balcão do bar.

Yoongi.

Ao ver o mais velho, Jimin começou a caminhar em sua direção mas parou de súbito ao perceber que tinha algo errado com o mais velho.

Jimin havia convivido com Yoongi por anos, e somente aquele fato fazia com que ele o conhecesse muito bem. Então ao ver Min Yoongi debruçado em um balcão de um bar, com um copo de whisky na mão e o olhar perdido, aquilo significava que o mais velho estava entretido nos mais profundos pensamentos.

E naqueles momentos, era melhor deixá-lo só.

Ele decidiu que iria falar com o mais velho mais tarde. Ele sabia que Yoongi precisava de um momento sozinho.

------------------------------------------

Pessoas normais não bebiam às 16:00 horas da tarde, mas quando se é Min Yoongi, se você quer beber um whisky de tarde, você pôde.

Ele não tinha a intenção de se embebedar tão cedo, mas dado todos os acontecimentos anteriores, o loiro havia decidido que precisava de álcool para ajudá-lo a pensar. Para seu alívio, não havia ninguém conhecido naquele bar, então ele tinha a liberdade de beber sem o julgamento de ninguém.

Estar sozinho era a marca registrada de Min Yoongi.

- Olá senhor, gostaria de outro copo?

Um dos garçons que passava reparou em seu copo vazio, e perguntou vendo que o garoto observava o copo vazio a sua frente.

- Sim, por favor. - Ele pediu.

Enquanto garçom levava o seu já segundo copo de whisky, Yoongi analisava seus pensamentos mais uma vez.

- Ah, Pessoal... Eu queria apresentar a Hani. Minha filha.

Hoseok ainda tentou fazer uma brincadeira com o nome da filha; todos os meninos tentaram se divertir com a brincadeira, mas não com Yoongi. No fundo ele estava preocupado demais com o fato de Hoseok ter um filho.

- Uma noite de álcool e sentimentos... Você sabe como tudo acontece. Nós não sabíamos que teria uma consequência... Mas, aqui estamos nós!

Era somente uma amiga, segundo às palavras de Hoseok. Uma amiga próxima que por coincidência estava o acompanhando naquela noite; eles não eram comprometidos ou algo parecido, apenas tinham laços comuns por causa da filha. Mas enquanto aos sentimentos pela amiga, dava para perceber nos olhos do dançarino haviam incerteza.

- Quer dizer... Ela é minha amiga. E minha Noona gosta bastante dela. Eu não sei bem, Hani já tem quatro anos e gosta quando estamos os três juntos.

Aquela era a primeira vez que Yoongi via alguém propor casamento naquelas situações.

- Eu quero fazer o que é melhor para minha filha; Hani pode ser mais feliz se seus pais estiverem juntos. E, a gente pode aprender a amar alguém com tempo, certo?

O loiro passou o dedo pela borda vazia do copo, suspirando dolorosamente.

Sim, você consegue amar alguém com o tempo, e Yoongi sabia muito bem disso.

Durante seus dias de BTS, exisitiam pessoas que não achavam que o grande Agust D poderia desenvolver sentimentos, principalmente os sentimentos românticos. Jimin muitas vezes expressou seu ciúmes por ver que Yoongi conseguia ser tão estóico, insistindo que ele era um especialista. Mas claramente, eles não o conheciam bem.

Em um dia, Yoongi havia se apaixonado, mas ele não tinha certeza de seus sentimentos. Ele pensava que teria todo o tempo do mundo para resolver seus sentimentos.

Passaram-se cinco anos, e ele ainda estava balançado com seus sentimentos e estava mais complicado por que agora existia um novo fator: ele tinha uma filha.

- Senhor?

Ele levantou a cabeça e olhou para garçom agradacendo pelo quarto copo de whisky.

As lembranças de Hoseok com sua filha acalmavam o coração do rapper. Qualquer um podia ver que Hoseok amava Hani; Ele cuidava da alimentação da filha, beijava suas bochechas e a fazia rir. Os membros achavam aqueles atos adoráveis; até mesmo Jimin havia se esquecido da presença de Taehyung enquanto tentava fazer a menina notá-lo.

Enquanto os outros estavam ocupados demais com Jung Hani, Yoongi estava ocupado admirando seu pai.

Fazia anos que ele tinha pleno comando em seus sentimentos; Quem diria que um casamento entre Jin e Namjoon ressuscitariam um sentimento quase morto?

Yoongi levantou o copo, vendo a luz refletida em sua superfície. Aquele brilho lembrava o sorriso de Hoseok.

Quando ele voltou naquela ilha, ele pensou que estaria tentando ajudar Jimin com seus sentimentos e problemas passados. Ele não sabia que enfrentaria seus próprios sentimentos e encarasse seu passado também.

Uma risada alta tirou-o de seus pensamentos.

Yoongi verificou seu relógio vendo que já se passava das 17:15hrs da tarde e já tinha uma pessoa embriagada. Ele se virou para analisar o bar e viu quem era o idiota embriagado.

Ele teve que afastar seus pensamentos se levantando e caminhando até o idiota embriagado - também conhecido como Park Jimin, estava segurando seu quinto copo de uma bebida qualquer e ria para o barman abertamente.

Porque ele estava bêbado em plena 17:15hrs da tarde e flertando desagradavelmente com o barman?

- Hey, Jimin!

Jimin se virou e Yoongi pôde confirmar que o menino estava realmente bêbado, com os olhos meios inchados e as bochechas vermelhas do álcool.

- Ah, Hyung! - Ele respondeu, puxando a barra da blusa de Yoongi. - É você!

Yoongi colocou ambas as mãos nos bolsos do jeans. - O que está fazendo?

O mais novo levantou o copo. - Estou me divertindo! - Ele respondeu rindo. - Hyung, eu gostei dessa. Eu não sei o que é! Eu acho que é alguma mistura, ou qualquer coisa. - Ele empurrou o copo para Yoongi que foi prontamente recusado. - É tão bom!

- Jimin-ah, você está bêbado.

- Não, não estou! - Contrapôs Jimin, se levantando mas quase caindo da cadeira. Yoongi precisou segurá-lo. - Estou bem, Hyung. - Ele tomou outro gole da bebida antes de exclamar. - Ah Hyung, você precisa conhecer esse cara incrível. - Ele então chamou o barman que estava limpando as lentes de seu óculos. - Ei, venha aqui!

Yoongi não pôde evitar de encolher os ombros enquanto via Jimin se levantar cambaleante da cadeira indo puxar o bonito barman - que provavelmente estava adorando aquela situação - pela mão.

- Esse... Esse belo barman é o responsável por ter feito a bebida, Hyung. - Ele explicou. - O nome dele é... - Jimin reprimiu um soluço. - Woo Hyuk.

- Isso mesmo, Senhor. - Respondeu o barman com um sorriso insolente nos lábios.

- Não! Eu não tenho disse para me chamar de Jiminie!

- Eu sei, mas esse é o procedimento operacional padrão do hotel.

- Aish, mas você está comigo. - Ele puxou o barman mais perto. - Comigo não existe nenhum procedimento operacional padrão. - O riso de Jimin ecoou por todo o bar enquanto ele passava a mão pelo braço do barman. - Olhe pra ele Hyung, ele é tão precioso.

Yoongi sorriu desconfortavelmente enquanto tentava tirar as mãos de Jimin da camisa do barman. - Jimin, para com isso.

- Ah Hyung! Olha pra ele! - Jimin retrucou.

- Vamos.

- NÃO! Eu não vou até você apreciar a beleza desse homem que conjurou a minha nova bebida favorita!

As lamúrias de Jimin já estavam irritando Yoongi, mas no fundo ele conhecia muito bem o mais novo, e quando estava bêbado, ele sabia que argumentar não adiantaria.

- Ah, eu vi Jimin. - Ele disse olhando para o barman. - Ele parece um ótimo rapaz.

- Não é? Eu quero ficar aqui com ele!

- E você pode, Jiminie. Mas você não quer ir no quarto comigo primeiro? O Hyung quer descansar e estava na esperança que fosse comigo.

- E por que eu tenho que ir junto?

Yoongi tentou fazer o seu melhor aegyo. - Porque o Hyung se sente solitário.

- Aish, mas você gosta de estar sozinho.

Esse pirralho; Pensou Yoongi.

Ele suspirou tentando ter um pouco de paciência. - Bem... Não agora. - Ele diz. - Vamos Minnie; se você vier comigo agora, nós poderemos ver o Woon Hyuk mais tarde. - Ele olhou para o barman. - Você ainda vai estar aqui, não é?

O barman sorriu encantadoramente. - Claro. - Ele respondeu. - Basta olhar para mim que eu irei servi-lo uma outra rodada.

Jimin fez um biquinho com lábios. - Você promete?

Woon Hyuk piscou para o mais novo. - Por você.

Pelo amor de Deus; Pensou Yoongi revirando os olhos.

Jimin riu pela nona vez. E Yoongi tomou aquilo como um sinal para tirá-lo daquele bar.

- Vamos agora, Minnie. - Ele diz segurando o braço de Jimin. - Você está com o cartão do seu quarto, certo?

- No meu bolso!

- Ok, então vamos. - Ele guia Jimin para longe da mesa. - Diga tchau para o seu precioso barman.

- Tchau Woon Hyuk-ah! Vejo você mais tarde. - Jimin disse soprando um beijo para o barman, o que fez Yoongi quase vomitar.

E é por isso que eu não posso me distrair; O mais velho começou a pensar enquanto ajudava Jimin a andar; Eu tenho esse garoto para cuidar. E ele já é um total desastre emocional, se estivermos no mesmo barco, estaremos mortos.

Ele empurrou a porta garantindo que Jimin não bateria acabava no processo.

- Ele não era quente, Hyung? - Perguntou Jimin. - Você viu aqueles músculos? Aquele barman é um sonho!

- Agora, Jiminie, não vamos pensar nos maiores erros que você pode cometer.

- Ele tinha aqueles... Aqueles olhos grandes. Hyung, eu adoro homens com olhos grandes! Isso significa que ele também tem um grande...?

- Jimin. Não. Apenas... Não.

- Ah Hyung! Eu quero saber...

- Suga-hyung?

Ambos olharam na direção da voz e observaram a imagem de Hoseok andando para perto deles, segurando a mão de sua filha. Pai e filha estavam vestindo camisetas brancas e shorts jeans de tonalidade preta, mas apenas Hani usava uma fita vermelha presa nos cabelos negros.

A imagem era o suficiente para derreter o coração de Yoongi, mas ele permaneceu com a expressão neutra de sempre. Até que Hoseok notou o Dongsaeng bêbado.

- Oh não. - Ele diz. - O que aconteceu?

Yoongi conseguiu encontrar a voz. - Longa história.

- Appa? Ele está bem? - Perguntou a menina, puxando a mão do pai. - Ele parece... Bastante feliz.

- Oh, é a Little Hope! - Exlcama Jimin, de repente, saindo do aperto de seu Hyung e andando até a menina, caindo desajeitadamente de joelhos na sua frente. - Olá! Você é tão fofa!

- Yah Jimin! Volte aqui, irá assustar a menina.

- Minha filha não, Jiminie!

Felizmente, Hani não pareceu assustada com a atitude do loiro. Em vez disso, ela apenas ficou olhando para ele.

- Quem é você? - Ela perguntou.

- Eu sou... Eu sou o seu tio Jimin. - Ele soluçou. - Eu sou o amigo mais fofo do seu Appa. Eu tenho bochechas rechonchudas, assim como você. - Ele disse tocando as bochechas rosadas da menina que riu com o ato.

Hani, em seguida, olhou para trás. Yoongi ficou surpreso, ao ver que a menina apontava para ele.

- Quem é ele?

Daquela vez, foi Hoseok que falou. - Oh... Esse é o seu tio Yoongi.

- Tio?

- Ele parece mais um vovô. - Jimin riu. - Você pode chamá-lo de vovô.

- Fique quieto, Park Jimin!

Jimin olhou para ele. - O que... Você queria que ela te chamasse de Oppa?

- Appa?

- Oh não, Hani, ele não é seu Appa. - Corrigiu Hoseok.

- Mas aposto que ele gostaria de ser! - Jimin cantarolou.

Yoongi automaticamente se aproximou e deu um tapa na nuca de Jimin.

- Yah Hyung! Por que fez isso?

- Porque você é um idiota! - Ele disse puxando o mais novo. - Vamos, eu tenho que deixado sóbrio antes de matar você!

A risada infantil de Hani preencheu o ar enquanto Yoongi tentava puxar Jimin.

- Appa, ele é engraçado! - Hani disse apontando para o seu Tio Yoongi.

- Não é educado apontar, querida. - Hoseok disse abaixando a mãozinha da filha.

- Ah Yoongi-hyung, ela gosta de você! - Gritou Jimin, lutando contra o aperto de Yoongi que parecia não deixá-lo ir.

- Desculpe por isso, Hobi. - Ele pediu desculpas ao seu antigo companheiro de grupo. - Espero que sua filha não fique traumatizada com esse baixinho.

- Oh, não se preocupe com isso, Hyung. - Garantiu Hoseok. - Hani já viu muitos dos meus amigos bêbados. Ela já se acostumou com isso, parece até que ela gostou do Jimin.

Aquilo era verdade, a pequena Hani continuava a rir fazendo com que Jimin risse junto; até mesmo Hoseok tinha se juntando naquele crise de riso sem motivo. Menos Yoongi, que continuava com sua expressão estóica, mas isso era porque ele havia notado que Jung Hani havia herdado o sorriso de coração de Hoseok.

Eu tenho que sair daqui; Pensou o mais velho.

- Hoseok, eu realmente tenho que levar esse garoto para o quarto. - Diz Yoongi. - Caso contrário, ele irá seduzir o barman e não queremos isso. - Ele puxou Jimin de volta, que resmungou pela força usada.

- Claro Hyung. Parece que Minnie precisa ficar sóbrio rápido. - Respondeu Hoseok. - Mas, te vejo mais tarde, certo? Digo... No jantar.

- Certo.

- Eu esperasse que nós podessémos beber também.

Seus olhos brilhavam em antecipação e Yoongi estava sem palavras.

- Uh... Claro.

- Legal! - Exclama Hoseok. - Eu irei vê-lo assim que colocar a Hani para dormir.

- Ok.

Hoseok acenou novamente pegando na mão da filha, dizendo que iriam tomar sorvete. A pequena Jung se curvou educadamente e saiu pulando ao lado de seu pai até a loja mais próxima, deixando Yoongi com um Jimin bêbado que estava cantando Sing Your Song.

Com isso, ele puxou Jimin pelo braço, tentando não pensar em como Hoseok sorriu para ele e no momento que eles iriam se encontrar para beber.

Aquela seria uma longa semana.


Notas Finais


Jimin relembrando das coisas e ficando bêbado e até mesmo paquerando o barman!! Isso parece ser muito engraçado kkk

E o Yoongi, tadinho, de coração partido, o que vocês acham que o Hoseok quer conversar com ele? Aceito palpites kkk

Até o próximo!!!
Beijos!!!😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...