História You and Me - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Abutre, Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Flash Thompson / Venom / Agente Venom, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Maria Hill, Natasha Romanoff, Nick Fury, Peter Parker, Shocker, Steve Rogers, Tia May
Tags Drama, Revelaçoes, Romance
Visualizações 67
Palavras 2.345
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Primeiro Dia (parte II)



— Michelle, geralmente as pessoas não falam comigo. — ela agita o livro no caminho para dizer “Não falo com ninguém”. — De onde você é? Seu sotaque não é daqui, pois, não? — Michelle pergunta fixando ao mesmo tempo, o número da página.

—Um pouco de partes diferentes — a sobrancelha de Michelle levanta querendo que eu explique melhor. — Nos últimos anos, eu estava estudando em vários países: Inglaterra, Escócia, Irlanda, Alemanha e Itália…

—Então você é uma garota viajada? Sortuda, hein! Você foi a Auschwitz? — As pessoas começam a entrar como professora. Ninguém me vê, e eu estou grata por isso. Michelle está esperando por uma resposta. Penso que posso ter feito uma amiga agora, embora seja um pouco estranha.

— Sim eu fui. Tirei algumas fotos, posso mostrar-lhe mais tarde. — Nick, quando encontrou as minhas fotos, ficou chateado no início porque estávamos em uma missão. Eu não me arrependo de as ter tirado porque, ao fazer estas pequenas coisas, eu poderia desfrutar da minha infância e mais tarde recordar uma parte feliz dela.

—Desculpe, Sra. Warren — Ouço um rapaz dizer, e levanto minha cabeça em direção à voz. Ele está ofegante, e as roupas estão amassadas, mas, ao mesmo tempo ele está lhe oferecendo um sorriso tímido.

—Não sabe as horas, Sr. Parker? Você pode se sentar e não me interrompe por favor.

A aula começa com um questionário entre parceiros para que a professora veja o que já sabemos sobre a matéria. Michelle está tentando me ajudar, mas eu estou habituada a trabalhar sozinha. Além do mais o teste é super fácil, é apenas sobre distâncias e aplicar fórmulas.

Quando toca o sino, escorrego do meu assento logo e vou procurar o meu armário. Era perto do cacifo de Parker. Não pude me conter e comecei a encará-lo; Seu cabelo castanho estava totalmente bagunçado. Ao seu lado havia um menino de cabelo preto segurando um boneco. Um grande “o que” é ouvido e eu sei que ele deslizou de sua boca. Algumas pessoas olham para eles, ele percebe que o estão observando após ter olhado em seu redor. O seu rosto fica tingido de vergonha, mas alguém prende sua atenção deixando-o imóvel. É uma garota, parece ser mais velha, provavelmente do 3.º ano. Ela olha para ele, trocando olhares e compondo o cabelo para a seguir continuar o seu caminho.

—Essa é Liz, a paixão de Peter — Eu finjo estar assustada, Michelle tentou chegar até mim sem barulho para me fazer pular ou algo assim. — Desculpe — ela está rindo de mim, mas mal ela sabe que eu consigo perceber tudo em meu redor.

— Eu … eu… Eu só estava olhando ao redor. — Eu sei que pareceu falso, mas não pude fazer melhor. — E eu não me importo — alerta T'challa, ando aprendendo muito com ele.

—Talvez você esteja olhando ao redor apenas para um lugar. A devoção de Peter resume-se ao estagio do Stark, a Liz e coisas nerd.

— Estágio com o Stark? Stark como o bilionário? Isso é ridículo — Espera o quê? Por que nunca ouvi falar disso? Agora eu quero saber, mas não vou perguntar ao titio Tony.

Ela balança a cabeça descrente e tira o livro de sua mochila. Fecho meu armário.
— Já agora onde é laboratório de Química? — Seus olhos não deixam o livro enquanto ela está caminhando. Sentamo-nos no fundo da sala. Aqui já estão alguns alunos. Minha cabeça se vira para o meu Sphone, um presente de Tony, que criou uma marca própria porque passa demasiado tempo desocupado. Eu não deveria usar, ainda mais agora porque ele possivelmente está me rastreando. Nunca tinha pensado sobre isso até agora.

Recebi uma mensagem de um número desconhecido: “Espero que a nova escola esteja indo bem. Controle sua linguagem, eu não quero que Cap tenha um ataque cardíaco.” É da tia Natasha, eu aposto. A sua segurança é sempre uma preocupação para mim, mesmo eu saiba que estão num lugar seguro.

Esta sala de aula fica cheia mal o professor entra. Peter e seu amigo se sentam juntos, e eu me forcei a desviar o olhar. Esta disciplina é incrivelmente irritante, mas eu preciso ficar na escola para alcançar meus objetivos. O tempo parece que parou, e eu me vejo analisando Michelle: ela é fraquinha, mas, ao mesmo tempo, tem confiança em si mesma. Para pessoas de fora, ela dá a impressão de ter uma casca dura, mas é falsa. Eu sou capaz de reconhecer isso porque eu fiz o mesmo por anos. Ela usa os livros para fazer todos irem, mas ela não parece uma nerd. Os óculos que eu uso na escola fazem-me ficar invisível e a maquiagem me torna igual a todos. O meu cabelo castanho escuro está preso numa trança que me faz mais gorda do que eu realmente sou, assim como as minhas roupas me fazem ficar. Eu não quero um namorado ou alguma coisa do gênero por isso aparência não significa muito para mim. O que eu quero a sério é terminar a escola e depois ser algo mais, embora minhas habilidades sejam diferentes, penso que posso me misturar e experimentar a normalidade.

Na pausa de almoço, fui ver-me no espelho do banheiro. A maquiagem não estava perceptiva, e eu suspiro lentamente. Mais algumas horas e então eu poderia ir parar casa. O dia não foi ruim, mas sim horrível. Michelle estava okay… eu poderia feito uma amiga, mas isto é tudo… é demasiada pressão sobre mim. Não sei se sou capaz de fazer isso. A pessoa na minha frente é apenas parte de mim; O verdadeiro eu estaria discutindo com Cap sobre a linguagem e ser a irmãzinha de Wanda. Eu preciso manter esta fachada pela minha mãe e por mim, porque agora não tenho certeza se isso é quem eu sou.

Eu vejo Michelle na cafeteria da escola, e há apenas livros na frente dela. Na minha mão há uma maçã que seria o meu almoço.

— Por favor, me diga que você não é uma dessas garotas fazendo dietas. — Ela me diz depois de eu puxar uma cadeira e me sentar.

— Não, não com fome. — Eu murmuro.

— Provavelmente devemos parar de olhar antes de ficar assustador, difícil. — Olho para o meu lado esquerdo, e Peter está encarando Liz junto com seu amigo. Nojo.

— Tarde demais. Vocês são perdedores. — Eles olham para ela sob a forma de “e o que você é?”

— Então, por que você se senta conosco?

— Porque eu não tinha amigos até agora. Este é Scarlett. — Ela apontou para mim com a cabeça. Tornei um estranho tímido e obriguei um sorriso.

— Olá — ambos olham para mim, tentando entender algo sobre mim.

— Ned e este Peter. — O garoto gorducho sorriu para mim.

— Eu já vi você em outro lugar? — Peter me perguntou e, ao mesmo tempo, estava me analisando com seus gentis olhos castanhos. Apenas acenei a cabeça na negação.

—Penso que não. — Acrescentei olhando para a maçã como se fosse a coisa mais importante do mundo.

— Nós temos Física e Química juntos, pare com esse olhar sobre ela agora, ainda a vai acabando por assustar. — Michelle me salva e minhas bochechas vermelhas. — Qual é a sua próxima aula?

— Inglês, mas preciso me juntar a um clube primeiro. — Eu ouvi dizer que eles dão créditos extras aos alunos para eles estarem em clubes.

— Vou deixá-lo no escritório da escola, ok? — Ela começa a arrumar suas coisas, e eu digo tchau com a mão enquanto eu estou colocando minha bolsa no meu ombro. Nem eu nem Michelle conversamos; Meus olhos estão assistindo as notícias na tela do meu telefone, e fico chocado quando leio: “O multi-bilionário e Iron-Man, Tony Stark vende a Avenger's Tower”. Eu não vi essa a chegar e ao que parece eles estão se movendo para o norte e não me convidaram. Que rude!

— Olá querida — Uma senhora de meia-idade me cumprimenta.

— Boa tarde, eu gostaria de ver a lista dos clubes, por favor — Eu sou tão amável quanto eu posso. A mulher me fornece um documento para fazer a inscrição. A única coisa à qual eu me poderia juntar era ao Decathlon Escolar. Vou ver primeiro como é que aquilo funciona. Não preciso também de clubes.

Eu vou para a sala onde vai estar a equipe do Decathlon, não falta muito mais para que o dia termine. Da parte de dentro, Liz está preparando alguns cartões.

— Olá — Eu começo a tentar ser o mais agradável possível — Eu posso assistir para ver como funciona? Se calhar eu me vou juntar à equipe — Porra, ela está sorrindo para mim.

— Claro, a equipe está completa, mas será bem-vinda. Eu sou Liz.

— Está tudo bem, não me importo. Scarlett. Provavelmente isto não vai ser a minha onda. — Ela poderia ser má, mas não, ela é amigável e tem um sorriso caloroso.

—Então você é a nossa segunda suplente? — Um professor me pergunta. — Scarlett certo? A menina que veio transferida? Eu sou o Sr. Harrington, seu professor de ciências também.

— Não sei se serei — Eu ando até uma cadeira e me sento lá. O celular e a internet são tão úteis porque agora posso me divertir com isso. Ligando o ecrã aparecem as manchetes e aparentemente estão tentando imitar Star Wars:

“O amigável vizinho Spider-Man Volta a Atacar.

No seguinte vídeo, você pode ver o herói da cidade resgatar uma velha senhora cega de um ladrão vermelho.”
Grande coisa, tente enfrentar o poder mental de Wanda.

Eu começo a ler minha cópia antiga de “O Diário de Anne Frank” enquanto eles respondem às perguntas de Liz. Eu não sabia que Michelle também estava neste clube até mesmo Ned está e Peter está tentando ser expulso. Ele está incrivelmente comprometido com a mentira sobre estágio Stark, quero dizer, ele pode ser inteligente e tudo, mas Tony não lidaria com crianças pessoalmente… até porque Tony é uma criança. Pelo amor dos deuses, este rapaz é intimidado por um cara chamado Eugene, facto esse que eu aprendi à meia hora.

— Quando o plutônio -239 decai em urânio -235, qual tipo de radiação é liberada? — Liz pergunta, e nem um deles sabe a resposta, inacreditável.

— Alfa — Todos eles me olham da mesma forma que olharam para Michelle só porque sabia que Peter tinha desistido da banda e do clube de robótica. Ela pode ser quieta, mas é extremamente observadora. — O quê? — Eu me sinto como um tomate.

— Outra nerd aqui. — O Flash está a mexer comigo agora. Porquê Thor, meu único e verdadeiro Deus, por que é que eu tenho aturar gente assim? Maior parte das vezes eu reajo internamente. O ódio apenas leva ao sofrimento, tenho de me lembrar. Seria legal ter a Força em mim para dizer: “Eu acho sua falta de educação perturbadora” e engasgá-lo com meus poderes. Volto minha atenção para o livro aguardando a campainha. Eles acabam escolhendo o Flash para pegar o lugar de Peter. Acho que não vou entrar nisto, demasiado chato.

Não sei como vou sair daqui; o ensino médio é uma bela porcaria! Principalmente para quem não está habituado. Sinto o meu corpo pesado, parece que fui atropelada por um caminhão e eu quero minha caminha. A aula de inglês leva muito tempo para terminar, mais do que realmente é e quando o meu desespero está no máximo o toque final é ouvido. Eu pulo da minha cadeira e saio o mais rápido que posso.

É surpreendente como eu pensei que gostaria e ficaria feliz em ir à escola, quando é que eu tive uma ideia tão maluca?! Eu vou direta para minha casa; Quero terminar a tarefa de casa e me deitar. Eu ainda preciso limpar o espaço todo e fazer o jantar. Viver sozinha está a ser como se estivesse isolada, minha família está inacessível, e não tenho vontade nenhuma para sair. Preciso conseguir um emprego, hobby ou qualquer coisa para preencher o meu tempo.

Porra! Não tenho meu guarda-chuva, vou ficar encharcada. A minha casa não é tão longe da escola, mas o suficiente para estar parcialmente molhado e meus óculos ficarem completamente sujos, mas, ao mesmo tempo, é longe demais, para que três homens me comecem a seguir. Não posso voltar para trás, nem fazer uma exibição de meus poderes em público, portanto, a única coisa que consigo fazer é continuar andando. É ao passar pelo beco seguinte que sinto meu corpo se mover contra minha vontade, sendo empurrada contra a parede para gosto deles. Minha perna obedece a mim, e chuta o homem atrás de mim em uma parte delicada. Seria o momento perfeito para fazer um ataque eficiente, mas alguém emerge. O pirralho aranha.

— Eu acho que a dama não quer estar na vossa companhia. — Ele começa a lançar teias e a lutar contra eles, enquanto eu permaneço lá olhando para ele. A máscara está tirada, mas ele é tão rápido que não consigo ver seu rosto. Ele os empurra e começa a acertá-los com golpes, mesmo que eles atacassem pelas suas costas, ele era capaz de se defender. Os homens estão todos no chão, eu me movo em direção ao Spider-Man, mas ele foge. Volto atrás pegando minha mochila e eu sei que ele está lá, eu sinto-o a sua presença. Só agora é que me sinto abalada. Lembranças de outros tempos voltam, e eu começo a ter um ataque de pânico, o meu corpo começa a tremelicar. Eu fico quieta e ele aproxima-se pondo os seus braços à minha volta. A sua máscara está na sua cara. Seus braços são sólidos assim como o seu peitoral, é bom estar contra eles, mas nunca admitirei isso para alguém. Eu me afasto dele e corro de volta para minha casa quase sem respiração e sem controle sobre minhas lágrimas. O panico voltou, o medo de ficar fechada. Mas eu sabia de uma coisa: era hora de mexer a minha bunda, não vou deixar que os meus inimigos me consigam alcançar. Ah!, e eu percebi outra coisa: o Homem-Aranha precisa de aprender a compartilhar porque esta cidade será o meu novo estágio de operação e não seria amigável como fui na sua última reunião com o meu alter-ego.


Notas Finais


Que estão achando?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...