1. Spirit Fanfics >
  2. You Are >
  3. 11 Y.A

História You Are - Capítulo 12


Escrita por:


Capítulo 12 - 11 Y.A


Fanfic / Fanfiction You Are - Capítulo 12 - 11 Y.A

Quinta Feira

You On 

Cheguei em casa, tomei um banho e fui dormir, estava tão cansada que a fome era o de menos. Sempre olhava no celular, para ver se o Chanyeol dava algum sinal de vida, mas nem as fãs sabiam. Eu só ví os vídeos dele no aeroporto e algumas partes do show e já peguei no sono com o celular na mão mesmo.

...

Meu despertador toca freneticamente em quanto eu faço manha para desligar e sair de cama.

Quando olho no celular, recebo um monte de notificação no Twitter, mensagens do Lucky e no app do Fã Clube. Eu abri e comecei a ler a matéria, meu coração foi doendo aos poucos e quando vi as fotos de Chanyeol no bar, a pegação no elevador e saindo da casa da menina fiquei sem reação. Apenas engoli a seco, me levantando e tentando viver minha vida normal.

“ Chanyeol e modelo da W Korea Magazine tiveram uma noite calorosa.”

...

Chanyeol On

Acordo com meu manager me ligando, dizendo para levantar rápido e trocar de roupa pois eu teria que fazer uma coletiva de imprensa. Não estava entendendo nada, até eu ver a matéria que estava em todos os sites de fofoca da Coréia, eu fiquei sem chão, eu nunca havia entrado em um escândalo desse tipo.

- Meu Deus! A s/n com certeza já viu isso.- Falo incrédulo encarando o chão.

Me levanto correndo, troco de roupa e espero o carro vir me buscar. Dentro do carro meu manager me explica a situação, eu conto para ele minha versão e fico aliviado da Mira querer contar a verdade. Eu preparo o meu discurso e decoro o mesmo pois teria que bater com o da modelo para não cairmos em contradição.

Saio do carro cercado de fotógrafos e fãs, todos me questionando o que havia acontecido. Entro na empresa e começo a falar o que eu havia preparado e depois seria a vez da moça.

“Eu queria me desculpar por todo esse transtorno. Eu e a Kang Mira tivemos apenas um impulso, onde não acabou acontecendo nada mais íntimo entre nós pois eu não achei certo fazer isso com a mesma. Espero que entendam e que aceitem minhas desculpas, estou arrependido e isso não irá se repetir.”

You On

Estava sendo um dia difícil, me doía horrores pensar no que havia acontecido. No trabalho a tarde e na aula eu não tive um bom rendimento, estava para baixo e queria logo chegar em casa e morrer. Queria acordar no Brasil longe de tudo e de todos. 

Lucky me cutuca e me entrega seu celular onde havia o discurso escrito de Chanyeol que ele havia feito na coletiva de imprensa. Não sei porque mas aquilo para mim parecia tão falso, não consegui sentir verdade naquilo. Acho que percebi o quanto Chanyeol seria mentiroso comigo, se tivéssemos um relacionamento eu seria uma doce mentira, pois eu nunca iria existir para todos somente e apenas para ele. Se separarmos, todos os escândalos que ele se envolveria seriam transformados em mentiras.

...

Sexta Feira 

A aula tinha sido a mesma coisa, ainda estava superando a bad de quinta e queria esquecê-la hoje. Era hora de ir almoçar e Lucky via o quanto eu estava para baixo.

- Aí s/n sai dessa! Aishh! – ele dizia me encarando.

- Hoje é sexta, vai sair, ir em uma balada. Eu só não te acompanho porque tenho um encontro depois que sair da faculdade. E amanhã cedo vamos procurar roupas para a gente ir para o Jantar lá e você vai me ajudar! – ele dizia com um tom bravo. 

Eu apenas assenti pegando minha comida e indo sentar em uma mesa para comer, eu mudei de assunto com ele para não lembrar do Chanyeol. Terminando de almoçar, fui para a sala com o resto da equipe me sentei respirando fundo pois havia muito trabalho, era o último dia.

Antes de iniciar, entrei no Twitter e no Instagram e fiz um post perguntando se alguém topava ir para a balada comigo. Bloqueei o celular e dei início ao meu trabalho, esquecendo de tudo e de todos.

...

Já estava voltando para a casa, quando chega um notificação no meu celular. Quando olho, tenho um surto e começo a rir igual louca na rua. Baekhyun tinha mandando mim em no Twitter me chamando para ir para a balada com ele, que ele seria minha companhia hoje.

Eu corri para a casa, tomando um banho, arrumando meu cabelo, fazendo uma maquiagem básica. Coloco uma saia preta, uma blusa de lã branca que deixa meu ombros um pouco de fora, meia fina e um coturno. Pego meu casaco sobretudo preto de um pano bem quentinho e vou em direção ao primeiro andar, chamo um táxi e o mesmo vem com rapidez.

Digo o endereço que o Baek havia me enviado. Nunca tinha ido nessa balada, seria só famoso talvez. Mandei uma mensagem pro Lucky avisando que estava saindo, onde eu iria e com quem. Vai que acontece algo, então ele já estava ciente.

...

Chego no local, desço do carro e aviso Baekhyun que estou na portaria. Ele desce e libera a minha entrada, nós dois vamos em direção ao bar e ele pede meu casaco pois iria guardar no armário que estava seus pertences. Eu estava certa, só havia gente fina e famosa naquele local. Fingi não surtar por estar vendo tantos idols a minha volta, fiz um teatro de que já estava acostumada com famosos. 

Eu e o Baek sentamos em uns sofás, bebemos e conversamos.

- Nossa, eu estava precisando beber! – falo virando um shot de tequila.

- Eu também preciso, tive um semana cheia! – ele fala virando o seu shot em seguida.

- Nós dois tivemos um semana cheia, merecemos ficar bebados!- falei brindando meu copo com o seu.

Ele apenas sorriu, puxando meu braço para a pista de dança. Eu confesso que amava dançar, sabia várias coreografias de Kpop e quando tocava funk ninguém me segurava. Pena que a Coréia não conhece isso direito, mas as vezes toca um reggaeton ou um abusadamente. Mas eu estava dançando com ele, a bebida estava subindo em nós dois, estava ficando mais quente o clima. Até que ele puxou pela cintura, colando nossas testas e falando com uma voz rouca.

- Vamos para o dormitório, não tem ninguém lá. – ele disse e eu apenas fiz uma leitura labial ouvindo bem pouca a sua voz por conta da música. 

Eu apenas assenti e ele saiu me puxando pelo pulso, pegou nossos casacos, me deu uma máscara e fomos em direção a seu carro. Baekhyun colocou seu carro no modo piloto automático e eu fiquei chocada com aquilo, ele dirigia porém o carro controlava a maior parte das funções. Estava mais interessada no carro do que nele, eu nunca tinha visto aquilo na minha vida, mas também não era para menos, não era todo dia que eu andava em um Audi Rs7. Igual no carro de Chanyeol, tinha medo até de abrir a porta e arranhar. 

Mas porque raios eu to pensando nele agora e porque to interessada em carro sendo que vou fazer alguma coisa com Byun. Tenho que focar nele, penso o encarando e vendo o quão sexy ele é, já me veio a era Lotto na cabeça e UnVillage, ele encarou de volta e eu desviei o olhar engolindo a seco.

...

Alguns minutos de silêncio estranho no carro, nós subimos como dois seres normais. Apesar de Baek me fitar de cima a baixo no elevador. Ele abre a porta e entra, me puxando e selando nossos lábios, empurra a porta com o pé e me leva até o sofá sem soltar nossas bocas.

Aquele beijo estava me consumindo aos poucos, dei espaço para ele fazer o que quiser de minha boca. Ele se senta no sofá e bate a mão em sua coxa, com um sinal para sentar no mesmo, fiz o que ele mandou. Em seu colo, ele ia correndo sua mão por todo o meu corpo e apertando minha coxa. Ele tira a minha blusa e eu tiro a dele, com sua língua desce até meu pescoço, dando mordidas no lóbulo de minha orelha.

Descendo com seus lábios tocando minha pele até chegar em meus seios, onde da chupões fortes. Eu mordo seu pescoço e minha respiração ofegante em sua orelha o faz arrepiar, eu desço a mão por seu abdômen abrindo sua calça, ficando mais evidente o volume que tinha ali. Começo a fazer movimentos em cima do mesmo, onde Baek coloca sua cabeça para trás no encosto do sofá e solta um gemido fraco. Ele me encara com um olhar feroz, ele me puxa, levando suas mãos  até minhas costas tentando abrir o fecho de meu sutiã. Ao mesmo tempo ele aperta nossas intimidades me fazendo arfar e arquear as costas, aquilo estava incrivelmente gostoso e o álcool parecia melhorar tudo. 

Quando ele conseguiu soltar, Chanyeol acende a luz e no impulso eu e Baekhyun o encaramos. Eu vejo o rosto dele fechar, a temia que algo de ruim aconteceria. Fecho meu sutiã, pego minha blusa no chão e saio do colo do mesmo tropeçando indo em direção a Chanyeol que ia para seu quarto.

- Chanyeol, deixa eu explicar. – Por favor, falo chegando na porta de seu quarto.

- Não precisa explicar, eu já sei o que ia acontecer. – Ele fala virando e me encarando. 

Fecho a porta do quarto, tranco e coloco a chave em meus seios. 

- O que tá fazendo? Devolve essa chave e me deixa sair.- ele fala com uma voz intensa e raivosa

- Então você tem o direito de explicar? Então você tem o direito de beber e transar com alguém? E eu? Não posso?! – falo o encarando.

- Não, você não pode! Principalmente com conhecido meu, fica longe dos meninos! Olha eu não vou discutir com você, vou te levar pra casa, você tá bebada. – Ele fala vindo em minha direção e pegando a chave dentro de meu sutiã.

- Você tá louco? Quem te deu essa liberdade? – Falo incrédula com a atitude do mesmo.

- Algum dia eu vou fazer coisas pior neles, isso é o de menos- Chanyeol fala me deixando estática, não sei ele estava falando assim pois eu não lembraria de nada amanhã.

Chanyeol On

Estava na empresa e precisava pegar umas roupas no dormitório. Pedi que meu manager busca-se meu carro enquanto tentava denunciar imagens do ocorrido nas redes sociais.

Ele chegando fui em direção ao dormitório, está aturo escuro, porém tinha dois sapatos na porta. Um era de homem e outro de uma mulher, acendo a luz da sala e vejo a pior cena que poderia ter visto, s/n no colo de Baekhyun seminua. Aquilo foi uma facada em meu coração, saio dali sem reação entrando em meu quarto. Quando escuto a voz da s/n, ela estava bebada.

Ela entra, fecha a porta, trança e coloca a chave em seus seios. Engulo seco ao ver aquela cena, ela estava tão sexy que entenderia as intenção de Baekhyun com ela.

Mando ela sair, porém ela joga o episódio da modelo em minha cara, eu sabia que isso ia acontecer. Eu queria surtar ao lembrar da cena dos dois, mas eu não podia, pois eu havia feito a mesma coisa ela e agora eu sabia o quanto doeu para ela.

Não queria discutir, brigar com bebado é a pior coisa. Apenas me aproximei, peguei a chave em seus seios e sai dali, levaria ela embora. Chegando na sala, Baek estava sentado no sofá e percebo que ele também estava bebado, sinto S/n atrás de mim.

- E você Baekhyun, a gente conversa depois. – eu falo com um cara fechada indo em direção a porta.

Ajudo a mesma a vestir seu coturno, pego seu casaco e a levo para o carro. Vou para a casa dela.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...