1. Spirit Fanfics >
  2. You are mine >
  3. Armação?

História You are mine - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


<3

Capítulo 9 - Armação?


De inicio o beijo era apenas para Seulgi esquecer um pouco as coisas em sua volta, mas ele foi tomando uma proporção maior do que isso. A sensação dos lábios de Seulgi colado aos de Joohyun era de fato incrível, eles pareciam que se encachavam perfeitamente. A pobre Seulgi queria mais um pouco de tudo aquilo, tanto que quando elas se separaram, a Kang puxou a mais velha para outro beijo.

Calmo e lento, não era necessário pressa, era bom aproveitar o momento. Joohyun entreabriu um pouco os lábios, aceitando assim o pedido de Seulgi de aprofundar mais o beijo, suas línguas se encontravam como se fossem velhas conhecidas, embora essa fosse a terceira vez que se beijavam. Seulgi não tinha beijado muitas pessoas, mas esse com certeza era de longe o seu melhor beijo, nem percebeu quando se separaram e ela soltou um gemido sôfrego quando as unha de Joohyun acariciavam sua nuca. Ela queria que esse momento nunca acabasse

Joohyun também pensava como Seulgi, a coisa que mais vinha em sua mente era “Dane-se o plano” Talvez fosse cedo de mais para tais pensamentos, ela ainda não conhecia bem Seulgi, mas seu coração lhe dizia outra coisa, ela ainda não ousava abrir os olhos. Era engraçado que agora ela estava tímida e Seulgi se sentia confiante. O que elas não imaginavam que estariam sendo observadas.

[...]

Na volta o caminho ficou meio desconfortável, não pelo fato delas se sentirem assim na companhia uma da outra, e sim por que enquanto Seulgi não sabia como começar alguma conversa ou interagir depois do beijo, Joohyun nem no planeta terra estava. Sua mente só conseguia pensar o porquê seu estomago estar flutuando. O único problema era isso, elas não sabiam como se sentirem perto uma da outra, já haviam passados dos beijos, mas não deveria ser algo sentimental.

Seulgi ainda andava pensando um pouco sobre quando conheceu Joohyun, era admirável como a mais velha era bonita, isso era inegável. Mas o problema está ai. Seulgi já viu varias pessoas bonitas e etc. Mas até então nunca tinha se sentida tão atraída, ou nunca desejou tanto alguém, Seulgi não gostava de lembrar que Joohyun futuramente se casaria com seu pai, isso era um fato que a incomodava bastante. De principio, apenas pesava que ela merecesse alguém melhor do que seu pai, com todo respeito para o mais velha, mas Seulgi sempre guardava com si as lembranças de sua infância. Mas com o passar dos dias começou a perceber que ela na verdade não queria que Joohyun se casasse com ninguém, e isso era um tanto estranho.

Joohyun também pensava quase igual a Seulgi. A mais velha havia começado a nutrir desejos pela Kang, isso não era novidade, mas será que era só isso. Ela não conseguia parar de pensar sobre isso, todo dia pensava se não havia algo a mais nesses desejos, por que desejos são algo sem valor, é como descartar um copo, você apenas o joga fora, mas Joohyun não conseguia jogar fora o que ela achava da Kang, ela não conseguia jogar fora que achava a mais alta linda, ela não conseguia jogar fora que achava fofo o jeito atrapalhado de Seulgi, ela não conseguia jogar fora que sempre estava a fim de ver Seulgi, ela não conseguia jogar fra a vontade de beijar aqueles lábios macios, ela também não conseguia jogar fora as borboletas em seu estomago sempre que suas mãos se encostavam durante o caminho, Joohyun não conseguia descartar Seulgi de sua mente, isso a preocupava bastante, ela apenas deveria seguir sua vida depois que o plano acabasse, mas parecia que se afastar de Seulgi estava fora de cogitação. Então em resumo, ela não conseguia jogar fora a vontade de ficar com Seulgi, viver com ela.

As duas realmente estavam muito distraídas, nem perceberam que já havia escurecido e que as ruas estavam vazias, o que era um tanto estranho já que geralmente as ruas lotavam anoite, mesmo assim continuaram o caminho normalmente, o que não esperavam e que elas estavam sendo seguidas

[...]

Elas já haviam chegado no carro e já estavam prontas para entrar quando de repente

-PARADAS – Um homem encapuzado gritou, fazendo Joohyun gelar de medo com a aproximação repentina do mesmo perto de si, enquanto Seulgi se contorcia de ódio ao ver o homem dar um sorriso cínico e se aproximar de Joohyun – Você é Kang Seulgi princesa?

Joohyun estava petrificada, vendo que a mais velha não conseguiria responder Seulgi decidiu falar

-Ela não é – Ao escutar essa frase o sorriso nos lábios do homem diminui, mas não deixou de estar lá – Sou eu – Seulgi meio que falou sem pensar, mas quando percebeu a merda já estava feita.

- Que triste. Seria muito bom brincar com essa princesa – O homem acariciou a bochecha de Joohyun com a ponta dos dedos, trazendo novamente a ira de Seulgi à tona. Quem ele pensa que era para encostar assim na Bae? Quando ela já havia começado a se aproximar para tirar as mãos imundas dele da mais velha, o mesmo sacou uma arma, apontando diretamente para Seulgi, fazendo a mesma congelar, seu olhar voltou para Joohyun – Seria bom brincar com você princesa, mas infelizmente eu tenho que terminar o meu trabalho.

 Aproveitando o momento de distração do homem, Seulgi partiu para cima dele, e assim os dois começaram uma disputa pela arma, enquanto Joohyun apenas assistia aquilo tudo muito assustada, e com receio de interferir ali, então uma ideia passou pela sua cabeça, com toda a força, que não era muita, chutou o homem no meio das pernas, fazendo o mesmo se contorcer de dor e cair no chão, assim Seulgi foi para cima dele e começou a soca-lo até que o mesmo desmaiasse

-Temos que ligar para a polícia – Sugeriu a mais nova enquanto Joohyun ainda continuava ali, tentando processar o que acabara de acontecer, a Kang sorriu com aquilo, Joohyun estava engraçada, então decidiu ela mesma ligar para a policia para informar o caso.

Enquanto Seulgi tentava ligar para a polícia, Joohyun realmente estava pensando no acontecido. Não podia ser um simples roubo, ele sabia o nome de Seulgi, isso era algo armado, elas talvez corressem perigo. Mas sua atenção foi tomada para o barulho de um disparo sendo feito.

O encapuzado não havia desmaiada, sua visão estava apenas bem turva, mas ainda estava vivo, e no primeiro descuido dessas duas aproveito e pegou a arma reserva que ele tinha e atirou na Kang. Ele realmente estava preparado para matar Seulgi. O disparo foi a ultima coisa que ele fez, antes de realmente desmaiar.

 

Os olhos da Kang lentamente se fechavam pela forte dor que ela sentia. Sua visão já estava embaçada. Seulgi já não tinha mais forças para ficar em pé, agora ela ia de encontro ao chão. A ultima coisa que vira foi Joohyun correndo em sua direção, e então ela apagou.


Notas Finais


Alguém também viu o novo grupo Cignature, se não vai conferir pq o clipe é bom (na minha opinião)
Meu amigo me mandou ver pagode japonês, sem ofensa, mas é muito engraçado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...