História You Are Mine ( Imagine Park Jimin - BTS ) - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jhenxts, Jimin, Você
Visualizações 235
Palavras 1.878
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~ Oiii gente!!! Estou de volta!!!!! Sentiram minha falta????? Acho que não, minha pessoa é muito chata né meu Deus kkkk

Enfim, antes de tudo quero pedir MIL DESCULPAS por ter demorado atualizar a fanfic, eu fiquei sem internet esses dias e sem falar que eu estava viajando né então eu fiquei com os dias corridos e agora finalmente estou de folga de tudo kkk

Estou trazendo na hoje (Quinta-Feira) mas os dias de postagem serão sempre nas quartas, era para eu ter trago ontem porém eu dormir antes de postar kkk

Bom, é isso, espero que gostem do capítulo ❤ Beijos e Boa Leitura!

Capítulo 12 - Uma Chance Para Amar


 

─ Capítulo Onze ─

 

Busan

14:40 P.M

Casa da Jiyeon

 

Os lábios de Jimin se separaram dos de Jiyeom quando seus pulmões exigiram ar mas o ruivo manteve sua testa colada a dela, as respirações ofegantes se mesclando uma com a outra, os corações batendo com força nos peitos e o desejo que ambos sentiam um pelo outro se aflorando cada vez mais. Porém, mesmo que Jimin havia dito a Jiyeon que amava, ela ainda estava receosa e com medo e por isso, a menina retirou as mãos do Park da sua cintura e se afastou, indo para o mais longe do rapaz que o espaço no quarto permitia, o que o deixou confuso.

- Como quer que eu acredite me você? As pessoas não mudam da água para o vinho Jimin, como pode me garantir que realmente você está bem? Como posso ter certeza de que não está me usando para chegar até Yura? - As palavras amargas saiam da boca da menina com certa dor, dor que o Park sentiu em seu peito, os olhos da morena estavam marejados mas ela se esforçava para não chorar, tinha que se manter firme por mais que fosse a coisa mais difícil de se fazer naquele momento.

- Acha mesmo que estou mentindo? Que estou usando você? Jiyeon eu disse que te amo e não foi da boca pra fora, estou dizendo o que realmente sinto aqui dentro do meu peito. - Esbravejou Jimin, apontando para si próprio, especificamente para seu coração que batia tão forte que poderia a qualquer momento quebrar sua caixa torácica e sair para fora. - Eu entendo você, eu sei que é difícil acreditar depois de tudo que eu fiz mas eu preciso que você confie em mim, deixa eu te mostrar que estou dizendo a verdade, por favor. - A voz do Park se tornou mansa e delicada, ele voltou a se aproximar em passos calmos da menina que abraçava o próprio corpo de forma pensativa e a expressão preocupada.

Jiyeon já havia passado por tanta coisa com Jimin, desde o momento do colégio até o agora, ela já viu todos os altos e baixos do rapaz, o conhecia melhor que ninguém e mesmo depois do que ele fez a Yura, ela ainda entendia que a culpa não era só dele, que a insanidade faz as pessoas fazerem coisas que nunca imaginaram serem capazes de fazer e pensando por esse lado, se Jimin realmente quisesse chegar em Yura ele teria simplesmente a pego quando o carro capotou ou quando Jiyeon estava hospitalizada já que seu irmão passava quase vinte quatro horas do dia ao seu lado e Yura raramente aparecia no hospital pois estava ocupada retomando a sua vida e preparando mais uma vez o tão sonhado casamento com Jungkook.

Jimin ao se ver próximo o suficiente e percebendo que a garota estava distraída, a pegou pelo pulso a puxando contra si, Jiyeon início se assustou mas logo relaxou seu corpo tenso ao sentir os braços fortes de Jimin rodearem sua cintura e seu rosto ser escondido na curva de seu pescoço, a abraçando de forma calorosa, o nariz usufruindo da fragrância do shampoo de frutas vermelhas que Jiyeon usava em seus cabelos, as mãos pequenas porém forte apertando a carne da cintura da menina e os braços colando ainda mais os corpos.

- Desde o dia que você foi atrás de mim quando meu relacionamento com Yura acabou, eu nunca percebi a sorte que eu tive de você estar lá, sempre cuidou de mim, secou minhas lágrimas quando eu chorei, me fez ser forte no momento que me vi fraco, me fez lutar quando achei que havia fracassado, não teve medo de mim mesmo vendo o monstro que eu estava me tornando e o mais importante, você me amou mesmo eu não retribuindo seu sentimento, eu te admiro por ter aguentado tudo isso e me culpo cada segundo por saber que eu fui a causa do seu sofrimento, eu sinto muito pequena, eu acordei pra realidade em que vivemos, vi o que eu realmente queria bem ao meu lado e quase perdi você, quando te vi caída no carro naquela noite eu entrei em desespero, eu não podia imaginar viver sem você. - A voz suave e terna sussurrava contra o ouvido de Jiyeon, que se arrepiava cada vez que os lábios e a respiração quente tocavam sua orelha, Jimin se afastou apenas o suficiente para olha-la nos olhos, o brilho no olhar de Jiyeon o fez arfar, nunca existiria mulher com o olhar tão belo quanto da sua pequena, que estavam banhando em um mar conflituoso de sentimentos. - Você me ama?

As palavras chegaram ao ouvido de Jiyeon como bombas, o brilho intenso no olhar de Jimin a fazia ficar presa a ele sem nem pensar em sair desse enlace calmo que o rapaz ruivo a estava colocando, a menina engoliu em seco e então uma lágrima solitária desceu por sua bochecha.

- Sim Jimin, eu te amo. - As palavras que soaram através dos lábios da menina, ecoando com sua voz doce e rouca fez o coração de Jimin disparar em euforia em seu peito e o sorriso apaixonado mais lindo que Jiyeon já havia visto apareceu na face do rapaz, fazendo seus olhos se fecharem em dois risquinhos adoráveis.

Jimin então levou ambas as mãos ao rosto de Jiyeon e selou outra vez os lábios da menina, que não conteve as lágrimas que desceram por suas bochechas dando um gosto salgado ao beijo que usufruia do Park. Mesmo com o medo em seu peito, Jiyeon havia aceitado a segunda chance que a vida estava a dando, a chance dela ser feliz depois de anos de sofrimento, a chance de curar seu amado daquela doença que o destruía, de uma vez por todas, Jimin nunca foi alguém ruim, seu coração era puro, sua mente apenas se encheu de mágoa por algo que ele não compreendeu na época, por algo que ele não entendia por quê havia acontecido justo com ele, mas agora, tudo que aconteceu no passado já não fazia mais sentindo e muito menos importância, o Park se sentia pela primeira vez em muito tempo realmente vivo, a alegria e felicidade contagiavam seu peito por ele ter conseguido a chance de provar para Jiyeon que ele realmente estava bem, que era ele ali, o verdadeiro Park Jimin, o seu amado Park Jimin, e ele iria ama-la e cuida-la como ela realmente merecia. Os Anos que Jimin precisava dos cuidados de Jiyeon acabaram, agora era a vez dele tomar conta dela.

 

(...)

 

Apartamento dos Jeon

15:10 P.M

 

Jungkook chegou em casa exausto, não muito fisicamente, mais mentalmente. Ao fechar a porta do apartamento o rapaz retirou seu tênis e seu casaco de frio o pendurando no porta casacos ao lado da porta, o cheiro de têmpero que vinha da cozinha vez seu estômago roncar de fome e logo o mesmo se dirigiu até lá onde encontrou Yura mexendo nas panelas do fogão, vestida apenas com uma calça de moletom branca, regata amarela e meias pretas, o moreno sorriu de canto ao notar que a menina estava sem o sutiã.

Se aproximou então dela, a abraçando por trás e deixando um selar em seu pescoço que a arrancou um sorriso e arrepios pelo corpo.

- Jiyeon quis ficar na casa dela não foi? - Perguntou a menina vendo a expressão preocupada do noivo e que a cunhada não estava junto a ele.

- Sim, não sei da onde ela arranjou tanta teimosia. - Murmurrou o Jeon, fazendo uma careta e Yura rapidamente o encarou com uma sobrancelha arqueada.

- Não sabe é? Pois eu tenho uma boa ideia. - Jungkook bufou e Yura sorriu dando lhe um selar na bochecha.

A Menina finalmente estava feliz pois estava de volta a sua casa, nos braços do seu homem e livre do cativeiro que foi mantida por semanas, ela não estava com medo ou preocupada do Park vir atrás dela pois sabia que finalmente ela estava em paz, que ele não iria mais atormenta-la. De alguma forma ela acreditava que ele estava bem, o principal motivo era Jiyeon, sua crença surgiu quando ela o viu desesperado quando pegou a garota em seus braços na noite do acidente, quando ela viu as lágrimas dele se tornarem parte das gotas de chuvas e ele ter sido arrastado pelo amigo, Hoseok, para não ser pego por Jungkook e os outros policiais, ela também não estava preocupada com Jiyeon pois sabia que aquela menina era osso duro de roer e sabia muito bem como se virar sozinha, e a certeza mais absulota de que o Park a amava e não iria machuca-la.

Jimin estava em boas mãos, ela não precisava se preocupar.

Talvez toda essa confusão que aconteceu foi algo bom, pois finalmente tudo estava começando a andar devidamente nos trilhos, e ela também não podia esquecer de agradecer não só a Jiyeon por ter a tirado de lá, mas como a Hoseok que foi o responsável por Yura não ter morrido quando estava presa ao porão, o rapaz mesmo sabendo que não podia, quando ninguém via e quando Jimin estava ocupado ele levava um copo com água e ao menos uma fruta para Yura enquanto estava presa, não era muito mas era o suficiente para mantê-la viva, Hoseok podia fazer aquela expressão fria de quem não se importava com nada, mas ele sempre foi uma das pilastras que sustentava a casa para não cair.


Ele sempre passava a esperança que todos precisavam ter, e quando ele a ajudou, ela teve esperança.

Então depois de finalizar o almoço que saiu um tanto tarde, a menina comeu junto de Jungkook e depois de lavarem e guardarem os pratos, deixando na cozinha limpa, foram se deitar na sala juntos para ver TV, passando o amado tempo abraçados e deitados, como sempre amaram ficar.

Tudo estava bem agora, era um novo início tanto para as garotas como para os garotos, alguma hora Jimin e Jungkook teriam que ficar cara a cara e resolver a pendência do colégio que havia entre eles, Yura já havia perdoado Jimin assim como Jiyeon e caso ele precisasse ela estaria disposta a ajuda-lo com consultas e remédios, mesmo que saiba que não vai agradar seu noivo fazendo isso.

Bom, uma coisa é certa, enquanto pensarmos uns nos outros e não em nós mesmos, podemos ir moldando o mundo a uma imagem melhor, não guardando a mágoa ou o rancor de algo ruim que alguém fez a você pois o perdão é o primeiro passo para o amor e o respeito ao próximo, juntos todos podem mudar, transformar o mundo em algo melhor, mas para isso precisamos primeiro dar o nosso melhor e procurar melhorar a cada dia de nossas vidas, pois é como dizem, a vida não dura para sempre e por ela ter um fim é o que a torna especial,  e viver no meio da escuridão quando se à luz para cada um, nunca será de fato a solução para o que chamamos de um final feliz.

"Viva enquanto pode, mesmo com os contras de está ali naquele mundo você pode ser feliz, pode mudar, pode melhorar, depende apenas de você."

 

Continua

 

 

 

 


Notas Finais


~ Opa! E então? O que acharam? Eu simplesmente amei muito esse capítulo, porém as coisas não vão ficar 100% bem porque ainda tem muito o que acontecer ksksksks

Bom, pra avisar logo, os dias que eu fiquei sem internet eu usei para concluir a fanfic então ela fechou em 26 capítulos, eu sei que são poucos capítulos mas como eu disse no começo da fanfic ela é apenas uma short-fic, as long-fics que irei escrever ainda virão por ai após o encerramento dessa então espero que minhas novas ideias de histórias encantem vocês assim como essa história encantou ❤

É isso, beijos e deixe seu comentário ai embaixo que eu amo ler :3 e o favoritinho para ajudar a coleguinha aqui a chegar nos 200 favoritos ❤

Bye!! Até o próximo capítulo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...