História You are my best - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo 1


Ele nunca havia percebido a diferença de altura entre eles, mas era bastante perceptível. Ele tinha quase 1,90 enquanto ela tinha 1,68. Ele a encarava nos olhos, lindos olhos acizentados, eles já não tinham roupa alguma quando ela ficou na ponta dos pés para alcançar seus braços na nuca dele e o puxar um pouco para baixo finalmente grudando seus lábios. Segundos depois eles estavam jogados na cama do quarto dele, ele por cima dela enquanto ela apertava sua pele entre os dedos e então ela soltou um gemido.

Johnny acordou assustado, o corpo quente e todo suado. Ele se condenou. Que droga estava acontecendo com ele ultimamente? Ele nunca tivera sonhos assim e já faziam algumas semanas que esses sonhos aconteciam. Pareciam tão reais,ele pedia sentir a sensação de ter seus lábios juntos ao dela, ele podia senti-la contra sua pele. 

Com um suspiro frustrado ele se levantou, seus pés em contato com o piso gelado e só então ele finalmente despertou totalmente percebendo que havia dormido na sala. O rapaz coçou os olhos e subiu as escadas indo até o banheiro de seu quarto sem nem perceber que sua mãe já estava na cozinha fazendo o café da manhã. Alguns minutos depois ele já estava de banho tomado e muito bem disperto

- Que merda está acontecendo com você Johnny? - Ele praguejou enquanto calçava os tênis no pés. Ele não conseguia tirar o sonho da cabeça

Ele bufou e negou com a cabeça, ele tinha que esquecer aquilo, melhor, ele precisava esquecer aquilo. 

Ao descer as escadas da casa novamente ele percebeu que suas irmãs já estava acordadas. As gêmeas Elizabeth e Emilly de 11 anos e a mais nova Margareth de 6 anos. 

- Bom dia John. - Margareth sorriu sorriu docemente para o irmão o olhando com seus grandes olhos azuis e abraçou as pernas dele. Johnny apenas sorriu e acariciou os cabelos castanhos ondulados que ia até a altura do ombro da irmã mais nova. 

- Tudo bem, pequena? Com o que você sonhou essa noite? - Ele a pegou nos braços e colocou a mochila no sofá indo até a cozinha. 

- Uhm... - A garotinha pensou um pouco. - Eu sonhei com um unicórnio beeeem colorido. - Ela abriu os braços e riu. 

- Bom sonho, Mag. - "Mag" Era o apelido de Margareth. Johnny sempre a a chamou assim desde que ela nasceu, era raro que ele a chama-se pelo nome e quando acontecia a mais nova sabia que ele estava bravo. 

- Bom dia mãe - Ele sorriu dando um beijo na bochecha da mulher que agora se sentava na mesa. 

- Bom dia querido. - Ela sorriu para ele, o menino colocou a irmã mais nova sentada em uma das cadeiras da mesa e se sentou ao lado dela. - Emilly e Elizabeth, venham comer! - Ela chamou as gêmeas que logo apareceram correndo e se sentaram a mesa. 

- Bom dia bobão - Emilly provocou o irmão e lhe mostrou a língua. 

- Bom dia bobona. - Ele fez a mesma coisa e Katherine, a mãe, revirou os olhos. 

- Johnny... Por favor. - Ela o repreendeu e ele se encolheu na cadeira voltando sua atenção a xícara de café a sua frente junto ao pão com manteiga. 

- Mamãe, eu posso ir até a biblioteca depois da aula hoje? - Elizabeth perguntou enfiando uma colherada de cereal com leite na boca logo em seguida. 

- Claro querida. - Ela sorriu para a filha. - Eu vou estar de folga hoje, então eu mesma busco você e suas irmãs na escola hoje e te deixo na biblioteca. 

- Obrigada... -  a garotinha murmurou baixinho.

- você vai buscar o Johnny também, mamãe? - Margareth perguntou sorridente, ela estava concentrada em suas panquecas com calda de chocolate

- Eu definitivamente não preciso disso. Eu tenho um carro esqueceu-se? - Ele revirou os olhos 

- Hey, se continuar se achando muito adulto eu vou te buscar todo os dias! - Sua mãe o provocou e suas irmãs riram. 

- Tudo bem! - Ele ergueu as mãos redendo-se e riu. Logo ele se virou para Emilly pronto para provoca-la. - E você vai fazer o que depois da aula, macaquinha? - Ele sorriu sarcástico. - Você vai ver seu amiguinho Henry? 

- E você, Tato? Vai ver sua namorinha Carol? - Ela devolveu o sorriso fazendo desfazer o sorriso divertid que estava no rosto do irmão. Johnny se levantou da cadeira com as lembranças do sonho novamente invadindo sua mente e se virou para a mãe. 

- Eu já viu indo, esta tarde e eu dirijo como  um velho de 80 anos. - Ele beijou o rosto da mãe e antes que ela pudesse dizer alguma coisa ele saiu correndo pela porta da frente, não sem antes pegar a mochila e tudo o que precisava. 

"James, eu preciso falar com você!" - Ele digitou enquanto entrava no carro e logo enviou para o melhor amigo. Ele olhou as horas na tela no aparelho e viu serem 7hrs:28min, as aulas começavam as 8hrs:00min e o caminho para o colégio durava 13min, ele chegaria no colégio as 7hrs:41min e ainda teria tempo para pegar os livros e ir para a sala. 

Assim que entrou na sala de aula ele se sentou em uma das carteiras do fundo, era aula de história, ele estava pelo menos 10min adiantado então olhou o celular. James havia lhe respondido: "Tem que ser pessoalmente?" Ele bufou do descaso do amigo ao seu problema é respondeu

"Sim, idiota. Eu preciso de ajuda urgentemente. Você tem aula do que depois de Matemática?"

A reposto foi quase imediata "Política".

Johnny decidiu que iria falar com ele depois e bloqueou o celular, foi quando ela adentrou a sala, ao seu lado estava Sarah. Ele engoliu seco, as mãos suando ao se lembrar do sonho,ela estava lá, os cabelos castanhos ondulados preso em um rabo de cavalo,os olhos cinza e os 1,67 de altura. Ela o avisou e sorriu grandemente, ele forçou um sorriso pra ela, ele precisava agir naturalmente, ela era sua melhor amiga no fim das contas e sonhos não poderiam atrapalhar isso. 

- Bom dia John feioso! - Ela sorriu para o amigo

- Bom dia Carol feiosa! - Ele respondeu revirando os olhos. - Bom dia Sarinha. 

- Eu adoro como vocês se ofendem e depois falam com outras pessoas em um tom tão doce. - Sarah riu-se. Sarah era uma garota de 1,68 de altura, os cabelos castanhos lisos, olhos verdes e usava óculos. Era uma garota incrivelmente compreensível e divertida

- Hey, Sarah, eu fiquei sabendo que James te chamou pra sai. - Johnny sorriu malicioso para a amiga e se sentou sobre sua mesa. 

- Ele é mesmo um fofoqueiro! - A garota bufou é cruzou os braços. 

- Ah da um desconto, Sarah. - Caroline sorriu e se aproximou do amigo o abraçando. - O James é o melhor amigo do Johnny, claro que ele iria contar. 

Johnny apenas deu de ombros e quando Sarah iria responder a professora adentrou a sala, os alunos apareceram seguidores dela enquato tomavam seus lugares, assim como Johnny, Sarah e Caroline. 

O rapaz agradeceu mentalmente pela professora aparecer e sua amiga se afastar dele, o cheio da garota o deixará inebriado e as lembranças de seu sonho vieram a sua mente novamente. Ele apenas suspirou debruçado na certeira e esperou a aula de Política chegar. 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...