1. Spirit Fanfics >
  2. You are my biggest obsession >
  3. Liberte seu lado mais sombrio part 2

História You are my biggest obsession - Capítulo 19


Escrita por: HarlsRedQueen

Notas do Autor


Aviso: Esse cap contém conteúdo hot +18

Capítulo 19 - Liberte seu lado mais sombrio part 2


Fanfic / Fanfiction You are my biggest obsession - Capítulo 19 - Liberte seu lado mais sombrio part 2

Coringa se retirou da sala e se trancou em seu escritório ele estava totalmente disposto a descobrir cada detalhe sujo e sombrio do passado de Harley, ele queria saber do que ela é capaz de fazer, o quão perigosa e destemida ela era. E no fundo Coringa sabia que os resultados seriam surpreendentes e sua Harley não o iria decepcionar.

Ele se sentou confortavelmente em sua cadeira já sem o paletó e com a camisa social aberta e pegou o diário de adolescência de Harley

- Me surpreenda boneca – Ele sussurra maliciosamente e abre o diário na página em que havia parado.

“ Olá diário voltei a frequentar as aulas de ginástica depois da escola, não só é algo que gosto mas também é uma desculpa para eu não ficar em casa, na verdade no inferno, não chamo isso de casa! Na verdade tenho certeza que o inferno é melhor que aqui. Mas voltando ao assunto da ginástica, o professor Steve ficou muito feliz com minha volta, afinal sempre fui sua aluna mais talentosa, mas percebi os olhares estranhos das meninas e os cochichos, e isso me subiu um ódio, uma raiva. Quem essas putas acham que são para ficar cochichando e fazendo piadas sobre mim pelas costas! Mas irei me segurar, pelo menos por mais dois dias, mas se elas não pararem irão se arrepender! E agora a situação do meu inferno, todos fingem que eu não existo desde que voltei da clínica, e isso incluí não sobrar comida para mim e eu ter que comer o resto do dia passado ou ter que cozinhar algo, não ter shampoo ou sabonete pois após tomarem banho Kate e Margarett os guardam em seus quartos, tive que bater na porta de Stacy para pedir emprestado mas infelizmente ela não estava e quem me atendeu foi o nojento do Johnnes, desde pequena aquele ogro fica me olhando de um jeito bizarro e já me tocou intimamente quando criança varias vezes, na época por não entender eu achava que era o jeito dele ser carinhoso e quando falei para Antony e Margarett eles ignoraram. No fim desistir de pedir shampoo e sabonete emprestados por que provavelmente aquele nojento iria me colocar para dentro e me obrigar a fazer coisas repulsivas. Então eu como uma jovem sem dinheiro e precisando tomar um banho decidi me virar sozinha, roubei do mercado central, mas não vai ser um problema para eles afinal é um mercado de gente rica e um shampoo, condicionador e sabonete não irão fazer falta. Mas não se preocupe diário fui rápida e deu tudo certo, e agora meu corpo está com aroma de baunilha e meus cabelos de morango ``

- Hahaha Harley mão leve, gostei – Coringa sorri com orgulho

“ Olá diário hoje fiquei depois da aula com o senhor Freddy e descobri que ele é tão bom com a língua quanto hahaha ele me convidou para “ter aulas particulares`` na casa dele pois sua esposa iria viajar no final de semana com a filha para Boston e claro que eu prontamente aceitei, preciso de um tempo longe de casa ``

“ Hoje teve treinamento de ginástica e as vacas da minha turma continuam com os cochichos e as risadinhas de deboche, depois acabam com as línguas cortadas e não sabem por que. Mas algo bom o treinador Steve me escolheu como líder da equipe pois mesmo voltando agora eu continuo tão boa quanto antes. CHUPA SUAS PUTAS! AGORA EU DITO AS REGRAS E VOCÊS RASTEJAM AOS MEUS PÉS!! ``

Coringa ri divertidamente enquanto lê

- Ela vai ser uma rainha perfeita – Ele sorri

“ Diário você acha normal uma garota de 15 anos fantasiar com assassinos? Por que puxa vida eu estou assistindo alguns documentários e tem uns muito gostosos. Uma pena que hoje em dia já foram todos mortos. Mas ai você me pergunta, Harleen você não mora em Gotham a cidade com mais criminosos do mundo? E eu respondo sim, mas poxa não tem nenhum que quando eu vejo nos jornais eu penso “ Puta merda que gostoso eu pegaria `` tá talvez um ou dois se salvam, tipo o Charada ele até que é bonitinho mas sei lá não faz meu tipo, o máscara negra também parece ser bem bonito mas não tem muitas imagens dele de rosto, e outro também que eu acho bem interessante é o Coringa... ``

Coringa para ler chocado, ele releu duas, três até cinco vezes até conseguir acreditar que ela tinha escrito sobre ele, a Harley de 15 anos escreveu sobre ele

“ Ninguém sabe nada sobre ele e nunca o viram sem aquela máscara de palhaço que ele e a equipe usam, mas mesmo com aquela máscara ele parece ser muito interessante, o jeito de andar um andar de superioridade, a voz um tom rouco e intimidador e aqueles trajes de mafioso de filme haha com certeza ele é o mais interessante de todos, espero um dia conseguir ver seu rosto ``

Coringa estava sorrindo como um bobo enquanto lia, nunca ele imaginária que a anos atrás a mulher que hoje ele tanto deseja já queria saber sobre ele

“ Diário hoje é sábado então irei para a casa do senhor Freddy e volto amanhã a noite e conto tudo que aconteceu! Estou animada, até ``

“ Olá, cheguei em casa eram 19:40 por ai e pelo jeito ninguém deu falta de mim o final de semana todo, agiram como sempre, como se eu não existisse, mas não vou reclamar melhor eles me ignorarem do que me atormentarem, não tenho mais paciência para essa família de merda. Mas vamos falar de coisa boa, final de semana com o gostoso do Freddy, foi tudo maravilhoso! Melhor do que podia imaginar haha ele tem alguns gostos peculiares tipo me algemar, me vender, amarrar minhas mãos com sua gravata e até dar uns tapas mas amei, descobri meu novo fetiche hahaha mas não pense que tenho coração de gelo eu me senti muito mal de ver as fotos dele com a família e de transar com ele na cama em que a esposa dorme, e pelo o que ele me falou a filha dele é um ano mais nova que eu, isso é bem bizarro. Mas nossa “relação” é só até o fim desse semestre e depois irei por um fim nisso ``

- Não se preocupe Harley irei satisfazer todos seus fetiches da melhor forma possível – Coringa sorri de lado maliciosamente imaginando Harley vendada e com as mãos amarradas com sua gravata favorita enquanto esperava ele a foder das maneiras mais selvagens possíveis

“ Diário eu sei que faz uns dias que não escrevo mas irei lhe atualizar de tudo, primeiro e mais importante o Coringa apareceu sem a máscara durante seu atentado terrorista ao banco central, mas por baixo da máscara de palhaço ele usa uma maquiagem de palhaço haha não é uma surpresa afinal o nome dele é “ Coringa `` e ele é um homem misterioso, mas depois de tanto dar zoom naquela imagem da reportagem eu consegui perceber que por baixo de tanta maquiagem ele é um homem bem atraente de pelo menos 30 e poucos anos e com olhos verdes intensos, sinto até um arrepio de lembrar. Posso ter fantasiado em conhecê-lo, beija-lo entre outras coisitas a mais, sim haha mas provavelmente a primeira coisa que ele faria ao me ver na frente seria me matar... ``

- Oh minha pequena se você soubesse que no seu futuro eu realizaria seus desejos, bem nem todos já que você cresceu e se tornou uma mulher bem difícil – Coringa ri – Mas pelo menos achei mais alguma coisa para usar ao meu favor – Ele sorri maliciosamente e fecha o diário e decidi fazer uma visita a sua admiradora secreta

No quarto Harley estava jogada em sua cama se sentindo totalmente perdida e confusa enrolada apenas em uma toalha, Felix e Johnny dormiam tranquilamente em uma caminha no chão mas ao ouvirem o som da porta eles acordaram e levantaram a cabeça rapidamente olhando em direção a porta e chamando atenção de Harley que se sentou rapidamente e sentiu um calor subir por todo seu corpo ao ver Coringa entrar ainda com a mesma roupa do jantar mas sem paletó e a camisa social aberta dando total visão de seu corpo pálido e sarado, sem perceber Harley salivava com os olhos cravados no corpo daquele homem que caminhava lentamente até ela com um sorriso malicioso de lado

- Gosta do que vê? – Ele pergunta com a voz rouca ficando a dois passos dela, Harley rapidamente volta a realidade e olha rapidamente para cima – Você fica muito linda corada – Coringa diz e acaricia suavemente o rosto de Harley que encara seus olhos hipnotizada – Também gosto do que estou vendo – Ele diz sorridente e segura o queixo dela suavemente, Harley se sentia prestes a entrar em combustão de tanto calor, seu estômago estava cheio de borboletas e seu coração batia rapidamente – Eu li seu diário Harley – Coringa solta a bomba rapidamente fazendo Harley arregalar os olhos em choque e afastar o rosto de seu toque

- Oque?! Como?! Onde conseguiu? Sabia que isso é invasão de privacidade!! – Harley começa a falar rapidamente totalmente nervosa e envergonhada de Coringa saber todos seus segredos dos mais bobos até os mais obscuros – Até onde você leu??!! – Ela pergunta em pânico ele apenas ri e tira o diário do bolso de trás de sua calça e abre a página

- Parei na parte onde você de 15 anos escreveu “... ele é um homem misterioso, mas depois de tanto dar zoom naquela imagem da reportagem eu consegui perceber que por baixo de tanta maquiagem ele é um homem bem atraente de pelo menos 30 e poucos anos e com olhos verdes intensos, sinto até um arrepio de lembrar. Posso ter fantasiado em conhecê-lo, beija-lo entre outras coisitas a mais, sim haha mas provavelmente a primeira coisa que ele faria ao me ver na frente seria me matar... `` - Coringa lê o trecho afinando sua voz para imitar Harley enquanto sorria maliciosamente a Harley que corava cada vez mais em total constrangimento – Meu trecho favorito até agora – Ele sorri e fecha o diário e o coloca em cima da cômoda

- Eu tinha 15 anos, uma garota rebelde descobrindo sua sexualidade, eu mudei, meus pensamentos mudaram e meus desejos por você não existem mais – Harley diz seriamente cruzando os braços, Coringa sorri e se agacha na frente dela

- Tem certeza disso Harley? Por que seu sonho me diz outra coisa...o jeito que você fica vermelha e quente quando te beijo e toco me dizem outra coisa... o jeito que você ficou molhada aquele dia por minha causa me diz outra coisa – Coringa diz seriamente e a olha de um jeito intimidador a fazendo engolir em seco – Vamos lá Harley, por que você continua negando e escondendo seus sentimentos? – Coringa pergunta e coloca as mãos nos joelhos nus dela

- É que...que...eu tenho medo... – Harley quase sussurra e morde o lábio fazendo Coringa a olhar confuso

- Medo de que? – Coringa pergunta

- Medo...medo de me entregar...e não ter mais volta...de se eu me entregar a você eu me viciar, eu não conseguir mais sair disso... – Harley sussurra constrangida olhando para mãos dele em seus joelhos

- E isso é ruim? – Coringa pergunta levantando uma sobrancelha

- Sim é! Eu sou uma psiquiatra! Eu fui a sua psiquiatra! O que as pessoas vão pensar se me verem com você? Meu diploma e todo meu sacrifico vão para o lixo! Todos na área de psiquiatria irão me ver como uma vergonha, como um lixo, como uma farsa! Meu diploma e nada serão a mesma coisa! – Harley chora colocando as mãos no rosto, Coringa suspira se levantando e se sentando ao lado dela na cama

- Harley boneca olhe para mim – Coringa diz seriamente, Harley toma coragem e o encara – Você é uma mulher adulta que sabe muito bem do que é capaz! Você sabe que é inteligente e mereceu aquele diploma! Mas você também tem sentimentos, você também tem o direito de sentir amor, desejo, prazer, raiva, ódio, por quem você quiser, e se acharem ruim mande todos ao inferno! Você não deve satisfação para ninguém – Coringa diz enquanto segura firmemente aos mãos de Harley que o olhava chocada – Estou me sentindo estranho falando assim, me senti o psicólogo da relação hahaha – Coringa gargalha

Harley o observa e depois olha para o diário trazendo a tona todas as lembranças que ela tinha enterradas, memórias de uma Harley sem medo, sem inseguranças, que fazia o que queria e quando queria, uma Harley livre e feliz, não uma Harley acorrentada e sendo obrigada a agir como o padrão aceitável aceitável imposto pela sociedade. Ela não podia mais negar aquele seu lado mesmo que quisesse, ela tinha que se libertar nem que fosse um pouco, nem que fosse por uma noite

Ela volta a olhar para Coringa que estava parando de gargalhar e a encara sorrindo, era agora ou nunca, ou vai dar tudo certo ou vai piorar tudo, esse era seu momento de arriscar, esse era o mento de escolher por qual caminho seguir nessa encruzilhada. Continuar se mantendo firme em tentar sobreviver no caminho da luz ou ceder aos seus desejos mais sombrios e se entregar a escuridão?

- Tudo bem abobrinha? – Coringa pergunta acariciando levemente o rosto corado dela, Harley engole em seco e desvia o olhar dos olhos profundos dele e encara seu peito e abdômen esculturais a mostra pela camisa aberta, ela lentamente estica a mão e o toca suavemente no peito e desce até seu estômago e então segura em seu cinto e volta a olhar para ele que a encarava com um sorriso tentador e um olhar vitorioso

Harley então deixa de lado qualquer pingo de sanidade, pudor e juízo do mesmo jeito que fez quando aceitou transar com um homem casado e enrolou os braços no pescoço de Coringa e o beijou com muita paixão e desejo, ele rapidamente respondeu ao seu toque e colocou as mãos firmemente na cintura dela. Pela primeira vez Harley o beijava com vontade, o beijava com desejo, luxúria e paixão, pela primeira vez ela iria se entregar aos seus toques, ela iria se entregar ao diabo e ir ao inferno com ele

Coringa a puxou firmemente contra ele a fazendo subir em seu colo o montando, enquanto o beijo ficava cada vez mais selvagem e necessitado as mãos de Coringa apertava os quadris dela por cima da toalha e a fazia de esfregar em seu colo o deixando cada vez mais excitado. As mãos de Harley seguravam firmemente nos cabelos dele os bagunçando enquanto mordia e chupava os lábios avermelhados dele. Quando a falta de fôlego chegou eles se separaram e se encaram ofegantes com os olhos semicerrados e batons borrados por alguns segundos até que Coringa deu um selinho rápido nela e começou a fazer uma trilha de beijinhos do rosto até o pescoço a beijando, lambendo, mordendo e chupando, fazendo Harley se curvar para trás lhe dando mais acesso enquanto segurava firmemente em seus cabelos e gemia com os olhos fechados

Coringa se afasta e se levanta a segurando firmemente contra ele e a deita na cama se posicionando por cima dela sorridente, Harley dá um suave sorriso ainda muito constrangida como sinal de que era para ele continuar. Coringa a beija novamente com muita paixão e morde seus lábios se afastando e se ajoelhando, lentamente ele tira a camisa fazendo Harley o encarar chocada com os braços bem esculpidos por causa das sessões de treinamento. Coringa lentamente começa a tirar o cinto sem tirar os olhos dela e o coloca no lado, Harley mordia o lábio nervosa e ansiosa com o que ainda estava por vir, mas agora ela estava na chuva e teria que molhar, literalmente

Ele sai da cama e começa a abrir o fecho da calça dando a ela a visão de sua cueca box preta, ela estranhou, não era a cor que ela imaginava que ele usaria, Coringa gostava de cores e coisas espalhafatosas, ela esperava uma cueca verde ou roxa, ou toda dolorida, mas não uma tão básica

- Que olhar estranho é esse bonequinha? – Ele pergunta sorridente com as mãos na cintura

- Bem é quem...eu não esperava que fosse preta...é tão básica para você – Harley responde sem jeito

- Ah é mesmo? Você diz isso por que não viu a parte de trás – Coringa ri e se vira de costas deixando Harley em choque, não só porque sua bunda era muito bonita e moldada e suas costas eram maravilhosas e ela queria passar as unhas, mas sim por que a parte de trás da cueca de Coringa em um lado tinha o símbolo do Batman e no outro estava escrito “ Keep Calm and call Batman “

- Certo agora isso é algo que é bem a sua cara – Harley levemente, Coringa se vira para ela sorridente

- Não é? É minha favorita hahaha – Coringa ri e começa a se preparar para tirar quando Harley olha para o chão e vê seus bichinhos acordados e grita

- Pare! Ainda não – Ela grita o fazendo parar em choque – Não na frente das crianças – Harley aponta para os bichinhos, Coringa olha para trás e ri

- Certo certo, eles são muito jovens para ver isso – Coringa ri e pega os filhotes – Depois eu solto vocês – Ele diz para os bichinhos e os coloca no banheiro junto da cama e fecha a porta – Agora está tudo bem? – Coringa pergunta sorridente Harley balança a cabeça confirmando, ele sorri maliciosamente e tira a cueca a deixando de boca aberta com a visão, ela já tinha o visto nu antes quando tomaram banho em seu apartamento mas ainda era melhor do que ela imaginava, e o melhor que ela já viu, ele percebeu que ela estava paralisada o olhando e soltou uma risada e subiu na cama – Agora você, é injusto só eu ficar a mostra como um troféu na estande – Ele diz em um tom brincalhão, Harley ri levemente se sentindo mais solta e menos envergonhada e começa a desatar o nó da toalha a abrindo e se mostrando para ele, Coringa sorri apaixonado pela visão perfeita do corpo de Harley, desde que ele a viu no banho ele jamais esqueceu aquela visão endeusada de seu corpo

Ele suavemente começou a acariciar o pescoço de Harley e desceu até o meio dos seios, até seu estômago e parou em cima de seu ventre. Coringa gostava da coisa selvagem, rude e cheia de luxúria, mas ele iria se segurar pelo menos essa noite para não assusta-la. Ele se curvou por cima dela e fez rastros de beijos do pescoço até o meio dos seios e então começou a beijar e chupar levemente o cheio esquerdo e então o direito, Harley gemia e suspirava com os olhos fechados, ela estava se sentindo bem, era bom, mesmo que muito errado, mesmo que provavelmente de manhã ela iria se arrepender de tudo aquilo e choraria o dia todo.

Coringa então começa a beijar as costelas e a barriga de Harley e começa a descer até seu ventre, ele se afasta

Coringa então começa a beijar as costelas e a barriga de Harley e começa a descer até seu ventre, ele se afasta e abre as pernas dela ouvindo um suspiro, ela estava vermelha como uma pimenta, ele sorri e volta a admirar seu belo corpo, ele estava encantado com o quão linda e perfeita ela era, parecia uma boneca. Sem conseguir se segurar mais Coringa coloca o rosto no meio das pernas de Harley a fazendo gemer alto e se segurar com força nos lençóis, ele beijava e mordiscava suavemente lhe dando cócegas mas então começou chupa-la com vontade a fazendo gritar de prazer, ela se sentia incrível como se sua alma tivesse saído do corpo e voltado, como se estivesse em uma montanha-russa, ele sabia o que estava fazendo e ela estava adorando e aproveitando cada segundo disso. Não demorou muitos minutos para ela sentir seu estômago esquentar e um formigamento tomar conta de seu corpo fazendo suas pernas tremetem

- Ahh senhor C...eu vou... – Ela geme e sente que ele sorri e começa a fazer com mais vontade fazendo o clímax de Harley se aproximar mais rápido a fazendo gritar em extremo prazer, Coringa se afasta lambendo os lábios e sorrindo vitorioso para ela que o encarava ofegante – Você é muito gostosa – Ele diz com a voz rouca

- E o senhor é ótimo – Ela sorri e morde o lábio o fazendo sorrir ainda mais e se curvar por cima dela e segurando suas pernas em torno da cintura dele, Coringa a beija profundamente a fazendo sentir o gosto da próprio excitação a deixando mais quente e necessitada dele, de seu corpo dentro dela

- Quer que eu continue? Depois que eu começar não vou parar até a quinta rodada – Ele ri a fazendo sorrir abertamente

- Eu aguento até a sexta mas acho que o senhor não aguenta tanto assim – Ela sorri maliciosamente

- Ah é? Vou te fazer se arrepender de ter dito – Ele sorri e morde o lábio dela com força tirando um pouco de sangue

Ele então se posiciona contra ela e começa a penetra-la lentamente, Harley fecha os olhos com força com a mistura da dor e prazer, ela não era virgem mas depois de tanto sem relações tempo ela se sentia como ela, por sorte seu corpo estava molhado por causa do orgasmo que Coringa havia lhe dado com seu oral dos deuses e foi mais fácil penetra-la totalmente. Ele começou com movimentos suaves saia quase totalmente e depois entrava mais fundo, mas isso deixou seu membro ainda mais duro e dolorido por mais e Harley mais e mais molhada e necessitada por ele

- Mais forte, por favor – Ela geme contra o ouvido dele, Coringa sorri e segura as coxas de Harley com muito mais força e começa a penetra-la mais rápido a fazendo gemer alto e se agarrar com força no pescoço dele, Coringa então coloca o rosto contra o pescoço dela aproveitando o delicioso cheiro de frutas vermelhas e começa a entrar com força dentro dela a fazendo gritar em puro prazer e cravar as unhas nas costas dele com força arranhando e tirando sangue, Coringa gemeu de prazer e foi mais rápido fazendo Harley morder os lábios aproveitando cada segundo do corpo dele perfeitamente encaixado com o dela

Algum tempo depois ambos estavam deitados abraçados totalmente suados e ofegantes, se sentindo totalmente satisfeitos, o peso do arrependimento ainda não havia tomado conta de Harley, sua mente ainda estava perdida em meio a tanto prazer e luxúria

- Viu só, eu disse que aguentava seis rodadas, sou forte hahaha – Coringa ri acariciando as costas de Harley que sorria contra o pescoço dele

- É você foi ótimo, superou minhas expectativas, estou exausta – Harley diz sorridente

- Fui melhor que o Tony ou Freddy? - Coringa pergunta seriamente fazendo Harley se afastar de seu pescoço e o encarar

- Podemos não falar sobre meu passado que você não deveria saber – Harley levanta a sobrancelha seriamente

- Mas claro que não, eu já disse que quero saber tudo sobre você, inclusive sobre as suas “ Vítimas inocentes `` - Coringa diz sorridente

- Já disse que não gosto de falar disso! – Harley diz seriamente se afastando e se sentando

- Ta certo, não vai me falar eu vou descobrir sozinho – Coringa diz se levantando e indo até a cômoda pegando o diário dela

- NÃO! Pare de ler isso! – Harley grita e se levanta rapidamente tentando pegar o diário dele mas a diferença de altura não permitia e Coringa segurou o diário aberto bem alto e mesmo Harley pulando e tentando escalar o corpo de Coringa ele só dava risada – Ahhh você é insuportável – Harley rosna ainda tentando pular

- Hahaha o insuportável que te fez ter sete orgasmos – Coringa ri a fazendo parar de pular ficando vermelha – Ah por que parou a visão dos seus seios era maravilhosa enquanto pulava – Ele pisca para Harley que cruza os braços fazendo cara de brava

- Você não tem jeito! Agora me devolva meu diário! – Ela diz raivosa

- Hã deixa eu pensar...não – Ele responde com um sorriso debochado e volta a procurar a página que havia parado – Tenho que descobrir o que mais Harley a maníaca da tesoura fez – Coringa sorri de lado fazendo Harley bufar

- Eu machuquei sem querer minha amiga Stacy com um estilete na sala de aula, era para acertar o pescoço de Tony mas ela segurou meu braço e quando fui me libertar eu cortei o rosto dela e machuquei seu olho esquerdo, ela teve que fazer uma cirurgia de emergência naquele mesmo dia, a visão daquele olho nunca mais foi a mesma. A outra vez foi com uma colega do time de ginástica, ela ficava fazendo piadas comigo e me atormentado, aguentei até onde pude mas naquela tarde quando fui no banheiro do ginásio ela tinha escrito no espelho com batom “ Harleen a puta do professor `` ela saiu da cabine rindo com suas amigas e não aguentei e parti para cima dela com toda minha raiva, bati tanto que o rosto dela ficou cheio de hematomas e sangue, as amigas saíram correndo para pedir ajuda enquanto isso eu a deixei jogada no chão e peguei a tesoura na mochila, eu estava com tanta raiva, com tanto ódio que nem pensei nas consequências só queria cravar aquela tesoura no pescoço dela até faze-la sufocar com o próprio sangue, mas quando fui pra cima dela o professor entrou correndo e me segurou por trás me debati e debati e consegui libertas meus braços e fiz um corte profundo no ombro dele que se estendeu até o braço, ao ouvi-lo gritar e me soltar eu voltei a mim e percebi a merda que tinha feito, depois daquilo fui expulsa da escola e voltei a ser internada no hospital psiquiátrico, onde fiquei durante três semanas – Harley desabafa tristemente fazendo Coringa a olhar surpreso e fechar o diário, eles ficaram uns bons momentos se encarando em silêncio até que Coringa começa a gargalhar

- Hahahahaha você é perfeita Harley! Tão louca quanto eu hahahaha – Coringa continua gargalhando histericamente enquanto imaginava sua Harley coberta de sangue segurando sua tesoura. Ele estava ansioso para ver sua Harley em ação pessoalmente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...