1. Spirit Fanfics >
  2. You are my home >
  3. Eu te amo

História You are my home - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Então, vamos para mais um capítulo!

"Espero ter melhorado a forma de escrever, se não, pode me mandar mais sugestões."

Capítulo 7 - Eu te amo


"Pare com isso Yato"
Yukine empurrou a mão do mais velho, o mesmo ficou chocado com tal reação.

"Pare de brincar com meus sentimentos."
As lágrimas caíam pelo rosto de Yukine, ele amava aquele garoto mais do que tudo, Yato era seu porto seguro, o universo personificado em cabelos negros e olhos intensamente azuis. Ah! Como ele amava aqueles olhos, mas, sentia-se constrangido por aqueles olhos, que agora analisava cada movimento seu.

"Yuki, eu não estou brincando com você, eu já não aguentava mais guardar isso."
Yato puxou o amigo pelo braço

"E eu quero ter você, aqui, comigo."
Colocou a mão do garoto sobre seu próprio peito.

"Está vendo, Yuki? Consegue sentir o que você causa em mim?"
O coração de Yato pulsava sobre a mão de Yukine, era tão intenso, aquele coração que sempre descompassou ao ver o sorriso de seu pequeno raio de sol.

"Você meche com a minha cabeça, sempre que eu te vejo, quero tocar você, fazer você olhar só para mim."
Enxugou as temoisas lágrimas que ainda rolavam pelo rosto do garoto.

"Por favor, Yuki, não vá embora."
Yukine o abraçou. Foi um abraço sincero, de corpo e alma. Naquele momento, abriu toda a sua alma e despejou os sentimentos ocultos que sentia pelo amigo.
Os dois continuaram abraçados por um longo período de tempo. O frescor da brisa passava por suas peles, alguns animais faziam barulhos em meio a noite escura, tudo estava sincronizado, mas a perfeição da natureza era completamente ignorada por aquele amor intenso.
Não se importavam com mais nada, queiram apenas ter seus corpos unidos.

"Eu posso te beijar?"
Disse Yato, após uma breve separação.

"P-pode"
A resposta veio um pouco oscilante, o nervosismo atrapalhou um pouco.

Yato aproximou-se lentamente dos lábios vermelhos de Yukine, logo, encostou suavemente, como se estivesse beijando a mais delicada flor. Em movimentos lentos, leves, sem pressa.
Yukine demorou, mas com o tempo aprendeu a corresponder os lábios do outro. Parecia estar sonhando, estava ali, nos braços da pessoa que sempre amou. Não havia mais razão para se esconder, estava entregue, completamente exposto ao amor que sentia. Todos os medos e aflições a respeito desse amor foram substituídas pela certeza.
Certeza de que esse amor só crescerá, certeza de que é completamente impossível a idéia de amar outra pessoa.

"Eu te amo, Yukine."
Disse após se separarem brevemente.
"Te amo como nunca amei ninguém."
Os lábios de Yato foram para o pescoço desnudo e macio. Yukine tremia com o contato da boca quente e macia de Yato, em sua pele.

"Yato, pare com isso... ah!"
Gemeu após ser puxado contra o corpo de Yato.

"Nós... nós não podemos."
Yato parou.

"Você quer parar? Então eu vou dormir."
Continuo acariciando levemente os cabelos macios de Yukine.

"Não, Vamos para a barraca."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...