História You are my reason - Fillie - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Personagens Originais
Tags Fillie, Finn, Finn Wolfhard, Mileven, Millie, Millie Bobby Brown, Millie X Finn, Stranger Things
Visualizações 94
Palavras 1.712
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - Grande Erro


Fanfic / Fanfiction You are my reason - Fillie - Capítulo 15 - Grande Erro

28 de Dezembro de 2019 - 8.am

[POV FINN]

- Finn acorda, ACORDA! Acorda porra!

Olho pro meu irmão que está com as mãos no meu ombro me chacoalhando.

- Não enche o saco Nick, que horas são?

- Hora suficiente pra dar uma olhada no que o Josh escreveu no twitter. Acho que deu merda cara...

Eram raras as vezes que eu via Nick sério. Me sento na cama esfregando os olhos e pegando meu celular no cômoda. Josh sempre escrevia merda no twitter e instagram. Mas a reação do Nick me assustou um pouco. Busquei o nickname de Josh e sinto um arrepio percorrer minha espinha, eu fico chocado, não estava acreditando no  que ele tinha postado aqui.

@joshovall: “Yeahhh Meu grande amigo @FinnSkata depois de se ACHAR que se tornou homem só pq FINALMENTE fez ‘aquilo’ ele também se tornou um grande babaca :) #thanksMBB

Em baixo da mensagem tinha uma montagem bem mal feita do rosto de Millie em uma vaca.

A mensagem já estava na página dele fazia 7h. Liguei para Josh imediatamente mas ninguém atendeu. Mandei uma mensagem pra ele para que ele apagasse logo “aquela merda”.

Eu não podia mais esperar. Pego a primeira roupa que vejo na frente e me visto o mais rápido possível. Pego o skate elétrico que Millie me deu e fui rumo a sua casa que era pouco mais de cinco quadras da minha. Bato na porta de sua casa sem me importar se estava incomodando ou não.

- What the fuck?

Josh abre a porta e reparo em seus olhos vermelhos e pupilas dilatadas. Está chapado, penso

- EU QUERO QUE VOCÊ APAGUE AQUELA MERDA QUE VOCÊ POSTOU AGORA.

- Já apaguei – ele diz sonolento esfregando os olhos – Mas você mereceu aquilo parceiro. Isso porque me tratou como idiota na frente da sua namoradinha apenas pra impressionar seu ego.

- Eu não te tratei como idiota, cara... eu ia te ligar.

- Claro que ia...  – ele diz com um sorriso cínico.

- Por que fez aquilo? - indago

-  Pra você parar de ser idiota e não tratar seus amigos como lixo só porque FINALMENTE transou com uma garota e teve o que queria, isso não te faz mais homem, sacô?!

Nunca me senti tão furioso em toda minha vida. Minha vontade era de dar um soco na cara de Josh.

- Minha relação com ela não é só isso. Eu gosto dela Josh, isso é sério. – digo com raiva. -  E eu acho que você deveria encontrar alguém também, quem sabe ela ao menos te faça parar de encher seu rabo de maconha. 

Ele apenas me olha sem dizer nada.

- Adeus “parceiro” – E dou as costas pra ele.

Enquanto volto pra casa, tento pensar em alguma forma explicar para Millie, mas não encontro nenhuma. Ela iria me matar. Sei que ela iria ver imagens circulando na internet mais cedo ou mais tarde. 

___________________x____________________

- VOCÊ CONTOU PRA ELE?

- Millie, por favor...

- Você faz ideia do que as pessoas tão falando no Instagram? Eu to virando motivo de piada por sua causa. – ela fala com desespero.

- Me deixa explicar... – eu tento acalmá-la.

- EU NÃO QUERO QUE ME EXPLIQUE, CARALHO, OLHA O QUE VOCÊ FEZ. – ela explodiu, levantando-se da cama e passando a mão nos cabelos -  Era isso que você queria então? Me usar pra poder contar para os babacas dos seus amigos e depois tirarem sarro de mim!?

- O que? Claro que não... – Digo me aproximando dela. Mas ela me empurra e a vejo como me olhava com raiva, enquanto enxugava as lágrimas.

- Eu não ligo de ter contato sobre a gente, mas por que contou sobre a nossa intimidade? – Ela diz em um fio de voz - Minha família e meus amigos vão me questionar sobre isso, e o que eu vou dizer? – Ela cruza os braços

Eu baixo os olhos, sem saber o que dizer. Tento me aproximar novamente, mas ela se esquiva.

- Não encosta em mim.  Eu tô com nojo de você Finn... - ela diz soluçando. 

Observo ela pegar o celular e começa discar um número de contato.

“Oi Christin, você consegue uma passagem pra mim pra Atlanta, pra hoje se possível? Eu... já to de saída. Vou ficar te aguardando. Ok, obrigada.”

-  Millie, não precisa fazer isso... – minha voz estava engasgada em minha garganta. Me sinto sufocado pelo desespero em vê-la daquele jeito. 

- Eu vou pra minha casa. Eu mal consigo olhar pra sua cara agora.

Eu implorei para que ela não fosse embora. Era difícil eu ficar parado na sua frente sem poder fazer nada para consertar as coisas. Não importava o que eu fizesse, era um inútil, ela já estava decidida.

Quando ela desceu as escadas carregando suas coisas. Minha mãe perguntou pra ela por quê ela estava indo embora, ela deu uma desculpa, dizendo que algum familiar tinha sofrido um acidente e precisava urgente voltar para Atlanta.

Quando Christin chegou. Eu olhei pela janela vendo-a ir em direção ao carro, secando suas lágrimas com a blusa.

Depois de cinco dias maravilhosos que passamos juntos na minha casa. Sentia que agora estava perdendo Millie. Eu olho para ela entrando no carro sentindo minhas próprias lágrimas se formarem.  O desespero era a única coisa que eu tinha agora.

 

______  2 MESES DEPOIS _______

Os dias passaram como um borrão. Voltamos as filmagens da Season 4 depois de algumas semanas de intervalo. Olhava meu celular, mas ao ver que não tinha nada dela, ignorava o resto.

Desde Dezembro ela não falava comigo, a não ser quando estávamos gravando.

Quando pensava que havíamos construído algum tipo de progresso durante algumas cenas que tínhamos que filmar juntos, isso só mostrou que era apenas com a câmera ligada, pois quando o diretor gritava “corta”, o silêncio era a única coisa que nos restava.

Tentei falar com ela, puxar assunto um dia, mas ela simplesmente era seca ou comentava alguma coisa por educação. Tentei mandar mensagens de texto, fotos, qualquer coisa que a fizesse reagir, mas as resposta eram sempre superficiais ou simplesmente não chegavam.

Até que parei de ir atrás dela.

As pessoas do set que estavam no meio da gente haviam notado nosso distanciamento. David Harbour, em pessoa, foi até mim perguntar o que estava acontecendo, eu apenas inventei uma desculpa e sabia que ela tinha inventado outra.

Millie havia mudado, tinha perdido sua espontaneidade. E não foi um caso isolado. Ela se afastou emocionalmente de todas as outras pessoas. E saber que eu fui parte dessa culpa, era o que mais me doía.

A única exceção foi Sadie, quem parecia ter mais conexão antes de tudo acontecer. Sadie era uma pessoa que fazia bem para Millie, fazia ela rir, assim como Noah também. Millie confiava nos dois, mas ela conseguia ser ela mesma principalmente quando estava com Sadie.

E eu não conseguia conter o ciúmes disso.

Queria Millie de volta. Sentia falta dela. Sentia falta da pessoa que ela era. Sentia falta do brilho em seu olhar toda vez que ela olhava pra mim.

- Ela quase parece a mesma.  – Gaten sentava ao meu lado vendo Millie e Sadie interagirem. – Você sabe o que aconteceu com ela?

Sim. Fui eu que fiz isso, penso

- Não. – minto, tomando um gole de água.

- Todo mundo está comentando sobre a mudança dela, de uma hora pra outra. Os Duffers vieram me perguntar o que houve. Eu nem soube o que responder.

Apenas abaixo os olhos para a garrafa, pincelando o dedo no rótulo.

- Ela não fala comigo – Admito. Gaten virou os para mim, arregalados em surpresa. – Não como antes.

- Nem ao menos comigo...

- Sinto falta dela. – Admito novamente.

- Eu não entendo. Eu perguntei pra ela o que estava havendo, ela me deu uma explicação sem pé e nem cabeça. – diz Gaten.

- Sim, temos que aproveitá-la quando ela está assim... – Olhei para ela que ria as gargalhadas de algo que Sadie dizia ao seu lado. – Talvez ela volte ao que era antes.

Decido sair do set pra poder respirar novos ares. Fico por um tempo encostado na parede externa da produção, apenas observando o movimento.

Não demora muito até eu sentir alguém se aproximando de mim. Meu olhar se chocou com o dela por um momento e senti um choque familiar percorrer meu corpo, tive a impressão que ela sentiu a mesma coisa, pois desviou o olhar rapidamente.

Suspiro fundo, sentindo o magnetismo me puxar para perto dela, enquanto a observo com o olhar sério. Millie se aproxima e se encosta na parede do meu lado. Eu não sabia o que dizer, apenas encarei esperando que ela dissesse alguma coisa.

Ela se inclina perto do meu ouvido, fazendo eu sentir o cheiro de seus cabelos e diz em um sussurro.

- Vou te dizer uma coisa... – ela encosta o queixo no meu ombro.

- O que? – pergunto.

- Eu não te amo mais, sabia?

Eu me afasto encarando aqueles olhos castanhos claros não demonstrarem emoção alguma. Aquilo machucou. Era difícil evitar lembrar do que ela  havia dito meses atrás “Eu vou te amar com tudo que eu tenho”. Estava sentindo uma sensação ruim em meu estomago. 

- Passou dois meses sem falar direito comigo, só pra me dizer isso agora?

- Eu não giro em torno de você. Nunca foi assim. – Ela toma um gole de água.

- Não, antes você estava perto de mim porque gostava de estar perto de mim. Você era uma pessoa que gostava de se divertir não só comigo, mas com todo mundo. E você não é mais essa pessoa. Você se transformou em alguém na qual ninguém mais reconhece.

- Você disso tudo. Eu era. E não estou mais disponível para você.

Sua voz saiu mais alto do que esperando e olhamos para o lado, para ver se alguém tinha ouvido.

- Não esteja disponível para mim. Você pode não querer falar comigo. Você está no seu direito, mas não desconte isso nas outras pessoas. Todos estão falando que você ta diferente, que não é mais a mesma...

Olho para meus pés e fecho os olhos, sentindo ela se afastar mais uma vez e voltar para o set sem ao menos falar nada.


Notas Finais


Vocês vão me odiar, eu sei...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...