História You are My Universe( YMU) ( Yaoi) - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Burgerpants, Chara, Frisk, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Sansest, Universo Alternativo, Yaoi, Ymu, Ymw, Yuri
Visualizações 25
Palavras 532
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


:3

Capítulo 22 - Seja como é, não mude


Fanfic / Fanfiction You are My Universe( YMU) ( Yaoi) - Capítulo 22 - Seja como é, não mude

Paiter segou em casa, tentando não chamar a atenção dos pais. Falhando miseravelmente.

-Paiter? 

Spice o viu. Olhou surpreso para o rosto machucado do filho.

-quem fez isso com você?!! 

-ninguém, pai.

Respondeu sério, tentando ir para seu quarto.

Spice o puxou pelo pulso, o prendendo na parede.

-você é meu filho!! Vai, me explique!!

-p-pai.... está me a-assustando....

-singh.... Desculpe, Paiter. Eu só quero seu bem. Por favor, me responda. 

-e-eu.....

Paiter desviou o olhar,  

-vamos, eu só quero te ajudar.

-a-alguns a-alfas.... e-eles mexem comigo p-por que n-não s-sou u-um ômega normal....!

Começou a chorar. 

-p-por q-que e-eu não sigo os padrões....!  

-oque?!

-eles dizem que só irei ter um alfa, s-se for um ômega normal! E-E q-quando t-tentei, me b-bateram.... E-Eu s-só q-quero s-ser normal....!

-retire oque disse!! Você é um ômega maravilhoso! Entenda, Paiter... Ser um ômega normal não atraí alfas, ser um ômega gentil e alegre, sim! Seu papai estava longe de ser um ômega normal, ele era diferente, ele não era atirado, como todos, que ficavam se esfregando em qualquer que passava, não, ele era diferente. Ele era fofo, gentil, alegre, e tudo que ele queria e que eu ficasse bem! Seja como é, não mude! O Divide já te ama, ele te ama, do seu jeito. Se você é bruto, irritado, que não se rebaixa a alfas, continue assim! É esse seu jeitinho único, que te faz especial. 

-p-pai....

-seja um ômega diferente, um ômega que não leva desaforo para casa, seja você mesmo, Paiter.

Spice sorriu gentil, abraçando o filho, fazendo carinho em seu crânio. 

.....

A hibrida havia acabado de entrar em casa, cansada por causa do dia cheio da faculdade. Da porta de entrada, já conseguiu ouvir a voz da hibrida de esqueleto. 

-e foi nesse dia que eu a conheci. 

O tom de voz dela era de entusiasmo.

Ao chegar na sala, viu Arcane conversando com três crianças.  

-A-Arcane?

-Yaky!

Sorriu.

-você....

-eu adotei eles. 

A ômega deixou sua mochila cair, sorrindo e abraçando a alfa.

-qual o nome dos pequenos?

-o maior é Kwan, o outro, Chul, e a menor, Emma. 

Emma foi a primeira a falar.

-e-ela é a Yakena?

A ômega sorriu, assentindo animadamente, 

.....

Dread caminhava até a casa de Mower.

Sua face não tinha expressão alguma, parecia até um assassino implacável.

Carregava o violão antigo violão de Horror nas costas.

Alguns ômegas que passavam por si abaixavam a cabeça, temendo o pior. 

Ao chegar em frente a casa, tocou a campainha, nada. 

Tocou de novo, nada.

Mais uma vez, até que Mower abriu a porta.

O ômega tinha uma expressão de sono, estava dormindo.

-desculpe te acordar.

Dread sorriu envergonhado, dando um beijo na bochecha do ômega.

-baka.

-oque eu fiz?

-me deixou excitado na escola. 

Entrou em casa, com Dread atrás de si.

-mas você estava gostando.

-mas depois, Black ficou me enchendo por que eu estava com lubrificante no short, e meu cheiro um pouco mais forte que o normal.

-hehe....

Beijou o menor.

-eu gosto de te ver irritado, Mower~ Me deixa duro.

Levou a mão do ômega para seu membro, 

-i-idiota!

-ah vai, você gosta desse idiota!

-pior que amo esse idiota.


Notas Finais


ainda não gosto de meus desenhos. '-'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...