História You Are My Weakness (Hot Park Jimin) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 9
Palavras 1.375
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


aproveitem a leitura! ❣️

Capítulo 11 - Cansaço


Fanfic / Fanfiction You Are My Weakness (Hot Park Jimin) - Capítulo 11 - Cansaço

                

Alguns dias foram se passando, e a ficha ia caindo cada vez mais. Todos já sabiam da notícia, inclusive Jimin. 

Meu pai adorou a notícia de que teríamos um novo membro em nossa família, e queríamos que antecipassemos o casamento. Jack disse que estaria disposto, mas eu ainda não sabia se estava pronta pra começar uma nova vida. 

Eu tinha muitos problemas em minha cabeça, não sabia por onde começar resolvendo.

Todos me tratavam com muito carinho, sempre me levavam doces da cafeteria e ganhava presentinhos. 

Eu estava sentada em minha sala quando alguém bate na porta, dou permissão para que entre. Fico surpresa quando vejo o loiro adentrar minha sala, meu coração logo despara. 

- Jimin, que surpresa!

- Ah, olá Sofia. Eu preciso falar com você...

- Sou toda ouvidos. 

- Queria dizer que sinto muito por ter ficado todo esse tempo sem falar com você. Eu precisei ficar um tempo afastado de você, pra poder digerir tudo o que estava acontecendo. 

- Não precisa se desculpar. Algo muito grave deve ter acontecido não é? Se quiser me contar... — toco em sua mão dando um pequeno sorriso de lado.

Jackson rapidamente adentra minha sala parando na porta vendo Jimin em minha frente. 

- Preciso falar com você! 

- Tudo bem, nos falamos outra hora. — Jimin sai da sala.

- Jackson, oque foi isso? Por que entrou assim? — pergunto me levantando da cadeira.

- Ué, tem algo que quer esconder de mim? 

- Não, mas não pode entrar assim.

- E por que não? Você é minha namorada.

- Não sou só sua namorada. Diz o que quer.

- Por que esta brava? — ele caminha e se senta no sofá.

- Não estou brava. Vai dizer o que quer ou não? Tenho outras coisas pra fazer!

- Você não estava brava até eu chegar aqui.

- Já disse que não estou brava!

- Estava pegando na mão dele!

- Idai? Jimin e eu temos um carinho um pelo outro. Somos amigos.

- Não parece, o jeito que você olha para ele é diferente.

- Pare de falar bobagens Jackson. — dou de ombros

- Eu estou falando bobagens? Não se toca na mão de um homem desse jeito, ainda mais se ele for seu ex- namorado! 

- Você é muito machista! — me sento em minha cadeira bufando.

- Não sou machista, apenas cuido do que é meu. A última coisa que eu que é que um dia você volte para ele.

- E a última coisa que eu quero é esse seu ciúmes irritante. 

- Eu só quero cuidar de você e da nossa filha.

- Tudo bem, mas por favor, para de fazer todo esse show. E nem sabemos se é uma menina.

- Eu amar você é fazer show? — ele se levanta e vem até minha mesa.

- Jackson, por favor, outra vez não.

- Tudo bem, me desculpe. Só quero passar mais tempo ao seu lado.

- Eu sei, tem sido bem cansativo esses últimos dias. Eu preciso descansar um pouco. 

- Por que não vem até minha casa depois do almoço, hum? Podemos tirar a tarde de folga. 

- Não sei se meu pai permitiria.

- Claro que ele permite, você está grávida. — ele se aproxima me puxando para mais perto de seu corpo.

- Certo. Iremos. 

- Yes! Vou falar com o meu futuro sogro. — ele sai da sala sorrindo. 

Já faziam algumas semanas que eu estava numa luta interna dentro de mim. Eu estava tentando focar só no Jack e no bebê, mas minha cabeça não saía do Jimin. 

Em alguns momentos eu gostaria que fosse Jimin no lugar de Jackson. Ele estava se mostrando uma pessoa totalmente diferente de quem era antes. Sempre se irritava com as coisas, me tratava mal em algumas horas, outra parecia até que nem tínhamos nada. Ele as vezes se irritava com  quantidade de vezes que eu me sentia enjoada por causa da gravidez.

Em alguns dias eu iría no meu primeiro ultrassom para descobrir o sexo do bebê. Eu estava super empolgada para saber se é uma menina ou um menino, Jackson parecia normal. Ele disse que adoraria ir comigo e que depois que descobrissemos o sexo,  iríamos comprar as roupas.

Por conta da gravidez, eu me sentia enjoada a maior parte do tempo, então frequentemente eu ia no estacionamento para tomar um ar. 

Desço todos os andares até chegar no estacionamento, e cruzo com Jimin. 

- Oi... Não sabia que já estava indo embora. — ele diz desanimado.

- Não estou. Só vim tomar um ar. Tô me sentindo um pouco mal. 

- Certo. Precisa de algo? 

- Não, só me faça companhia. 

- Certo. 

- Okay... Oque você ia dizer no outro dia? Jack nos atrapalhou. 

- Eu só ia dizer que, estava triste por que eu... Vi você e o Jackson transando na sala dos funcionários, mas não vi por mal.. Eu só... SOFIA!!!!

Acordo com uma forte luz branca em meus olhos. Eu não conseguia abrir os olhos. Então tentei me levantar. Mas alguém segura meus ombros.

- Ei, tem que ficar deitada. — a voz semelhante diz.

Levemente abro meus olhos, e me dei conta de que eu estava numa sala de hospital. 

- Oque eu tô fazendo aqui?  

- Você se lembra de alguma coisa? 

- Só lembro que estávamos conversando no estacionamento, depois não lembro de mais nada. 

- Você desmaiou no meio da conversa, eu te trouxe para cá. Eu avisei seu pai, certamente ele avisou seu noivo também. — ele diz cabisbaixo.

- Obrigada por isso Jimin, deve ser todos esses enjôos, a pressão, o cansaço. Estar grávida é realmente cansativo. 

- Certo, está na hora do ultrassom ok? — a enfermeira entra na sala.

Apenas balanço a cabeça e ela logo pede para que eu levante a roupa para ela passar o gel. 

- Okay, os batimentos estão normais. Seu menino está de acordo com o tamanho com o tempo de gestação.

- Menino? Eu vou ter um menino? — eu encaro a enfermeira surpresa.

- Sim, Achei que já soubessem. 

- Não, não sabíamos. — sorrio encostando a cabeça na cama.

- Os papais já escolheram os nomes? — ela nos olha 

- Nós não... Ainda não. 

- Certo. Eu volto em alguns minutos para trocar o soro, tudo bem? 

- Certo. 

- Uau, um menino. Meus parabéns. — Jimin diz

- Obrigada, eu não esperava que fosse um menino. Tinha certeza de que era uma menina. 

- Bom, agora se há tiver escolhido o nome, terá que trocar. 

- Sim... Obrigada por ter me ajudado, não sei o que teria acontecido se eu estivesse sozinha. 

- Sem problemas, te ajudo o quanto for necessário. 

Sorrimos um para o outro.

- Amor, tá tudo bem? — Jackson rapidamente entra a sala vindo em minha direção.

- Tô sim. Foi só um desmaio besta. Já está tudo bem. 

- Fiquei tão preocupado, seu pai está lá embaixo assinando os papéis okay? Está tudo bem com a nossa bebê também?

- É um menino Jack — digo sorrindo para ele.

- Um menino? Sério? 

- Sim. A enfermeira acabou de sair daqui. 

- Não acredito, vou ser o melhor amigo dele. — ele beija minha barriga. Olho para o lado, e vejo Jimin nos encarando, ele abaixa o olhar quando vejo que estou o olhando.

- Bem, eu preciso ir. Você já está em boas mãos. — ele se levanta de onde estava sentado.

- Obrigada por tudo Jimin, vou retribuir quando puder. — sorrio para ele. Jackson e ele só fazem apenas uma referência rápida e Jimin se vai. 

- Oi linda. Está bem? — meu Appa entra.

- Olá appa, estou sim.

- Viemos o mais rápido que pudemos. Estávamos muito preocupados com você. 

- Foi só um susto, podem ficar tranquilos. 

- E que grande susto! — ele sorri tocando minha cabeça.

- É um menino. — Jackson diz tocando minha mão.

- Um garotinho? Que coisa mais linda. Já sabem como vão chamar? 

- Ainda não, tínhamos a certeza de que era uma menina. 

- Ele pode se chamar Taeyang. 

- Não é um nome feio. — meu pai diz. 

- Não mesmo, eu amei... — digo sorrindo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...