1. Spirit Fanfics >
  2. You are my..Doctor..-Oneshot >
  3. Olhar penetrante-Único

História You are my..Doctor..-Oneshot - Capítulo 1


Escrita por: Keiko_Fujoshi

Notas do Autor


"Seu olhar é frio e cheio de mistérios...porém me hipnotisa com facilidade,tanto que poderia me fazer esquecer meu próprio nome.."


Tenha uma boa leitura!✨

Capítulo 1 - Olhar penetrante-Único


Fanfic / Fanfiction You are my..Doctor..-Oneshot - Capítulo 1 - Olhar penetrante-Único

Eu me chamo Flug Slys,mas sou mais conhecido como Dr.Flug desde que comecei a trabalhar para o temido e mais assustador vilão da cidade,o Sr.Black Hat.

Ele sempre foi bem rígido,e muito agressivo pois este é o geito que os vilões agem perto das pessoas,sejam heróis ou não,ele não abre mão de ser gentil apenas um vez com ninguém,nem mesmo com seu irmão mais velho,que por um acaso é um super herói,e todos o chamam de White Hat.

O que faço pro jefecito?..bom eu trabalho como um cientista em sua grande mansão,trabalhamos com vários vilões lhe fazendo favores,e vendendo minhas melhores armas como por exemplo a arma antigravitacional.

Quando apertamos um certo botão as coisas à nossa volta começam a flutuar,assim como nós mesmo pois não teria gravidade a nossa volta,nos fazendo ficar mais leves do que o próprio vento. Acontece que o Sr.Black Hat foi testar a arma uma vez e bem..não foi como eu esperava.

-Dr.Flug me ponha no chão agora!-Black Hat diz se referindo a recente arma que não testei nenhuma vez antes de mostrar à ele.

-S..sim jefecito!-digo tremendo de medo tentando de qualquer maneira parar a arma antigravitacional.

-Peguei!!-Demência diz roubamdo o controle das minhas mãos.

-Demência!!!me devolve já!-peço "nadando" no ar tentando alcança-la,que estava agora presa na parede.

-Rrggg..grr~(Demência devolva o controle pro papai.)-5.0.5 diz tentando controlar a Demência.

-Naum~-Ela diz e mais uma vez tento correr atrás dela,mas a mesma desvia girando no ar contra a gravidade pro outro lado da sala.

"Jefecito vai me matar se eu não controla-la logo!!!"

Eu já estava louco de raiva e 5.0.5 tentava de todo modo chamar sua atenção mas ela apenas ignorava ou pulava de um lado pro outro.

-Já chega Demência!-Sr.BlackHat diz pegando o rabo do lagarto da Demência que em poucos segundos se virou pro Jefecito com os olhos apaixonados,jogando o controle pra longe.

-Opa!!-digo pulando no ar e finalmente pego o controle apertando o botão e então acabo caindo de bunda no chão junto com outros objetos da sala.

-ai..ai..-digo passando a mão no local dolorido.

Quando me virei pro jefecito,seu rosto era neutro,mas seu olhar era vazio,sombrio e aquilo me assustou pra caramba,tanto que comecei a gaguejar ao falar.

-s..sinto m.m..muito jefecito..Mas aqui está..-digo entregando o controle da arma pra ele.

-hum..-ele pega o controle e o analisa com a testa franzida.

-Dá próxima vez preste mais atenção Dr.Flug..se não coisas horríveis iram acontecer à você..-ele diz me jogando o controle.

Engoli seco.-C..claro Sr.BlackHat..-gaguejo.


É depois daquele dia ele começou a cuidar ainda mais os meus protótipos,e as vezes eu o demonstrava algumas das minhas invenções geniais!que as vezes dão certo quando Demência por milagre do destino não aparece..Ela deve estar por ai neste momento seguindo o Sr.BlackHat e babando por ele como sempre.

......

-hihihi...-eu estava observando o gostoso do BlackHat,enquanto ele telefonava com algum cliente.

Ai..O Sr.BlackHat é tãoooo lindo!não acredito que vivo no mesmo teto que ele..bom não necessariamente o mesmo pois eu tenho meu próprio ninho..mas mesmo assim é tão incrivelmente maravilhoso.

-hum..claro irei chama-lo..-BlackHat diz desligando seu telefone e suspira.

-Demência..-ele me chama e logo um sorriso amarelo aparece em meus lábios.

-Sim gost..aa...Sr.BlackHat!-digo perto de seu corpo.

-chame o Dr.Flug..ele tem um cliente.-ele diz e logo me ageito.

-se eu fizer isso você me dá um beijinho?-pergunto e ele me encara.

-nos seus sonhos..-ele diz e meus olhos brilham.

-aiiiii obrigada!!!já volto chefinho!-digo pulando pra fora da sua sala.

.......

Eu estava no laboratório quando infelizmente Demência aparece gritando em meu ouvido.

-Dr.Flug!

-aaahhh!!!!

Pow!

-ghrrrr.....DEMÊNCIA!!Esse era minha nova poção!oque você quer?!-pergunto ageitando minhas roupas sujas de pó explosivo.

-Sr.BlackHat ta te chamando!-ela diz sorrindo.

Gelei na hora..

-m..me c..chamando?

-sim cê tem um novo cliente!até loguinho preciso ir stalkear alguém hihi-ela diz e sai.

-aff..tomara que seje só isso mesmo..-falo indo pra fora do laboratório.



Assim que cheguei em sua porta,enguli seco e bati algumas vezes.

-Jefecito..?posso entrar?-pergunto e logo fui respondido.

-entre..-sua voz grossa ecoa em minha cabeça me dando calafrios.

Pedi licença e andei até a frente da sua mesa o vendo de mãos cruzadas.

-bom..você tem um cliente e ele quer falar com você em particular..não me interessa oque ele vai ou não dizer à você,apenas veja qual "ajuda"ele quer e me informe depois.-ele explica olhando seu computador onde havia sua lista de clientes.

-mas o Senhor não quer estar junto pra ouvir na hora?-pergunto e ele me olha.

-tenho outras coisas pra resolver apenas faça e não reclame!Agora..VAI!

-s..sim jefecito!-falo e saiu de sua sala rapidamente,respirando ofegante.

-ufa..vamos ver oque irei conseguir com este cliente novo..



Assim que cheguei na sala onde eu me encontraria com o cliente,não o encontro em lugar nenhum.

-olá!tem alguém aqui?-pergunto mas nada de respostas. Quando me viro dou de cara com WhiteHat?!

-eai Dr.Flug!que bom ver você!

-W..whiteHat?!como o jefecito..-ele me corta.

-ah?meu Irmão?tsz* ele não sabe que o cliente sou eu..mas na verdade não foi pra pedir ajuda que vim aqui..-ele diz e me olha.

-se veio pra falar com o Sr.BlackHat,é só ir na sala dele,será chutado daqui rapidinho.

-não achei que meu irmão,você tão descuidado ao ponto de deixar um rapaizinho como você trabalhar por aqui..-ele diz se aproximando.

-sou grandinho o suficiente pra me cuidar,não preciso do sermão de um herói..-falo cruzando os braços.

-se você é tão homem assim,tiraria este saco na sua cabeça..-ele diz se aproximando.

-claro que não!O fato de eu usar isto não quer dizer que me faz ser menos homem..e se veio aqui apenas pra me insultar então sugiro que saia!-digo educadamente e ele me olha desfazendo o sorriso debochado.

-porque não para de ser tão difícil e tira logo isso!-WhiteHat diz me prendendo no sofá atrás de nós.

-e..ei!!não me toque.

-pq?meu irmão já tocou o seu corpo assim?-sinto seu tentaculo subir minha barriga por de baixo da camisa me fazendo prender a respiração.

-e aqui ele já tocou?-ele diz pondo sua mão dentro da minha calça.

Aperto sua camisa ao sentir sua mão apertar lá embaixo.

-hm..j..jefecito..

-não adianta chama-lo..sabe porque?-ele se aproxima do meu ouvido.

-eu vim aqui não por conta das suas engenhocas..mas sim por este corpo tão delicado e pequeno como o seu..seria uma ótima mercadoria se etivesse a venda..-ele sussurra.

-m.me solta..Sr.BlackHat não ira deixa-lo sair impune!-digo apertando meus dentes.

-vamos ver oque ele fará quando ver seu rosto por de baixo deste pacote.-ele diz tirando a sacola da minha cabeça aos poucos.

-não..pare com isso!-o peço pois não queria revelar meu rosto marcado pelo minha infância perdida.

Ele ria baixo,mordiscando meu queixo.

Quando fecho meus olhos esperando o pior,sinto WhiteHat bruscamente tirar suas mãos de mim e me afasto assustado e ofegante.

-J..jefecito..?-pergunto baixo.

-ai está meu irmãozinho..como vai Black..?-ele pergunta como se estivesse tudo bem ele ser agarrado pelo golerio do terno branco.

-não toque no meu cientista White..se quer tanto alguém assim,então procure seu próprio cientista.-BlackHat diz e por algum motivo eu acabo corado fraco.

-eu não ia fazer nada com ele irmãozinho,só queria ver oque ele tem escondido embaixo daquele pacote de papel.-Sr.WhiteHat diz apontando pra mim.

Sinto os olhos frios do jefecito pousarem em mim,e seu lábio se contrai.

-Se não deseja mais nada,insisto que vá embora..-Sr.BlackHat diz o soltando e andando até mim.

-ta legal..você venceu irmãozinho..mas não se preocupa outro dia eu marco uma conversinha com vc..-WhiteHat diz se virando de costas ele vira seu rosto pra me ver e sorri,e então ele segue seu olhar pra frente novamente e então num piscar de olhos,apenas se encontrava eu e o jefecito na sala.

-que irritante..eu deveria prever que aquilo aconteceria..-BlackHat diz pondo sua mão em sua testa e logo ele se vira pra mim.

-mas estou curioso agora..-ele se agacha até alcançar meu rosto.

-porque usa essa coisa na tua cabeça?-ele pergunta mas não tenta avançar como WhiteHat fez antes.

-hm..n..nada demais Sr.BlackHat..garanto à você que não é algo que seje do seu interesse..-pareci ser rude depois que ele me ajudou mas não posso mostra oque realmente escondo.

-bom pelo menos me deixe ver até onde ele parou..-ele diz pondo seu dedo embaixo do pacote o levantando até meus lábios.

-hmm..vejo que tem marcas em volta da sua boca..cicatrizes talvez?-seu tentáculo toma o lugar da sua mão de apoio e desce até meu queixo o segurando.

Ele olhava minha boca e sinto seu dedo passar em meu lábio inferior fazendo meu peito errar uma batida.

-belos lábios..deu sorte dele não ter ido mais longe..-ele fala me fazendo corar.

Ele não sorri em nenhum momento desde que ficamos à sós..era como se ele quisesse me analisar por completo eu percebi seus olhos passearem por mim e me senti totalmente vermelho por ser encarado por tanto tempo.

-seu cabelo é naturalmente longo ou quis deixa-lo assim mesmo?-ele se refere ao meu cabelo castanho escuro que ia um pouco além do meu ombro,mas devido a sacola eu o amarro, acho que o nó soltou quando cai no sofá.

-a..ahn..eu quis deixa-lo assim..-digo e ele apenas arfa em meu rosto.

Ele solta minha sacola e se levanta.

-se ageite,tem muito trabalho para fazer doutor..-ele diz e sai da sala.

Fiquei paralisado pelo que aconteceu..por que me sinto tão nervoso?meus dedos tremem e meu peito bate rápido.

Suspiro tentando acalnar este sentimento e me levanto indo até meu quarto.

Tiro minha sacola e vejo meu rosto vermelho de vergonha e meu cabelo uma bagunça. Os amarrei em um rabo de cavalo e lavo meu rosto.Suspiro encarando meus olhos esverdeados e meu rosto marcado. Novamente ponho minha sacola e minhas luvas saindo do quarto indo fazer novas invenções.



Passaram-se alguns dias e jefecito tem andado mais ausente nesses últimos dias..sempre cortava rapidamente nossa conversa e quando era um cliente pedindo ajuda ou é a Demência me chamando ou o 5.0.5. Eu estou cansado de ser ignorado e afastado de tal modo pelo meu próprio chefe!e se eu não tiver o apoio ou pelo menos um pingo de sua opinião sobre meu trabalho,então não terei como ficar aqui.não vou suportar ser ignorado e jogado de lado por alguém tão frio e rude que infelizmente acabei me apaixonando.

Eu estava pronto pra confronta-lo,e se ele não me explicasse o porque de toda aquela palhaçada eu sairia desta mansão,de um geito ou de outro.

Bato algumas vezes na porta e escuta um "entre"..logo o fiz e paro na frente da sua mesa.

-Sr.BlackHat?-o chamo com minha voz nada forçada agora.

O mesmo se vira,pois estava na janela observando a cidade.

-precisa de alguma coisa Dr.Flug?-pergunta como se nada estivesse estranho.

-bom vim aqui pois quero que me explique uma coisa..-digo e ele me interrompi.

-olha se for sobre suas máquinas,sugiro que se vire como consegue doutor..-ele diz frio.

-não é sobre isso que vim conversar..-ele levanta uma de suas sombrancelhas.

-então é sobre oque?-ele se senta.

-você..

-sobre mim?

-sim..quero dizer que,oque está fazendo comigo,é ridiculo..me ignorar se afastar do seu cientista,aquele que por algum motivo ainda te ajuda neste lugar..é totalmente infantil!tem algo de errado que eu deva concerta?-ele se levanta já irritado e me prende na parede pegando em meu pescoço com sua mão forte.

-ghm..e..e..eu já me decidi..-digo o encarando.

-ou você me diz qual o problema,ou então eu saio da Villainous..e então vc terá que encontrar outro alguém pra por no meu lugar..Sr.BlackHat..-digo segurando seu  pulso.

-porque isso te importa..vc como diz é apenas meu cientista..não tem que dizer nada,ou perguntar nada..eu faço porque quero e pronto!-ele diz eu rio debochado começando a perder a cabeça já.

-para de rir idiota!-ele diz me largando no chão bruscamente.

-hahahahaha!!-eu ria alto..mas com o tempo fui começando a perder as forças e meus olhos começaram a se encherem de água como naquele dia..naquele maldito dia..


-chore mais meu filho!sabe?te ver assim me faz rir..então..TRATE DE ME MATAR DE TANTO RIR DA SUA CARA!!!




-meu pai era um maníaco..só se importava com meu irmão e com sigo mesmo..-digo não aguentando mais nada dentro de mim.

-essa sacola idiota..é pra esconder oque aquele filho da puta fez comigo..me machucar o divertia..e muitas vezes eu era ignoradoo e deixado de lado..como você está fazendo jefecito...-digo o olhando.

Sorrio fraco pondo minhas mãos no pacote à minha cabeça e então finalmente livro meu rosto daquele aperto podendo respirar.

-finalmente..é tão bom poder sair dessa sombra...-vejo o rosto do Sr.BlackHat surpreso e corado?

-hum..incrível neh?quem diria que por de baixo disso...tem isso...-aponto pro meu rosto.

-não precisa dizer isso de si mesmo Flug..-BlackHat diz se aproximando.

-porque vc se importa?agora pouco não estava me reprendendo?me ignorando..me afastando?Foi por causa do seu irmão?me diz por..hum!!-sou interrompido sentindo seus lábios colados aos meus em um curto selinho.

-sabe Dr.Flug..-ele segura meu rosto.

-eu não fiz oque fiz porque queria..eu sou um vilão e vilões não se apaixonam pelos seus ajudantes..-ele diz e fico vermelho.

-mas saiba que se sair da mansão..-ele chega perto do meu ouvido.

-eu iria atrás de voçê..pois você é meu Dr.Flug..-ele diz mordendo meu pescoço.

-hum..

-e..então porque não disse antes de eu perde a cabeça?-pergunto..

-fiquei curioso...se vc revida-se contra mim..significaria que estaria se importando com minha falta de atenção..-ele diz.

Isso me fez pensar que ele tem toda a razão..eu fiquei daquele jeito pois estou apaixonado por ele,e agora eu estou em choque por saber que meu sentimento é recíproco.

-e claro já estou assim a algum tempo..meu Irmão apenas fez eu cair na real e aceitasse que era por você que eu sentia aquele calor intenso..e se eu te visse não conseguiria me segurar e te agarraria com tudo contra a parede.-ele diz lambendo meu pescoço com sua grande lingua esverdeada.

-J..jefecito..

-agora que cê sabe a verdade..ainda quer sair da Villainous?-ele pergunta perto do meu rosto.

Não pude me segurar e ataco seus lábios com tudo,ele se assusta mais logo retribui me puxando junto a ele pra sentar em seu colo em sua cadeira.

Minha língua percorre seu lábio inferior em busca de mais contato que logo ele cedi. Sinto nossas línguas se enroscarem loucamente procurando pelo prazer..pelo gosto e pela luxúria dos nossos corpos finalmente colados.

Suas mãos me separam do meu jaleco e desamarram meu rabo de cavalo tampando metade do meu rosto.

Separamos por falta de ar e ageito meus cabelos respirando ofegante.

-sabe jefecito..eu esperei muito tempo pra parar agora..-digo e o beijo ferozmente,eu estava louco por ele..louco pelo prazer..louco pra senti-lo.

Ponho minha mão em sua cintura sentando sobre seu membro o fazendo arfa entre o beijo quente..ponho meus braços em seu pescoço e começo a mexer meu quadril em seu colo.

-D..doutor..Isso n..não se faz..-ele diz ofegante assim como eu.

Não digo nada apenas saio de seu colo e desco até seu membro abro sua calça e sem demorar abocanho seu membro já duro.

-Ahh..f..flug..-ele gemi ao sentir minha velocidade aumentando aos poucos.

Sem demorar muito subo novamente em seu colo e o beijo nessecitado. Suas mãos agarram meus cabelos enquanto as minhas tiravam minha calça o suficiente pra que eu pudesse sentar em seu membro.

-hm..Ahh~

Sinto sua glande entrar aos poucos enquanto o sentia morder meu pescoço forte.

-ah..poha..-ele exclama ao sentir seu membro inteiro em meu interior.

-espero que consiga aguentar..-ele diz e me beija movimentando minha cintura pra cima e pra baixo lento.

-ahhh...hum..B..blackHat..-exclamo em meio as quicadas que ele me ajudava a dar.

-você é meu Flug..apenas meu..-ele diz e me beija,seu beijo era cheio de desejo e coberto de luxuria..sua lingua era um pecado,eu adorava sentir ela se mexer contra a minha..ele estava no comando..eu apenas o guiava com meus gemidos baixos.

Minutos depois meu corpo se arrepia ao sentir meu ápice no limite,mesmo sem nem ter me tocado.

Encaro o rosto do jefecito e pelo visto ele também estava no limite..me surpreendo ao senti-lo pegar em meu membro o movimentando no ritmo das quicadas..eu estava perdendo o controle do prazer,já estava perdido..submisso e tudo que eu quero é muito mais que apenas sexo,eu quero ele..quero apenas ele.

-eu te amo..-Digo sem pensar,mas pra minha surpresa ele me beija calmo e me encara.

-eu também..-coro ao ouvir ele dizer aquilo.

O beijo apaixonado e gememos juntos ao chegar nos nossos ápices ao mesmo tempo.

-i..isso..foi..i..insano..-digo respirando ofegante.

-hum..nunca pensei que amaria transar com você.-ele diz e eu sorri sem fôlego.

-eu também..-digo e o beijo castro.


~No outro dia~

Eu estava passando pelo corredor com algumas máquinas nas mãos pois estava indo guarda-las. 

Vejo BlackHat caminhar em minha direção e num piscar de olhos sou puxado pra dentro de um cômodo fechado.

-s..senhor..?hum!-ele me beija sem dizer nada. Logo começando a espalhar mordidas e selares em meu pescoço e em meu tórax enquanto me despia das roupas de baixo.

-hum..J..jefecito..e..eu..

-shh..eu que mando aqui. -ele diz e me penetra sem aviso.

-ahm..e..eu estou ocupado c..com as máquinas.-digo segurando meu gemidos.

-esqueça..agora é hora da pausa..-ele diz e me encara.

Decido apenas deixar rolar. Agarro seu pescoço e o beijo me inclinando em sua direção.

-h..hum..-eu não consigo me segurar...sua pegada era bruta mas ao mesmo tempo era tão bom.

-Você é meu..doutor..

O ouço dizer aquilo como um sussurro e tudo que faço é encarar aqueles olhos frios que agora se tornaram os mais penetrantes que já vi.



-eu te amo BlackHat...

E mais uma vez um choque percorre meu corpo.




I think too much, I'm outta touch, it's true

Don't give a fuck, yeah actually I do

If I said too much, I know you're mine to lose

Don't give a fuck, yeah actually I do


I call my town

I call my closest

I call my lover too


  ♡

   ♡

    ♡


☆Fim☆


Notas Finais


Obrigada à todos que leram está Oneshot!muito obrigada mesmo..eu simplesmente senti vontade de escrever e bom saiu isto aqui..espero que tenham curtido! :3

Música no final-
Two Feet_Had Some Drinks💕
https://youtu.be/KWhDEvbTow0

Letra(português)-

Eu penso demais,eu sou distante,é verdade
Não dou a minima,sim,na verdade eu dou...
Se eu falei demais,eu sei que você é minha para perder.
Não dou a minima,sim,na verdade eu dou...

Eu ligo pra minha amante.
Eu ligo pra minha cidade.
Eu ligo pros mais íntimos.



°°°°°°°°°°°°^°°°°°°°°°°°°°°°
Se alguém tiver um ship em mente pra uma Oneshot é só comentar!

Espero ve-los em breve!Bye mores✨💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...