História You are our Queen... Deku - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens All For One, Dabi, Inko Midoriya, Izuku Midoriya (Deku), Katsuki Bakugou, Personagens Originais, Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Toga Himiko, Tomura Shigaraki
Tags Deku Vilão, Deku Villain, Deku!villain, Villain Deku, Villain!deku
Visualizações 41
Palavras 1.373
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente! como estão? espero que bem <3
hoje vou falar sobre o resultado da votação, e quem ganhou foi TODOBAKUDEKU!
essa foi a opinião da maior parte, então espero que respeitem, ainda não tenho certeza como vou fazer, porém vai aparecer prometo!
A imagem mostra os resultados que recebi.
Obrigada a todos que votaram e boa leitura gente <3

Capítulo 5 - Medidas de segurança


Fanfic / Fanfiction You are our Queen... Deku - Capítulo 5 - Medidas de segurança

-A situação é pior do que imaginamos.

    -O que foi que descobriu Toshinori?(pra quem não sabe é o nome verdadeiro do All Might, quis dar uma variada mas posso ter escrito errado, ou ter confundido feio o nome.)- Pergunta o diretor Nezu preocupado com o que All might estava prestes a falar, e já imaginava ser algo ruim pelo estado dos alunos.

    - Aquele vilão novo, acabou com eles, principalmente com a Uraraka-san, ela estava bem sequelada, e que houve mais tortura psicológica do que física nos dois. -Começou a falar. - Parecia que eles queriam saber algumas coisas da U.A, mas conseguiram não falar nada, mas acho que estão tramando alguma coisa para deixá-los sair, e deixar que encontrássemos eles, acredito que iremos precisar aumentar a segurança da escola. -terminou deixando claro que estavam falando de um vilão que poucos viram a cara, e que não fazem idéia se possui uma Quirk.

    -Concordo com ele, não sabemos o que pretendem, melhor nos prevenir para não colocar nossos alunos em perigo novamente. -fala um dos heróis que estavam na sala.

    Após muita discussão e conversa, chegaram a um consenso, decidiram que a partir daquela semana, os alunos só poderiam sair do campus da escola, com autorização de algum professor, e deveriam voltar para a mesma ás 20 hrs em ponto. Essa medida teve de ser tomada, não queriam manter os alunos “presos’ na escola, mas não podiam arriscar a vida deles novamente.

Poucas horas após a reunião…

    Bakugou esta passando pelos corredores indo em direção aos dormitórios,  havia acabado de tomar alguns dos vários remédios que tomava, não costumava falar muito sobre isso, e não queria que as pessoas de sua classe descobrissem sobre sua “Condição” de depressão, chegou ao corredor dos dormitórios, os alto falantes da escola ligaram, enchendo o local de som, de uma pessoa falando.

    -Atenção alunos! A partir de hoje, a saída do colégio só poderá ser feita com autorização de algum professor da U.A, a ida a cidade poderá ainda ser feita, porém será obrigatório que seja anotado, quando sair e entrar do colégio, tendo como horário máximo para a volta às 21:50 para todos os alunos. - diz a voz do alto falante que mostrava ser o Present mic o herói que costuma falar todos os avisos da escola.

    “Agora isso… Parece que foram obrigados a fazerem isso por causa dos ataques recentes do… De- dos vilões.” - pensa Bakugou entrando em seu quarto.

    Senta em sua cama, ainda estava confuso com muita coisa, sobre o ataque que houve no acampamento, e sobre o Midoriya, o que aconteceu com ele? Onde ele esteve? Por que ele sumiu? O que fizeram com o Izuku? Essas eram algumas das milhares de perguntas que rondavam sua cabeça desde aquele dia em que encontrou seu antigo amigo.

    -Por que Deku? Por que você fez isso? Você sempre quis ser um herói… - diz Bakugou com lágrimas caindo de seu rosto.

    Ficou um bom tempo chorando e se lamentando por tudo que havia feito ao Midoriya no passado, pois ele sabe que a razão pela qual ele se tornou um vilão, porque esse motivo era ele mesmo, Katsuki Bakugou, depois de um bom tempo chorando e tendo sua mente repletas de perguntas que não possuíam uma resposta, acabou adormecendo em sua cama.

Alguns dias depois, com o Deku…

    Midoriya estava em seu quarto, como quase sempre, escrevendo alguma coisa em um de seus cadernos, esperando pacientemente notícias sobre a U.A, precisava que eles tomassem uma certa medida para o que Izuku tinha em mente como plano, alguns da liga estavam realmente impacientes e querem que o mesmo planejasse algo menor para passarem o tempo, e claramente ela recusava, falando que isso iria estragar o plano principal.

    Alguém bate na porta dela, e Deku somente fala “entre” da maneira mais fria possível pois já sabia quem era, Shigaraki, dentre todos da liga, ele era a pessoa que ela menos gostava, pelo simples fato que na maior parte das vezes o mesmo fazia merda, Izuku tinha certeza de que Tomura tinha apenas uma célula no cérebro, pois a idiotice do mesmo era enorme, assim fazendo os dois não se darem bem.

-O que você quer, Shiggy-san? -diz querendo que ele saísse rápido de seu quarto (p.s: Izuku deu apelidos “fofos” para algumas pessoas, mas Tomura não gosta disso, é só um jeito de irritá-lo mesmo).

-Todos estão impacientes, por que não faz algo sobre? Você não fala nada a dias, e todos estão me perguntando quando vamos fazer o próximo ataque. -Ele diz de maneira rápida e impaciente, deixando óbvio que também queria saber o que a garota estava tramando.

-Era só isso? Bem… Temos que esperar pra saber o que será feito depois, afinal preciso saber o que os heróis vão fazer sobre… Então até lá, não vamos fazer nada. -termina Izuku querendo que Shigaraki saísse depois daquela explicação.

-Tsk… Você e seus segredos garota idiota. -diz Tomura que imediatamente depois de dizer se arrependeu amargamente.

Deku ficou louca, não gostava de ser comparada ao idiota do Shigaraki, e o mesmo sabia muito bem disso, Midoriya nem pensou duas vezes antes de atacá-lo, e chegou a machucar feio Tomura, a porta do quarto estava fechada, porém foi possível escutar o estrondo de Izuku derrubando o homem no chão. Ela primeiramente prendeu os braços de Tomura com suas mãos, porém utilizando uma de suas quirks, transformou seu braço direito em uma lâmina que apontou diretamente para a garganta de Shigaraki o ameaçando.

-O que foi que você disse Shiggy-chan? -perguntou Izuku no seu jeito psicótico.

-Não foi nada! Desculpa Midoriya!  -responde sabendo que se tentar se soltar sozinho, ela não iria hesitar em matá-lo ali naquele momento.

-Tsk! -Ela só faz esse som e o solta, voltando seu braço ao normal e soltando Tomura. 

Assim que soltou o mesmo, o computador de Deku fez um som, e fez Shigaraki sair de seu quarto quando viu o que era, uma atualização nas regras da U.A que proibia os alunos de saírem sem a autorização de algum professor exatamente como ela havia previsto.

-Está na hora de colocar o plano em prática, hihihi… -sorriu sabendo que iriam deixar tudo mais fácil para o que estava prestes a pôr em prática, um de seus maiores planos.

Com isso a garota começou a rir alto, deixando todos assustados no andar de baixo, que era o bar, e as pessoas que estavam perto de seu quarto, gelaram, pois sabiam que algo estava para acontecer quando Midoriya estava daquela maneira.

Depois de algum tempo, Izuku parou de rir histericamente, e se virou para seu computador lendo cuidadosamente a regra nova da U.A, para assim aperfeiçoar seu plano ao máximo, o deixando com as chances de serem derrotados quase nula. Anota algumas coisas em seu caderno e liga para uma pessoa, que era All For One.

-Pai? eu tenho boas notícias, tudo esta indo como planejado, hihihi… Os heróis caíram na minha isca, agora vou poder acabar com eles de uma vez! Não é ótimo?! -Ela diz animada, por estar tudo como queria, e conseguir trazer aquele que tanto queria para o seu lado.

-Que bom querida, você vai precisar de algumas coisas, deixarei uma presente para você em alguns dias. -responde AFO do outro lado da linha.

-Okay! Obrigada pai <3 -termina Deku desligando o telefone.

Depois dessa pequena conversa, Midoriya saiu de seu quarto, e se dirigiu diretamente para o andar de baixo, ainda não queria falar, pois iria animá-los para algo que ainda demoraria um pouco para ser posto em prática, mas precisava de Kurogiri para uma coisa que tinha em mente.

Descendo as escadas do bar, todos pararam de falar e o silêncio começou a reinar naquele lugar. Os únicos que não ficavam assim eram a Toga, o Dabi, o Kurogiri, e o Tomura, Toga e Dabi continuaram a conversar, sem se importar com a presença da garota por perto, e a mesma nem ligou, Izuku só chegou mais perto do balcão do bar e disse:

-Kuro-chan, preciso de você por um momento. Pode vir aqui?

-Claro Izu-chan. -ele responde saindo de trás do balcão e seguindo Midoriya.

-Então…

 


Notas Finais


5ª quirk do Midoriya: Bloodlust
Essa quirk aumenta bastante a força do usuário, porém faz com que o mesmo não consiga mais comer comida normal, e sim tenha um grande anseio por sangue e carne humana.
Fraquezas: Quando o usuário está muito faminto, ele vai perdendo a sanidade e fica insano, podendo atacar qualquer um que estiver ao seu alcance.
Mudanças no corpo: A pessoa fica com os dentes afiados, podendo cortar qualquer coisa que passe por eles, e quando está insano ou com uma emoção muito poderosa seus olhos ficam vermelhos.
Ultima quirk do midoriya!
Espero que tenham gostado <3 qualquer pergunta, fiquem a vontade de me perguntar <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...