1. Spirit Fanfics >
  2. You are the cause of my euphoria(Jungkook) >
  3. Spooky 6.10

História You are the cause of my euphoria(Jungkook) - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!❤

Capítulo 7 - Spooky 6.10


Fanfic / Fanfiction You are the cause of my euphoria(Jungkook) - Capítulo 7 - Spooky 6.10

"O grande segredo da vida é: não conte seus planos antes que dêem certo."


Assustador 

Min S/N 

 

O sol batia em meu rosto, anunciando que já havia amanhecido e que eu tinha esquecido de fechar as cortinas do quarto. Abri meus olhos tentando me acostumar com a claridade, me joguei novamente no acolchoado macio colocando meu rosto escondido no travesseiro, pedindo mentalmente para que a cortina fosse fechada, sem muita escolha me levantei e corri até a janela, fechando e voltando para a cama, me escondendo entre os lençóis novamente. 

O sono voltou a me dominar, minha cabeça latejava de dor e eu podia sentir ainda o cheiro de bebida em minhas vestes. Que nojo! Adormeci novamente em uma posição desarrumada, sem dar importância ao horário, porque hoje eu não iria conseguir levantar dessa cama por nada do mundo. 

O barulho de notificação assustou meu sono, com a força do ódio eu ergui minha mão até o criado mudo a procura do meu celular, este que já estava me irritando com as mensagens caindo uma atrás da outra. Desbloqueei o aparelho, cocei meus olhos e me sentei na cama com as costas encostadas na cabeceira, diminui o brilho que atrapalhava minha visão ainda sonolenta 

|Noah cara de cuzãoJ|06:33|

Pudim?

Cadê tu, mulher?

Tu não vem para a
 escola não?

Eu não acredito que vai me
deixar SOZINHO nesse inferno
de escola.

Serio? Não vai responder?

* emoji chorando *

 

Oie!  

Bom dia coisa linda
 do meu coração. 

Não vou poder ir na
 escola hoje. 

Minha cabeça vai explodir. 

|Noah cara de cuzãoJ|06:34|

Tudo certo.

Quando eu sair da escola
 vou na sua casa, beleza?

 Sim, agora eu vou
 voltar a dormir. 

|Noah cara de cuzãoJ|06:35|

Jimin quer saber se pode ir
 comigo, ele está preocupado.

Diga para ele vir. Tragam
 algo para mim comer, hihi. 

Amo vocês

Quando chegarem é só
 entrar, viu? Você tem
 a chave. 

|Noah cara de cuzãoJ|06:35|

Até depois, sua folgada.

 

Desliguei o meu celular e o coloquei de volta no criado mudo, voltando a fechar meus olhos ainda dominada pelo sono. 

 

[...]

 

Acordei novamente, sentando na cama e calçando minhas pantufas, olhei as horas no relógio e levantei para ir tomar um banho gelado. Tirei o meu vestido e peças íntimas, tirei o prendedor do cabelo e entrei no box, ligando o chuveiro. 

Fechei meus olhos sentindo a água gelada molhar minha pele, minha mente começou a ter flashes de ontem à noite. 

 

Senti o meu corpo ser carregado por alguém fazendo-me abrir meus olhos contragosto para ver quem era. Jeon tinha uma expressão séria em seu rosto e como ele era lindo daquela forma, com seu maxilar travado e os olhos semicerrados.  

— Jeon? — Ele olhou para mim, ainda sério. — Obrigada por me trazer até aqui. 

— Por nada! Mas não faça isso novamente, você podia ter caído nas mãos de algum homem pervertido se eu não tivesse chegado antes. — Escondi meu rosto em seu pescoço. — Manhosa! — Riu.  

— Mas vocês sempre dizem para eu me divertir um pouco, sair um pouco dos livros e curtir minha vida. — Cheirei seu pescoço, vendo ele se arrepiar. 

— Eu não digo isso, é a sua amiga Yumi que quer mudar você. Eu gosto desse seu jeitinho quieto, tímido e fofo, amor. — Sorrio ao ouvir aquele apelido sair tão doce de seus lábios. — Mas eu ainda estou chateado com você. — Sua voz agora saiu áspera. 

— Huh? Mas... por que? O que eu fiz? — Tirei meu rosto dali, vendo que ele parou de andar em direção a porta da minha casa, deu um aperto forte em minhas coxas. 

— Você beijou um desconhecido S/N. — E novamente sua expressão fechada voltou. 

— Nem era tão desconhecido assim, eu sei o nome dele — sorrio nervosa. 

— Mas você não o conhece direto. S/a, você deu seu primeiro beijo com ele! — Senti tristeza em sua voz. — Eu queria isso. — Voltou a andar. 

Eu nada falei e voltei a fechar meus olhos, ele tocou a campainha e meu irmão atendeu, perguntou se eu havia bebido e Jeon disse que sim, continuei fingir dormir. Jungkook pediu para me levar até meu quarto, subiu as escadas comigo ainda em seu colo, abrindo a porta e me colocando na cama. 

— Boa noite Jungkook. — Agarrei em seu pulso quando ele fez menção de se afastar. 

— Boa noite, anjo. — Beijou minha testa e minhas bochechas. — Até amanhã, tenha bons sonhos. — Saiu do quarto. 

 

Saio do box boquiaberta por ter lembrado das coisas de ontem. Jeon queria ter sido o primeiro garoto a me beijar de verdade? 

Voltei ao quarto e fui procurar algo confortável para vestir, coloquei uma blusa masculina preta, junto ao short jeans da mesma cor que quando olhava, parecia que eu não vestia nada por baixo por causa da camisa que era grande. Enxuguei meu cabelo com a toalha, pronta para sair do quarto quando a porta foi aberta. 

— Olá minha querida amiga linda. — Noah apareceu na porta do quarto sorridente. 

— Você me assustou. — Coloquei minha mão sobre o peito. — Eu poderia estar nua, sabia? — Yumi, Jimin e Jungkook apareceram também, entrando no quarto. — Que liberdade é essa? 

— Que mau humor. — Jimin reclamou. 

— Eu adoraria lhe ver sem nada. — Noah sorriu provocativo.

— Ficou doido? — Jungkook disse entredentes, olhando para o acastanhado com repreensão. 

— Aish, vamos lá para baixo eu preciso de um café. — Sai do quarto sem paciência, sendo seguida pelos outros. 

 

[...]

 

Entramos na lojinha de conveniência, todos conversavam enquanto eu ia ao lado de Jimin sem dar atenção a nada, meu humor estava péssimo hoje e sem disposição para nada. Eles tiveram a brilhante ideia de assistirmos filme lá em casa, mas não tinham muitas coisas porque nem eu nem Yoongi fizemos a reposição de comida ainda. Praticamente me obrigaram a tirar a bunda da cama para vir comprar lanche com eles aqui, a cara fachada não abandonou meu rosto desde a hora que sai de casa. 

Nos separamos para irmos em corredores diferentes, fui até onde os potes de sorvetes ficavam e peguei um de leite condensado, meu preferido. Fui para os corredores de salgado, dando de cara com Taehyung lá também, com seu rostinho inchado de sono. 

— O-Oi Tae — sorrio me aproximando dele. 

— Oi amorzinho. — A rouquidão em seu timbre fez meu corpo estremecer. — Está bem? — Virou-se para mim. 

— Sim, e você? — Me abaixei para pegar meus salgadinhos que estavam na parte debaixo. 

— Se eu estava bem, fiquei muito melhor agora. — Mordi os lábios apreensiva. — Você fez da minha festa a mais incrível de todas. — Se aproximou, pegando em minha cintura para perto do si. 

— Taetae, nós não podemos... — Abraçou-me calorosamente, sorrindo quadrado quando nos encaramos. 

— Senti saudades dos seus lábios. — Confessou. Se aproximou novamente agora para colar nossos lábios, porém uma voz apareceu e interrompeu nosso momento.  

—Cof cof! — A tosse forçada de Jungkook invadiu nossos ouvidos. — Desculpe atrapalhar. — Sorriu cínico ao Taehyung.  

— Não atrapalhou nada. — Ele soltou-se de mim. — Nos vemos por aí, gatinha. — Beijou minha bochecha e saiu.  

— O que foi? — perguntei ao ver ele cruzar suas braços, demonstrando irritação. Noah e Jimin apareceram no mesmo corredor, então ele se aproximou sussurrando  

— Continuamos com essa conversa depois, Min ____! — Se colocou ao lado de Yumi, ainda sério.  

— Ele é assustador. Como pode não enxergar isso? — Noah sussurrou medroso ao ver Jungkook tão sério, realmente, ele as vezes era assustador. 


Notas Finais


Jeon Jungkook assustador?! Não, não, ele é um coelhinho.🐰❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...