1. Spirit Fanfics >
  2. You are the only one - Sterek >
  3. We are toxic.

História You are the only one - Sterek - Capítulo 8


Escrita por: crwstal

Capítulo 8 - We are toxic.


Point of view Stiles Stilinski

Continuo a procurar pelos corredores da escola, ficando cada vez mais irritado. Quando eu preciso do Scott, ele resolve sumir do planeta! Procuro em todas as salas, agora um pouco vazias pela troca de horário, no lado de fora, no refeitório, no banheiro e nada. Começo a dar pulinhos irritados, atraindo olhares de alguns alunos. Que foi? Nunca viram um garoto que acabou de transar e dar o fora no assessor do padrasto e provavelmente está começando a sentir alguma coisa por ele?

Começo a andar em direção ao campo e vou até o vestiário, ouvindo o chuveiro ligado e uma boa quantidade de fumaça saindo de lá. Uma mochila, que reconheço ser de Scott, está em cima do banco. Então deixo a minha ao lado.

- Olha, eu 'tô muito confuso. - começo a falar enquanto vou até a parte dos chuveiros. - Então, você, como meu melhor amigo, precisa saber que... Aí, Deus! - viro meu corpo bruscamente, sentindo minhas bochechas queimarem. - Desculpa, eu achei que fosse o Scott...

- Tudo bem. - Theo dá uma risada, desligando a água e passando por mim, como se não estivesse sem nenhuma roupa, cobrindo esse corpo que é... Uau.

Olho pra cima, enquanto ele vai até seu armário e tira alguma coisa de lá.

- Não sou o Scott, - Theo volta a falar. - mas com o que está confuso?

Fico pensando em alguma desculpa. Não posso simplesmente contar sobre o Derek, não devia contar pra ninguém. Mas sei que se não falar nada, minha cabeça vai explodir. Então falo a primeira coisa que vem na minha cabeça.

- Chris me espancou.

Poderia ter falado qualquer coisa, mas foi a primeira coisa grave que consegui pensar. E obviamente me arrependo, estamos a uns vinte segundos em silêncio completo. Arrisco olhar para o Theo, que está com uma expressão surpresa, que em segundos se torna uma de pura raiva. Ele vem até a minha frente, tentando puxar minha blusa pra cima, apenas desvio de suas mãos.

- Eu 'tô bem.

- Bem?! Ele te espancou! - ele fala com urgência. - Você precisa denunciar.

- Não. Foram a algumas semanas, não tenho provas e...

- Que se dane as provas. - Theo esbraveja. - Chris não pode simplesmente te machucar e não ter nenhuma consequência.

- Eu já tive que convencer a Alli 'pra não dar queixa. Por favor, só não fala nada. - ficamos nos encarando por algum tempo. Até havia esquecido que ele estava sem nenhuma roupa na minha frente.

Ele parece hesitar, mas concorda com a cabeça, soltando um suspiro frustrado.

- Atrapalho?

Nos afastamos rapidamente, vendo Kira apoiada em um armário ao lado da porta. Theo volta ao seu, tirando alguma muda de roupa lá de dentro.

- Podemos conversar, Stiles? - ela pergunta, sem dar chance para eu responder e sai do vestiário.

Pego minha mochila e a sigo, precisando correr um pouco para alcança-la. Kira vai até o campo, sentando em uma das arquibancadas enquanto espera eu chegar até lá.

Me sento ao seu lado, esperando que comece a falar. Ela brinca com os próprios dedos em seu colo, falando baixo.

- Eu sei quem vazou as fotos... - consegui ouvir apenas pelo silêncio que está ao nosso redor, porque com certeza não ouviria se estivesse qualquer barulho perto.

- O que?

- Eu sei quem foi. - Kira me encara. - Aquela com a Lydia, foi a Erica Reyes, com a ajuda do Derek Hale, assessor do seu pai. - Derek fez aquilo... Ela parece perceber a minha expressão de choque, já que coloca a mão no meu ombro. - E aquela com o garoto... Foi...

- Foi?... - incetivo ela a continuar, ganhando um suspiro.

- Foi a Malia. Ela me pediu ajuda.

***

Jogo minha mochila com força no chão, ignorando alguns olhares que recebi. Ultimamente as pessoas estão amando fazer isso. Pego um par de luvas de boxe na prateleira, indo até um dos sacos de pancadas no meio da academia. Resolvi sair da escola, cheguei atrasado mesmo, não faria diferença um dia de faltas, e vim direto para a academia dos Hale, não é onde eu gostaria de estar mas a única academia boa da cidade. Começo a desferir socos, deixando toda minha raiva sair. Que Derek era um idiota eu sabia, mas a Malia... Ela sabia como Chris era, sabia que ele acharia isso um absurdo para a imagem da família. E mesmo assim, postou. Por estar com raiva sobre mim e o Derek. Desde que eu o conheci, minha vida apenas desmoronou. Então, por que eu me sinto assim? Não passei tanto tempo com ele para ter essa sensação...

- Oi. - Malia aparece ao meu lado, dando um sorriso.

Apenas ignoro, fazendo mais uma sequência de socos. Ela franze as sombrancelhas, precisando se afastar um pouco para não levar um chute na cintura.

- O que deu em você?

- O que deu em mim? - quase grito, arrancando as luvas das minhas mãos e jogo com força no chão, me aproximando dela. - O que deu é que você postou aquela foto, fui expulso de casa, espancado e só consegui voltar porque preciso namorar a filha dos Whittemore, como se estivéssemos em séculos atrás. - falo tudo rapidamente, vendo sua expressão de ansiedade e tristeza. - E seu primo também fez isso, com a foto da Lydia. Parece que a idiotice é de família. Mas o que ele fez, apenas afetou um pouco a minha vida, já você... Fez o que eu deveria decidir. Decidir a hora de contar para os meus pais.

Recolho minhas coisas, indo para a saída.

- Stiles. - Malia fala, correndo até mim. - Stiles! - ela grita, segurando meu pulso com força e virando meu corpo para ela. - Eu fiz isso porque eu estava nervosa! Não aguentaria perder você, ainda mais pelo meu primo ou pela Lydia. E-eu entrei em pânico... Sei que fiz coisa errada, tudo que seu pai fez foi por minha culpa, mas eu... Escuta! - ela volta a me segurar quando tento sair de novo, soltando um suspiro irritado e encarando seus olhos cheios de lágrimas. - Eu te amo. Eu te amo, porra. O que queria que eu fizesse?

- Foi você que terminou comigo. - dou uma risada sem humor, ignorando o olhar de várias pessoas sobre nós. - Eu 'tava confuso sobre o que eu estava sentindo, e você poderia ter me dado um tempo, 'pra talvez... Sei lá, perceber que eu queria ficar com você. E se isso não acontecesse, você deveria seguir em frente. Mas não fez isso. - ela abaixa a cabeça, passando uma das mãos pelo rosto. - Não quero mais te ver na minha frente.

A observo por mais alguns segundos antes de sair de lá, sem olhar para trás e passando por Peter Hale, que com certeza ouviu tudo. Agora não ligo, só preciso de algum jeito para me acalmar.


Point of view Allison Argent

Dou um tapa na minha própria mão, tentando parar de roer o resto de unhas que sobrou. Estou sentada na cama de Stiles, esperando que ele volte da escola. Faltam duas horas, mas não vou sair daqui até conseguir falar com ele. Dou um salto na cama quando a porta se abre bruscamente, meu irmão entra por ela, jogando sua mochila em cima da escrivaninha e fechando a porta, trancando logo em seguida. Sua expressão confusa não escondeu os traços de lágrimas em suas bochechas, então me aproximo, segurando na sua mão.

- Stiles, o que aconteceu?

- Eu... - ele para de falar, respirando com dificuldade. Sempre começou assim, depois disso sabia que começaria um ataque da pânico. Quando isso acontece, consolar sempre ajuda, então o puxo até a cama, fazendo ele deitar com a cabeça em minha barriga e abraçado na minha cintura enquanto chorava cada vez mais.

- Eu 'tô com você. Vai ficar tudo bem.

***

Entrego a xícara de chocolate quente que Jennifer havia preparado para o Stiles, vendo ele dar um meio sorriso enquanto apoia as costas na cabeceira da cama. Sento ao seu lado, colocando minha mão em cima da sua. Depois de ele me contar tudo e mais uma sessão de choro, resolvi contar. Quanto mais esperar, pior vai ser. Solto um suspiro, abrindo a boca várias vezes para falar antes de tomar coragem.

- Lembra quando os nossos pais impuseram a condição de você namorar com a Alex para poder voltar para casa? - Stiles assente, tomando um gole do chocolate. - Também não concordo, mas eu quase implorei para você aceitar... É porque... - solto outro suspiro, encarando seus olhos confusos. - Eles disseram que se não fizesse isso, iriam internar você em um hospital psiquiátrico.

- O que?! - Stiles arregala os olhos.

- Como você é menor de idade, podem fazer isso. Ainda existem alguma clínicas nojentas que tentar fazer uma cura gay, porque consideram uma doença. - seguro mais forte a sua mão, tentando passar algum conforto. - Me desculpa...

- Você não tem culpa, Alli. - Stiles sorri, acariciando minha bochecha. - Eu vou fazer dezoito em pouco tempo, podemos conseguir um dinheiro e sair daqui.

- Mas eu ainda vou ser menor de idade. - sussurro. - Então, você pode sair daqui.

- Alli, mesmo você sendo mais nova, vai acabar a escola comigo. Então, vamos fazer faculdade em algum lugar, juntos. Ter um apartamento para nós dois. O que acha?

- Acho uma ótima ideia. Eu escolho a decoração.

Stiles dá uma risada, concordado com a cabeça. Agarro seu pescoço em um abraço apertado, dando um sorriso.


Point of view Derek Hale

Termino de arrumar alguns documentos, entrando no escritório de Chris e deixando na mesa em que ele estava. Me preparo para sair novamente quando ele me chama, apontando para a poltrona em sua frente. Faço o que ele pediu, ajeitando minha gravata que acabei arrumando na pressa.

- Tem namorada, Derek? - ele larga alguns papéis, me encarando.

- Não, Sr. Argent. - respondo mesmo estranhando sua pergunta.

Chris dá um meio sorriso, mexendo alguma coisa em seu computador, virando o monitor para mim. Apenas engulo em seco, vendo o vídeo de uma câmera de segurança da escola. Espero alguns segundos até ver Stiles sair da sala dos arquivos, alguns minutos depois eu saio, indo em direção a saída.

Ele ajeita novamente o monitor, apoiando suas costas na cadeira de couro enquanto me encara.

- Não preciso nem perguntar o que estavam fazendo. Eu já desconfiava, precisei apenas pedir para o diretor ficar de olho no meu filho.

- Stiles não é o seu filho. Um pai não espanca o filho quase até a morte por descobrir que é bi. - respondo, ganhando um sorriso sínico em resposta.

- Posso deixar o Stiles em um hospital psiquiátrico, fazer terapias de choque. O que acha? - Chris arqueia as sombrancelhas, dando mais um sorriso ao perceber minha expressão alerta. - Vai terminar isso, de uma vez por todas.

- Ele já terminou comigo.

- Vai terminar de novo, e dessa vez de verdade. - ele entrega um cheque, me fazendo dar uma risada sem humor. - Pelo seu silêncio. E o término com o Stiles é para ele não parar em um ala psiquiátrica, se você se importa com ele, é o que vai fazer.


Point of view Stiles Stilinski

Depois de ficar a maior parte do dia conversando com a Allison sobre o que aconteceu com o Jackson, decidi contar sobre mim e o Derek... Era a melhor opção já que não sabia o que fazer. E a minutos atrás estava jogado na cama do Scott, pedindo a opinião dele e ouvindo sobre como ele teve que correr para casa durante a escola já que Mary estava passando mal.

Agora estou na porta da casa de Derek, tomando coragem pra tocar a campainha. Sabia que Malia não iria estar em casa, já que postou uma foto com Kira em alguma cafeteria minutos atrás. Não sei se Kira contou que falou para mim... Não importa.

Aperto o botão da campainha duas vezes, esperando alguns segundos até que a porta se abre. Derek parece surpreso ao me ver, ainda mais quase as dez horas da noite. Mas ele estava vestido, com sua calça jeans preta, jaqueta de couro e um tênis.

- Oi. - falo quase em um sussurro. - Podemos conversar?

Ele pensa por alguns segundos, dando espaço para que eu passe. Entro no apartamento, analisando duas malas ao lado da porta. Solto um suspiro, me virando para encará-lo, que estava com os braços cruzados, esperando que eu começasse.

- Então... Eu não sei o que está acontecendo entre nós. Nunca senti isso, e é realmente confuso. - Derek continua me encarando, sua expressão indecifrável me deixando cada vez mais nervoso. - Mas não me importo com o resto, com o Chris, se nosso relacionamento não está dando certo. Podemos começar de novo, ir devagar e ver no que dá. Porque eu realmente sinto alguma coisa por você.

Ele não fala nada. Após uns segundos, dá um suspiro cansado e passa a mão pelo rosto, parecendo controlar a respiração antes de falar.

- Acho que nos precipitamos em começar isso, não é certo e não vai dar. O que eu disse era apenas para não perder a aposta que fiz comigo. - Derek diz, me fazendo arregalar os olhos de leve.

- O que?

- Transar com você, mais de uma vez. Já fiz isso, então não tem porque continuar.

- Mas depois que transamos você disse que estava se apaixonando por mim. - me aproximo um pouco. - Que merda mudou agora?

- Eu estou saindo da cidade. Não vai dar certo. - ele aponta a porta, indicando que eu saia.

- Não, eu não vou ir antes que me dê uma explicação.

- Não devo satisfações a você. - Derek aumenta o tom de voz, me fazendo dar um pulo no lugar pelo susto. - Não percebe? Isso não vai dar certo! Somos tóxicos, e juntos é pior do que qualquer coisa! Estou saindo de Beacon Hills, não sei porque pensei que aqui seria um bom lugar. - ele vai até a porta, a abrindo e para ao lado. - Adeus, Stiles.

Ignoro a lágrima que escorre pela minha bochecha, saindo do apartamento sem olhar para ele.

Acho que já fez a escolha, não sei porque pensei em algum segundo que isso daria certo.

***

Seis meses depois

Faço uma dança da vitória, ignorando alguns dos funcionários da minha casa que riam. Jennifer até dançou comigo, comemorando o final de mais um ano. Allison entrou em uma faculdade de moda, e eu em uma de psicologia, acho que sempre precisei de ajuda e não sabia. Ajudar outras pessoas pode me ajuda também. Fez sentido?

Jogo minha mochila no chão do quarto, dando um suspiro feliz. Pego meu celular, vendo a foto que Scott acabara de mandar. Ele e Isaac estavam juntos, depois de meses, consegui traçar um plano perfeito para os dois se assumirem de uma vez, já que estava fazendo drama um com o outro. Isaac conseguiu denunciar o pai dele e agora está morando com uma família ótima no centro da cidade, Theo e eu viramos bons amigos, assim como Alex. Consegui usar a chantagem de Theo com Jackson, fazendo ele convencer os pais de que era desnecessário namorar a Alli, e eu a irmã dele.

Respondo meu melhor amigo rapidamente, indo até a galeria para poder colocar a foto na pasta que havia criado para meus amigos. Haviam fotos de Allison, eu e Scott, eu e Isaac, Theo, Alex, até Malia. Depois de um tempo, percebi que não tinha mais sentindo a odiar, de qualquer jeito eu já tenho dezoito, não me importo mais com Chris. Paro meu dedo em cima de uma foto que chamou atenção. Era Derek. A única foto que tinha dele. Havia tirado quando estava na casa dele, enquanto o mesmo digitava alguma coisa no computador. Não podia dizer que não sentia a falta dele, porque seria a maior mentira que contei em toda minha vida.

- Você amava ele? - Allison pergunta enquanto observa a foto que eu estava vendo, abraçando minha cintura e colocando o queixo no meu ombro.

- Não importa. - digo em um tom triste, dando um meio sorriso para a carranca de Derek.

- Por que?

- Porque não foi o suficiente para fazer ele ficar.

Minha irmã da um sorriso, beijando minha bochecha.

- Você está bem, estamos bem. Vamos para uma faculdade, você vai conhecer alguém e se apaixonar loucamente. - ela fala e solta um suspiro apaixonado no final, me fazendo rir e guardar o celular no bolso. - Como a história de Stelena, mas sem os vampiros e a troca de irmãos. - dou mais uma risada, virando de frente para ela. - Juntos?

Allison ergue o dedo mindinho. Reviro os olhos de maneira divertida, repetindo a ação dela.

- Juntos.


Notas Finais


FIMM
uma fic mais curta, já que não tive TANTA ideia e desenvolvimento pra ela mas espero que tenham gostado. Obrigada por apoiarem e comentarem, amo vcs :)

AIIIIII!!
vai sair o epílogo, então aquietem essa bunda.
Desculpem os erros (deve ter muitos porque não revisei o cap ainda) e até o epílogo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...