1. Spirit Fanfics >
  2. You belong to me - Segunda temporada >
  3. Não conseguirei parar

História You belong to me - Segunda temporada - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Hello Brasil 💖

Capítulo 18 - Não conseguirei parar


Fanfic / Fanfiction You belong to me - Segunda temporada - Capítulo 18 - Não conseguirei parar

Tudo parecia um sonho, ao meu lado estava o amor da minha vida deitado com as costas nuas sendo iluminada por um sol que começava a amanhecer. Passei a noite toda presenciando a visão de Harry dormindo pleno e calmamente, nem de longe ele parecia com aquele homem trajado de ternos caros que brincava de ser dono do mundo, ele estava tão relaxado que nem me dava vontade de acorda-lo para podermos aproveitar o dia.
Como de costume começo a dar suaves beijos nas costas de Harry, sendo mais ousado arrisco algumas cosquinhas e automaticamente surge uma risada fofa e contagiosa.
- Bom dia meu amor. - Harry vira para mim e me dá um selinho demorado. - Prefiro que me acorde com beijos do que cosquinhas.
- Sua risada é totalmente graciosa amor, vou investir nas cosquinhas.
Harry sobe em cima de mim e agora sou eu que estava sendo atacado por cosquinhas e eu já estava rindo como uma hiena engasgada.
- Amor para.
- É a hora da minha vingança, não vou parar tão cedo.
Eu já estava chorando de tanto rir e mesmo assim Harry não parava, então resolvi apelar.
- Goiaba!
- Goiaba?
Ele finalmente para pra poder entender o por que eu tinha dito goiaba.
- É a minha palavra de segurança, pelo menos funcionou.
- Espertiho você. Nossa amor, sua fruta favorita é goiaba? Que fruta merda.
- Amor! Goiaba é uma delícia.
- Sabe o que é uma delícia?
- Abacate?
- Claro que não. O que é uma delícia é o café da manhã que a gente tá perdendo.
- Pensei que você ia falar que eu era uma delícia.
- Você já sabe que tu é uma delícia, agora vamo lá comer antes que eu comece a comer você?
- Não seria uma má ideia meu amor. - Puxo os ombros dele para poder aproximar ele mais de mim.
- Eu criei um cara sedento por sexo meu Deus. Eu vou te levar pra igreja, hoje.
- Amém irmão!
Ele ri e sai de cima de mim, ele vai pro banheiro e liga o chuveiro, volta para a cama e me puxa fazendo com que eu sente na cama e sendo assim ele me pega no colo e com roupa e tudo entramos no box e ainda com as pernas em volta de sua cintura Harry nos coloca em baixo do chuveiro. A água caia sobre as roupas fazendo elas ficarem pesadas e então resolvo sair do colo de Harry para não incomodar ele com o meu peso mais o peso das roupas. Ele começa a tirar a minha camisa e minha calça, Harry tira a própria calça e então ficamos os dois apenas de cueca. Eu realmente não estava entendendo esse banho mas continuava ali no mesmo lugar apenas contemplando o corpo do deus grego que estava na minha frente e sendo contemplado por ele.
- Sabia que eu amo o seu corpo Matt? Adoro ver seus musculos sobre aquelas camisas sociais e aquele blazer preto.
- Pensei que não gostasse do blazer.
- Antes eu não gostava, me atrapalhava na hora de te fuder. - Eu estava de costas e Harry passa o sabonete no meu corpo aproveitando para fazer uma daquelas massagens que eu amava. - Minha parte preferida é a sua bunda, ela é tão linda amor, você não sabe como ela fica linda quando tá engolindo o meu pau baby.
As maçãs do meu rosto já estavam pegando fogo de vergonha e eu tinha total consentimento disso, Harry pega sua mão que estava meio fria e coloca ela em meu rosto fazendo com que eu tenha um mini choque térmico.
- Tão lindo e apertadinho, gostoso e guloso. - Harry da um tapa na banda direita da minha bunda e sinto a pequena ardência. - Não sei como eu aguento ficar um minuto se quer sem te fuder amor.
- Por que está fazendo isso? Me fode logo Harry.
- Eu não quero te fuder amor. - Ele beija o meu pescoço e lá deposita chupões pequenos e suaves. - Não quero te fuder agora senão eu não conseguirei parar, precisamos aproveitar o nosso dia.
- Amor, por favor.
- Mais tarde baby, mais tarde.
- Harry eu quero agora.
- Não amor, já tenho planos para hoje e eles não começam comigo te fudendo.
Eu precisava daquilo e precisava agora então para conseguir o que eu queria resolvi começar a instigar meu namorado, empinando a minha bunda em direção ao seu pau e me esfregando lentamente nele, sentindo a sua recente ereção na poupa da minha bunda.
- Matthew....
- Shhh amor, a gente tem muitos dias para fazer o que você quiser, só aproveita o momento.
Coloco a minha mão dentro da cueca de Harry pegando no seu pau que já se encontrava duro, ao fazer isso Harry solta o ar pelos dentes. Comecei a tirar a cueca dele e em nenhum momento eu parei de rebolar, agora já ajoelhado e de frente para Harry dou início a um boquete lento, chupando a glande e descendo a língua sobre toda a extensão do seu pau já me deliciando com o pré gozo que já estava em volta da cabecinha. Harry me incentiva a continuar apenas com um movimento do seu quadril fazendo com que eu recebesse o seu pênis durasso na minha boca.
Com as mãos nas sua coxas aumento os meus movimentos babando o pau de Harry por inteiro, passo de leve o dente por toda extensão de Harry e sinto que ele prende um gemido.
- Caralho Matthew, se você continuar assim nós não vamos sair desse quarto nunca mais.
- Era isso que eu queria.
Volto a chupar e masturbar ele ao mesmo tempo, mexendo em suas bolas e forçando o seu pau na minha garganta fazendo com que as vezes eu engasgasse.
- Chega Matthew, levanta agora.
Finalmente consegui o que eu queria, ao levantar Harry me beija intensamente.
- Você vai ter o que você quer baby.
Ele me empurra brutalmente na parede separa as minhas pernas e começa a descer a minha cueca.
- Empina essa bunda gostosa pra mim amor.
Eu empino e Harry cola o meu rosto na parede, levantando as minhas mãos e deixando elas em cima da minha cabeça para que em nenhum momento eu pudesse tentar parar ou tocar no seu corpo.
Harry desce e começa sua expedição na minha bunda, especificamente no meu ânus. Ele abria as bandas da minha bunda e passava aquela áspera língua por toda a minha entrada, circulando o orifício que já se encontrava sedento. Sem nem mesmo esperar, o asiático enfia a sua língua dentro do meu ânus e começa um delicioso beijo grego, eu gemia e pedia cada vez por mais e Harry atendia o meu pedido, ele para sobe e coloca três dedos na minha boca e sendo assim eu chupo eles já sabendo o que Harry iria fazer.
O primeiro dedo entra e começa a se mover dentro de mim, o segundo e o terceiro foram ao mesmo tempo, gemer era o meu único papel naquilo e confesso que eu fazia isso muito bem. Harry tira os dedos e coloca o seu pau na minha entrada enfiando lentamente cada centímetro, meu corpo se contraia apertando mais ainda o pau dele na minha entrada sedenta.
- Harry! - O nome dele sai como uma súplica por entre os meus lábios e Harry só com isso entende o meu pedido e assim começa a se mover incansavelmente dentro de mim me levando ao caminho de um ótimo orgasmo. Ele me masturbava e metia ao mesmo tempo, fazendo com que eu me aproximasse cada vez mais do tão esperado orgasmo, nossos corpos suavam e a cada atrito era um gemido de ambos que só nos deixava com mais tesão ainda.
- Amor vem comigo. - Harry estava quase gozando e eu não estava nem um pouco atrás e com aquele pedido eu quase me desmancho na mesma hora.
Mais 3 estocadas e juntos gozamos, nossos nomes se misturaram e fez a combinação perfeita. Aliás nós éramos a combinação perfeita. 


Notas Finais


Até a próxima babys 💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...