História You can be my angel ? - long fanfic Jungkook - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kris Wu, Lay, Lu Han, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekhyun, Bangtanboys, Chanyeol, Chen, Drama, Exo, Ficção, Hoseok, Jimin, Jungkook, Kai, Lay, Namjoon, Sehun, Seokjin, Sobrenatural, Suho, Taehyung, Xiumin, Yoongi
Visualizações 6
Palavras 1.287
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Magia, Mistério, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


A dor virou minha melhor amiga.
A angústia é a minha companhia.
E foi você quem trouxe elas para a minha vida.

Capítulo 5 - Meus demônios


Fanfic / Fanfiction You can be my angel ? - long fanfic Jungkook - Capítulo 5 - Meus demônios

Capítulo 4

10/02/18 

? Pov's

Eu sei. Não foi tão fácil assim como você imaginou. Consegui pará-lo no último segundo. Ele provavelmente mataria s/n, o calor do momento ... coisa idiota, não ?
É como a euforia de beber pela primeira vez, se apaioxonar pela primeira vez, são coisas que acontecem somente no calor do momento. Ela só me dá dor de cabeça, todos os dias, todas as horas, todos os minutos e todos os segundos do meu dia. Nem um mísero tempo consigo parar e dedicar para mim, queria ter a vida que ela tem ... amigos, escola, paixões, alegria, mas isso só se passa de um sonho para mim. Por que fizeste isso ? Pai, por que fez isso ? 

 Eu falei que durante uma certa parte da minha vida comecei a proteger a garota, hoje irei contar como as coisas simplesmente aconteceram, como todo o peso foi jogado indelicadamente em minhas costas.

6 anos atrás

ANGÚSTIA

substantivo feminino
1.
estreiteza, redução de espaço ou de tempo; carência, falta.
2.
estado de ansiedade, inquietude; sofrimento, tormento.

"a notícia aumentou-lhe a . em que vivia"

- Pai ? 

Papai havia me chamado para conversar no escritório, sei que será algo sério, pois ele privava todos de seu lugar de trabalho. Nunca havia entrado naquele cômodo, era escuro e quente, a única luz existente era a da lareira, as paredes com papéis caliginosos e com grandes medalhões transformavam a em uma imensa solidão impactada em uma sala. A mesa onde meu pai fica deixa-me tremendamente assustado, sua cadeira parecia um trono. Como se fosse ele quem comanda o lugar, uma áurea sombria percorre pelo espaço , o ar fica gelado e difícil de se respirar.

(My demons are begging me to open up my mouth
I need them, mechanically make the words come out)

Meus demônios estão me implorando para abrir minha boca
Eu preciso que eles façam as palavras saírem mecanicamente


- Filho, sente-se. -diz sério.
Me sento, porém continuo com medo, nunca vi tanta sisudez em sua fala. Ele sempre foi culto e agora, nem sei quem é o meu pai.
Ele continua sentado, vejo que o assunto seria muito mais severo do que eu pensava. Minha respiração está falha, estou tremendo, a um passo de desabar.

(They fight me, vigorous and angry, watch them pounce
Ignite me, licking up the flames they bring about)

Eles lutaram comigo, vigorosos e raivosos, assista-os atacar
Me acendendo, lambendo o fogo que eles trazem á tona

- O que está acontecendo ?
- a partir de hoje você terá que proteger uma humana. Seu nome é Byun S/n. 
- m-mas ... por quê?
- Você não entendeu ?
- Por que eu ? E-e-eu ... e a minha vida pai ? Os meus amigos ? Meus estudos ?
- Eles te escolheram e você irá aceitar, ponto final. - sua voz era suspeita, ele não estava dizendo a verdade. Isto é um fato.
- Eu ... preciso ...
- Você terá que assinar. Agora.

(I sold my soul to a three-piece
And he told me I was holy)

Eu vendi minha alma a um trio
Eles me disseram que eu era sagrada 

Ele tira o contrato de devoção da gaveta e deixa sobre a grande mesa, li de relance o havia lá "A proteção de Byun S/n está sendo devotada a ..." , seu olhar ríspido me deixava triste pois sei a gravidade disto. Meu coração bate forte a ponto de se ouvir a 100 Km, ele quer sair do peito. Um nó se prende em minha garganta, as palavras não saem, minhas cordas vocais começam a doer pelo esforço, meu peito doe igualmente, estou aflito, estou perdido. Minha vida está literalmente em minhas mãos, mas infelizmente elas estão sendo controladas como marionetes. 


(He's got me down on both knees
But it's the devil that's tryna)

Ele me tem de joelhos
Mas é o diabo que está tentando

- assine nesta página, não hesite ! Isto é uma honra. - como eu disse antes, ele está mentindo. 

A caneta de pena branca como leite e a tinta dourada estavam arrumadas a minha frente, vejo aquilo e lágrimas de apreensão querem cair sobre este mar de notícias , estou angustiado. Só tenho 16 anos, esperava encontrar meu primeiro amor, ir para mais festa, sair com mais frequência, estudar, mas agora, o que eu vou fazer ? Estou perdido em um mar de sentimentos que não sei descrever e nem os arrumar, pois estão totalmente embaralhados formando frases ilegíveis em minha mente. Não sei de nada, mas sinto muito, muitos sentimentos estão apertando o meu coração, tudo isso, tudo ! Eu queria, como eu queria, somente resolver este caça-palavras de sensações. Tentei achar primeiro a felicidade, mas achei a angustia, desespero e a tristeza.


(Hold me down, hold me down
Sneaking out the back door,
Make no sound)

Me segurar, me segurar
Saindo pela porta dos fundos
Fazendo silêncio


Peguei a pena, grandes memórias se passaram sobre meus olhos, o primeiro dia de aula, meus primeiros amigos, minha primeira briga, tudo se passou em milésimos de segundos fazendo-me lembrar sobre as coisas boas e ruins que vivi. Começo a escrever. Minha respiração é deprimorosa, meu coração não irá aguentar.

No último traço, meu braço foi levantado, uma dor se instala sobre ele, era terrívelmente torturante. O quarto ficou tenebroso e frio. Algo aperta o meu pulso, com uma força lancinante ele é cortado. Vozes invadem meus pensamentos, em um eco dizem.
"vos estis vos es certus quod haec praeter"
Você tem certeza disso ?

(Knock me out, knock me out
Saying that I want more, this is what I live for
Hold me down, hold me down
Throw me in the deep end, watch me drown)

Me nocautear, me nocautear
Dizendo que eu quero mais, que eu vivo para isso
Me segurar, me segurar
Me jogar no fundo do poço, me assistir afundar


Os cortes são mais profundos a cada palavras eles se aprofundam mais, começo a tremer significantemente, a dor é cruel. Meus gritos são abafados pelas vozes, não posso falar.
- P-PAI EU CONFIEI EM VOCÊ AAAAAAAAA - sinto que o corte se aprofunda cada vez mais.
gotas jorram sobre o papiro, a reluzência da lareira o deixa mais brilhante, o levantando sobre nossas cabeças e assim desaparecendo. Minha assintura e meu sangue, meu suor e minhas lágrimas. Vozes invadem minha cabeça novamente.
welcome ad comprehensionem- -ne derelinquas nos-
(bem-vindo a prisão/não nos abandone), gritos, pedidos de socorro, sussurros, tudo. Me sinto um hospedeiro.
- SAIAM, SAIAM DAQUI AGORA !!! PAI, ME AJUDE. - imploro caído no chão gelado. minha visão fica turva, lágrimas escorrem. Minha intuição estava certa. Fui enganado.
- Agora a responsabilidade é sua. - diz ríspido saindo do cômodo, me deixando junto com os meus demônios.

(Selfish, taking what I want and call it mine
I'm helpless, clinging to a little bit of spine
They rush me, telling me I'm running out of time)

Egoísta, levando o que eu quero e chamando de meu
Estou desamparado, me agarrando na coluna
Eles me apressam, dizendo que meu tempo está acabando.

Nos dias atuais

Eu sei que ele está errado, o culpo por isso. Mas, até chegar em meu último suspiro, espero que peça desculpas por tudo que me fez passar. 

Pai, eu perdoo você, mas eu nunca esqueceria o que você fez e a dor que me fez sentir.


Tem dias que queremos esquecer,

Esquecer como estamos nessa situação.

Tem dias que queremos imagimar como seria se tivéssemos alguém para chamar de amigo. 

Tem dias que queremos ficar só, dias que queremos alguém nos reconfortando.

Mas quando não temos isso ?

 O que fazemos?


133 dias para ...

22 dias para o encontro. 



Notas Finais


Desculpa por demorar, esrou cheia de livros para ler.
por que os capítulos demoram tanto ?
Porque eles são inspirados em músicas. Eu sempre escreve depois de escutar uma X música que me inspirou para o capítulo. Eu peço que vocês me recomendem músicas sads e trevosinhas u.u
Não sejam leitores fantasmas >.<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...