História You can call me monster...(imagine- xiumin) EXO - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, G-Dragon, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Kai, Kim Seokjin (Jin), Kris Wu, Lay, Lisa, Lu Han, Min Yoongi (Suga), Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Visualizações 338
Palavras 1.901
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo único


Ela está me deixando louco
Por que meu coração está acelerado?
Você é linda, minha deusa
Mas está fechada

Eu vou bater, então, você irá me deixar entrar?
Irei te dar uma emoção escondida
Há curiosidade em seus olhos
Você já está apaixonada por mim
Não tenha medo
O amor é o caminho
Você pode me chamar de monstro



POV S/N

- É ele novamente, senhora!- dizia Jisoo,Meu braço direito nessa delegacia

-Prepare um ataque surpresa, dessa vez ele não me escapa!- eu disse já me levantando

-É pra já- Jisoo saiu da sala fechando a porta

Kim Min-seok,o assassino mais procurado de toda a Coréia do Sul. Tem me dado um trabalho gigantesco nesses últimos meses, já foram 4 assaltos, tentativas de homicídio entre outros. O problema é que tem uma gangue grande, espalhada em diferentes pontos da cidade, o que só complica as coisas...

Dessa vez, ele não me escapa!

Até esqueci de me apresentar, eu me chamo Park S/N,sou na realidade brasileira, mas moro e trabalho aqui na Coréia. Tenho 26 anos e trabalho na delegacia local da Coréia do Sul.

Bom, está na hora de agir! Sai daquela sala já encontrando os meus melhores homens a postos para poder agir. Fomos em torno de 15 viaturas.

Cercamos o local onde nos foi passada as informações sobre o roubo de hoje.

Sai do carro já com o meu revolver mãos.

-Yoongi, leve seus homens para o lado direito, e se certifique que nada passe pela sua área!- eu disse passando as coordenadas para o meu cadente

- Já estará feito!- ele disse já se encaminhando e fazendo o que foi mandado

-Jisoo, quero aquela área totalmente fechada, deixo em suas mãos a minha confiança!- eu disse e ela fez um sim com a cabeça

-Lisa, Jin, Jungkook, Zhang, Ji-yong, Jennie e Kim Jong-in vem comigo!- eu disse já me preparando para entrar

- Carreguem suas armas, sinto que teremos uma briga lá dentro!- disse Ji-yong, vulgo G-dragon, como é chamado por nós

Entramos fazendo o máximo de silêncio possível

-Não se escuta nada, doutora!- disse Lisa

-Vamos avançar! Jungkook, se informe sobre o que se passa do lado de fora!- eu lhe dei a ordem

- Como queira!- disse Jungkook

Andamos um pouco mais, até que ouvimos alguns passos mais a frente. Ficamos todos atentos, até ouvir um disparo. Um tiro pegou raspando no meu braço

-FOGO!- eu gritei, mas mesmo com dor não parei de atirar

No meio do tiroteio, vi um tipo de vulto passar por trás

-Você não vai me escapar desta vez, Kim Min-seok!-

-Onde está indo?- perguntou Jin

-Apenas me de cobertura!- eu disse e assim ele fez

Comecei a correr atrás dele, sabia que era ele! Dessa vez,não escaparia!

Até que quando vi, estava em uma espécie de corredor completamente escuro. Não via literalmente nada, meu braço, estava machucado e sangrando. Sentia dor, mas não desistiria fácil

-É muito forte, senhorita...- eu ouvi apenas uma voz, mas não consegui ver seu dono

- Min-seok.... Apareça! Deu desgraçado!- eu disse já com raiva

- Eu achei que continuaria a ser aquela garotinha fofa, meiga e frágil de sempre... S/N!- ele disse com uma voz cínica

-Seu.... merda!- meu braço estava realmente mal, como doía!

- Realmente não se lembra de mim, S/N?, achei que com todas aquelas provas de amor que tinha me feito, jamais me esqueceria!

- Do você está falando, seu psicopata?!- eu disse ainda procurando por ele

-Esperava mais de você, garotinha....

Garotinha? A única pessoa que me chamava de garotinha era o....

- XIUMIN?

Não pode ser, não é possível! Xiumin, era o meu namorado quando tinha apenas 15 anos de idade. Ele foi o meu primeiro amor, a pessoa da qual jurei amar pelo resto da minha vida, foi a ele que eu me entreguei....

-Quanto tempo não é mesmo, S/N?

Ele saiu das sombras, lindo como sempre. Estava mais alto, mais forte e com a expressão de um homem mais sério.

-Você mudou muito, S/N! Não é mais a tábua que era no começo do nosso relacionamento.... Está mais... gostosa!

-Você vem comigo agora!- eu disse avançando nele

Ele consegui segurar meus braços e jogou minha arma no chão. Dei um chute no mesmo o fazendo cair ajoelhado e dando uma joelhada na sua barriga

-Você vem comigo!- eu disse autoritária

-Acho que você ainda não entendeu.... QUEM MANDA AQUI, SOU EU,GAROTINHA...- ele disse e me empurrou contra a parede

Me deu dois tapas no rosto e um murro na barriga

- seu desgraçado!- eu disse cuspindo fogo de tanta raiva

- Você vem comigo, garotinha !- ele disse e logo senti uma pancada na cabeça

Senti uma pancada na cabeça e apaguei.

(Quebra de tempo)

Acordei em um lugar que não conhecia. Estava apenas com a minha lingerie Rosa e uma blusa que ia até metade das minhas coxas que não sabia a quem pertencia

Meu braço machucado havia sido enfaixado. Tinha um copo de água e um remédio para dor de cabeça do lado da cama onde eu estava deitada, peguei e tomei sem neim ao menos pensar

Depois de um tempo que eu me toquei

-Onde é que eu estou?- eu disse meio desesperada

Onde eu estou? Quem me trouxe para cá? Quem trocou a minha roupa? Cadê as minhas armas?

Por um breve momento olhei pela janela, e vi que estava no meio de um tipo de floresta. Olhei para fora da janela e senti a brisa bater no meu rosto, me trazendo uma certa calmaria por um tempo

Até que me virei, é vi um par de olhos me encarando. Xiumin, estava escorado na porta com as mãos no bolso me olhando. Estava lindo, com uma calça jeans rasgada nos joelhos e uma camiseta branca quase transparente, deixando seu abdômen definido mostrar as caras

- Onde eu estou, Xiumin?- eu perguntei

-Na minha mansão...- ele disse se aproximando lentamente

- Por que me trouxe para cá? Eu quero ir embora! Onde estão minhas roupas? Cadê as minhas armas? Por que raios estou apenas de lingerie e essa blusa que não sei ao menos quem me trocou? ME RESPONDE!- Eu disse já alterada

-Você tem atrapalhado muito os meus planos ultimamente, tendo você na minha vista as coisas ficam mais fáceis. Suas roupas eram couro, o que estava fazendo efeito nos meus "funcionários" e em mim também. Não iria deixar você armada não é mesmo? Eu te troquei, afinal, não seria a primeira vez, a diferença é que seu corpo mudou muito, apenas.

Não sabia como reagir, só sentia raiva, alegria e excitação ao mesmo tempo. Raiva por tudo o que acabei de ouvir, feliz por ter encontrado Xiumin outra vez senti muita a falta dele,por mais que tenha se tornado o psicopata que é hoje. Excitação por estar aqui totalmente submissa a um assassino mundialmente procurado.

- Ok...., quando eu vou embora?- eu perguntei

-Quando eu disser que você vai embora, garotinha!- ele disse já bem perto de mim

Ele já estava perigosamente perto de mim. Sentia seu hálito de menta bater no meu pescoço

-Senti sua falta, seu rosto, cabelos, cheiro...- ele disse dando um beijo no meu pescoço

-Xiu...min- eu dei um gemido arrastado

-Seus gemidos....- ele disse dando uma mordidinha no meu pescoço

- Eu também senti a sua, Xiumin!- eu disse

Ele então não esperou neim mais um segundo para fechar o espaço que tinha entre os nossos lábios, me dando um beijo cheio de desejo e saudade. Xiumin apertou a minha cintura e eu abracei a sua nuca, aprofundando o nosso beijo. Nossas línguas brigavam por espaço, uma luta extremamente deliciosa. A falta de ar se fez presente e nós nos separamos

-Seus beijos.... deliciosos...- ele disse me beijando novamente

Dessa vez, desceu a mão até o meu bumbum e apertou o mesmo. Levantou a minha cintura e eu entrelaçei minhas pernas na sua cintura. Ele me levou até a cama e me jogou na mesmo, já tirando sua camisa, deixando seu maravilhoso abs a mostra. Espalhou beijos e chupões por todo o meu pescoço.

Com a minha ajuda, tirou aquela minha camiseta e eu tirei sua calça. Eu estava apenas de calcinha e sutiã e ele só de cueca

-Deliciosa....- ele disse distribuindo beijos pelos meus ceios ainda cobertos pelo sutiã.

- Eu quero brincar também!- eu disse logo invertendo as nossas posições.

Deixei beijos molhados por todo o seu abdômen. Comecei a sentir o seu volume aumentar no meio das minhas pernas, me fazendo arfar

-Rebola pro seu Daddy, garotinha...- ele disse em um gemido arrastado

Comecei a rebolar em cima da sua ereção ouvindo ele gemer. Me sentia cada vez mais molhada, não aguentava mais

Ele inverteu as posições e amarrou a minhas mãos na cabeceira da cama com um tipo de corda. Se abaixou até deixa sua cabeça no meio das minhas penas

- Como você está molhada, garotinha!- ele disse massageando o local ainda por cima do tecido

-Aaaaaaa.... Xiumin!- eu disse manhosa

Ele arrastou minha calcinha para o lado penetrando dois dedos em mim, me fazendo gritar de prazer. Ele fazia movimentos lentos de vai e vem que eram torturante demais. Retirou os dedos dali junto com a minha calcinha.

Então, foi aí que senti o contato de sua língua quente com a minha intimidade molhada. Eu me contorcia de tanto prazer que estava sentindo

- Como ainda é tão apertada?- ele disse

Senti ele penetrando sua língua dentro de mim, o que me fez ir a loucura com tudo o que ele fazia, tinha esquecido de como ele é habilidoso com a língua

Ele chupava a minha intimidade, todo guloso. Até que eu não aguentei, e gozei.

-Extremamente doce....- disse Xiumin passando a língua nos lábios

-Daddy, me deixe tocar você.... por favor!- eu disse quase suplicando

- Não....

Ele disse tirando meu sutiã e jogando para qualquer lugar do quarto. Abocanhou meu ceio direitos em quanto apertava o esquerdo.

-Daddy.... Eu não aguento mais...- eu disse sôfrega

-O que você quer, garotinha?

- Eu quero você Daddy, quero você dentro de mim!- eu pedi

- Seu desejo é uma ordem!

Ele me penetrou de uma vez, me fazendo gritar de tanto prazer. Sentia seu membro grande e ereto entrar e pulsar dentro de mim

Xiumin não era cuidadoso, nunca foi. Me penetrava fundo e forte, em quando eu gritava feito uma louca do tamanho prazer que sentia

-Daddy, por favor, me deixe tocar você!- eu pedi uma última vez

Ele me desamarrou e eu levei minhas mãos até sua costas musculosas, cravando as unhas naquele local

- Eu acho que eu vou....- não consegui terminar de falar, gozei.

Depois de mais umas 15 estocadas Xiumin também gozou. Se deitando do meu lado, ofegante e todo suado

- Eu Senti sua falta, S/N!- ele disse me olhando

- Eu também senti a sua, Xiumin!- eu respondi me deitando sobre o seu peito

-Agora que te encontrei, não te deixarei fugir de mim nunca mais!- ele disse me apertando em seus braços

- Eu não vou mais embora, a partir de hoje eu sou sua novamente. Totalmente sua!

-Mas e o seu trabalho? Afinal, seu trabalho era justamente me prender!- ele disse e riu sem humor

-Esqueça, eu sou sua ouviu? Para sempre!

- Eu te amo, S/N!- ele disse dando um beijo na minha testa

- Eu também, Xiumin!



Fim.


Notas Finais


Espero do fundo do meu coração que tenham gostado.


Desculpem os erros 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...