História You Can Come Here? - OS Taemin - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias SHINee
Personagens Personagens Originais, Taemin Lee
Tags Oneshot Shinee, Oneshot Taemin, Shinee, Taemin, Taemin Shinee
Visualizações 202
Palavras 1.793
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon
Avisos: Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi príncipes e princesas do Spirit!
Já faz um tempo que eu estava com essa Oneshot escrita, eu até tinha esquecido de postar, mas como lembrei, aqui está! Espero que gostem, beeeeijo ❤

Capítulo 1 - You Can Come Here? - capítulo único


Fanfic / Fanfiction You Can Come Here? - OS Taemin - Capítulo 1 - You Can Come Here? - capítulo único

 Eu e Taemin empre fomos muito amigos, desde o ensino médio. E ele sempre teve aquele jeitinho gay. Nunca perguntei á ele se ele realmente era, mas tinha minhas dívidas.

Sempre gostei da amizade dele, e sempre que íamos sair, eu sempre me trocava na frente dele, mas era como se ele não me desse bola.

Estava saindo de casa, e meu telefone tocou. Atendi o mesmo, e a voz de Taemin soou um pouco cansada do outro lado da linha.

-Alô, S/n? Você pode vir aqui em casa? -Era manhã, e sempre que eu precisava dele, o mesmo estava sempre lá.

-Certo, Estou chegando. -falei e desliguei o telefone.

Resolvi ir diretamente para a casa de Taemin, já que não tinha o que fazer.

Com certeza ele deve ter tido uma noite daquelas, ele bebe, pega várias pessoas de vários gêneros, e no dia seguinte, não tem quem cozinhe para ele.

Ao chegar na casa, abri a porta, e vi o homem de 25 anos jogado no sofá. Olhei ao redor, e só via garrafas de bebidas, e vestígios de algo que me parecem drogas.

Me aproximei mais do "adulto" e o sentei no sofá ao seu lado, e comecei á acariciar seus cabelos claros.

Taemin estava realmente acabado, suas mãos foram até minhas pernas, e começaram á acariciar as mesmas.

O maior levanta rapidamente, e segura minha cintura. Meu coração estava produzindo fortes batidas pelo susto, seus cabelos estavam molhados de suor, alguns até pregavam em sua testa.

Me atrevo á dizer que aquela imagem foi a melhor já vista por mim em toda a minha vida.

Sua respiração ofegante, se misturava com a minha, pela falta de espaço entre nós.

-Me desculpa. -Antes de eu questionar sobre suas desculpas, Taemin sela seus labios nos meus.

A sensação era única, uma de suas mãos estava em minha cintura, já a outra estava em minha nuca, aprofundando o beijo.

Seu sabor era único, como aquilo que só provamos uma vez na vida, e o sabor é inesquecível.

Pus minhas mãos em seu pescoço, e prendi minhas pernas em sua cintura.

Paramos pela desnecessária falta de ar, e Taemin me olha.

-Me desculpa. -O maior fala e tenta levantar. Mas é impedido pelas minhas pernas.

-Você começou, agora termina. -pude ver um sorriso se formar nos lábios carnudos do maior.

-Se eu terminar, jamais se arrependa depois, você sabe como Lee Taemin gosta de agir. -Seus lábios se juntaram com os meus novamente, e o peso de seu corpo todo ficou sobre o meu.

Taemin foi descendo seus beijos até meu pescoço, e parou quando chegou em meus seios.

Seus dedos seguraram minha blusa e foram subindo a mesma lentamente, Até tirá-la por completo do meu corpo. Sentir sua pele na minha, era uma sensação única, Taemin estava me levando á loucura, sem nem chegar onde queríamos.

Taemin continuou descendo seus beijos por meu corpo, parando em meus seios novamente, Taemin abocanha um, e o outro fica em sua mão, eu estava realmente submissa á tudo que ele fizesse naquele momento.

E foi aí que Taemin desceu uma de suas mãos para adentrar minha calça, seus dedos foram diretamente para meu íntimo, me massageando lentamente.

Seus dedos trabalhavam lentamente em meu íntimo, e meus gemidos já estavam altos de mais, indicando alguém necessitando de mais do que só aquilo que ele estava á me proporcionar.

Taemin notou meu desespero e abriu os botões de sua calça, assim tirando a mesma de seu corpo, em seguida, fez a mesma com a minha.

Sua boca estava deixando uma trilha de beijos pela minha cintura, Até chegar em minha intimidade. Senti milhares de sensações unidas em uma só, quando Taemin passou sua língua quente em meu íntimo.

Era como se eu fosse ao céu e ao inferno ao mesmo tempo.

Sua boca ao contrário de seus dedos, era extremamente ágil, me deixando ofegante, e precisando de mais atenção ainda.

Meu ápice estava bem próximo, e Taemin pareceu não se importar muito com isso. Até que chego ao meu limite, É Taemin continuou com seu trabalho.

Estava tentando normalizar minha respiração quando o maior sobe novamente e beija minha testa.

-Se doer de mais, pode falar o que quiser, até mesmo gritar, mas eu não vou parar. -Seu sorriso foi a coisa mais linda que vi naquele momento.

Minha vista ficou embaçada durante alguns segundos, e senti aquela dor maldita me preencher, Taemin ia com estocadas lentas, deixando beijos por meu pescoço.

Com seus beijos, a dor ia sumindo, se transformando em um imenso prazer, algo único. Taemin ia acelerando seus movimentos, suas investidas mudaram para rápidas e fortes.

Pus minhas mãos em suas costas, e as arranhei. Seus gemidos próximos ao meu ouvido só aumentavam, e Taemin se aproveitava do efeito que causava em mim.

Suas investidas eram cada vez mais fortes, e mais fundas.

Seu corpo se chocando com o meu, era algo único. Os beijos deixados em meu pescoço, de todos os beijos que já senti na vida, Taemin como sempre, está de parabéns.

Após várias investidas fortes, enfim cheguei ao meu ápice, acompanhada de Taemin, que ao se desfazer em mim, deitou sua cabeça em meu peito.

-Faz carinho... Eu e Taemin empre fomos muito amigos, desde o ensino médio. E ele sempre teve aquele jeitinho gay. Nunca perguntei á ele se ele realmente era, mas tinha minhas dívidas.


Sempre gostei da amizade dele, e sempre que íamos sair, eu sempre me trocava na frente dele, mas era como se ele não me desse bola.

Estava saindo de casa, e meu telefone tocou. Atendi o mesmo, e a voz de Taemin soou um pouco cansada do outro lado da linha.

-Alô, S/n? Você pode vir aqui em casa? -Era manhã, e sempre que eu precisava dele, o mesmo estava sempre lá.

-Certo, Estou chegando. -falei e desliguei o telefone.

Resolvi ir diretamente para a casa de Taemin, já que não tinha o que fazer.

Com certeza ele deve ter tido uma noite daquelas, ele bebe, pega várias pessoas de vários gêneros, e no dia seguinte, não tem quem cozinhe para ele.

Ao chegar na casa, abri a porta, e vi o homem de 25 anos jogado no sofá. Olhei ao redor, e só via garrafas de bebidas, e vestígios de algo que me parecem drogas.

Me aproximei mais do "adulto" e o sentei no sofá ao seu lado, e comecei á acariciar seus cabelos claros.

Taemin estava realmente acabado, suas mãos foram até minhas pernas, e começaram á acariciar as mesmas.

O maior levanta rapidamente, e segura minha cintura. Meu coração estava produzindo fortes batidas pelo susto, seus cabelos estavam molhados de suor, alguns até pregavam em sua testa.

Me atrevo á dizer que aquela imagem foi a melhor já vista por mim em toda a minha vida.

Sua respiração ofegante, se misturava com a minha, pela falta de espaço entre nós.

-Me desculpa. -Antes de eu questionar sobre suas desculpas, Taemin sela seus labios nos meus.

A sensação era única, uma de suas mãos estava em minha cintura, já a outra estava em minha nuca, aprofundando o beijo.

Seu sabor era único, como aquilo que só provamos uma vez na vida, e o sabor é inesquecível.

Pus minhas mãos em seu pescoço, e prendi minhas pernas em sua cintura.

Paramos pela desnecessária falta de ar, e Taemin me olha.

-Me desculpa. -O maior fala e tenta levantar. Mas é impedido pelas minhas pernas.

-Você começou, agora termina. -pude ver um sorriso se formar nos lábios carnudos do maior.

-Se eu terminar, jamais se arrependa depois, você sabe como Lee Taemin gosta de agir. -Seus lábios se juntaram com os meus novamente, e o peso de seu corpo todo ficou sobre o meu.

Taemin foi descendo seus beijos até meu pescoço, e parou quando chegou em meus seios.

Seus dedos seguraram minha blusa e foram subindo a mesma lentamente, Até tirá-la por completo do meu corpo. Sentir sua pele na minha, era uma sensação única, Taemin estava me levando á loucura, sem nem chegar onde queríamos.

Taemin continuou descendo seus beijos por meu corpo, parando em meus seios novamente, Taemin abocanha um, e o outro fica em sua mão, eu estava realmente submissa á tudo que ele fizesse naquele momento.

E foi aí que Taemin desceu uma de suas mãos para adentrar minha calça, seus dedos foram diretamente para meu íntimo, me massageando lentamente.

Seus dedos trabalhavam lentamente em meu íntimo, e meus gemidos já estavam altos de mais, indicando alguém necessitando de mais do que só aquilo que ele estava á me proporcionar.

Taemin notou meu desespero e abriu os botões de sua calça, assim tirando a mesma de seu corpo, em seguida, fez a mesma com a minha.

Sua boca estava deixando uma trilha de beijos pela minha cintura, Até chegar em minha intimidade. Senti milhares de sensações unidas em uma só, quando Taemin passou sua língua quente em meu íntimo.

Era como se eu fosse ao céu e ao inferno ao mesmo tempo.

Sua boca ao contrário de seus dedos, era extremamente ágil, me deixando ofegante, e precisando de mais atenção ainda.

Meu ápice estava bem próximo, e Taemin pareceu não se importar muito com isso. Até que chego ao meu limite, É Taemin continuou com seu trabalho.

Estava tentando normalizar minha respiração quando o maior sobe novamente e beija minha testa.

-Se doer de mais, pode falar o que quiser, até mesmo gritar, mas eu não vou parar. -Seu sorriso foi a coisa mais linda que vi naquele momento.

Minha vista ficou embaçada durante alguns segundos, e senti aquela dor maldita me preencher, Taemin ia com estocadas lentas, deixando beijos por meu pescoço.

Com seus beijos, a dor ia sumindo, se transformando em um imenso prazer, algo único. Taemin ia acelerando seus movimentos, suas investidas mudaram para rápidas e fortes.

Pus minhas mãos em suas costas, e as arranhei. Seus gemidos próximos ao meu ouvido só aumentavam, e Taemin se aproveitava do efeito que causava em mim.

Suas investidas eram cada vez mais fortes, e mais fundas.

Seu corpo se chocando com o meu, era algo único. Os beijos deixados em meu pescoço, de todos os beijos que já senti na vida, Taemin como sempre, está de parabéns.

Após várias investidas fortes, enfim cheguei ao meu ápice, acompanhada de Taemin, que ao se desfazer em mim, deitou sua cabeça em meu peito.

-Faz carinho... -O maior pediu rouco como se fosse uma criança.

Sorri e comecei á acariciar seus cabelos, quem imaginaria que aquilo acabaria assim, Taemin era gay até ontem, hoje já não é mais.

-Você quer dormir aqui hoje? Eu preciso de cuidados. -O maior falou e sorriu.

-Claro. -retribui o sorriso e o maior me beijou.

 


Notas Finais


Booooom, Foi isso meus bombons, Eu amo vocês ❤ até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...