1. Spirit Fanfics >
  2. You can kiss the wife >
  3. Wife

História You can kiss the wife - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oieeee, gente! Então, essa é diferente, não darei muitos spoilers mas vocês vão entender por que lskslslsl
Minhas provas onlines acabaram e eu tô literalmente soltando fogos pêlos olhos lskslsls
Bem, eu vou parar de falar, eu sei, sou faladeira lskls.
Espero que gostem dessa one e desculpa por qualquer errinho :-)

Capítulo 1 - Wife


As vezes fico me perguntando o que me fez estar aqui, se tudo pelo que passei valeu a pena, e sempre quando olho o seu sorriso, eu penso: Valeu a pena.

Valeu a pena cada choro, cada risada, cada memória e cada momento. Lembra quando eu e você fomos no cinema assistir um filme de terror que quando terminou, você teve de ficar ao meu lado esperando o meu desespero acabar? Você ria, me chamando me medrosa.

Não sei se você naquela época sabia que os meus sentimentos por você iam além de uma amizade. Mas eu não faria diferente, tudo que passamos juntos foi para estarmos aqui, nesse momento.

Sei que perto dos outros eu sou diferente, fria, calculista, mas quando estou ao seu lado....eu me torno o meu melhor, só você tem esse efeito em mim.

Eu agradeço todos os dias por ter feito esgrima ao seu lado, por termos nos aproximando tanto. Você me apresentou um mundo novo, um mundo onde eu poderia ser eu mesma e ser aceita por todos os seus amigos.

Claro que nem tudo foi um mar de rosas, tivemos nossos maus momentos. E sempre quando brigávamos, parecia que o céu cairia. Marinette ficava até altas horas me escutando resmungar de você e ela nunca se queixou.

Ah, se naquela época eu soubesse.

Eu estava tão cega, empolgada com meus sentimentos que nem me importei com o que ela sentia. Eu falava que eu e você éramos feitos um para o outro e , por um momento, eu cheguei a achar que fossemos mesmo. Você era meu tudo, tudo de bom na minha vida era você, seu sorriso, seu jeito bobo e aqueles cabelos loiros que eu amava bagunçar.

Me lembro de quando saímos da aula de esgrima e fomos até uma festa com seus amigos, me diverti tanto naquela dia.

Mas agora, relembrando tudo que passamos, eu afirmo: não faria nada de diferente.

Eu estou presente num dos maiores momentos da sua vida, e fico feliz por ter tamanha honra.

Digo que estou feliz, mas, no fundo, eu me pergunto se eu tivesse feito diferente, eu não estaria em um lugar diferente que não ao seu lado.

Sei que nada mudará entre nós, pelo contrário, eu serei ainda seu ombro amigo, mesmo que agora não sejamos mais como antes, temos um novo título.

Parada aqui, dizendo essas palavras para mim mesma, sinto uma lágrima cair, traçando uma trilha molhada pela minha pele maquiada. Mas não me importo, eu amo você e sei que você me ama também.

Mas mesmo que esteja feliz por você, não sou eu a noiva que você beijará no final da cerimônia.

É uma honra ser madrinha do seu casamento. Meu melhor amigo com minha melhor amiga. Posso ver claramente a paixão nos olhos azuis dela e eu sei que você está chorando, você sempre foi um bebê chorão.

Marinette está linda, vestindo um vestido que cai perfeitamente em seu corpo. Você não poderia estar mais perfeito, mesmo que fique ajeitando a gravata a cada cinco minutos.

Vi que se emocionou quando ela disse os votos, e ela chorou quando você disse os seus. Perfeitos um para o outro e ainda mais unidos.

Me lembro quando me contaram que estavam noivos e peço desculpas por ter feito drama, eu só pensei em mim. Você merece ser feliz, mesmo que sua felicidade não seja ao meu lado.

Você beija a testa dela, sorrindo como um bobo e um suspiro sai dos lábios dela.

- Uma salve de palmas para o Sr. e Sra. Agreste.

Os convidados batem palmas, gritando. Vejo você ficar sem graça quando pedem por um beijo do casal, mas vejo que o faz.

Os padrinhos de Marinette, Alya e Nino, se aproximam e os abraçam, não consigo escutar o que falam, mas tenho a certeza de que é algo bom.

Chega a minha vez. Caminho até vocês, meio acanhada. Você sorri e me abraça com sempre abraçou, com um sentimento só seu que eu não sei explicar. Quando me solta, é a vez de Marinette.

Ela sussurra um “ eu te amo” e me abraça, num abraço apertado, ouço-a solucar, fungar, e me apertar contra seu peito.

- Obrigada, Kagami – ela diz, me soltando.

Sorrio.

 - Tudo pela minha melhor amiga, Sra. Agreste.


Notas Finais


AAAAAAAAAAA lakslsksl eu não sou muito fã de Adrigami, mas me deu essa ideia e eu resolvi escrevê-la lskslsl
Espero que tenham gostado. Comentários, sugestões, opiniões sempre bem vindooss.
Até a próxima e um beijão no coração de vocês, minhas joaninhas e gatinhos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...