História You can make a change - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Personagens Originais
Tags Dipcifica, Mawill
Visualizações 48
Palavras 1.445
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Termine logo sexta


Meu nome é Edward Gleeful, Ed para os intímos, eu possuo atualmente treze anos de idade, assim como minha irmã, que também havia descoberto sua verdadeira natureza demoniaca, aos exato oito anos de idade, claro que para sua sorte ela sabia controlar perfeitamente seus poderes, diferente do idiota aqui.

Ainda dependia das pilulas para me manter na linha, isso era um método que funcionava muito bem, até hoje nunca perdi o controle que nem na primeira vez que me descobri.

Agora precisava me arrumar para ir ao colégio, suspirei irritado com isso, eu não gostava muito do colégio, haviam muitos imbecis naquele lugar, e costumavam pegar muito no meu pé, só porque tiro notas boas, e uso óculos.

"Quatro olhos", "Nerd virjão", "Esquisito dos livros", somente um dos muitos apelidos que já ouvira em minha vida escolar, e claro, muitos desses apelidos haviam sido dado pelo meu próprio amigo, Bruce Corduroy.

Meus amigos tornavam a escola divertida, em determinados momentos, porém nada superava ficar de bobeira por ai nas férias de verão, já contava os segundos para esse dia.

Assim que já estava devidamente arrumado, peguei minha mochila e coloquei em minhas costas, desci as escadas até a cozinha onde encontrei meu pai preparando omeletes e panquecas, com seu costumeiro bom humor matinal.

Isso sim era invejável.

-Bom dia Edward -Disse o homem servindo as panquecas em um prato.

-Dia -Falei já negativo, pensando no dia que teria pela frente.

Ajeitei minhas lentes em meu rosto, para ver se isso me ajudava a despertar, claro que como de costume não fazia efeito algum, no máximo me recordava que o dia seria longo.

-Algo de errado meu filho? -Questionou Will Cipher, me olhando com cautela, procurando sinais de respostas evidentes em meu rosto.

-Só cansaço. A semana foi longa -Falei forçando uma risada, não queria que meu pai se preocupasse com essas bobagens, não é como se ele não passasse por coisa pior, é até egoismo de minha parte reclamar.

-Por sorte hoje é sexta! Tente se animar camarada -Disse sorrindo de forma amistosa.

Me sentei a mesa, ele tinha razão, hoje já era sexta feira, teria um belo sabado amanhã, poderia até ficar dormindo o dia inteirinho se desejasse, não é como se meus pais reclamassem, talvez Sally alguns anos atrás, porém atualmente a menina não fazia mais tanta questão ou insistência para que passasse o tempo com ela.

-Bom dia -Disse Sally.

Parei para olhar a garota, e percebi o quanto ela havia crescido nesse tempo, para dizer a verdade ela estava mais alta do que eu, mais magra, mais formada, havia seriedade em seu olhar.

Não parecia em nada com a garotinha meiga de antes.

-Bom dia princesa. Dormiu bem? -Perguntou Will servindo a nós dois, colocando dois pratos de panquecas a mesa, um na minha frente e outro ao meu lado, onde Sally iria se sentar.

-Muito. Meu sono foi excepcional -Respondeu se sentando.

Contive minha vontade de gargalhar, ela estava até falando de forma diferente, era notável que estava passando grande parte de seu tempo lendo algo da literatura antiga.

-Fico feliz em saber, bom comam ai -Disse o Cipher deixando a cozinha, possivelmente indo despertar a mãe.

Seu sono era pesado.

Começamos a comer, eu me apressava pois sabia que já devia estar quase atrasado para a aula, Sally por outro lado comia tranquilamente, ignorando o fato que iria se atrasar.

-Sally come rápido! Se não você vai ficar sem carona -Alertei devorando a panqueca, sentindo a calda escorrer em meu queixo.

-Se refere a carona na sua bicicleta velha caída aos pedaços? -Questionou irônica.

-É! Escolhe: a bicicleta velha ou andar -Respondi um tanto ofendido.

Ela pegou a xícara com café com leite e sorriu.

-Andar é óbvio! -Falou.

-Você quem sabe.

Terminei meu café e sai as pressas. Peguei minha bicicleta e me pus a pedalar em direção a escola, me perguntando se talvez devesse ter esperado Sally, ela anda tão sozinha ultimamente, as vezes parece até me evitar..

Não que eu a culpe por isso.

Eu já deixei de ficar muitas vezes com ela para poder ficar com meus amigos, claro que eu já tentei leva-la junto para alguns de nossos encontros.

Porém ela tinha muita aversão a eles.

E eles não eram diferente. Assim ficava difícil.

Cheguei na escola, dando uma olhada em meu relógio de pulso, para minha surpresa não estava atrasado, ainda faltavam cinco minutos para o sinal bater, pontual como sempre Ed.

-Ed! Você ta muito atrasado cara! -Gritou uma voz águda e por mim muito conhecida.

Essa era Claire, uma garota baixinha albina. Se eu era um Nerd, Claire era a rainha deles, pois a garota conseguia ser muito mais estressada e pontual do que eu, chegando aos extremos.

As vezes ela ficava tão nervosa, que lhe faltava o ar.

-Faltam cinco minutos Claire -Avisei ajeitando minha bicicleta no lugar de sempre.

-Continue assim e vai terminar como o Bruce -Disse tentando soar séria, mas o sorrisinho no canto de seus lábios dizia o contrário.

-Terminar como o boca de lata? Eu teria de descer muito o nível.. -Zombei.

Acabamos os dois gargalhando com minha alfinetada, mas claro que o próprio Bruce chegara a tempo de escutar, e como sempre não perderia a chance de implicar comigo.

-Teria que descer até a cama da sua irmã, pois é lá que eu tava até agora! -Disse o moreno, por pouco não caindo de seu skate.

Revirei meus olhos.

-Como se desce até uma cama gênio? -Questionou Claire, incomoda com a tamanha inteligência do rapaz.

-Sei lá porra, talvez de um beliche! -Respondeu tentando consertar sua frase.

Porém realmente não havia sentido algum, Bruce só queria me provocar, um costume seu, ele gostava de irritar a todos, até estranhos, mas se tratando de mim..

Ele parecia concentrar toda sua chatice.

-Vamos entrar. O Bruce ta precisando mesmo assistir a aula -Falei já me preparando para entrar.

-Aquela aula que eu como sua irmã? -Rebateu o moreno sorrindo malicioso.

-Argh! Vem logo -Disse Claire já agarrando o braço do garoto.

Nós frequentavamos classes diferentes, Claire e Johnny eram de uma série anterior já que eram mais novos, eu, Charlie, e o infeliz do Bruce frequentavamos outra.

E claro minha irmãzinha que ainda não tinha chegado.

Claire levou Bruce até nossa sala, igual a uma mãe severa, e o garoto resmungava sobre como a aula de ciências era chata, e que preferia estar jogando xadrez comigo do que assistindo essa "porra" como ele diz.

-Nos vemos depois. E tenham um bom dia -Falou deixando a sala.

-Você também -Disse me despedindo.

Senti o moreno colocar seu braço sobre meu pescoço, como se estivesse me usando de apoio para se manter em pé, então ele começou a fingir que estava roncando.

-Ed.. Eu tenho algo para te dizer.. -Disse baixo.

-Se for algo sobre minha irmã nem diga! -Avisei me prevenindo.

-Eu ia dizer que não fiz a tarefa de hoje e precisava de uma ajudinha, mas lamber o pescoço da sua irmã também serve.

Tratei de empurra-lo na hora, e fui me sentar em meu lugar, assim eu ganhava mais do que ficar discutindo com esse imbecil, para minha infelicidade nem Sally ou Charlie haviam chegado, então não havia a quem recorrer, só ao silêncio.

Coloquei meu caderno, meu livro e meu estojo sobre a mesa, tudo em seu devido lugar, faltava pouco para o professor chegar, então estaria tudo preparado.

Fechei meus olhos e respirei profundamente, o dia logo vai terminar..

-O quatro olhos! Não te ensinaram que é feio ignorar as pessoas -Disse Bruce revoltado, já na minha frente, me irritando outra vez.

-Sim. Por sorte você não se encaixa nessa categoria -Falei sorrindo maldoso.

-Eu sei que estou mais para um Deus fodão! Não precisa me lembrar toda hora.. -Sorriu o moreno, o que me irritou.

Suspirei e franzi a testa já impaciente.

-O que quer Bruce? -Questionei.

-As respostas da tarefa, duuh! -Respondeu cruzando os braços.

-Por que eu daria a você? 

Seu sorriso se expandiu ainda mais.

-Porque você me ama, oras -Falou se gabando.

-Dificelmente boca de lata -Disse friamente.

-Esse aparelho deixa meus dentes sexy. Você sabe disso -Sorriu exibindo os dentes e o aparelho que usava.

Antes que eu perdesse o controle, entreguei o caderno ao garoto irritante.

-Pega logo essa droga e some -Resmunguei.

Sem mais dizer alguma asneira ou besteira, o maior pegou o caderno e sumiu da minha frente.

Ele foi para seu lugar e se pos a copiar rapidamente minhas respostas, não tardou e o professor chegou, minha irmã chegou alguns minutos atrasada, mas o importante que chegou.

Acabe logo sexta feira, acabe logo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...