História You can see me? - clace - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jocelyn Fairchild, Magnus Bane, Personagens Originais, Raphael Santiago, Sebastian Verlac (Jonathan Christopher Morgenstern), Simon Lewis, Valentim Morgenstern
Visualizações 66
Palavras 2.030
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi oi gente

Espero que gostem de cap mais longos ❤😂

Capítulo 3 - Olhos dourados


Fanfic / Fanfiction You can see me? - clace - Capítulo 3 - Olhos dourados

Narrado Por clary fray

Após shoyu sumir novamente, sigo ate o número escrito no papel e consigo achar meu armário. Pego os materiais e vejo que minha primeira aula é de literatura. Sigo em direção ao corredor um pouco perdida mas acabo encontrando a sala certa.

Entro e vejo que a maioria dos alunos ainda não chegou. Vou em direção a professora. Uma moça muito bonita dos cabelos negros e um corpo bonito. Quando se vira para mim seus olhos escuros se arregalam me olhando como se eu fosse uma árvore de Natal falante.

- Oi, eu sou clary - falo um pouco hesitante.

- Eu sou a professora de literatura. - ela diz apertando minha mão com firmeza e sinto sua pele fria. - pode me chamar de maryse.

- É um prazer. - falo. 

- Você é a garota que acabou de se mudar, não é?- ela me olha com certo interesse.

- Caramba, as notícias correm rápido aqui. - falo sem querer.

- Cidade pequena - Ela sorri com gentileza. - então, esta gostando daqui ?

- Ah, sim. - falo. - Na verdade não tive muito tempo mas a cidade é adorável.

- Seja bem vinda. - diz ela sorrindo. - pode se sentar em qualquer lugar.

Assinto indo até o fundo da sala e me sento na parede onde tem uma janela grande. Fico olhando a grande floresta do lado de fora e um arrepio me percorre como se alguém estivesse me observando.

- Oi? - Escuto uma voz tranquila.

Me viro vendo um cara meio baixo com o cabelo cumprido, até o ombro. Ele me dá um sorriso amarelo e se senta na mesa ao meu lado fazendo dupla comigo.

- Oi. - falo devolvendo o sorriso.

- Eu sou meliorn, prazer. - ele estende a mão

- Eu sou clary. - aperto sua mão sentindo a pele aspera.

Dou um pulo quando escuto um barulho alto em minha mesa. Olho para o lado vendo o garoto loiro e vestido de preto com uma expressão irritada. Ele praticamente bateu os cadernos em cima da mesa e esta me olhando furioso.

- Esse é o meu lugar. - rosna.

- É? Não estou vendo seu nome. - retruco.

- Eu sempre sento aqui. - diz irritado 

- Chegamos primeiro- diz o garoto magro ao meu lado. O loiro se abaixa com uma carranca e olha nos olhos do garoto.

- Sai daqui - murmura entreosdentes. Vejo sua pupila se dilatar quando pronuncia as palavras.

- S-sim  - diz o garoto se levantando rápido.

- Jace ? - Olho para trás dele onde a professora esta parada. - Algum problema?

- Não. - diz ele irritado.

- Então se senta aí e faz companhia a nova aluna. Ela se chama clary. - ele olha para a mulher e depois se senta ao meu lado.

- Esse é o meu lugar- murmuro sem me olhar 

- Se pedisse com educação eu poderia sair mas parece que prefere ser grosseiro. - Respondo abrindo o caderno.

Sinto algo estranho então me viro o olhando. Ele me encara com os olhos faiscando. Vejo sua pupila se dilatar e seu olho fica em um dourado brilhante.

- Saia do meu lugar - diz ele com firmeza

- Eu..Eu.. - gaguejo encarando seus olhos então pisco me recuperando - Não vai rolar.

- O que?- ele olha confuso.

- Essa pose de Durão não vai funcionar. - falo - Acha que me encarar e fazer uma carinha de irritado vai fazer eu desistir?- dou uma risada. - Por favor.. Eu morei no Brooklyn cara.

- Atenção! - diz a professora. - Vou começar com a matéria que eu mais gosto. Quero que façam um trabalho em duplas esse fim de semana. O assunto vai ser seres místicos. Pesquisem sobre a origem e os tipos de seres. Quero que escolham um apenas e estudem a história completa deles.

Dou um sorriso animada. Amo ler livros com seres sobrenaturais. Anoto no meu caderno colocando um coração vermelho. Pego meu caderno de desenho e começo a desenhar um lobo aleatório. Quando percebo o loiro mal humorado esta me olhando curioso.

Fecho o caderno e começo a prestar a atenção na aula. Rabisco um colar qualquer sem dar muita a atenção em uma folha solta. Um vento forte bate em minha mesa, entrando pela janela. A Folha voa em direção a sala e me levanto para tentar fechar a janela.

Tenho puxar com força mas ela não fecha. Um garoto a minha frente se levanta a empurrando mas ele nem se move.

- Está emperrada - diz ele.

Antes que possa falar algo, o menino se afasta de uma vez e sinto algo tocar meu braço. Vejo uma mão grande e branca ao lado da minha e a empurra, fechando com facilidade. Olho surpresa para trás vendo Jace em pé atrás de mim recolhendo o braço após fechar a ja ela sem esforço.

- Como você fez isso ?- pergunto me sentando

- Técnica- diz  - Esse é o meu lugar. Eu conheço as manhas.

-Impressionante  - falo.

Olho para os lados procurando minha folha . Olho em baixo da mesa mas ela não está. Varro a sala com os olhos mas nada do desenho. Jace esta me olhando com um leve sorriso e suspeito que minha folha esteja com ele. Fico em silêncio voltando minha atenção a professora e me concentro.

Olho para a janela onde vejo um corvo. Ele esta olhando para mim. Ele é todo preto e esta bicando o vidro de leve. Olho confusa para o passaro. Espera! Esse corvo esta com um topete?

- Mas que porra é essa ?- sussurro em um tom quase inaudível e escuto uma risadinha. Olho para o lado  e vejo jace segurando um risada. Ele me escutou? Mas como ?

O sinal toca bem na hora e ele se levanta saindo. Enrolo um pouco e depois saiu. As outras aulas foram tranquilas. No almoço fiquei na biblioteca terminado meu último livro. Na hora de ir embora encontro sebs me esperando.

- Vamos?- pergunto

- Você pode ir sozinha ?- ele pergunta com um sorriso.

- Aonde vai ?- o olho

- Vou sair comer com uns amigos. - diz ele.

- Amigos? Já consegui amigos?- reviro os olhos.

- Um dia você consegue maninha. - bufo quando ele bate a mão em minha cabeça como se eu fosse uma criança.

- Está bem. - falo Empurrando sua mão. - Me dá a chave.

- Toma isso também. - ele me entrega um papel- mamãe, pediu pra fazer algumas compras mas você faz por mim certo ?

- 30 conto. - falo

- 30? Pra que quer isso ?- pergunta

- Eu preciso comprar a sequência do meu livro. - ele revira os olhos.

- Feito. - ele tira a carteira do bolso e me entrega. Depois a chave e o papel. - Te vejo no jantar. - ele da um beijo na minha testa e segue até um grupo de caras.

- idiota. - falo com um sorrindo. - o livro é vinte.. - me viro em direção ao carro quando vejo o loiro do outro lado me olhando como se estivesse segurando uma risada.

Sigo até o carro de sebs e entro jogando a mochila no banco de trás. Ligo saindo e vou em direção ao centro da cidade. Vou ate um mercado fazendo as compras e quando saiu ja esta escuro. Paro em uma biblioteca minúscula procurando a sequência mas não acho nenhum. As opções são muito ilimitadas.

Vasculho as opções quando algo cai no outro corredor. Dou um pulo batendo as costas nas prateleiras. Por sorte nada cai. Vou ate o outro correndo onde um livro esta caido no chão fechado. Me aproximo o pegando e quase congelo. É um livro sobre seres místicos. Passo a mão pela capa de couro e vou ate o velhinho na recepção. Esse livro pode ajudar no trabalho de literatura.

- Eu quero esse, por favor. - falo.

- É 10.. - murmura o homem tenso.

- Só?  - Murmuro. Pego o dinheiro o entregando.

- As pessoas geralmente devolvem ele. - Fala. - Não sei ao certo o motivo.

- Talvez não saibam apreciar um livro antigo. - falo pegando o troco e ele sorri tenso.

Saiu indo em direção ao carro. O livro tem um gato preto como capa e uns detalhes estranhos. Até parece o shoyu penso com um sorriso entrando no carro.

- Ahhhhhh!!! porra - Grito de susto ao ver o gato preto enrolado ao banco aí lado. - Como você estou aqui shoyu?!!

Bufo fechando a porta e coloco o livro no banco ao lado dele. Shoyu ronrona e depois abre os olhos. Olho ele quase tendo certeza que vê seus olhos brilhar ao ver o livro.

Ligo o carro e vou em direção a casa. Antes de chegar no meu bairro, preciso passar pelas estradas que só tem floresta dos dois lados. A gente saiu da cidade pra mora no meio do Mato. Isso é tão a cara dos meus pais. Sorrio olhando a estrada escura quando algo enorme sai da floresta e pula na frente do carro.

Arregalo os olhos vendo uma criatura peluda se encolher por causa dos faróis. É um lobo!! No meio da estrada. Ele é enorme com uma pelagem castanha e olhos negros brilhantes.  Afundo o pé no freio de uma vez  e bato a testa no volante. Shoyu da um miado estrangulado quando voa pra frente bantedo no porta luvas e caindo no tapete do passageiro.

Olho para a estranha um pouco tonta com o impacto na minha cabeça. A criatura sai correndo em direção a floresta e sinto alguém me olhar. Shoyu fica olhando pela janela com as garras de fora. Pisco algumas vezes voltando meus olhos ao foco. Meu coração dispara com o susto então acelero de uma vez em direção a casa.

♡♡♡

Após chegar, ajudo a guarda as compras.  tomo um banho quente e começo a folhear o livro. Termino de organizar meus livros em prateleiras e desço para jantar.

Termino de tirar minhas decorações e objetos das caixas e arrumo tudo. Quando percebo meu quarto esta com tudo no lugar, tirando as caixas jogadas. Vejo uma delas se mexer e dou uma risada vendo shoyu brincando dentro dela.

Tiro todas as outras e desço para jogar no lixo. Abro o da reciclagem e jogo. Olho ao redor a rua deserta e tenho uma sensação estranha de que estou sendo observada. Fecho meu casaco quando o vento bate em meus cabelos. Volto correndo para casa, trancando a porta.

Me deito confortável e começo a ver serie. Dou um suspiro vendo damon Salvatore dando aquele sorriso debochado que derrete meu coração. Aos poucos vou fechando os olhos e durmo.

Estou em uma floresta escura correndo de uma criatura gigante. É um lobo preto enorme. Ele corre atrás de mim com um rugido feroz. Quase caiu entre as raízes das árvores. Paro sem fôlego na escuridão e me encosto em uma árvore grande tentando recuperar a respiração normal.

Sinto um ar frio se instalar e o barulho de passos some. Olho assustada ao redor. Vejo um brilho se aproximar cada vez mais. Olhos dourados cintilantes me encaram na escuridão da floresta e um sorriso macabro se instala no rosto perfeito. Jace! O rosto perfeito a minha frente é Jace!! Ele corre pra cima de mim e abro a boca em uma grito agonizante.

- Não... - Me sento na cama com a voz rouca e a garganta seca.

Olho para o canto do quarto ainda desorientada e vejo uma figura em pé com olhos dourados me encarando. Agarro o coberto e ligo o abajur assustada mas não tem nada no quarto. Meu corpo esta quente e suado com o medo.

- Foi só um pesadelo.- murmuro para mim mesma - Você esta vendo coisa...

Pego o copo de água ao lado da minha cama e tomo em uma golada. Foi só um sonho ruim. Me deito novamente. Escuto shoyu entrar pela janela que deixei aberta. Ele se deita ao meu lado da cama e aos poucos volto a dormir. 


Notas Finais


O que acharam ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...