1. Spirit Fanfics >
  2. You? Fall For A Woman Like Me? - Kim Namjoon >
  3. 12. "When subject is it me?"

História You? Fall For A Woman Like Me? - Kim Namjoon - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Cap bem longo pra vocês!😉


Boa leitura!📖💞

Capítulo 13 - 12. "When subject is it me?"


Fanfic / Fanfiction You? Fall For A Woman Like Me? - Kim Namjoon - Capítulo 13 - 12. "When subject is it me?"

Eu ainda estava parada no meio daquela sala sem saber o que fazer ou o que dizer. Tudo estava confuso para mim. Por que caracas eu fui beber? Eu sóbria nunca faria o que acabei de fazer. Por um momento o efeito do álcool foi embora e eu ainda observava tudo meio confusa. O Namjoon e o tal garoto que pelo jeito era o sujeito com quem eu estava dançando, continuavam lá, na minha frente saindo no soco e ninguém tentava separar. Todos gritavam "Briga! Briga! Briga!" e eu não sabia o que fazer, minha visão ainda estava meio embaçada mas mesmo assim resolvi tomar coragem para ver se conseguia separar eles.

Comecei a empurrar todas as pessoas que derrepente surgiram e pararam na minha frente depois que a briga começou. Quanto mais eu me aproximava parecia que eles ficavam mais agressivos um com o outro. O tal garoto já tinha um corte na bochecha e outro na boca, ambos machucados estavam sangrando. Namjoon não estava muito diferente, o mesmo estava deitado no chão com a boca sangrando por conta dos socos que estava a levar na barriga e seu olho esquerdo estava a ficar com um hematoma vermelho em volta.

Eu fiquei mais desesperada que antes e estava chegando perto deles mas fui interrompida por alguém segurando meu braço direito. Olhei pra trás e quando consegui focar minha visão na pessoa consegui ver que era Jackson.

— Não vá até lá... Só vai ter problemas, eles se resolverão entre si. — fez um pequeno carinho em meu ombro enquanto olhava os dois. Puxei meu braço de sua mão e tentei me aproximar de novo, mas ele não deixou novamente.

— Me deixa ir Jackson! — gritei totalmente desesperada e assustada por tal brutalidade que havia entre os dois. Meus olhos começaram a se encher de lágrimas ao ver que Namjoon já estava quase à perder os sentidos naquele chão enquanto ainda levava socos.

— Não! Você ta maluca?! — exclamou dessa vez me segurando com as duas mãos. O garoto se levantou e começou uma sessão de chutei em Namjoon que já não tinha forças nem pra abrir os olhos ou se mover.

— NAMJOON!!! — gritei começando a chorar — ME SOLTA JACKSON! ME LARGAA!! — eu já estava soluçando muito e chorando desesperadamente. Jackson pareceu entender que o amigo não estava nada bem e finalmente me largou indo resolver a situação. Eu, sem enxergar mais nada, me ajoelhei no chão. Eu só conseguia ver as minhas lágrimas e tudo girar levemente.

Quando tentei olhar para Namjoon vi o mesmo ainda desacordado e Jackson tentando acorda-lo. O garoto que estava batendo nele estava em pé ao lado do corpo de Kim com um sorrisinho babaca no rosto. Seus punhos estavam com sangue e seu rosto também, mas também havia hematomas avermelhados nele.

Me levantei rápido e fui em direção ao tal cara. Eu estava cambaleando um pouco mas eu não tinha tempo para parar no meio do caminho por conta de uma tontura, eu tinha que falar umas palavras para aquele cara.

— Ei! — empurrei o mesmo fazendo ele me olhar surpreso — Acha engraçado bater em alguém desse jeito? Você acha engraçado acabar com a nossa alegria em uma noite que era pra ser divertida assim? — enfim consegui enxergar seu rosto e o sorriso idiota que surgiu nele novamente.

— Eu acho que sim... Mas lembre-se que foi você que rebolou gostoso nesse pau aqui — aponta para o local e eu fiz uma careta.

— Você é um nojento! — as lágrimas ainda continuavam à cair de meus olhos.

— E você é uma puta de uma gostosa — me olhou por inteiro e sem pensar direito lhe dei um tapa na cara. Eu me senti muito observada e quando vi todos da festa me olhavam assustados, até mesmo o Jackson e os outros garotos que estavam tentando acordar o Kim.

— Acho melhor você se acalmar amada! Vem, vamos nós já voltamos para você ver o Nam — Jackson me puxa e nós paramos perto da escada. — O que você estava pensando em fazer maluca? — exclama me olhando surpreso.

— Bater no cara que bateu no Namjoon e que me chamou de gostosa na maior cara de pau talvez?! — perguntei óbvia.

— Amada do céu! Mas não se faça de santa, pois eu tenho quase a plena certeza que antes de virarem amigos o Namjoon já te paquerou e te chamou de gostosa, acertei? — arregalei os olhos.

— Você é vidente?

— Não isso é só conhecer um amigo desde a infância mesmo. Mas voltando ao assunto, nunca mais se meta com o Felix ta bom?

— Felix?

— Sim o mesmo cara que o Namjoon não se dá muito bem, que você decidiu rebolar nele e que o Nam resolveu arrumar briga e agora está desacordado que nem um bêbado maconheiro de rua naquele chão sua tola! — exclama o mais óbvio possivel e eu estava surpresa. Agora tudo estava esclarecido! O garoto problemático que o Nam comentou era esse tal de Felix. Agora tudo fazia sentido na minha mente. Não iria ter uma outra coisa envolvida além disso para fazer Kim me separar do cara sem ter um motivo concreto.

— Então, aquele é o cara que ele comentou que tinha uma rivalidade...

— Exatamente amada. Mas você sabe o motivo? — neguei com a cabeça e Jackson soltou um sorriso pequeno — É uma coisa meio antiga. Eles não se dão bem desde a escola porque tinha o grêmio e tudo o mais e eles eram de grupos diferentes. E para variar, justo os grupos de ambos tinham que ser os mais disputados e mais votados, assim empatando. Isso logo foi resolvido com um desempate, mas a rivalidade dos dois só piorou com os passar dos anos. Todas as garotas que o Namjoon ficava o Felix conseguia conquista-las logo depois. Inclusive, acho que o maior motivo dessas brigas entre eles foi o que aconteceu em uma festa...

— Essa festa era sua por acaso? — arquei a sobrancelha direita e me olhou tipo:"É sério isso?"

— Lógico que era minha tua burrinha! Eu sou o mais festeiro já lhe disse quando nos apresentamos, enfim posso terminar a história? — concordei com a cabeça. — Continuando, em uma festa minha, quando tinhamos 15 à 16 anos, os dois tinham namoradas e o Namjoon acabou flagrando o Felix beijando sua namorada — fiquei boquiaberta. Agora ta explicado o porque dele nunca namorar! Bem que eu não tinha levado muito a sério a história do pornô. — O Nam ficou tão irado de raiva que resolveu transar com a namorada de Felix, era a primeira vez dele mas mesmo assim ele nem ligou pela tamanha raiva que havia no mesmo. É foi isso... fecha a boca meu bem vai entrar mosca. — diz subindo meu queixo de volta me fazendo fechar a boca automaticamente.

— Ok só uma pergunta. Se ele é o maior rival de seu melhor amigo por que ainda convida ele para as suas festas?

— E quem te disse que eu convido ele? Ele vem mesmo sem ter sido convidado aquele traste! — diz fazendo careta e quando vira o rosto arregala os olhos. — Meu Deus do céu e da terra vem _____! — começou a correr e eu fui atrás.

— Namjoon! — Jackson exclamou abraçando o amigo no chão. — Como você ta seu louco? Já te falei pra não arranjar briga na minhas festas! — Kim soltou um sorrisinho fraco.

— Desculpa, não consegui me conter...— sua voz soou bem fraca mas mesmo assim ele continuava a falar. — Eu literalmente odeio aquele garoto...

— Todos nós odiamos agora vamos que eu levo você e a _____ pra casa de vocês! — Jackson e os outros garotos ajudam Namjoon a levantar.

— Você ta bem Nam? — pergunto e ele me olha deixando um sorrisinho sem graça escapar.

— Estou eu só...meio que to com o corpo dolorido — faz uma pequena careta.

— Namjoon meu consagrado você não sabe! Essa daqui — aponta para mim — gritou e chorou igual à uma louca quando viu que você estava quase desmaiando no chão! — riu e Namjoon me olhou surpreso enquanto eu abaixei a cabeça envergonhada. — Ai gente, se casem logo! Shippo muito foda-se! — Jackson exclamou fazendo Kim rir envergonhado e eu ficar com mais vergonha ainda.



[...]


Eu e Namjoon descemos de seu carro começando a entrar em sua casa. Jackson nos trouxe no carro de Kim e o mesmo voltaria para a sua casa de táxi. Eu só vim para casa de Kim pois senti que eu teria que limpar seus machucados. Depois disso eu ligaria para Taeyang vir me buscar. 

— Boa noite pombinhos! — exclamou o Jackson na calçada esperando o táxi.

— Boa noite Jackson! — eu e Nam falamos juntos.

— Como você acha que vai ser a reação da sua mãe? — perguntei para ele quando paramos na frente da porta.

— Ela vai surtar e vai ficar toda preocupada perguntando o que aconteceu...— suspirou e logo abriu a porta para entrarmos. Assim que aparecemos na sala nos deparamos com os pais de Namjoon e a irmã dele todos no sofá assistindo à um filme na tv. Senhora Kim assim que olhou para Namjoon levantou rápido e veio correndo até ele.

— Meu filho o que aconteceu? Por que tantos machucados no rosto e nas mãos? Alguém te bateu? Você arrumou briga de novo? — perguntava toda aflita e preocupada com o Kim.

— Felix de novo mãe nada de diferente...— soltou uma pequena risada.

— Eu já te falei pra parar de arrumar briga com aquele muleque não disse?! — Senhor Kim perguntou sério.

— Disse pai mas...ele tava agarrando a ____ e eu não me contive, tive que separar ele dela.

— Mas por que? — seu pai pergunta o mesmo ficou sem palavras e não lhe deu uma resposta.

— Você sentiu ciúmes da _____? Foi isso? — arregalei os olhos envergonhada e Namjoon olhou rapidamente para Senhora Kim.

— An...não ué! Ela é só minha amiga não tem por que eu ter ciúmes dela...

— Só pra te lembrar que existe ciúmes entre amigos e você sempre teve ciúmes do Jackson quando ele te abandonava pra ficar com alguma menina ou quando ele fazia amizades novas. — a irmã de Kim se pronuncia no sofá enquanto come pipoca ainda concentrada na televisão.

— Fica quieta você ai! — exclamou Nam e sua irmã deu uma risada.

— Bom, _____ você pode dormir aqui se quiser! — fala Sra.Kim sorrindo.

— Não vai precisar Senhora Kim, eu só vim cuidar dos machucados de Namjoon e já vou ligar para o motorista vir me buscar.

— Claro que não já é tarde, seu pai irá entender depois vou avisar o mesmo ok?

— An...sendo assim, ok!

— Ótimo, depois minha filha te empresta alguma roupa tudo bem? — concordei.

— Ah, e o quarto de visitas está uma bagunça por que pintamos ele hoje mesmo então se você não se importar pode dormir com o Namjoon. — meus olhos se arregalaram e senti meu rosto quente de vergonha.

— Ué ela pode dormir comigo — diz a filha mais nova da familia Kim.

— Não por que o seu ta uma bagunça também e o do Namjoon é mais espaçoso, aconchegante e olha que maravilha a cama dele é de casal irá caber os dois facilmente.

— Por mim tudo bem...— Nam dá de ombros logo fazendo uma pequena careta pelo movimento — Vamos _____! — começa a andar em direção as escadas.

— É...ok, boa noite para vocês! — me curvo e começo a ajudar Namjoon a subir as escadas.

Quando chegamos em seu quarto ele sentou em sua cama resmungando de dor. O quarto dele era realmente muito grande e parecia mesmo aconchegante. Sua cama era de casal e era bem espaçosa, parecia ser muito confortável.

— A caixinha de remédios fica no guarda-roupa — diz e eu abro o mesmo pegando a caixa média com remédios dentro. Me sentei ao seu lado pegando o remédio que eu usaria de dentro da caixa logo colocando o liquido no algodão.

— Se arder me avisa ta? — ele concorda e eu começo a passar o algodão em casa machucados seu. Toda vez que eu passava o algodão em um de seus cortes ele fazia uma careta diferente. — Ta ardendo?

— Um pouco, mas não se preocupe, continue. — e como mandado, continuei. Quando terminei coloquei os curativos em seus cortes e uma pomada em seu hematoma envolta do olho. 

— Pronto — guardei tudo em seu devido lugar e me sentei ao seu lado novamente.

— Obrigado! — solta um sorriso carinhoso e eu retribuo.

— De nada...— respondo e ele olha para minha bolsa confuso.

— Como achou a bolsa? Eu nem lembro onde havia deixado ela antes de ter ido bater em Felix...

— Ah, estava em cima de uns dos sofás da sala.

— Que bom...

— ____ aqui estão as roupas! — irmã de Nam entra no quarto me entregando as roupas.

— Muito obrigada! — sorri agradecida. — É um pijama muito bonito.

— De nada e valeu... — sorriu também logo fechando a porta do quarto.

— É...Namjoon onde é o banheiro?

— Não precisa se trocar lá, coloque o pijama aqui. Eu viro de costas — se virou para a parede e eu fiquei um pouco com vergonha mas mesmo assim aceitei a sua ideia.

Tirei meu vestido logo colocando o pijama que ficou um pouco curto em mim.

— Será que não ficou curto? — Namjoon se vira novamente e analisa o shorts.

— Não...mas se tiver o que tem de mal nisso você vai dormir sua doida! — ri e eu sorrio sem graça.

— Ai ta mas agora falando sério, onde é o banheiro? 

— Nessa porta de frente pro quarto...— aponta para a porta e eu lhe olho indignada recebendo um sorriso divertido dele. Reviro os olhos e vou ao banheiro lavando meu rosto para retirar a maquiagem. Quando acabei voltei para o quarto me deparando com Namjoon já deitado. Dei de ombros e tirei minhas argolas e as guardei na bolsa. Como meu cabelo já estava amarrado apenas o deixei assim.

 Deitei ao lado de Kim e me virei para o lado contrário da dele. Eu estava tão cansada que minha cabeça estava meio pesada e ainda me sentia meio zonza e acho que o álcool não ajudou muito... Eu já estava quase dormindo quando senti os braços do Namjoon cercarem a minha cintura. Abri meus olhos e pude sentir ele se aproximar mais de meu corpo e consegui sentir sua respiração em minha cabeça. Me virei lentamente e ele me encarava. Ficamos com os rostos muito próximos e ele começou a se aproximar mais ainda. Quando dei por mim já estávamos em um beijo lento e calmo. Comecei a massagear seus cabelos enquanto ele fazia o mesmo em minha cintura. O beijo estava maravilhoso mas a falta de ar interrompeu fazendo nós nos separarmos.

Desculpa por não conseguir me controlar quando o assunto é você... 


"Quando o assunto sou eu?"


Notas Finais


Se houve erros me perdoem! Espero que tenha ficado bom e que vocês tenham gostado!💚


Até o próximo capítulo!💌💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...