História You got the best of me (Jikook) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook
Visualizações 90
Palavras 2.381
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bateu uma ideia e resolvi fazer, espero que esteja bom rs
Boa leitura

Capítulo 1 - And who said I want care?


Fanfic / Fanfiction You got the best of me (Jikook) - Capítulo 1 - And who said I want care?


➺ ᴏɴᴇ sʜᴏᴛ ᴶᴵᴷᴼᴼᴷ

чσυ gσт тнε вεѕт σƒ мε

Já estava de manhã quando Jungkook finalmente acordou, ele tinha passado por alguns exames e dormiu cedo no dia anterior. O moreno sofreu um acidente e perdeu a memória, era doloroso para os familiares o verem naquela situação, até que pararam de visitá-lo.

O garoto soltou um suspiro alto e levantou da cama calçando seus chinelos, caminhou até a porta e olhou para os lados do corredor, estaria vazio se não fosse por um garoto loiro sentado em um dos bancos lendo um livro.

Jungkook caminhou em passos lentos até o garoto e deu um breve sorriso ao reconhecer que era seu amigo Jimin.

Jimin era um estagiário do hospital, ajudava a todos que precisavam e desde que conheceu Jungkook sempre gostou dele.

— oi Park — o moreno sorriu se sentando ao lado do loiro que fechou seu livro de imediato

— vejam só se não é o paciente favorito das enfermeiras — Jimin gargalhou alto tombando a cabeça para trás

— eu sou? só das enfermeiras? — Jungkook deixou um biquinho se formar em seus lábios arrancando mais uma gargalhada de Jimin

— sim você é, e não é só das enfermeiras, alguns médicos também gostam de você, eu até diria que você é meu favorito mas não sou médico, apenas um estagiário qualquer — Jimin mordeu os lábios e encarou a parede a sua frente — mas e você, se lembrou de mais alguma coisa?

— eu me lembro de estar com um cara, devia ser alguém importante pra mim, e tínhamos brigado, e então eu saí correndo e depois me lembro do acidente — o moreno abaixou a cabeça e coçou a nuca

— esse cara era seu namorado Jungkook, ele terminou com você, por isso aconteceu a briga — o loiro virou seu rosto e observou os detalhes do rosto do moreno, seus olhos escuros, seu nariz, sua boca, seus dentinhos avantajados, a pinta abaixo do lábio, seu maxilar. Tudo em Jungkook era perfeito, Jimin não entendia como alguém conseguiria terminar com ele.

— eu mereço alguém melhor, sinceramente — o mais alto gargalhou e olhou para o menor que tinha um sorriso enorme no rosto

— você está mais alegre, isso é bom — Jimin se levantou e observou o livro em suas mãos — pegue para você, talvez o ajude — o loiro entregou o livro nas mãos do moreno e passou as mãos no cabelo

— mas é seu, não posso aceitar Park — o garoto observou o mais velho

— é um presente, você merece — o menor se aproximou levantando um pouco seus pés e bagunçou o cabelo de Jungkook — são poucos os pacientes legais desse hospital, a maioria me xinga bastante só por que eu quero ajudar

— quem em sã consciência te xingaria? — Jungkook abriu um sorriso e se aproximou de Jimin e apoiou a mão vazia no ombro do mesmo

— não sei — o menor abaixou a cabeça meio sem jeito — eu não sou tão legal, vai ver por isso

— você é maravilhoso, Park — o moreno abriu um sorriso e afastou sua mão do ombro do loiro

— me chame de Jimin, baby — o mais velho mordeu o lábio inferior e caminhou pelo corredor — soube que vai receber alta hoje, sabe, você já se lembra de bastante coisa então pode seguir com a vida — o loiro deu as costas e virou o corredor saindo da vista do moreno.

*break of time*

Jungkook já estava do lado de fora do hospital com uma pequena mala, avistou Jimin de longe caminhando até seu carro e apenas ficou ali, observando o loiro com uma roupa social, a camisa por dentro da calça, as coxas bem marcadas, tinha um corpo muito bonito e atraente, Jimin passou a mão pelos fios e Jungkook apenas observou eles caírem de volta em seus olhos.

Jimin se virou para Jungkook e abriu um sorriso quando o viu, olhou para os lados e atravessou a rua rapidamente.

— pensei que já tivesse ido para casa — o menor continuava com aquele sorriso lindo nos lábios, Jungkook pôde observar cada detalhe, seus olhinhos diminuídos em dois risquinhos, seu nariz que era extremamente fofo, seu dentinho torto que é um charme, o cabelo era bem hidratado e era num tom loiro muito...sexy

— eu estava indo, mas esqueci de algo e voltei, no caso eu tinha esquecido do livro — Jungkook sorriu meio bobo e coçou a nuca

— quer uma carona? Assim podemos conversar melhor, o que acha? — Jimin mordeu o lábio ansioso pela resposta do mais novo

— eu aceito — Jungkook sorriu e caminhou até o carro de Jimin que se encontrava do outro lado da rua atrás de um Honda, seu carro era uma BMW M6, preto, vidro fumê num tom escuro que quase não dava para enxergar por dentro, rodas de carbono, saídas de ar. Definitivamente era um carro que Jungkook não esperava que Jimin um dia teria.

O loiro destravou o carro e abriu a porta do motorista, entrou e esperou o moreno fazer o mesmo. Assim que colocou seu cinto e colocou a chave na ignição olhou para Jungkook e abriu um sorriso nervoso.

— onde é sua casa? — Jimin perguntou desviando o olhar de Jungkook que abriu um pouco os botões da camisa deixando sua clavícula a mostra

— eu não vou para casa, Park — o loiro pôde escutar o suspiro do outro, e engoliu em seco — eu não tenho mais casa, meus pais me deixaram de lado depois que eu perdi a memória, por que eu voltaria para um lugar onde as pessoas nem sequer se importaram de saber se eu estava bem?

— e vai para onde? — Jimin se recusou em falar algo sobre a família de Jungkook, seus pais realmente o deixaram e não queria piorar a situação

— eu não sei, mas pra lá é que não volto — o mais novo novamente suspirou e encarou o mais velho encolhido no banco

— quer ir pra minha casa? Não pense nada, é só até encontrarmos um lugar pra você — Jimin sorriu sem jeito e coçou a nuca

— é sério? Não vai te incomodar? — Jungkook mordeu seu lábio nervoso

— claro que não, vai ser legal.

Jimin finalmente ligou o carro e seguiu caminho para sua casa, ligou o rádio e por coincidência estava tocando Boyfriend de Justin Bieber. Abriu um sorriso fofo quando olhou para Jungkook, o mesmo estava cantando e mexendo os braços animado.

Assim que chegaram, o loiro tirou a chave da ignição e saiu do carro o travando assim que Jungkook fechou a porta, caminhou pela calçada até a porta de entrada e tirou a chave de seu bolso a colocando na fechadura.

Quando entraram Jungkook ficou impressionado com a beleza do lugar, o piso muito bem cuidado, vasos de flores espalhados pela sala, pinturas penduradas nas paredes, e alguns quadros de sua família na mesa central.

— são seus pais? — Jungkook pegou o quadro e largou a mala no chão

— sim — o menor sorriu e tirou seu casaco

— e quem são esses? — o maior pegou o quadro ao lado, havia Jimin, um homem e uma criança em seus braços

— meu irmão e o filho dele, mas infelizmente eles pararam de falar comigo, todos me deixaram por eu gostar de homens, chega a ser cômico não acha? — Jimin abriu um sorriso sem graça e suspirou

— você nunca tinha me dito isso — Jungkook se aproximou sem graça

— não queria te atrapalhar com a minha vida, que parece boa mas não é, sabe Jungkook, eu era feliz antes de ter me assumido gay, mas aí meus pais ficaram loucos e me expulsaram de casa, e saber que isso aconteceu com você mas por um motivo totalmente diferente me deixa muito mal — Jimin suspirou e encarou as escadas próxima a cozinha — vou mostrar seu quarto

O silêncio se tornou imenso, Jungkook abriu a boca várias vezes mas nenhuma palavra saía, ele queria abraçar Park, queria dizer que ele era incrível e não deveria ficar triste por ser quem ele é, se dependesse de Jungkook, ele daria o mundo a Jimin.

Os passos podiam ser ouvidos, o silêncio estava se tornando sufocante, Jungkook só queria quebrar aquilo. Assim que adentraram o quarto o moreno se lembrou que deixou a mala na sala e deu um tapa na testa fazendo Jimin se virar para ele rapidamente.

— eu esqueci a mala lá embaixo — Jungkook resmungou e encarou o chão

— eu busco pra você, espere aqui, sim?

Não deu tempo de Jungkook responder algo, pois Jimin já havia saído do quarto, olhou em volta e admirou o lugar, cortinas num tom escuro, uma poltrona no canto da parede, e um armário muito curioso.

O moreno mordeu os lábios e se aproximou devagar do local, colocou as mãos na porta e analisou atentamente, abriu devagar e engoliu em seco ao ver brinquedos sexuais em todo o armário.

Havia coleiras, correntes, preservativos, lubrificantes, dildos de todos os tamanhos, orelhas de gatinho e coelhinho e até mesmo roupas femininas. Aquelas coisas não podiam ser de Jimin, não era o Jimin que Jungkook conhecia, o cara do sorriso angelical, das mãozinhas pequenas, da inocência mostrada em seus olhos, aquele era um Jimin diferente.

— Jung-.. — o loiro entrou no quarto e arregalou os olhos ao ver Jungkook olhando seus brinquedos sexuais

— isso tudo é seu? — o maior olhou para trás e encarou os olhos assustados de Jimin

— eu posso explicar — o menor sussurrou e encarou suas mãos sem jeito

— eu posso usar em você? — o sorriso de Jungkook se tornou malicioso e sua expressão mudou completamente

— o q-que? — Jimin ficou com as bochechas vermelhas e se aproximou sem jeito

— eu posso fazer você gozar gemendo meu nome? Posso te foder tão forte a ponto de não lembrar nem o próprio nome? — Jungkook se aproximou ficando a alguns centímetros de Jimin e puxou a cintura do loiro — eu posso, te fazer meu?

— Jungkook o que você está fazendo? — Jimin passou a mão no cabelo e largou a mala no chão

— você mexe com meu psicológico, Park — o moreno mordeu o lábio inferior e passou as duas mãos pela cintura do loiro — por que fez isso comigo em?

— o que eu f-fiz com você? — Jimin engoliu em seco e observou os olhos de Jungkook

— só estar usando essas roupas já mexe comigo, sabe como é triste ver você usando essa calça social que deixa suas coxas bem definidas e sua bunda bem marcada, e não poder tocar? Posso ter perdido a memória mas isso até que foi bom porque agora conheci você, e saiba que vou te fazer meu — Jungkook desceu as mãos até a bunda de Jimin e a apertou com força fazendo o menor arfar

— se quer me fazer seu, por que não para de enrolar e me fode logo? — o loiro resmungou fechando os olhos sentindo as mãos do maior em sua bunda aproveitando da sensação gostosa

— você quer? Mas saiba que não vou ter cuidado — Jungkook sorriu se aproximando do ouvido de Jimin

— e quem disse que quero cuidado? — Jimin puxou o rosto de Jungkook e iniciou um beijo feroz.

O moreno puxou o corpo do loiro para cima fazendo Jimin entrelaçar suas pernas em volta da cintura do maior. Jungkook mordeu o lábio de Jimin com certa força e caminhou até a cama deitando e observando o menor por baixo, nunca imaginou que iria conseguir ter o garoto que sonhou por tanto tempo só para si.

Se ajeitou entre as pernas do loiro e separou o beijo apenas para tirar sua camisa, Jimin observou o abdômen bem definido de Jungkook e sentiu um tesão ainda maior. Tirou sua camisa e levou as mãos até sua calça para desabotoar, o moreno observou tudo já sentindo seu membro ereto. Se levantou da cama e tirou sua calça junto com a cueca deixando Jimin ter uma ótima visão do que ele iria ter dentro de si em alguns minutos.

Jungkook caminhou até o armário e tirou de lá o preservativo e o lubrificante, rasgou o pacote e colocou o preservativo em seu pênis em seguida jogando lubrificante por cima.

— vamos ver se aguenta — o moreno mordeu os lábios e se aproximou da cama se ajeitando, abriu um pouco mais as pernas de Park deixando sua entrada a mostra e aproximou seu falo da mesma esfregando-a na região.

(...)

Os dois se encontravam ofegantes na cama com os cabelos grudados na testa, Jimin encarou Jungkook e soltou um sorrisinho contente, não imaginou que iria transar com seu amigo.

Se levantaram da cama e caminharam até o banheiro, Jungkook observou a marca dos tapas que deixou na bunda de Jimin e sorriu satisfeito.

— agora você é meu, sabe disso não é? — o maior se aproximou da banheira ligando a torneira e olhou para o menor que se encontrava encostado na parede

— eu sou? Só seu? — Jimin entrou na banheira e encarou Jungkook vindo para cima de si

— sim, só meu — o moreno sorriu e se aproximou selando os lábios de Park.

Começaram a lavar o corpo um do outro e vez ou outra começavam um beijo calmo. Saíram do banho e se vestiram, voltaram para a cama e se cobriram, Jungkook abraçou a cintura de Jimin e sorriu bobo.

— você é lindo — o maior sussurrou fechando seus olhos

— você também é lindo, Jungkook — o loiro soltou uma risadinha fofa e também fechou os olhos pegando no sono rapidamente.

Independente das coisas, da distância, do momento, das diferenças. O amor que as pessoas sentem umas pelas outras não muda, a distância pode te impedir de tocar a pessoa mas nunca impede de poder ama-la e fazê-la feliz. O momento as vezes nem sempre é o melhor, você pode se declarar pra pessoa com vários problemas envolvidos e se arrepende, mas vale a pena quando se é recíproco. As diferenças, muitas vezes você pode gostar de uma coisa e a pessoa de outra, mas ainda assim vão estar juntas, como diz aquela frase "os opostos se atraem".

O amor é maravilhoso, mas nem todos sabem valorizar.


Notas Finais


Eu pulei a parte hot porque não ando muito bem, não sei se está bom mas eu achei fofo
Me perdoem qualquer erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...