História You have been warned - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias VIXX
Personagens Hongbin, Hyuk, Ken, Leo, N, Personagens Originais, Ravi
Tags Anjos, Céu, Demonios, Inferno, Vampiros, Vixx
Visualizações 2
Palavras 2.109
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus anjinhos, estou de volta pra alegria de vocês.

Não me matem por favor, sei que estou a um bom tempo sem atualizar essa história mas desculpa, esse capítulo já tinha uma partida pronta quando publiquei o capítulo 6, e até hoje faço alterações nele, já pedi ajuda a vários amigos, mudei muita coisa, e claro, acrescentei muita coisa.

Acho que a partir de hoje essa história toma um caminho diferente, tem muita coisa pra descobrir ainda, então já se preparei.

Tenho que explicar o porque fiquei sem atualizar a fic, tive um grande bloqueio criativo, não era sempre que conseguia escrever algo. Sem falar que tinha perdido um pouco o foco. Parei pra pensar um pouco e me acalmar, sem falar nos problemas que tive e tals, mas o importante é que estou aqui de novo e espero ficar por um bom tempo.

Vou deixar vocês com esse capítulo um tanto quanto especial.

Ps.: Também estava querendo escrever um capítulo com 2 mil pra cima, e pretendo continuar assim.

Capítulo 7 - Capítulo 7: One Way


Fanfic / Fanfiction You have been warned - Capítulo 7 - Capítulo 7: One Way

1:00 A.M

Finalmente os gritos de Leo tinham parado, a cada grito que ele dava e o som de coisas sendo quebradas e a força da chuva aumentava.

Seus gritos eram ensurdecedores...

Era possível imaginar de que modo ele se encontrará e como deveria estar seu quarto, a força da tempestade deixava claro isso, tão forte que cortará a anergia por completo da casa, até mesmo os geradores de emergência.

2:25 A.M

Já se passava das 2 da manhã, ainda era possível escutar um choro baixo.

Então o silêncio se fez presente!

Depois de alguns minutos o silêncio da casa é rompido por passos vindos da escada. Os degraus rangendo a cada mínimo movimento, todos se entreolharam, logo depois deixando sua atenção cair sobre a silhueta apoiada ao corrimão, só era possível ver a sombra de seu corpo desenhado minimamente pelas velas que iluminavam boa parte da escada.

- Preciso de alguém para me ajudar a limpar o quarto... *disse baixo, tão baixo que poderia ser confundido com uma criança assustada pedindo para dormir ao lado dos pais*

- Eu posso ajudar? *Amber. se controlava ao máximo para não ir até ele, ele precisava de tempo*

Sua resposta foi um aceno de cabeça indicando que não...

Mesmo que fosse uma coisa tão pequena aquilo machucava o coração de Amber, ver ele nesse estado e não poder ajudar era difícil para a jovem.

- Nós vamos, Leo! *respondeu os cinco rapazes em uníssono, Leo deu meia volta na escada e voltou para seu quarto, logo atrás cada um seguiu seus passos indo para o mesmo cômodo que se encontrava o moreno*

3:47 A.M

Amber se encontrava deitada no sofá da grande sala, ela não tinha sono e só conseguiria dormir depois de saber do estado de Leo, seus pensamentos foram interrompidos pelas risadas dos cinco adentrando a sala, os mesmos se calaram ao ver a que a jovem ainda estava ali.

Ela se levantou em um pulo, ficou de frente a eles, cruzou seus braços como se estivesse esperando alguma resposta deles, olhou cada um nos olhos. Nem um movimento ou gesto recebeu deles, respirou fundo, olhou para o chão e logo depois voltou a olhar eles, mas não era com o mesmo olhar de antes, era um olhar diferente, jamais vistos.

Tão intenso, davam a impressão de que comeria suas entranhas com você ainda vivo...

- Quem vai me responder?! *disse ríspida cobrando uma resposta satisfatória* -Vocês sabem o que eu quero saber... Minha paciência está acabando, para o bem dos cinco espero que me respondam, o mais rápido possível!

Todos engoliram em seco com seu tom de voz, se entreolharam esperando que alguém falasse algo...

Uma mão é levantada, todos olharam para o dono dela, Hyuk!

Os demais suspiraram aliviados, porém ainda receosos. O mais novo se encolheu um pouco com tamanha atenção recebida, respirou fundo e encarou Amber, ele se amaldiçoava por tal ato.

Ao encarar a mesma, olhou em seus olhos, eles não estavam como de costume, era possível ver toda sua raiva. Nesse momento todos os boatos de que um anjo poderia mudar caso a pessoa que ele protege seja ferida ou machucada, de algum modo acabará de ser confirmados.

E-ele pediu para que você não fosse ao quarto dele ou atrás do mesmo... *disso o jovem com a voz vacilante, porque ele fora repetir o que Leo disse, agora ele via a raiva aumentar nos olhos de sua noona*

- Ele não quer que você o veja nesse estado... Mas noona, seria melhor que você fosse lá. Mesmo que ele não queira admitir ele precisa de você... *disse ele tentando manter uma postura firme diante aquela situação, o medo corria por suas veias, mas logo foi interrompido pelo pequeno sorriso que se formava nos lábios de Amber*

- Certo... *Amber passou entre os cinco rapazes e subiu em disparada para o quarto de Leo*

Ela estava a alguns passos da porta de seu quarto, respirou fundo, tocou a maçaneta para abrir a mesma, antes que pudesse abrir a porta a mesma foi aberta bruscamente. Revelando um rapaz alto e pálido, com nariz e olhos vermelhos e inchados.

Ver aquela cena, doía tanto em seu coração...

- Eu disse que não queria que viesse aqui... *disse ele um pouco rouco*

- Não me importo! *Amber o empurrou para dentro do quarto, fechou a porta com força e foi até o mesmo*

Leo a olhava confuso, nunca vira ela assim mas sentia em seu coração que aquilo era a pior cena de sua vida...

Ele se sentia estranho com o jeito que ela o olhava, parecia um formigamento. Talvez, talvez, ele estivesse com medo dela.

 Respirou fundo e tentou manter sua postura diante da menor. Porém foi falha sua tentativa, toda sua postura foi quebrada enquanto estava olhando Amber tirar sua roupa lentamente.

Ele respirou fundo ao ver Amber completamente nua a sua frente, seu coração estava disparado e ele suava frio a vela de tal modo.

Nunca achou que veria a jovem de tal modo, mesmo que fosse um grande desejo poder ter ser corpo desnudo sobre os toques de suas mãos.

- Suas roupas ainda tem sangue... *se aproximou dele e tocou o peito do maior ainda coberto pela camisa suja, subiu o olhar se deparando com os olhos brilhantes e vidrados de Leo sobre si*

Amber empurrou o mesmo, lhe fazendo sentar na cama, começou a retirar toda sua roupa, deixando ele nu, igual a ela.

Após os dois estarem completamente nus, Amber segurou sua mão e o guiou até o banheiro, assim que entraram no banheiro, Amber ligou a torneira deixando a água quente encher a banheira, grande o suficiente para ambos.

Assim que a banheira encheu, desligou a torneira e os dois entraram.

Leo se mantém de cabeça baixa, desde que ela ela o fez sentar na cama, naquele momento ele só tinha duas opções olhar para Amber ou encarar seus joelhos.

Vendo aquela cena, Amber viu apenas uma saída, se aproximou lentamente do maior, ficou entre suas pernas, deslizou suas mãos por desde suas pernas até seu pescoço.

De algum modo, ela sabia cada ponto sensível de seu corpo, era como se já tivesse perdido dias procurando cada um deles.

Levou sua mão até a nuca do maior o trazendo para perto de si, deixou que ele repousasse sua cabeça sobre seu ombro e seio esquerdo.

- Está escutando? *Leo negou com cabeça* -Respire fundo e limpe sua mente... *assim como pedido ele fez* -Agora você ouve? *ele assentiu*

- P-por quê está aqui? *falou vacilante visivelmente afetado por escutar o coração de Amber bater tão rápido e forte*

- Estou aqui por você... Só por você...


*FlashBack On*

- Estou aqui por você... Só por você. *ela olhou no fundo dos meus olhos e deu seu melhor sorriso, mesmo que estivéssemos naquela situação* Eu sempre vou estar ao seu lado! Você sabe disso, né?

Confirmei com a cabeça, ela me fazia tão bem, isso era tão bom.

- Eu te amo! Eu te amo tanto! Você é tudo na minha vida, não sei o que aconteceria comigo se não tivesse você ao meu lado... Você foi a única pessoa que não sofreu por estar ao meu lado. *disso tudo aquilo no meio de lágrimas e soluços que deixava escapar sem medo algum* -Você é a única coisa que me mantém firme, sem você ao meu lado eu já teria me entregado a ele...

Abracei ela o mais forte que pôde, não queria ficar nunca mais longe dela.

- EU TE AMO... EU T...

*FlashBack On*


- EU TE AMO... EU TE AMO, VOCÊ É TUDO PRA MIM! *gritava Leo enquanto chorava e apertava Amber cada vez mais compra seu corpo*

A jovem se mantia estática com a situação, ele não sabia o que fazer, aquilo era mais do que ela imaginava encontrar, aquelas palavras eram tão reais para ela, como se um dia ela já tenha escutado elas antes.

Mesmo sem saber como lidar com a situação em que se encontrará, Amber sabia o que precisava fazer. Não poderia ver Leo daquele jeito, ela sentou em seu colo com uma perna em cada lado de seu corpo, entrelaçou as mesmas em sua cintura e afundou no peito do maior.

Para Leo foi uma imensa surpresa ver como a menor se encaixaram tão bem em seus braços, tão bem que até o fazia ter mais lembranças. Ele sabia que já ficará assim com alguém, seu amor, só não sabia quem era esse amor...

No meio de tudo aquilo, ela parecia tão pequena e indefesa mas era ele que era o fraco.

Em tão pouco tempo e com pouco contato, ele já encontrou tudo que sempre procurou em diversas meninas, porém em todas elas faltava talvez o mais importante, ser a pessoa certa.

Saber que ela estará ali, com ele e para ele, a tornava mais especial do que ainda era.

Depois de alguns minutos os dois já tinham tomado seus banhos mas ainda continuavam na banheira, não se encontravam mais abraçados como antes, agora, eles só aproveitavam a presença um do outro.

4:15 A.M

O sol estava para aparecer, todos naquela mansão já dormia, menos uma pessoa. Amber, ainda se encontrava acordada, sentada em uma cadeira na varanda, ela deixava com que a brisa invadisse o quarto e levasse consigo todo o tormento de seu protegido.

Mesmo em uma noite fria como aquela, seu corpo queimava, sua pele adquiria um brilho intenso porém incapaz de incomodar o sono de Leo, seus olhos vidrados no céu. O que ela tanto olhava? Ainda mais com aquela expressão indecifrável?!


AMBER P.O.Vs On

- Por favor me diga o que fazer... Estou muito confusa sobre ele, tenho medo de fazer algo que possa causar algum mal a ele...

Como eu poderia proteger ele sem ao menos o conhecer direito. O mais estranho era saber em meu coração o que deveria fazer mas eu não sabia por que fazer aquilo... Parecia que eu e ele já tivemos algo, antes, é como se eu o conhecesse tão bem.

- Não tenha medo, você sabe o que fazer, e sempre fará o melhor... Confiamos em você!

Esses pensamentos invadem minha mente... Então pelo jeito estou indo no caminho certo!

- Obrigada! *olho os primeiros raios de sol surgir no horizonte*

Tenho que dormir um pouco...

AMBER P.O.Vs Off


Amber voltou para o quarto, se deitou ao lado de Leo e ficou a lhe observar dormir.

Já fazia alguns minutos que Leo tinha acordado, olhou para os lados e não encontrou Amber, só a viu quando olhou em direção a varanda do quarto, sorrio fraco e voltou a se deitar, na tentativa de voltar a dormir. Ao sentir Amber se deitar na cama, resolveu deixar seu sono de lado.

-Está tudo bem? *disse Leo com a voz sonolenta e ainda de olhos fechados, depois de um certo tempo abriu os olhos lentamente se deparando com suas orbes castanho claro puxando para o mel, se apoiou no cotovelo e lhe encarou, ele mantinha um olhar preocupado em sua face*

-Agora sim! *respondeu Amber, sorriu largo e puxo Leo para cima de si* -Gostei muito de sentir nossas peles juntas... Você é quentinho!

Ela estaria tentando trocar de assunto ou só dizendo a verdade?

Para Leo, ver essa cena era uma perdição, ela parecia tão meiga e doce, tão manhosa, manhosa de um jeito que ele nunca vira antes.

Era o jeito dela! Um jeito só dela, que com tão pouco já fazia com que todo seu corpo arrepiasse. Se ela falasse mais alguma coisa com esse tom de voz ele poderia perder facilmente seu controle.

Talvez, ela tenha mesmo trocado de assunto sem que ele tenha notado... Mas se ela acha que conseguiria esconder algo dele, está muito enganada.

-Por quê só veio agora pra cama? *disse Leo com um tom sério enquanto acariciava suas costas*

-Não conseguia dormir... Estava preocupada com você. *disse ela enquanto afundava em meio seus braços*

Leo sorriu com a resposta, não esperava porém não poderia pedir algo melhor. Apertou ela mais em seus braços, e depois de um tempo acabaram por adormecer novamente.

O resto de seu dia foi como o de costume, Leo cuidando dos "negócios" junto com os outros cinco rapazes, Amber aproveitando seu tempo para descobrir algo sobre Leo e os outros.

E é nesse ritmo que se passaram 5 meses, já completaram cinco meses desde a primeira noite de Amber nessa mansão, para uma garota com menos de 18 anos tudo aquilo poderia ser muito, mas no meio de tantos acontecimentos trágicos só uma coisa poderia melhorar toda a situação, a presença de Leo, cada dia mais o "relacionamento" entre eles ficava mais forte.

Tão forte que começara a incomodar o nome daquele que não deve ser dito.

Nesse tempo que ela vem passando na mansão, também descobriu bastante coisa sobre os cinco rapazes e o que trouxera cada um deles até aquele lugar. O que mais lhe surpreenderá, era saber que todos eles um dia também já foram guardiões, o mesmo que Amber se tornara ao completar seu décimo oitava aniversário.


Notas Finais


Iai? O que acharam?!

Pessoal de verdade, gostaria muito de ter o feedback de vocês, ele tanto serve como inspiração pra novos capítulo como motivação.

Mas de qualquer jeito, sou muito grata a todxs que lêem essa história e as outras de tenho.

Desculpa qualquer erro, juro que tento fazer o meu melhor. Obrigada mais uma vez e até a próxima.

Bjs 😜😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...