História You helped me (Jung Hoseok) BTS - Capítulo 1


Escrita por: e Misaki-7221

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Personagens Originais
Visualizações 50
Palavras 1.525
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Agora sim. A fanfic vai começar a ser lançada, ainda não tenho dias certos.. Mas serão dois a três capítulos por semana... espero que gostem desse projeto novo e...

Boa leitura^^

Capítulo 1 - Um quase recomeço


   De bruços na cama, de cara no travesseiro, o som da chuva, e o complemento de todas as noites, que estava sempre comigo. O choro.

   Lembrando de momentos em que eu vivi, que realmente me fizeram sentir viva, momentos com quem eu amava, que estavam comigo quando eu precisava, e que sem nem mesmo uma despedida, foram embora. Pra sempre.

   Como todas as noites, em meio meus pensamentos e lágrimas, durmo, fazendo do meu sonho pela vigésima vez, uma lembrança do pior momento da minha vida.

   Acordando mais uma vez no meio da noite, com os olhos inchados de chorar e as olheiras acumuladas de todas as noites mal dormidas por mim.

   Pego o celular e vejo notificações do meu psicólogo, não dou bola e retiro a notificação da tela inicial. Olho a hora e ainda eram 03:27 da madrugada, me levanto e vou até o banheiro.

   Chegando no mesmo, ligo a luz, vou em direção ao espelho, olho nos meus olhos através daquele pedaço de vidro e me vejo mais uma vez a chorar, olhar para mim mesma estava tão difícil quando ouvir minha própria voz.

   Ligo a torneira e enchendo minhas mãos com água, jogo em minha cara com a intenção de ajudar a melhorar a aparência, tudo tão complicado, uma coisa poderia dar certo, não é?!

   Eu via que já não ia mais conseguir dormir, eu nunca conseguia, e a água gelada me acordou mais ainda. Então saindo do banheiro fui até a cozinha e abrindo a geladeira naquele mesmo ritual de sempre, esperar a geladeira escolher algo pra você, quando ao menos tem algo na mesma...

   Fecho a geladeira e vou até um dos balcões, abro o mesmo e pego uma torrada seca que tinha por ali.

   Depois de comer aquela torrada sem ter o apetite necessário pra acabar aquilo, volto para meu quarto, mas agora pegando a mala de cima do guarda-roupas, e guardando tudo o que dava.

   Eram 05:00 da manhã quando ouço meu celular tocar, pego o mesmo e vejo que era meu psicólogo. Então atendo.

[Ligação ON]

   -Está tudo bem?-Ele pergunta com ar de preocupado.-

   -Está sim, eu preciso falar com o senhor. Teria tempo hoje?

   -Claro, mas amanhã seria sua consulta. Não quer esperar até amanhã?

   -O senhor vai me entender quando me ouvir. Que horas posso ir até aí?

   -Acho que as 08:00 da manhã não terá ninguém aqui.

   -Estarei aí então. Até mais.-desligo.-

[Ligação OFF]

   Aproveito o fato de estar com o celular na mão e vou ver as mensagens. Tinha apenas a do psicólogo e a de HyunSoo, uma colega da faculdade com quem eu estava fazendo meu trabalho.

   Na mensagem dizia:

[Mensagem ON]

   -Você vem hoje? Eu sei que está doente mas precisamos fazer o trabalho.(04:52)

   -Ah me desculpa, mas... Você pode me encontrar na lanchonete da faculdade hoje? Eu não vou ir na aula de novo mas preciso falar com você, se não for pedir muito. (05:04)

   -Se for antes da aula, tudo bem pra mim. Que horas pode ser? (05:04)

   -Por mim seria agora, mas ainda não está aberto... Hmmm pode ser as 06:00? Este horário já estão abrindo.(05:05)

   -Pode ser, vou aproveitar pra tomar um banho, até lá.-Ela diz e aparenta não ficar mais online. -

[Mensagem OFF]

   Termino de arrumar a mala e tomo um banho também, afinal o dia seria longo.

   Depois de sair do banho passo uma maquiagem apenas de preparamento de pele. Coloco uma calça jeans e uma camisa xadrez um pouco maior que o meu tamanho. Uma bota de cano curto preta e pronto.

   Saio para fora de casa sentindo o vendo forte e gelado bater em meu rosto. Eu sabia que iria passar frio, mas estava com preguiça de trocar de roupa, e eu ia ir caminhando, logo me esquentava.

   No meio do caminho vi uma daquelas pistas de caminhada ou ciclistas, que ficam geralmente no acostamento da estrada, então decido dar uma corridinha, já que já eram quase 6:00 horas.

   Quase na chegada da faculdade, um grupo de mais de 5 pessoas passa correndo, eles estavam indo rápido, então logo passaram de mim. Mas dois dos homens ficaram para trás. Aparentemente tinham mais de 30 anos, e não pareciam muito confiáveis.

   Eles vão desacelerando a velocidade dos passos até eu chegar até eles, passo por eles e os mesmos começam a correr ao meu lado.

   -Tudo bem moça? -Fala um dos senhores correndo ao meu lado.-

   -Aonde está indo? Quantos anos você tem?-pergunta o outro homem.-

   Eu acelero a velocidade que corro e eles fazem o mesmo, ficando ao meu lado mais uma vez.

    -Não fuja de nós, não vamos fazer nada que não goste.-Fala debochando e rindo fraco. Eu ignoro ficando cada vez com mais receio.-

   -avisto minha faculdade próxima, começo a correr mais rápido falhando novamente, eles continuaram me seguindo.-O que gosta de fazer, tem tempo livre para hoje a noite?

   -Podemos sair pra beber.-Diz quando chegamos na faculdade, parando em minha frente e segurando meu pulso impedindo com que eu passasse.-

   -SAI DAQ...-digo tirando a mão dele de mim mas antes de eu terminar um homem alto e aparentemente bastante bravo me interrompe.-

   -Vocês dois aqui de novo? Eu já não disse para vocês deixarem as estudantes em paz? A próxima vez eu vou denunciar.-Ele diz calando a boca dos senhores.-

   -E quem você pensa que é para dizer algo.-É... Parece que não calou não.-

   -Eu posso não ser nada, mas a polícia faz tudo por mim, aliás... tem dois seguranças ali, quer que eu os chame?-Diz apontando para os seguranças.-

   -Não. Nós já estávamos de saída.-dizem se retirando com cara de emburrado.-

   Depois dos homens saírem eu entro para a faculdade mas sou parada pelo homem que me ajudou.

   -Não vai ao menos agradecer?-Segura me pulso.-

   -Eu não pedi para você fazer nada.-Me viro para ele.-

   -Eu não precisava que você me pedisse. Depois quando não fazemos nada para ajudar nos chamam de ignorante, mas quando ajudamos por conta própria não somos agradecidos.-Revira os olhos rindo soprado mostrando suas covinhas facilmente visíveis.-

   -Está se comparando a eles segurando meu pulso assim, se queria um Obrigado... -faço reverência.- Obrigado.-Me levanto.- Agora me solta que eu também sei os poderes dos seguranças, e sei também que tem dois ali.-Ele olha para a sua mão e me solta.- Vou indo.

   Sigo em frente e vou para o andar da lanchonete, já Estava atrasada. Também, depois de todo esse tempo perdido.

   Chego no andar e fico parada na escada. Passo os olhos em todas as mesas para ver se achava HyunSoo... Mas aparentemente ela não estava ali.

   Olho para trás e vejo HyunSoo chegando praticamente sem fôlego, aposto estava correndo...

   -Por que estava corren...?

   -Aaah S/N... Me desculpe o atraso, eu acabei dormindo no ônibus e perdi meu ponto de parada... Ainda da tempo de conversamos, não vá embora não. Vamos conversar...-Diz com a mão no peito e a outra segurando meu braço nos levando para uma mesa.-

   -Eu também estou atrasada, cheguei agora. Não precisava se desculpar.-Digo rindo fraco enquanto vejo ela tomar o seu segundo copo de água por um bebedouro disponibilizado no meio da praça de alimentação.-

   -Me sinto mais calma, pensei que você estava indo embora, já estava até nas escadas.-rimos.-

   Eu nego com a cabeça rindo baixo e ela olha o celular que estava tocando.

   Ela desliga o mesmo e guarda-o na bolsa.

   -Temos 15 minutos. É o suficiente?-Coloca os braços encima da mesa.-

   -Mais do que suficiente... Vamos ser breves.-Sorrio.-

   -Pode falar.

   -Como você sabe, eu estou passando por muitos momentos difíceis ultimamente... E essa cidade não me ajuda a dispensar esses momentos, ela me trás lembranças horríveis. E então decidi me mudar, e amanhã já estou indo para a outra cidade, um recomeço discreto, não quero que minha idéia de mudança seja estragada fácil.

   -Ah... Vou sentir sua falta, mas já que vai ser melhor pra você, eu concordo... espero que seja feliz na sua nova cidade.-Pega minha mão e fica brincando com meus dedos.- Aliás... Vai para onde?-Olha para mim.-

   -Jeju... Acho a cidade bastante calma.-sorrio.-

   -Boa escolha... As vezes eu vou pra lá, acho um bom lugar pra relaxar.-Ri também.-

   -Bom... Agora sobre o trabalho...

   -Não se preocupa, ele não é tão trabalhoso esse trabalho, e o melhor. Vou ficar com toda a nota sozinha.-ri.-

   -Ai gente. Eu vou sentir muito a sua falta, apesar de não nos falarmos muito eu sinto que se continuássemos assim íamos longe.-sorrio.-

   -Existem amizades a distância. E provavelmente eu vou pra lá. Nos vamos continuar nos vendo não se preocupe.-Sorri.-

   -Assim espero... bom eu vou indo, tenho muita coisa pra resolver sobre a mudança, e tenho só até amanhã.

   -se levanta e vem ao meu lado.- Boa viagem e que todos os seus planos dêem certo.-Me abraça.- Agora eu vou indo por que estou atrasada pra aula.-Fala baixo no meu ouvido, ainda me abraçando.-Fuii.-Diz pegando a bolsa na outra cadeira e saindo rápido dali.-

    É... só falta algumas horas pra eu recomeçar, como eu disse antes... Um recomeço discreto, não quero que a minha chegada cause muito escândalo e eu acabe com a minha felicidade fácil.

Continua?!...


Notas Finais


Espero que tenham gostado... Até o próximo❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...