1. Spirit Fanfics >
  2. You in Me ( Jinsoo and Kooksoo) >
  3. New 6

História You in Me ( Jinsoo and Kooksoo) - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - New 6


Hospital estava lotado, tinha muito sangue no chão e muita gente chorando e muitos médicos ocupados. Tento ligar para a Jennie e só dar caixa postal, quando ela saiu do trabalho?. Respiro fundo tentando manter a calma até que vejo o amigo do Jin, acho que era Jungkook o nome, foi assim que a Jennie o chamou, vou até o mesmo em meio a confusão que estava tendo naquele hospital.

─ Jungkook? Jungkook?

Chamo o mesmo duas vezes, ele estava com um jaleco branco e uma roupa azul escuro que indicava que já era médico e cirurgião respiro fundo olhando o mesmo, ele finalmente me nota e parece ficar confuso o porque eu lhe chamei mas ele veio até mim.

─ Jisoo né? Desculpe mas eu estou bastante ocupado para um café

Ele fala tentando parecer calmo para mim.

─ Não, não é isso, minha amiga.. Acho que ela estar em algum dos trens que se chocaram, ela me ligou pedindo socorro e eu estou em desespero.

Falo sentindo as lágrimas descendo perder a Jennie ou alguma pessoa que eu amo seria o pior pesadelo da minha vida

─ Eu estou indo para ambulância, para socorrer feridos no local, você pode vim junto caso encontrarmos sua amiga

Logo ele me dar uma roupa específica para esse tipo de atendimento, não tenho tempo para me trocar e logo entro na ambulância junto a ele e logo ela começa a andar, pareço calma para todos mas estou desesperada, coloco as luvas, e coloco a máscara. Estava apenas eu e Jungkook na ambulância, olho a roupa que tinha que usar, era um azul claro. Olho para Jungkook e logo ele entende e se vira, suspiro tirando a blusa e a calça visto a roupa e coloco a máscara.

─ Pronto..

Aviso a Jungkook que ele pode já se virar normalmente. Logo chegamos ao local, saiu da ambulância e vejo aquela confusão tinha muitas pessoas feridas e algumas sacolas pretas com corpos dentro. Sinto um enjôo na barriga, suspiro e pego a maleta de primeiros socorros meio avançada, tinha álcool e bisturi, tudo necessário para um desastre em massa. Olho ao redor vendo muitas crianças chorando e machucadas e mulheres, tinha poucos homens machucados, até que vejo um médico, cabelo sedosos, pele muito clara e usando um óculos redondo e com costas exuberantes, era Jin, ele estava encima de uma garota fazendo a massagem de reanimação, a garota tinha cabelos castanhos escuros e uma roupa da Chanel, aquela garota bonita, é a Jennie, Pera..

─ Aí meu Deus, Jennie!!!!!

Grito em direção da mesma, penso que os paramédicos vão me parar por não ser médica, mas eles apenas me olham como se um fosse uma médica, que por acaso estou vestida igual uma. As lágrimas já estavam alagando a rua, minha Jennie estava esfalecida, branca e fria, estava morta.

─ Não, por favor.. você não Jennie, por favor, volta.. POR FAVOR!!!

Grito o mais alto que posso, até que Jin fala que o pulso dela voltou e sai de cima dela, e abraço Jennie como se estivesse quase perdido uma filha, choro como nunca chorei, antes, nunca chorei na frente de pessoas só quando era bebê.

─ Jisoo, solte ela, ela tem múltiplos ferimentos e alguns até graves.

Jin fala me soltando de Jennie e segura minha mao, fazendo carinho na mesma com seu dedão.

─ O que ela tem? Vai precisar de cirurgia? Eu quero ir com você, por favor...

Ele apenas respira fundo e não diz nada, os paramédicos a pegam e colocam na maca, e colocam uma pulseira vermelha nela que indica emergência. Jin pega na minha mão e me leva até os feridos, tinha milhões de pessoas machucadas, algumas com corte na testa, braço, perna. Não era grave, Jin me vira fazendo eu olhar para ele.

─ Quero que se acalme, vou cuidar bem da Jennie, prometo a você, quero que fique aqui e cuide dos feridos, isso te ensinaram na faculdade, vou te manter informada, prometo.

Ele vem até mim e congelo em meu lugar, ele segura meu rosto e beija minha testa, sinto seu lábio quente tocar na minha pele e logo ele some da minha vista. Vejo uma mulher com um corte na testa e outra na perna.

─ Olá, eu sou a médica Kim Jisoo, eu vou tratar dos seus cortes okay?

Falo calma, mas por dentro minha preocupação era enorme com a Jennie. Porque Jin não me deixou ir junto a ela? Será que é tão grave assim?. Saiu dos meus pensamentos quando a moça grita é me assusto parando de costurar seu corte.

─ O que houve senhora?

A mesma nega com a cabeça dando sinal que estava bem, suspiro continuando e quando acabo os paramédicos a leva para fazer exames mais profundo para não deixar nada em branco, até que alguém esbarra em mim me fazendo cair e vejo várias coisas cirúrgicas jogadas no chão,uma garota vem até mim parecendo estar muito culpada pelo o que fez.

─ Aí meu Deus, me perdoa, eu não vi você, me desculpa eu sou um desastre humano, nem sei como quero ser médica, eu machuco as pessoas, e começo a tagalerar igual uma louca, igual estou fazendo agora me desculpa, sou Nayeon.

Começo a sorrir pela sua fofura então a ajudo a pegar as coisas e colocar dentro da maleta.

─ Sou Jisoo, é um prazer conhecer você, aonde estava indo nessa rapidez?

─ Obrigada, estava indo para o hospital estão precisando de mais médicos lá, estou indo na ambulância quer vim junto?

Sorriu dizendo sim, e logo entramos na ambulância, quando chegamos, tinha muitas pessoas em macas, Nayeon some da minha vista e vou atrás da Jennie. Saindo do elevador encontro Jungkook que tinha acabado de avaliar um paciente.

─ Jungkook? Você sabe da Jennie? Ela ainda estar em cirurgia? Ela está bem?

O mesmo me olha e logo sorrir assim me acalmando, ele me leva até o quarto aonde ela está e estava o Jin preenchendo um formulário.

─ Agradeça ao Jin, ele que salvou a vida dela, tenho que ir.

Jungkook fala e logo sai, olho para Jennie estava respirando atrás de aparelhos e o Jin me olhava meio sério, sorriu largo e vou até ele e o abraço, ele se assusta mas apenas passa a mão nas minhas costas.

─ Muito obrigada, não sei nem como lhe agradecer, você é incrível

Dou um beijo em sua bochecha e o mesmo fica vermelho e sorrir de lado.

─ Ocorreu tudo maravilhoso na cirurgia, ela teve duas paradas cardíacas por perder muito sangue em seus cortes, mas ela está bem, tem atividade cerebral então tudo okay, ela só vai poder ser liberada daqui de 1 semana, está respirando com ajuda de aparelhos porque ela deve estar exausta foi 3 horas de cirurgia, ela teve que fazer muito esforço pra ficar viva, chame a família.

Antes que pudesse responder algo ele some, suspiro e vou até Jennie, as lágrimas cai do meu rosto descontroladamente e aperto a mão de Jennie.

Lisa e Rosé e Minho, estavam com a Jennie no quarto, tive que sair para poder tomar um banho, estava no apartamento sozinha no caso. Visto uma roupa de frio e vou até a porta abro a mesma e saiu do apartamento. Atravesso a rua decide ir caminhando até o hospital, engordei demais nesses dias preciso perder peso para manter o corpo em forma. Chegando ao hospital antes de entrar, vou até um trailer que vende café, quando chego peço um chocolate quente pra viagem, abro minha bolsa e quando vou pagar alguém já estava pagando por mim e pega meu chocolate, olho para a pessoa sem entender e quando se vira era Jin.

─ Posso pagar um chocolate quente para você?

─ Já está pagando. ─ Falo sorrindo.

─ Jennie está em ótimas mãos acho que você precisa de um descanso, venha comigo..

Ele pega na minha mão e me leva até o parque que estávamos hoje de manhã, nenhum momento ele soltou minha mão aquilo me deixou nervosa mas tava tudo bem, gostava do seu toque.

─ Você namora?

Nossa, fui direta demais.

─ Não, acho que namoro e o amor só atrapalham, então não, quero ficar financeiramente bem, aí sim posso pensar em namoro ou até amar, por mais que eu não acredite no amor em um cônjuge.

Ele me olha de canto de olho e sorriu, fico incrédula, como ele não pode acreditar no amor? Suspiro irritada mas permaneço calada, passamos pelo os brinquedos até que vejo um pula pula, sei que já sou velha demais para isso, mas eles são muito legais.

─ Jin, vem vamos brincar..

Puxo o mesmo antes que ele processe sua resposta, tiro minha bota ficando apenas de meia e ele olha para mim.

─ Não acha isso muito infantil Jisoo? Você já tem 25 anos, está velha demais para isso.

─ Não tem problema, voltar a ser criança apenas uma noite.

Ele tira seu tênis revirando os olhos, entramos e começo a pular que nem uma louca, mas estava feliz e muito sorridente, ele olhava para mim com um sorriso bobo mas não pulava, pego na sua camisa fazendo ele pular, ele pulava relutante até que se entregar a diversão. Éramos dois patetas rindo que nem loucos no pula pula até que ele se desequilibra e cai e vejo aquela cena e riu muito, sinto dor de barriga só de rir, até que ele puxa meu pé e caiu do seu lado e somos dois rindo até a barriga doer, olho para ele e já não estava mais rindo estava sério olhando para a minha boca e meu olhar acaba indo parar na boca dele, sua respiração pareceu ficar ofegante o mesmo se aproxima e fico sem reação.


Notas Finais


Decide colocar todos os capítulos que contém no Wattpad, são poucas visualizações mas o pouco já é muito para mim, eu amo vocês moranguinhos❤🍓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...