1. Spirit Fanfics >
  2. You love despite wanting to hate me, right ?! >
  3. Capítulo 19

História You love despite wanting to hate me, right ?! - Capítulo 19


Escrita por:


Capítulo 19 - Capítulo 19


-Mas vocês virão ela fazer coisas com a Gina? Eu só lembro de espalharem que a Cho inventou algo de Gina, e a ela foi pra cima da Cho sem motivos, só por causa de uma invenção para verem elas brigarem. 

-E você acha que a Gina perderia o tempo dela batendo na Cho por causa de uma mentira? A Gina tirou satisfação com a Cho antes de partir para cima dela.? - perguntou Hermione. 

-A Gina pode ser meio louca e agressiva, mas ela bate em ninguém sem motivo. Eu conheço a minha irmã. - falou Rony 

-Se a Cho fez isso, quero ouvir dela. - falou Harry. 

-Ah sim e você acha mesmo que a Cho iria admitir que fez tal ato? Só um bobo acreditaria nisso. - falou Rony. 

-Viu? Ela só admitiria se ela tivesse feito. 

-Ah Harry, chega né. Estou perdendo a paciência já. - falou Hermione. 

Após a fala de Hermione, o moreno preferiu não falar mais nada, pois sabia que a Cho não era aquela pessoa que falavam e não queria bater boca com os seus amigos outra vez, e sem contar que a morena sem paciência era um dragão, pois ela não perdoa ninguém nesses momentos, e o moreno como já sofreu com essa fúria, não iria arriscar a sua vida novamente. 

O resto do dia foi tranquilo, terminaram se organizar para verem como iriam entrar em Hogwarts. Quando deu 22hs, o trio se mantou para Hogsmeade e ao chegarem lá, assonou um alarme como se tivessem plantado uma armadilha para eles. E tentaram se esconder, porém apareceu uns Comensais da Morte procurando-os só que não acharam, eles estavam atrás de uma mesa e bem na hora que um dos Comensais foi olhar, o alarme assonou novamente e saíram gritando “Potter”.  

-Foi por pouco – falou quase num sussurro Rony. 

Hermione olhou se a barra estava limpa e levantaram-se para correr, chegaram num portão, porém estava trancado, e foi ai que uma porta se abriu do lado deles. 

-Potter, entre, depressa! 

Os três obedeceram sem hesitar, não sabiam onde estavam, mas havia uma luz, era uma vela. Era um bar sujo com piso forrado de serragem do Cabeça de Javali. Dava para ouvir uns gritos de fora, era dos Comensais, após os gritos irem sessando, apareceu uma figura grande com cabeleira e a barba grisalhas e grossas, seus olhos eram azuis e penetrantes. Ele se parecia com Dumbledore, então Harry se pronunciou: 

-Você é o Aberforth? - como resposta, o homem só olhou e foi buscar algo.  

-Irmão de Dumbledore? - desta vez foi Hermione. 

Ao voltar, Aberforth trouxe comida e bebida para os três, que se atacaram de uma vez só, como se não comessem a tempo. 

- Certo precisamos pensar em uma maneira de tirá-los daqui. - falou o Aberforth falou sério. 

-Não vamos embora, precisamos entrar em Hogwarts. - falou Harry. 

-Não seja tolo, moleque.  

-Temos que entrar. 

-O que você quer fazer em Hogwarts? - disse Aberfoth. 

-Dumbledore nos deixou uma tarefa. - Aberfoth riu.  

-Deixou, foi? Uma tarefa boa, espero? Agradável? Fácil?  

-Fácil não, mas... - Harry estava nervoso, pois precisava entrar em Hogwarts, e os seus amigos apenas observavam. 

-Ah vai aproveitar o resto de vida que você tem garoto. 

-Não posso ir embora. Tenho uma tarefa... - Harry persistiu. - Dumbledore confiou em mim. 

Naquele instante Aberfoth e Harry pareciam que estavam trocando palavras que pareciam um implicar com outro, por causa de Alvo, Hermione e Rony se entreolharam, não sabiam se deviam se meter, mas até o momento que Harry s exaltou e jogou na cara sobre desistir e que não deixaria de confiar em Alvo por causa de uma implicância de irmão, o mais velho se cansou daquilo e falou: 

-Só existe um modo de entrar agora. Vocês devem saber que bloquearam todas as antigas passagens secretas dos dois lados, há dementadores em torno de todos os muros divisórios, patrulhas regulares dentro da escola, segundo informaram minhas fontes. - então Aberfoth deu um sinal com os olhos para o retrato de sua irmã Adriana que começou a andar. 

Não demorou muito quando ela estava voltando e tinha alguém com ela, tentaram enxergar, mas quando quadro abriu viram quem era. 

-Neville. - falou os três em conjunto.  

-Eu sabia que você viria! Eu disse ao Simas que era questão de tempo! - falou Neville. 

-O que aconteceu com você? - perguntou Rony. 

-Quê? Isso? - ele apontou para os ferimentos. - Isso não é nada, Simas está pior. Você verá. Vamos andando então? - falou o moreno. - Ah, Aberfoth, talvez haja mais umas duas pessoas a caminho. 

-Mais duas pessoas? Como assim, Longbottom? - disse Aberfoth. 

-Elas irão aparatar no seu bar, e quando chegarem mande pela passagem, por favor? - Aberfoth assentiu com uma cara nenhum pouco agradável. 

Neville então ajudou os amigos a subirem no túnel para seguirem o caminho e assim fizeram, o caminho era longo e Neville tinha feito “Lumos” para enxergarem. Demoraram um pouco para chegarem e foram conversando durante o percurso. Quando chegaram Neville abriu a porta falou alto: 

-Vejam quem está aqui! Eu não disse a vocês? 

Naquele momento todos ficaram feliz e gritavam “Harry”, “Potter”, “Hermione” e “Rony”, foram recebidos com abraços e sorrisos, e então Neville pediu calma e afastou um pouco o pessoal. Foi ai que Harry olhou para todos e percebeu que não tinha uma ruiva ali, mas preferiu ficar quieto e pedir ajuda pro pessoal. 

-Onde estamos? - questionou Harry. 

-Sala Precisa. 

-Mas achei... - foi a vez de Rony. 

-Sim, a Gina mencionou o salão que é do lado dessa, ficamos aqui quando precisamos fugir dos Comensais que querem nos incomodar. - falou Neville. 

-Eles não podem encontrar vocês? - perguntou Harry. 

-Não - falou Simas. 

Harry então assentiu, mas antes de pensar em falar algo, Neville continuou. 

-Que bom que vieram, estávamos planejando derrubar os irmãos Corrow e alguns Comensais 

-A Gina disse e que precisavam de ajuda para terminar com os seguranças da frente. - falou Hermione 

-Sim, a segurança na frente está bem reforçada, aumentaram o número agora que souberam do Harry em Hogsmeade. 

Harry sentiu a pressão de olhares em cima dele, mas preferiu trocar o assunto e começou a falar da horcrux que faltava, e após explicar, Luna sugeriu que era o diadema de Rowena Ravenclaw, conversara sobre como iriam pega-la, e Luna disse que levaria até Sala Comunal da Corvinal. Ao chegarem lá, a loira revolveu a charada para entrar, e quando entraram, viram Minerva e um dos irmãos Carrow brigando e até que ele cuspiu na professora, e a mesma antes de revidar, apareceu Harry que estava d’baixo da capa da invisibilidade com Luna para não serem pegos, escoltou um feitiço que fez o Comensal da Morte cair e morrer, Minerva ficou muito feliz em vê-lo que o abraçou, mas mandou voltar para d’baixo da capa para não ser visto, mesmo não sabendo o motivo de estar ali.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...