1. Spirit Fanfics >
  2. You love despite wanting to hate me, right ?! >
  3. Capítulo 22

História You love despite wanting to hate me, right ?! - Capítulo 22


Escrita por:


Capítulo 22 - Capítulo 22


Ao chegar na sala de Dumbledore, Harry começou a chorar, ver aquelas pessoas mortas por sua causa era de doer o coração, ele sentia que tudo estava dando errado, começou com a história de terminar com a sua ruiva, depois a dela e Dino, que fez o moreno partir para outra, a briga entre ele e seus amigos, a carta de Gina, a guerra e agora os mortos. O moreno não conseguia aguentar tudo aquilo, ele precisava que alguém o abraçasse naquele momento, precisava de um consolo, um colo, pois precisava ser frágil por alguns minutos, pois ser o herói que todos confiam e acreditam é duro para ele. Então moreno se levantou e foi fazer o que tinha que fazer, pois acreditava que não era momento de sofrer e sim de lutar. Ao chegar na penseira e largou as lágrimas de Snape e entrou para ver. 

-Trouxe uma água para vocês. - falou Neville com uma jarra e copos que pegou da cozinha. 

-Ah obrigada querido. - falou Molly com os olhos molhados e o rosto vermelho ainda pelo choro, passou a mão no rosto do moreno e lhe deu um sorriso. 

-Não precisava, Neville. - Arthur falou segurando os ombros de sua esposa. 

-Capaz, vocês estão precisando ainda mais diante da situação. - falou o moreno com um pequeno sorriso como se tivesse transmitindo um consolo através dele para a família Weasley. 

Aquele momento estava sendo tenso para eles, Rony não conseguiu ficar ali e se retirou, era duro para ele, e Hermione foi atrás para calmar o ruivo. Gui estava sentando num banco com um olhar perdido de quem não acreditara no que aconteceu, Fluer estava do seu lado abraçando ele e fazendo carinho em seus cabelos, já Percy estava sentado no chão, com uma mão na boca olhando para Jorge e na sua outra mão continha seus óculos, já Fred estava ali junto ao corpo de seu irmão, não conseguia se afastar para nada, nem para beber água, já Molly e Arthur estavam em pé olhando tudo com Neville ao lado deles, já Gina estava sentada ao outro lado do corpo segurando a mão do irmão que estava no chão e a outra estava no ombro de Fred que parecia que ia morrer de tanto chorar, não tinha como culpado, a doer era horrível e ele foi seu irmão gêmeo, aprontavam juntos sempre, eram os Weasley que mais zoavam Hogwarts, e o mesmo não conseguia imaginar sua vida sem seu parceiro. 

Harry tinha acabado de ver as memórias de Snape, e ele continuava a chorar ainda mais, ele culpou o professor até o último por estar do outro lado, e ele foi criado para morrer, a dor que sentia não cabia no peito, ele planejou toda a sua vida, ter uma mulher ao seu lado e ter uma família, poder viver sem o Lord das Trevas naquele mundo, mas tudo parecia ir pelo buraco. O moreno não queria morrer, queria viver a vida planejada e até quem sabe ele e Gina serem essa família que ele tanto desejava. Mas o que o moreno tinha a perder? Já perdeu tudo, seu amor, seus amigos, só restava terminar com aquilo da maneira certa. 

O moreno levantou-se e limpou o rosto, e saiu daquela sala, começou a se dirigir pra fora do Castelo, e no meio do percurso encontrou Hermione e Rony abraçados, a morena consolava o ruivo por causa da morte do irmão, ao virem o moreno levantaram-se. 

-Onde você estava? - perguntou Hermione. 

-Na sala de Dumbledore. 

-E o que vamos fazer agora? - perguntou Rony. 

-Irei encontra-lo, vocês matem a cobra e terminem com ele. 

-Você está louco? - perguntou o ruivo. 

-Você está se matando assim. - falou Hermione. 

-Eu sei, mas é a única maneira de proteger a todos. 

-Não é não. - falou Rony e Hermione juntos. 

Harry apenas ficou em silêncio e suspirou e antes de continuar o caminho, Hermione o abraçou e falou: 

-Não faça isso, Harry. Você tem que viver, se não por você, por nós. 

Ainda em silêncio, viu o ruivo assentir concordando com a morena, seus olhos ainda estavam vermelhos, mas tentava transmitir apoio ao moreno, realmente aqueles eram seus amigos, ele tinha que agradecer a Merlin por dar amigos como eles. Após o abraço continuou o caminho até a floresta proibida, e ia pensando sobre a atitude que tomou, ele esperava que desse tudo certo para o mundo bruxo. Faltava alguns metros para chegar ao Voldemort, Harry suspirou bem fundo e pediu que sua família estivesse com ele naquele momento, e então apareceu ‘’fantasmas’’ de sua família, de Remu e Sirius, ah como ele sentia falta de seu professor e seu padrinho. Ele não falou nada apenas sorriu ao vê-los ali, então tomou coragem que não tinha naquele momento e foi até o Voldemort. 

Rony voltou a sua família e viram que já tinha retirado o corpo do irmão dali, Fred ainda parecia estar chorando, enquanto o resto da família tentava acalma-lo, Gina estava sentada respirando fundo num canto, e foi naquele momento que Rony achou melhor ficar com a irmã, então foi até a mesma e sentou-se do lado da mesma na escada. 

-Oi. - falou o ruivo, fazendo a mesma tirar as mãos do rosto vermelho por causa do choro, mas cheio de sardas que ainda bem chamativas. 

-Oi Rony. - falou tentando sorrir pro irmão. 

-Como você está? 

-Você ainda pergunta? 

-Não estou me referindo a morte do Fred e nem nada, e sim sobre você. 

-Eu não sei, sinto o meu psicológico está detonado de todas as formas possíveis. 

-Você tem motivos para isso, muita coisa vem acontecendo contigo, e eu sei o quanto você se faz de forte, mas aceite que está aguentando. - após aquelas palavras, Gina começou a chorar novamente. 

-Eu não posso... Rony, o mundo está caindo a minha volta, e eu aqui chorando... 

Rony não disse nada, apenas abraçou a irmã, sabia o quanto ela estava aguentando por todos, mas ninguém estava ali para ajudá-la a segurar as pontas, Rony e Gui eram os únicos que sabiam que ela fazia de tudo para não parecer que precisasse de ajuda, mas era dessa maneira que ela demonstrava que precisava sim, e eles sabiam como fazer isso, abraça-la e ficar em silêncio.  

Gui viu a cena de longe, então se aproximou e sentou-se do outro lado da irmã e colocou a mão em seu ombro para transmitir forças. Gui fora sempre o irmão que Gina era mais próxima que sabia de tudo, foi o primeiro a saber dos sentimentos da irmã por Harry, foi ele que fez ela entrar no time de Quadribol, já que ela estava insegura, a mesma não mostrava isso para qualquer um, apenas para seu irmão, e ele sempre estava ali por ela. Assim que a mesma parou de chorar, largou o irmão e limpou o rosto, e deu um suspiro, e se pronunciou: 

-Vocês são os melhores irmãos que eu poderia ter. - falou ela com um sorriso para os dois. 

-Carlinhos, Percy, Fred e Jorge ficaram com ciúmes. - Gui falou no modo brincalhão dele. 

-Que fiquem, poderei me gabar agora por algo. - falou Rony, que fez os irmãos rirem. 

Aquele momento foi necessário para os três, não apenas para Gina, eles precisavam rir um pouco, ainda mais com que tudo que estava acontecendo. Não sabiam por quantas horas ficariam ali brincando entre eles, que não perceberam que tinha uma multidão chegando em Hogwarts, e todos estavam de pé, menos eles. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...