História You Love Hurts Me - Jenlisa - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, EXO, TWICE
Personagens Dahyun, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jihyo, Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Jong-in (Kai), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Mina, Momo, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Sana, Tzuyu
Tags Blackpink, Chaeso, Jenlisa, Jennie, Jisoo, Lisa, Rose
Visualizações 99
Palavras 2.222
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Comédia, Crossover, Ecchi, Fluffy, LGBT, Poesias, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cap curtinho só por postar msm :b

Capítulo 12 - Chapter Eleven


Fanfic / Fanfiction You Love Hurts Me - Jenlisa - Capítulo 12 - Chapter Eleven

Lalisa Manoban POV

– Se você quiser mesmo dormir na minha cama – Digo pela segunda vez – vai ter que tomar um banho. Você está com cheiro de balada e olha que estávamos em uma festa beneficente

Jennie apenas olha para mim com as sobrancelhas arqueadas. Acabamos de chegar da festa, Chaeyoung levou Jisoo para sua própria casa porque a morena não estava em plenas condições mentais de ao menos saber o próprio nome. Se ela estava bêbada antes, não imagino agora. Jennie também não está lá muita coisa.

– Lisaaa – Diz Jennie se deitando no sofá e fechando os olhos.

– Anda logo Jennie Kim

– Por que nós viemos mais cedo? Por que não viemos com minha mãe e Laysa?

– Porque se você e Jisoo continuassem bebendo, nós nunca iríamos sair de lá

– Mas estava tão divertido, Lisa… 

Olho para ela com as mãos apoiadas na cintura. Da maneira como parece meiga dormindo, nem parece que está bêbada, mas não posso deixá-la assim, amanhã ela provavelmente vai abordar com a pior ressaca da vida e quero poder cuidar dela. 

– Sorte sua que sou um amor de pessoa – Murmuro a mim mesma.

A pego pelos braços e a puxo, mas a garota insiste em continuar ali. 

– Vem logo, Jennie – Digo fazendo esforço para tirar a morena do sofá. – Não me obrigue a ir te arrastando pelo chão

Jennie ri, uma risada meio fora de si, como se nem soubesse do que está rindo.

Suspiro

– Me ajuda, Baby Jen

A garota abre um dos olhos e me fita com o semblante repleto de sono. 

– Não quero ir andando, estou cansada – Ela diz voltando a fechar os olhos – Pode ir me arrastando pelo chão se quiser

Ponho as mãos na cintura, como a pose de mãe quando a filha diz algo idiota. De repente eu sou a responsável aqui? Sempre soube, não me admira.

Tento puxar ela pelos braços de novo e dessa vez ela meio que cede. Passo seus braços em volta do meu pescoço e ela passa as pernas em volta da minha cintura. Vou carregando Jennie como um verdadeiro bebê até o banheiro.

Depois de passar água no rosto, Jennie meio que "acorda para a vida"

– Vou lá pegar uma toalha e roupas para você, okay? – Digo

Jennie faz um sinal afirmativo com a cabeça e começa a tirar o vestido. Fico completamente corada e saio do banheiro no mesmo instante.

Vou até o quarto de Jennie e ponho sua toalha em cima do meu ombro, depois procuro uma roupa confortável para ela vestir

Quando volto para o banheiroo escuto a água caindo e entro. Quando abro percebo que Jennie não fechou a porta do box, então ela está bem a vista. Quase tenho um ataque e deixo as coisas caírem. Vou andando à passos largos e puxo a porta de vidro para que eu não possa vê-la.

– Jennie, sua roupa está em cima da tampa do vaso. – Digo botando a toalha em cima da porta do box.

– Lisa – Diz a menina do outro lado da porta, com a voz grogue ainda. Claro, acho que embora não pareça, o cérebro de Jennie está em uma luta para entender o que está acontecendo à sua volta. Vou tentar não deixar ela beber tanto da próxima vez. – Fica aqui

Já estou com a mão na maçaneta quando escuto isso, e me viro com o cenho cerrado.

– Por que?

– Porque eu não estou me sentindo bem, e se eu cair de cara no chão e não tiver ninguém aqui para me socorrer? 

– Uau, isso é uma coisa muito plausível para alguém tão bêbada

– Meu cérebro funciona bem até com o álcool

– Aham – Digo indo me sentar na tampa do vaso – Okay, eu fico aqui. Mas só para garantir que quando você cair no chão vai ter alguém para te socorrer

Escuto a morena soltar uma risada nasal e rio também.

– Você nunca vai sair daí, não? – Pergunto. Jennie já está ali faz tempo, será que morreu ali dentro e eu não percebi?

– Ah, a água está tão boa…

– Você não estava com sono?

– Eu estou. Teria problema em eu dormir aqui? 

Rio enquanto reviro os olhos.

– Não vou nem responder à essa pergunta, saia logo daí Jennie Kim.

Após alguns segundos Jennie desliga o chuveiro e de repente abre a porta de vidro, como se fosse normal ela se mostrar assim para mim. Gente, o que tá acontecendo aqui?

Levo a mão aos olhos imediatamente, com rosto provavelmente da cor de um tomate.

– Meu corpo é tão feio assim para você sequer querer olhar para ele? – Pergunta Jennie com aquela voz grogue.

– Não é nada disso – Mas não tiro as mãos dos olhos.

– Então olho para mim

Hesito um pouco, mas mesmo assim não tiro a mão. Ouço ela suspirar.

Já estou achando que ela desistiu disso quando sinto a sua mão sobre a minha, tentando tirar ela de cima dos meus olhos.

– Lisa, me ajude a vestir a roupa, por favor?

Respiro fundo e tiro a mão dos olhos, mas mesmo assim evito olhar muito para ela. Não por motivos como eu achar o corpo dela feio… longe disso… mas amanhã ela não vai se lembrar de nada disso, e eu simplesmente acho que seria errado. Pego a toalha e envolvo seu corpo com ela. Começo secando os seus cabelos escuross lindos, aqueles fios sedosos que se eu pudesse, ficaria acariciando o dia todo. Depois passo para os ombros e…

– Preciso secar tudo? 

Ela dá um sorrisinho malicioso e pega a toalha da minha mão, terminando de se secar.

– Estou bêbada, mas consigo mexer meus braços, apenas queria que você me secasse por que sim

Vejo ela rindo enquanto termina de se secar e eu apenas quero enfiar a minha cabeça em algum buraco.

Ela terminou de se secar e botou a calcinha. 

– Agora você me ajuda com o resto

– Você não acabou de dizer que consegue mexer seus braços? 

– Consigo, mas quero que você faça isso, ué

– Não é um bom motivo

– Por favor Lisaaaa, eu quero dormir logo

Mano, a desgraçada fez beicinho! BEICINHO! E depois eu que sou a criança!

Suspiro e pego sua blusa de manga longa, já botando pela cabeça dela. Vou abaixando a blusa, passando a borda por seus seios e abdômen. Engulo em seco.

Pego sua calça e a ajuda a se vestir, assim que ela já está vestida ela se apoia em mim e fecha os olhos.

– Me ajuda, né Jennie – Murmuro

– Eu estou muito cansada… – Ela diz praticamente dormindo em cima de mim

A pego no colo da mesma forma que antes, e ela já passa suas pernas em volta da minha cintura. Vou carregando Jennie com dificuldade, por causa do sono e do cansaço, até seu quarto e a deito em sua cama com cuidado, logo a cobrindo.

Vou para o meu quarto e pego minha toalha e uma muda de roupas qualquer que eu acho confortável.

...

Embora eu tenha reclamado de Jennie, acho que demorei mais do que ela no banho.

Saio e ouço o som do carro da Nari lá fora. Que bom que elas já chegaram, sei que minha mãe nunca foi muito de gostar desse tipo de festa, se bem que esses tempos na Coreia mudou bastante ela. Ela chega a estar melhor em coreano do que eu. Solto uma risada nasal com esse pensamento e entro no quarto de Jennie.

Me deito ao seu lado e me cubro também. 

Me viro para o lado contrário ao seu e logo sinto suas mãos envolverem a minha cintura.

– Não estava dormindo? – Murmuro 

– Eu estou 

Sorrio e fecho os olhos, não demoro a dormir.

(...)

Quando acordo, Jennie ainda está com os braços envolvendo minha cintura. Não estou vendo seu rosto, mas sei que ela provavelmente está em um sono pesado, e não quero acordar ela. Então apenas me desloco um pouco para poder pegar o meu celular em cima do criado mudo e vejo as mensagens de Chaeyoung


Pasta Rosa💜: Como está a Jendeukie?

Pasta Rosa💜: Pq a srta Jisoo aqui tá terrível

Pasta Rosa💜: Acho que ela não lembrou que teria uma ressaca desgraçada hoje quando bebeu ontem 

Me: kssksks A Jennie também não tá lá essas coisas

Me: Mas ela não acordou ainda então não sei

Pasta Rosa💜: Jisoo acordou agr a pouco e o mal humor dela já tá do tamanho do mundo

Me: Ksksks boa sorte ae

Pasta Rosa💜: Akaka Pra vc tbm Lalice

Desligo o celular e o ponho em cima do criado mundo novamente, quando escuto Jennie fazendo um barulho ao meu lado

– Lisa… – Ela murmura – Acho que minha cabeça está explodindo.

– Não é para menos – Digo me virando para ela.

A garota está com os olhos cerrados e uma expressão explícita de dor. Mordo o lábio.

– Vou pegar um remédio de dor para você – Digo me levantando

Sinto a mão dela agarrar meu pulso, impedindo que eu saia

– Fica por favor…

– Eu vou só pegar um remédio para você. – Digo com um sorriso – Te garanto

Saio de seu aperto em meu pulso e vou o mais rápido que posso pegar o remédio que está no seu lugar de costume. Passo pelo quarto da minha mãe e vejo que a porta ainda está trancada, sinal de que ela ainda está dormindo. Será que eu vou ser a única pessoa que não vai estar de ressaca hoje?

Volto para o quarto e encontro Jennie olhando para o teto, com uma expressão engraçada

– Pensando no que, Baby Jen? – Pergunto, deixando o copo em cima do criado mudo e tirando um comprimido.

– Sobre ontem… – Ela olha para mim abruptamente, e começa a sorrir de uma forma estranhamente engraçada – E sobre o banho.

Coro violentamente. Aaaaaaah, eu pensei que ela não lembraria dessa droga! Como é possível?! A garota estava bêbada! Quase caindo pelos cantos da casa! Vejo ela rir da minha reação exagerada

– Tudo bem Lisa – Ela diz recuperando o fôlego depois de rir tanto – Não conto à ninguém

A forma como ela diz isso faz parecer que aconteceram muito mais coisas do que realmente aconteceram. 

Solto uma risada nasal e lhe entrego o comprimido. Ela se senta para tomar o remédio e volta a deitar, agora voltando à expressão de dor.

Este remédio tem um efeito bastante forte, então sabia que que ela iria dormir tão rápido assim. A vejo entrando no mundo de Morfeu cada vez mais rápido enquanto eu acaricio seu couro cabeludo. Já disse que poderia ficar fazendo carinho nesse cabelo o dia todo? Não percebo quando um sorriso involuntária brinca em meus lábios. 

– Eu sou realmente sou muito boiola por essa garota… – Murmuro à mim mesma.

(Play Beautiful 'Bazzy Feat. Camila Cabello')

Não consigo entender meu extremo afeto por Jennie mesmo após tudo o que passamos. Não menti quando disse que meu amor por ela nunca deixou de existir, mas também não signifique que eu esqueci o passado, que deixei tudo para trás. Ainda tenho recordações terríveis do que me tornei depois que perdi Jennie, dos tempos em que até Jungkook passou a ser me inimigo. Na minha cabeça, todos a quem eu amava iriam me abandonar, o que não é exatamente mentira. Um dia meus pais irão morrer, meu irmão vai para uma faculdade distante… Um dia todos se vão, mas depois eu entendidi a conviver com isso, nada dura para sempre, embora às vezes podemos não querer isso, sabemos que é verdade. Tudo vai, e há certas coisas e pessoas que nunca poderão ser substituídas, e eu nunca pensaria nisso, nunca nem cogitei em trocar Jennie, ela sempre vai possuir uma parte do meu coração inteiramente para ela, e ela não precisa se preocupar em perder esse espaço porque ela faz parte de quem eu sou agora, assim como todos que eu amo. Nenhum deles nunca vai me deixar de verdade, amenos que eu queira deixá-los e eu não quero. Nunca vou deixar de pensar em meus pais, nunca vou perder contato com meu irmão, mesmo que Jisoo, Chaeyoung e eu possamos ir para faculdades diferentes, elas vão sempre possuir esse espaço de melhores amigas, independente da distância. Mas Jennie é um caso à parte, por causa dos meus sentimentos conflitantes em relação a ela, fica difícil saber o que seremos daqui para a frente se um dia eu tiver que dar adeus para ela novamente. Espero que esse momento nunca chegue, e se um dia acontecer, nunca vou esquecer a maneira como nossos lábios de encaixam de forma perfeita, de como ver seus fios de cabelo entre meus dedos me fazem sentir que eu tenho tudo o que preciso, de como sentir o cheiro dela me dá paz e de como apenas em ouvir ela me chamando de "Lili" eu sei que eu posso passar o resto do dia inteiro feliz, nunca vou esquecer do meu amor por ela e nem ela do meu, e sei disso verdadeiramente porque não vamos nos separar. O que foi feito para estar junto não é separado com facilidade e eu sei que daria tudo de mim por ela e tenho certeza de que ela daria tudo de si por mim

A abraço, botando uma de minhas mãos em sua cintura e a outra na parte de trás da sua cabeça, de forma protetora, de forma a tê-la apenas para mim. Apenas minha. Apenas minha Nini.

– Eu amo muito você… – Murmuro, mesmo sabendo que ela não ouviria

Fecho os olhos e apenas deixo o seu cheiro doce invadir as minhas narinas

(Off Beautiful 'Bazzy Feat. Camila Cabello')



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...